Sábado, 9 de Dezembro de 2017
Transplantes de orgãos: assassínios «científicos»?
 

  

 Do blog «A Media Illuminati», alojado em blogspot, transcrevemos, com a devida vénia, o seguinte texto sobre a colheita e transplante de orgãos humanos do dador ao receptor:


«Recomendamos um excelente livro sobre este assunto da visão da Nova Ordem Mundial sobre a morte, e a coleta de órgãos em corpos humanos. Os dois autores são cristãos e fizeram uma excelente pesquisa. O título é Unholy Sacrificies of the New Age, de Paul de Parrie e Mary Pride, publicado pela Crossway Books, em 1988.»

 

«Para conhecer o ponto de vista da Nova Era, procure encontrar a revista Omni, volume 9, de setembro de 1987. Em um artigo intitulado "Redefining Death: Last Right's." Prepare-se para ficar chocado e enojado.»

 

«Em um breve resumo, a proposição da Nova Era sobre os transplantes de órgãos é muito simples: eles querem viver indefinidamente. Até que a medicina consiga "resolver" o 'problema' da morte física, o único modo concebível de viver indefinidamente são os Transplantes de Órgãos. Assim, a pesquisa médica, que opera com verbas gigantescas concedidas pelos governos e por empresas privadas, injeta milhões de dólares na pesquisa sobre os transplantes. O sucesso tem sido fenomenal, e muitas pessoas estão vivas hoje por causa deste recurso recente da medicina.»

 

«No entanto, o sucesso tem um preço. Esse procedimento se tornou tão popular, tão amplamente utilizado, que existe hoje uma demanda muito maior por órgãos humanos para transplantes do que doadores disponíveis. Essa situação acarretou uma grande elevação no preço dos órgãos. Além disso, alguns órgãos parecem muito difíceis de se obter.»

 


«Neste ponto, o espírito empreendedor do povo americano entra em cena, acoplado com muita ganância e nenhuma consciência da parte dos médicos e enfermeiros. Trabalhando em segredo, os médicos de muitos hospitais estão literalmente declarando que suas vítimas estão com morte cerebral ou algum outro tipo de 'morte' e estão literalmente colhendo seus órgãos. Veja uma parte desse artigo publicado na Omni

 

"Deitado de frente, respirando ritmicamente, R. H., de 1,86m e 75 kg é um belo homem. "No entanto, ao mesmo tempo em que alguém possa estar admirando a estrutura física desse homem, os cirurgiões perfuram a pele e os músculos de seu peito, inserem um instrumento elétrico cortante e começam a rasgar a carne. Surpreendentemente, sai pouco sangue, mas há certo atropelo na sala de cirurgia quando oito médicos metem suas mãos no cadáver, trabalhando rapidamente para desconectar os órgãos dos vasos sangüíneos... À medida que cada órgão é removido, é cuidadosamente embalado em uma bolsa refrigerada e levado apressadamente para transporte por um helicóptero que já está com os motores ligados, para ser entregue em algum lugar distante, a outra equipe de cirurgiões especializados em transplantes. Finalmente, após os principais órgãos terem sido removidos, um cirurgião de cabelos loiros do Centro Médico Presbiteriano de Colúmbia, em Nova York... diz ao anestesista para desligar o respirador e desconectar todos os fios." [pág. 60].»

 

«Obviamente, o paciente morre imediatamente e seu corpo é removido. Mais tarde, uma Declaração de Óbito fajuta é emitida pelo hospital, mencionando alguma causa de morte que parece plausível. Isto é muito similar ao que aconteceu na Alemanha nazista do início dos anos 30 até o início dos anos 40! Quando o Estado envolveu-se com mortes na Alemanha, os médicos ousadamente passaram a matar as pessoas que eles mesmos declaravam que eram "vidas indignas de serem vividas". Após a vítima ter sido morta, eles emitiam uma Declaração de Óbito. Logicamente, um ingrediente presente nos EUA hoje é que essa mesma mentalidade está acoplada com a cobiça, já que muito dinheiro pode ser ganho com esse negócio de coleta de órgãos humanos. Não se engane neste ponto; a Nova Ordem Mundial é um retorno planejado ao nazismo com todos seus horrores, exceto que o sistema será global, não deixando nenhum país 'neutro' para onde você possa fugir.»

 

(O Plano das Seis Etapas para a Mudança do Comportamento, Do blog «A Media Illuminati», alojado em blogspot)

 

 

Alguns dizem que estas objeções não colhem porque derivam de uma corrente claramente minoritária que se opõe ao progresso científico. Mas a «corrente claramente minoritária» só o é porque é alvo de censura quotidiana nos grandes midia. A TV não permite aos opositores dos transplantes de orgãos ou das vacinas - que são em muito maior número e profundidade de argumentos do que imaginas - aparecerem no ecrã e serem vistos e ouvidos por milhões de pessoas. Vivemos numa falsa democracia em que a perversa elite illuminati de multimilionários, políticos e catedráticos esconde a verdade sobre os aspectos nazistas da medicina que hoje se pratica.

 

 www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 21:53
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


posts recentes

Júpiter em 2º de Sagitári...

Vacinação ou o fascismo m...

17-19 November 2018: Mars...

17-19 de Novembro de 2018...

Equívocos no manual «Como...

Áreas 9º-10º de Touro, 26...

«Dicionário de Filosofia ...

Os filósofos, os astrónom...

Neptuno em 13º de Peixes:...

Equívocos nos manuais da ...

arquivos

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

tags

todas as tags

favoritos

Teste de filosofia do 11º...

Pequenas reflexões de Ab...

Suicídios de pilotos de a...

David Icke: a sexualidade...

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds