Quarta-feira, 16 de Outubro de 2019
Breves reflexões de Setembro e Outubro de 2019

 

A UNIVERSIDADE PORTUGUESA NÃO É NEUTRA, ESTÁ AO SERVIÇO DA ALTA BURGUESIA E DO PRESTÍGIO IMERECIDO DE ALGUNS CATEDRÁTICOS. Nas universidades portuguesas e europeias não se põe em causa a vacinação, que o professor Tissot, investigador francês  classificou de inoculação da fase crónica da doença. Também não é permitido investigar história social por parâmetros astronómicos (astrologia histórica). No entanto os factos histórico-astronómicos gritam contra o dogmatismo erróneo dos catedráticos: em 25 de Abril de 1983, com Júpiter em 9º do signo de Sagitário, o PS de Mário Soares vence as eleições legislativas em Portugal; em 1 de Outubro de 1995, com Júpiter em 10º do signo de Sagitário, o PS de António Guterres  vence as eleições legislativas em Portugal; em 6 de Outubro de 2019, com Júpiter em 18º-19º do signo de Sagitário, o PS de António Costa vence as eleições legislativas em Portugal.

 

Ignorando estes factos, a universidade e a sociedade em geral vivem sob  um subreptício fascismo epistémico. Os catedráticos e mestres de filosofia, história, sociologia, medicina? Um bando de «aristocratas» arrogantes, que temem ser postos em causa e censuram as teorias e teóricos que se lhes opõem! Os colunistas da televisão e dos jornais como Miguel Sousa Tavares, José Pacheco Pereira, José Manuel Fernandes, José Miguel Júdice, Paulo Portas, João Miguel Tavares, José António Saraiva, Boaventura Sousa Santos e os astrólogos de presença televisiva como Paulo Cardoso, Luís Resina, Cristina Candeias, Helena Avelar? Ignorantes de história astronómica e social e cúmplices do fascismo epistémico! 

 

UMA MAIORIA DE IMIGRANTES NO CONCELHO DE ODEMIRA (MAIS DE 50% DA POPULAÇÃO JÁ ) RETIRA IDENTIDADE AO ALENTEJO? Segundo um amigo meu, do Bloco de Esquerda, sim, retira. Há israelitas, franceses, alemães e outros que compram casa em Odemira e aí se instalam vivendo das suas reformas ou de investimentos. Depois há os outros, os proletários. Os imigrantes da Tailândia são muito pacíficos, trabalham nas estufas de framboesas, mirtilos, morangos, explorados pelos angariadores que podem meter ao bolso 3 euros de cada 6 euros que o imigrante ganharia, supostamente à hora. «O problema é com os indianos. Vieram trabalhar sem trazer as mulheres, estão longos meses em Odemira e juntam-se à noite em grandes grupos que vão observar e incomodar as mulheres que saem a fazer compras em supermercados.»

 

O governo socialista de António Costa, o PAN, o PEV, o PCP , o BE, o Livre, o MAS, o PCTP-MRPP e outros e os partidos da direita PSD e CDS atacam a classe operária portuguesa com a política de portas abertas à imigração. Esta é, no essencial, a invasão da Europa pelo islamismo. Do CDS ao Bloco de Esquerda e ao PCP todos estes partidos, em especial o PS e o PSD são diferentes rostos da Élite Mundial dos Illuminati, a alta Maçonaria que promove a destruição dos Estados nacionais através da emigração, da ideologia de género, do federalismo, da dívida pública ao FMI ou a consórcios de bancos internacionais. Resta um partido não controlado, de momento, pelos Illuminati: o Chega, de André Ventura que diz umas verdades que todos silenciam. Portugal está em risco de afundamento: a luta é entre os patriotas e os partidos de direita, centro e esquerda agentes do imperialismo estrangeiro, de George Soros e do Clube de Bilderberg.

 

OSCILO ENTRE O EROTISMO E O OROTISMO. Viver só é uma fonte de erotismo alimentado pela imaginação. Então peco e, logo a seguir, oro a Deus, em penitência e louvor. Do erotismo ( de Eros, o deus do Amor, da Atração Sexual) transito ao «orotismo» ( De orar, oração, que é um erotismo espiritualizado, sublimado). Há o erótico e o orótico...e ambos parecem ter a ver com a visão: óptica.

 

SINCRONISMO ONTOFONÉTICO. De 11 a 13 de Outubro de 2019, as ideias de ALEX, ASAS, ANJO, PEDRA e BAFOMET estão em destaque: no dia 11, a banda «ANJOS» (evoca: ASAS) dá um concerto no festival Patrimónios do Sul, na cidade de Beja, um incêndio florestal arrasa 3000 hectares junto a Los ANGELES (em português: ANJOS) e causa 2 mortos, morre o primeiro cosmonauta russo, ALEXEI Leonov (30 de Maio de 1934); no dia 12, passam 144 anos sobre o nascimento na Inglaterra do aristocrata ALEISTER (evoca: ALEX) CROWLEY ( CROW significa CORVO e evoca ASAS), um adorador de Lúcifer sob várias formas entre elas a do Bode com seios de mulher e ASAS NEGRAS chamado BAFOMET, o cantor João PEDRO Pais (evoca: PEDRA) dá um concerto na cidade de Beja; no dia 13, a SAUDADE, Associação de Salvaguarda do Património Imaterial da Portuguesia, com sede em Vila Nova da Barquinha, junto ao Rio Tejo, realiza a consagração da PEDRA Fundamental e formaliza a Escritura Notarial de Fundação, evocando, subliminarmente ou não,a data de 13 de Outubro de 1307, em que os templários franceses, adoradores do BAFOMET, o demónio andrógino de ASAS NEGRAS, e banqueiros da Europa medieval, foram presos à ordem dos senescais do rei Filipe o Belo de França.

 

SANTA RITA DE CÁSSIA E ATENTADOS EM MANCHESTER. As entidades espirituais não podem alterar as conexões da Ordem Cósmica estabelecidas nos astros, creio. Em 22 de Maio de 2017, dia de Santa Rita de Cássia no calendário da igreja católica, em Manchester, um terrorista suicida detona uma bomba no pavilhão Manchester Arena depois de um concerto da cantora Ariana Grande, provocando a morte de 22 pessoas, entre elas várias crianças. Em 11 de Outubro de 2019, digo a Rita «Supostamente, serias protegida por Santa Rita de Cássia» e no Centro Comercial Arndale, em Manchester, um homem apunhala 4 pessoas e é neutralizado por um disparo de pistola eléctrica da polícia. Santa Rita de Cássia é adversa a Manchester?

 

O ABORTO VOLUNTÁRIO É UM SACRIFÍCIO OFERECIDO AO SANGUINÁRIO DEUS MOLOCH, CUJA ESTÁTUA TINHA UMA CAVIDADE ONDE UMA FOGUEIRA ARDIA E SE LANÇAVAM VIVAS CRIANÇAS. Por isso, combatamos a reclamação feminino-fascista de liberdade para abortar.

 

NOTA: COMPRA O NOSSO «DICIONÁRIO DE FILOSOFIA E ONTOLOGIA», 520 páginas, 20 euros (portes de correio para Portugal incluídos), CONTACTA-NOS. É o melhor dicionário nesta área, existente no mercado, segundo muitas opiniões de docentes de filosofia.

 

       www.filosofar.blogs.sapo.pt

          f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 18:06
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Domingo, 18 de Agosto de 2019
As nossas universidades são fascistas

 

Os professores universitários têm diferentes opções político-partidárias desde o salazarismo, ao CDS e ao PSD e destes à social-democracia PS /Bloco de Esquerda, ao comunismo e ao anarquismo colectivista. No entanto, unem-se todos para impedir que na universidade e no ensino secundário se estudem os factos históricos sob a perspectiva da astronomia (astrologia histórica): proclamam, dogmaticamente, que «os planetas não determinam as ações humanas individuais ou colectivas, a astrologia é uma farsa anti científica, uma superstição que não pode sequer entrar nas universidades pois limitaria a liberdade humana com as suas crenças», etc.

 

Mas porque impedem a criação da disciplina de Astrologia História quando há obras publicadas merecedoras de crédito porque assentes em factos histórico-astronómicos indesmentíveis? Entre essas poucas obras, censuradas pela imprensa e pela grande maioria dos editores, figura o nosso livro «Sincronismos, Cabala e Graus do Zodíaco» publicado pela Editorial Estampa, de Lisboa, em 2001.

 

Vejamos uma  das teses expendidas nesse livro.

 

ÁREA 1º A 12º DO SIGNO DE GÉMEOS :

DESASTRES NA ASTRONÁUTICA, LIVRE CONCORRÊNCIA MERCANTIL

 

A área 1º-12º do signo de Gémeos, em que se inscreve a estrela Aldebaran (em 9º de Gémeos) da constelação do Touro vincula-se à Astronáutica, em particular a insucessos desta, e à Livre Concorrência do Mercado.

 

Em 24 de Abril de 1967, com Vénus em 11º-12º do signo de Gémeos, a nave espacial soviética Soyuz 1 esmaga-se no solo da Terra, causando a morte do cosmonauta Vladimir Komarov; em 29 de Junho de 1971, com Saturno em 1º do signo de Gémeos a despressurização brusca da cabina da nave espacial soviética Soyuz 11 mata por asfixia, antes da aterragem, os cosmonautas Georgi Dobrovolski, Vladimir Voltov e Viktor  Patsayev; em 27 de Setembro de 1983, com Quirón em 2º do signo de Gémeos, fracassa um voo espacial da URSS, com a expolosão do foguetão portador, sendo a cabina com os astronautas, que escapam com vida, ejectada por um dispositivo de segurança. »

 

(Francisco Limpo de Faria Queiroz, Sincronismos, Cabala e Graus do Zodíaco, Editorial Estampa, 2001, pág. 235).

 

Estas regularidades  merecem ou não um debate público sério? Um debate real, sem os pseudo astrólogos e os semiastrólogos como Paulo Cardoso, Maia, Maria Flávia Monsaraz,  Luís Resina, Helena Avelar, Cristina Candeias!  Um debate livre sem a censura do programa Prós e Contras da professora universitária Fátima Campos Ferreira ou da Fundação Francisco Manuel dos Santos que se arvora em propulsora da «ciência»!  Não merecem estes e milhares de outros exemplos empíricos a criação, pelo Ministério da Educação e pelos conselhos científicos das universidades, da disciplina de Astrologia Histórica, na órbita do positivismo lógico, sem metafísica?

 

Centenas de regularidades ou leis parcelares já foram ou podem ser induzidas da vida real, como por exemplo, a de que a passagem do Sol, de um planeta ou Nodo da Lua na área 3º-5º do signo de Virgem se vincula com sismos em Arraiolos, distrito de Évora.

 

Em 6 de Agosto de 2009, com  Mercúrio em 4º 53´/ 6º 26´ de Virgem, habitantes das vilas de Arraiolos e Mora (Évora) sentem o sismo registado às 06:10 naquelas zonas alentejanas, com magnitude 3.3 na escala de Richter, sem causar danos; em 13 de Abril de 2012, com  Marte em 3º 43´/ 3º 41´ de Virgem, um sismo fraco de 1,1 Richter manifesta-se em Arraiolos e outro sismo eclode no mar a 30 quilómetros do cabo de São Vicente, Algarve.

 

E como podem os politólogos e os astrónomos negar que quatro vitórias do PSD em eleições legislativas em Portugal se deram com a presença de Júpiter no signo da Virgem, isto é, no arco da circunferência zodiacal de 150º a 180º de longitude (2 de Dezembro de 1979, Júpiter em 9º de Virgem, vitória da AD de Sá Carneiro e Freitas do Amaral; 5 de Outubro de 1980, Júpiter em 25º de Virgem, vitória da AD de Sá Carneiro e Freitas do Amaral; 6 de Outubro de 1991, Júpiter em 4º-5º de Virgem, vitória do PSD de Cavaco Silva; 4 de Outubro de 2015, Júpiter em 11º de Virgem, vitória mitigada do PSD de Passos Coelho)?

 

Jornais como «Expresso», «Público», «Observador», «Sol» e muitos outros, revistas como «Sábado» e «Visão», canais televisivos em geral com programas como «Quadratura do Círculo», «Prós e Contras» e outros, fazem parte do bloco  fascista epistémico (epistemologia=filosofia das ciências) que não publica nada do que investigámos e escrevemos em astrologia histórica e censura este tema. Não há liberdade científica nas instituições oficiais em Portugal nem nos grandes media privados. 

 

Que fazem os catedráticos, os doutorados sem cátedra e os mestres em filosofia como por exemplo José Gil, Eduardo Lourenço, José Barata Moura, Guido Imaguirre, Alexandre Franco de Sá, Ricardo Santos, João Branquinho, Miguel Reale, Pedro Strech, Porfírio Silva, José Caselas, António Caselas, Irene Borges-Duarte, Olivier Feron, Eduardo Pellejero, Irene Viparelli, Miguel Antunes, Moisés Ferreira, José Meirinhos, Pedro Baptista, Sara Bizarro, Roberto Merrill, Gonçalo Marcelo, Desidério Murcho, Rolando Almeida, Aires Almeida, Domingos Faria, senão silenciar,  promover e manter a censura fascista epistémica nas publicações e eventos universitários, nos fóruns televisivos, nos livros das editoras especializadas?

 

Que fazem e fizeram os doutorados e mestres em História e Sociologia como José Matoso, João Medina, António Reis, António Barreto, Boaventura Sousa Santos, José Pacheco Pereira, Maria Filoména Mónica, Maria de Lurdes Rodrigues, José Hermano Saraiva, senão combater e silenciar a conjugação de dados astronómicos com dados sócio.políticos-biofísicos, isto é, bloquear a investigação livre, a astronomia histórico-social?

 

A universidade portuguesa, tal como a espanhola, a francesa e a alemã, é epistemicamente fascista: censura, elimina como «não científica» a investigação das correlações, regularidades ou leis, entre as posições dos planetas na circunferência do Zodíaco dividida em 12 arcos de 30º cada um (signos) e os factos histórico-sociais como acidentes de avião, de comboio ou de navios, eleições macionais, acidentes industriais, etc.

 

É obrigação de qualquer antifascista lutar pela liberdade académica que não existe porque as universidades, em filosofia, história, sociologia e astronomia funcionam como partidos leninistas em que os comités centrais (os catedráticos) cooptam os militantes fiéis à ideologia e eliminam como «herética» toda a oposição. O mundo só pode ser pensado verdadeiramente a partir do determinismo planetário na vida humana. 

 

Representamos a resistência, a dissidência, o ponto mais alto e verdadeiro do pensar filosófico-ontológico. Estão connosco o modo de pensar de Pietro d´Abagno (1237- 1315), astrólogo gibelino que negava o livre-arbítrio, Siger de Brabant (1240-1284), averroísta, Galileu (1564-1642), Kepler (1571-1630), Paul Feyerabend (1924-1994), entre outros. Somos a ínfima minoria de investigadores empíricos que pensa e sabe da arquitectura e causalidade zodiacal dos factos humanos e terrestres. Incomodamos os néscios e obnóxios, os impensantes em profundidade, que são a imensa maioria, dominadora das universidades.

 

NOTA: COMPRA O NOSSO «DICIONÁRIO DE FILOSOFIA E ONTOLOGIA, DIALÉTICA E EQUÍVOCOS DOS FILÓSOFOS», 520 páginas, 20 euros (portes de correio para Portugal incluídos), CONTACTA-NOS.

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 16:16
link do post | comentar | favorito

Domingo, 7 de Dezembro de 2014
Breves reflexões de Dezembro de 2014

 

 

 Aqui exponho algumas breves e recorrentes reflexões neste Dezembro de 2014 em que o planeta Júpiter se mantém até 28 de Dezembro no grau 22 do signo de Leão (grau 142º em longitude eclíptica).

 
1- ESTAMOS EM RISCO DE QUE O AMOR NÃO EXISTA porque a maioria dos casamentos são apenas uma forma estável de ter sexo (duas a quatro vezes por semana) habitação e despesas domésticas compartilhadas ( muitos casais já nem fazem sexo entre os cônjugues). Proclamamos pois: o VERDADEIRO AMOR é o AMOR PRÓPRIO e nem sequer o amor a um Deus exterior pois esse Deus é o nosso próprio EGO projectado «para fora» - como se houvesse fora!

 

2- ISTO NÃO INVALIDA QUE A VIRGEM MARIA OU VÉNUS EXISTAM NO INTERIOR DE NÓS. É eficaz invocar os deuses - ou melhor: é, plausivelmente eficaz - para obter favores (emprego, amores, solução de conflitos interpessoais e político-sociais, melhorias climatéricas, etc). Há certamente muitas Virgens do Carmo - uma para cada um dos católicos que a idealizam e invocam. E cada uma está na mente exterior de cada crente e pode manifestar-se.

 

3- AS MULHERES SÃO DEUSAS ENTRE OS 17 E OS 27 ANOS DE IDADE. E nem todas. Só aquelas que são, objectivamente, belas, fisicamente falando. Objectivamente quer dizer: por largo consenso entre homens e mulheres. É evidente que há uma beleza interior que pouco se reflecte na beleza física exterior. Mas as deusas são, fisicamente, belas. Uma mulher de 40, 50 ou 60 anos não pode pretender ser uma deusa pois descobre em si as rugas e a flacidez do envelhecimento corporal. A alma espiritual, essa, não envelhece: tem sempre 16, 18 ou 20 anos de idade.

 

4- O AMOR ENTRE DUAS PESSOAS é a intersecção acidental de DOIS AMORES-PRÓPRIOS. Nada mais que isso. O  amor existe onticamente, em linguagem heideggeriana - nos fenómenos de superfície - mas ontologicamente, na parte oculta e profunda, só existe o amor-proprio.

 

5- UMA VEZ QUE O AMOR É UMA GRANDE MENTIRA convido todos os casais a manterem-se unidos sob o lema do «Amo-te muito» porque «uma mentira mil vezes repetida transforma-se em verdade».

 

6- PARA SERMOS FELIZES TEMOS QUE ACEITAR UM CERTO GRAU DE INFELICIDADE. Somos confrontados a cada passo com imperfeições, psíquicas ou físicas ou sociais, das pessoas que amamos, das pessoas com quem convivemos no dia a dia, dos lugares, dos bairros ou casas onde moramos. E isso constitui um segmento de infelicidade com que temos de nos contentar, que «temos» de aceitar. Mas não devia ser assim. O mundo está mal feito - responsabilidade do deus da matéria ou demiurgo.

 

7- PORQUE SOMOS HOMENS HETEROSSEXUAIS VESTIMO-NOS DE MULHER. Porque somos maduros, para não dizer velhos, gostamos de mulheres muito mais novas. Lei da contradição. Polaridade que forma a vida.

 

8- O PROBLEMA ONTOLÓGICO DO AMOR- Como se chega a amar alguém? De modo grego, só pela simples visualização do arquétipo (a beleza do rosto e do corpo dela coincide com os arquétipos de Mulher e de Belo) ? De modo indiano, pelo contacto físico, táctil, do beijo, do toque nos seios, nos genitais, isto é, da prática do acto sexual (mesmo que ela seja feia é óptima na cama, leva-me ao paroxismo)? Ou de outro modo?

 

9- OS DEUSES ROUBARAM A BELEZA DAS MULHERES DA MINHA GERAÇÃO. Ou terá sido só Cronos, o deus do tempo, pai de Zeus-Júpiter e este e outros deuses estão isentos de culpa? Por isso procuro mulheres de gerações mais jovens a quem os deuses, ou o deus Cronos, ainda não roubaram a beleza.

 

10- MULHERES SUPERFICIAIS - Uma mulher, por mais bela que seja, é para mim uma criatura superficial se não for capaz de orar comigo à Deusa Vénus, em ritual mágico, ou à Virgem Maria, em ritual cristão. E tem que ser autêntica na oração: uma oração sem fé é como um orgasmo fingido. Se essa mulher não crê na divindade, será incapaz de sustentar a fidelidade e manter as chaves do conhecimento hermético.

 

11- SE UM HOMEM DISSESSE «AMO-TE» A CERTAS MULHERES QUE AMA, SENSUALMENTE OU NÃO, IRIA PRESO OU SERIA AGREDIDO OU DESPEDIDO DO EMPREGO. Por isso, é preciso calar, fingir que não se ama.

 

12- UM CASAMENTO É UMA TRÉGUA NA GUERRA DAS ATRAÇÕES SEXUAIS. Para ter paz e um domínio seguro, casamo-nos. Ás vezes, pode ser preciso cortar todos os «amigos/as» do facebook para tranquilizar o conjugue e concentrar a relação em si mesma, no ovo do lar. E que são os amigos/as? Quantos nos amam? Quem tem 1500 amigos no FB, só tem 3 ou 4 amigos reais...

 

13- OS OUTROS SÃO APENAS O BÁLSAMO, OS PENSOS HIGIÉNICOS NA FERIDA ABERTA QUE É A SOLIDÃO ONTOLÓGICA DE CADA UM. Precisamos dos outros porque eles nos salvam de nós mesmos. Mas não devia ser assim. Devíamos ser autossuficientes, possuir os dois sexos, não depender de outrem. Pois deus é «bissexual», possui os dois princípios, o masculino e o feminino.

 

14- O VERDADEIRO AMOR É AQUELE QUE PRESCINDE DO ACTO SEXUAL - Ela tem uma qualquer doença no útero e não pode ter relações sexuais genitais e ele diz. «Amo-te na mesma, não te preocupes». Isto sim, é o puro amor. A contemplação da beleza dela como arquétipo. Só a visão sem o contacto íntimo.

 

15- O ENVELHECIMENTO. O envelhecimento é uma prova da maldade dos deuses ou do deus único, ou do deus da matéria, o demiurgo, que nos moldou numa fraca matéria-prima. Ao ler este meu comentário, a  aluna Jéssica acrescenta: «Num ponto de vista mais científico-filosófico é mesmo a terra e todas as suas forças que estão fartas do mal que lhes fazemos e resolvem expulsar nos daqui envelhecendo-nos do dia para a noite ahah». É uma tese plausível.

 

16- AS UNIVERSIDADES E A HISTÓRIA DA FILOSOFIA FORAM E SÃO GOVERNADAS POR FILÓSOFOS E CATEDRÁTICOS ESTÚPIDOS. Karl Popper, Saul Kripke,  Bertrand Russel, Peter Singer, Simon Blackburn e Martin Heidegger eram ou são tão estúpidos que nem sequer se deram conta de que as duas guerras mundiais do século XX  se fizeram acompanhar da presença de planetas lentos, trans-saturnianos, na área 1º-9º do signo de Leão (graus 121º a 129º da eclíptica): de 1 de Agosto de 1914 a 11 de Novembro de 1918, Neptuno moveu-se desde 28º-27º do signo de Caranguejo a 9º do signo de Leão, e decorreu a 1ª Guerra Mundial; de 1 de Setembro de 1939 a 2 de Setembro de 1945, Plutão moveu-se de 2º-1º a 10º do signo de Leão, e decorreu a 2ª Guerra Mundial. O fenomeno astronómico - um planeta lento ocupar a área 0º-9º de Leão por um período de 4 ou 5 anos - é muito raro. As guerras mundiais são raras. Sincronizaram-se guerra mundial e primeiro decanato do signo de Leão, o que indicia uma lei.

 

E o que disseram ou dizem sobre isto as «luminárias» da filosofia portuguesa, os José Marinho, Cunha Leão, Agostinho da Silva, José Gil, Eduardo Lourenço, Miguel Reale, Luís de Araújo, António Barreto, José Pacheco Pereira, Vasco Pulido Valente, Boaventura Sousa Santos, António Teixeira Fernandes, José Reis, Irene Borges-Duarte, Maria Luísa Ribeiro Ferreira, Maria Leonor Xavier, Maria do Carmo Themudo, João Branquinho, Ricardo Santos, Olivier Feron, Pedro Alves, Manuela Bastos, Alexandre Franco de Sá? Nada. Não disseram, não dizem, nada sabiam e não sabem nada disto. Não conceberam e não concebem sequer que os planetas, anteriores à existência da humanidade, determinem nos seus movimentos no Zodíaco, até aos mas ínfimos pormenores, a evolução da humanidade, os períodos de guerra e paz, a sucessão dos regimes político-sociais, o comportamento de cada indivíduo, o seu tempo de vida. Como puderam ou podem, com tão elevado grau de ininteligência anti-astrologia, ocupar cátedras universitárias?

 

Muito simples: a universidade não é a cúpula do saber autêntico, os mestrados e doutoramentos não significam verdadeira inteligência mas apenas fragmentos de inteligência, na universidade só triunfam os que se moldam ao deficiente pensamento colectivo de que «os astros não determinam a existência humana, não pode haver astrologia científica, o homem é livre de traçar o seu destino, o futuro está em aberto». Os grandes filósofos iluministas e racionalistas dos séculos XVII e XVIII - Descartes, Spinoza, Montesquieu, Voltaire, Rousseau, etc. - que pretendiam "libertar a humanidade" da "tirania da superstição e da astrologia" eram, afinal, obscurantistas, obscureceram ou esconderam a influência decisiva e permanente dos planetas sobre a vida humana.

 

E a universidade contemporânea, racionalista (fragmentária), ignorante da filosofia hermética e da dialética holística, nasceu desses cérebros retorcidos e retóricos, pretensamente superiores. A universidade é uma instituição de massas, está contra a grande maioria dos pensadores autênticos que são poucos, superiormente excêntricos e alvo de censura.

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt
f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 09:42
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 24 de Julho de 2014
Pequenas reflexões de Julho de 2014

 

O DESAMOR DE UMA MULHER - O desamor de uma mulher em quem eu tenha concentrado a energia da paixão e a correspondente idealização pode deprimir-me por horas, dias. Dói-me imenso a alma porque a mulher é a "coisa" mais linda do mundo e, muitas vezes, a mais irracional, porque se apaixona por um parvalhão qualquer com um carro topo de gama, um mestrado manhoso não sei em quê e roupa de marca, em vez de se apaixonar por um homem inteligente e bom rapaz que lhe oferece rosas e poemas.

 

Nesse contexto de mágoa, passo então rapidamente à adoração mais intensa da Virgem Santa Maria - chama-se a isto sublimação - dispensadora das graças e dos milagres, sempre numa dupla perspectiva, descendente (de concretizar a paixão) ou ascendente (de ficar livre do jugo de qualquer mulher). Mas à carne regressamos sempre depois de as nossas orações baterem na cúpula de uma igreja ou no tecto de nuvens raro sobre a planície alentejana.

 

OS GRANDES FESTIVAIS DE MÚSICA, AS MULTIDÕES, ASSUSTAM-ME. O mundo perde gradualmente o princípio da individuação. Festivais como o Super Bock Super Rock, de dezenas de milhar de pessoas concentradas num vasto recinto numa espécie de «orgasmo musical» colectivo desagradam-me: é a brutalidade do som, a perda da intimidade, etc. Por isso gostei de estar, nesta madrugada de 20 de Julho, a três metros do pequeno palco da Rua dos Espingardeiros em Moura, frente à pizaria Noor, ouvindo as canções andaluzas como que num círculo de amigos, sem o gigantismo das multidões anónimas. Também vivo no Alentejo porque aqui somos poucos, somos pessoas, reconhecíveis, dizemos bom dia e boa tarde na rua. Também escrevo livros contra a corrente, que se vendem muito pouco, porque fico a conhecer os escassos leitores um a um - princípio da individuação.

 

Aliás, os meus livros que grandes editores recusam editar mereceriam a mais ampla divulgação porque são superiores em conteúdo a «O ser e o tempo» de Heidegger ou a «Nome e necessidade» de Saul Kripke: a astrologia histórico-social que produzo, única no mundo, é uma ontologia concreta, diversificada, que abrange a totalidade dos temas. Mas este tempo é o das democracias sequestradas, com debates televisivos filtrados e censurados, com pequenos intelectuais de pacotilha como José Pacheco Pereira, João Miguel Fernandes e Vasco Pulido Valente a ocupar os tempos de antena televisivos ou as colunas de jornais. É um tempo dos medíocres doutorados que troçam do determinismo astro-físico-social, da ideia científica de que tudo está predestinado pelos movimentos dos astros...

Em todas as épocas autores e pensadores geniais foram marginalizados por "inabilidade social" própria ou porque o que anunciavam ia contra os interesses das classes e grupos dominantes.

 

FESTAS DE MOURA,  NOITE DE 19 PARA 20 DE JULHO DE 2014 - Não conheço quase ninguém em Moura cidade, ainda que a minha quinta avó, Francisca Maria Isabel, aí tenha nascido na segunda metade do século XVIII. Gosto sempre de ir às festas da cidade, este ano com um palco enorme no Largo de Santa Comba. Abalo de Beja para Moura às 22.45 horas. Paragem em Serpa. Ao chegar a Moura, com milhares de pessoas nas ruas, vejo o fogo de artifício que rasga o céu durante 25 minutos.

 

No cruzamento da Rua da República com a Rua dos Espingardeiros, em Moura, há um palco onde após as 0.30 horas de 20 de Julho toca um grupo em que o guitarrista é António Palma. Ali quase só se canta música andaluza. Coloco-me perto do palco, ali onde abundam as beldades de 20-24 anos de Moura, Pias, Serpa, Ficalho, Beja, etc Há mulheres muito belas no Alentejo, frutos do trigo, do queijo fresco e de algo mais. (Afinal os verdadeiros intelectuais cotas devem desfrutar de mulheres muito jovens e belas, de 20-25 anos de idade, como prémio da sua actividade). E a mais que tudo ali à beira! Ainda permaneço até ao findar daquele espectáculo musical às 3.00 da madrugada. Volto a Beja, paro o carro em Pias e dormito 10 minutos: são dez para as quatro da manhã.

 

SER RELIGIOSO E SER CIENTÍFICO - Para mim, a religião, sobretudo no sentido de ligação entre a periferia do círculo (a humanidade, cada homem) e o centro (Deus, os deuses) não constitui nenhum refúgio ou obstáculo à mentalidade da ciência (excepto das ciências fragmentárias, falso conhecimento: doutrina da vacinação, uso imoderado dos telemóveis, etc). Quanto mais me abeiro de Deus, através da oração ou do estudo dos movimentos planetários, mais científico, mais conhecedor me torno. Até os meus amores são penetrados pelo fluxo da adoração divina: é preciso ver na mulher amada o reflexo da luz da Virgem Maria ou da deusa Vénus e responsabilizar a Deusa pela sobrevivência desse amor.

 

LANÇAMENTO DA REVISTA EFÉMERA, CANTORIAS E FILOSOFIAS DA EXISTÊNCIA- 17 de Julho de 2014. A partir das 19.45 horas , vamo-nos juntando nove escritores e artistas- Josefina Pinto, Margarida Ramos, Célia Casaca, Luís Contente, António Toscano, António Gonçalves, António Marques, e eu - em um apartamento de Beja. É um jantar em que uns levam camarão, outros frango, outros cogumelos recheados, outros pão alentejano e queijo, outros vinhos, etc. Lembro que foi a 17 de Julho de 1936, que o general Franco voou das Canárias no Dragon Rapide para lançar o golpe fascista que abriria a guerra civil de Espanha. Humor do Toscano. «Então a Efénera lançada hoje está garantida: 50 anos de duração (como o regime de Franco)...»

 

Às 21.01 horas Luís lança na internet o número zero da Efémera, revista de prosa e poesia de que nós, e alguns ausentes, bejenses de origem ou de residência, somos os autores actuais. Luís e Toscano, ambos bons cantores, dedilham a viola e canta-se Rui Veloso, Pink Floyd, Zeca Afonso, etc. Acabei por ler dois sonetos meus inspirados por uma jovem mulher lindíssima a quem amo, sem revelar a identidade, óbvio. Outros lêem outros textos. Muita alegria, catarse, as pessoas soltam-se nos comentários. Somos um círculo literário não institucional em Beja. Um grupo de amigos/as que ama a escrita e ama através da escrita. «Qual é mais importante? O sexo físico em acção ou a cultura?» As opiniões dividem-se. Entramos no palácio de cristal das filosofias, a cada um a sua...

 

Já após as 0 horas e 30 deste 18 de Julho, alguns de nós regressam a casa e ficamos três homens, divorciados (o meu caso) ou separados conjugalmente, a filosofar sobre o amor, o casamento, o viver só e as relações humanas em geral. Um diz: «Conheço um amigo que é casado e tem filhos, boa situação profissional e perguntei-lhe se é feliz, ele disse que não e que se não for passar férias sozinho rebenta. Quase todos os casamentos estão nesta situação: monotonia, relações cristalizadas, mortas. E as pessoas não sabem como sair porque temem as rupturas, as consequências.»
Outro diz: «A nossa situação de homens sós apresenta a vantagem de nos movermos livremente, não termos uma esposa que nos impeça de sair a bares, etc». Eu digo: « Não temos a certeza de nada, em termos de correspondência amorosa da parte da outra pessoa. Eu aposto na divindade: oro à Virgem Maria, aos deuses, de modo a conseguir eternizar a ligação de paixão e fidelidade, ainda que saiba que o destino está escrito e a roda do destino muda as coisas.» Um diz: «A vantagem de fazeres o caminho de Santiago de Compostela é que vais só, descobres-te a ti mesmo na viagem, na solidão que nunca é absoluta porque conheces outras pessoas.»

 

REPETIÇÕES NÃO CASUAIS - Hoje, 16 de Julho, dia em que foram LIBERTADAS de SITUAÇÔES de ESCRAVATURA e ABUSO SEXUAL 458 crianças no México e mais de 400 no Reino Unido, chego às 22.30 ao Jardim do Bacalhau, uma menina de 3 anos corre na minha direção e cai no empedrado, e chora copiosamente. Pego nela ao colo e entrego-a à mãe (ideia de LIBERTAÇÂO DA CRIANÇA). O microscosmos (a minha pequena vida particular) espelha o macrocosmos.

 

OS HOMENS - Seres porcos, em geral. Só pensam em sexo. O amor deles às mulheres é o curto horizonte do baixar a cuequinha à namorada ou à esposa. E as mulheres estão a masculinizar-se... que perigo!

 

REZAR - É essencial rezar quotidianamente a Deus, aos deuses do Bem. Não rezar, não assentar num princípio transcendente e santo, é estar morto, reduzido à matéria. As grandes intuições filosóficas e astrológicas que em mim nasceram atribuo-as à oração, porta de ligação aos deuses, à Virgem Maria, a Cristo, aos eons do Pleroma segundo a gnose de Valentim.
Os iluminati - Bush, Obama, Clinton, Kissinger. Rockfeller , etc- adoram, segundo se diz, o deus Moloch, em particular na quinta de Bohemian Grove: adoram deuses sangrentos que lhes permitem apagar a distinção entre o bem e o mal e levar a cabo este.

 

GOSTAMOS DE NÓS MESMOS- Os outros são apenas extensões do nosso gostar, que é variável, humoral. Não acredites, querida: eu gosto mesmo de ti.

 

MISSA CATÓLICA E DANÇA CÁTARA - Participo, sempre que posso, na missa católica - ainda que rejeite o papado romano, envolto na corrupção, e não consiga pronunciar o «Creio em Deus Pai Todo o Poderoso criador do céu e da terra, de todas as coisas visíveis e invisíveis». A minha filosofia é cátara: o Deus do Bem, o Éon Ingénito, o Pai Eterno não pode ser o autor do mundo da matéria e da carne onde os corpos adoecem, envelhecem, se corrompem e causam dores. onde há assassínios diários, roubos, violações de crianças inocentes; o autor deste mundo inferior é o Deus da Matéria, chame-se Iavé, Demiurgo ou Satã. É possível (mas indemonstrável, claro) que tenha sido queimado vivo na fogueira de Montsegur, fortaleza cátara do sul da França, em 16 de Março de 1244 pelo exército de Lúcifer (os cruzados do papa) com a minha então companheira - que, passadas várias (supostas) reencarnações, seria hoje uma jovem muito bela que vive no Baixo Alentejo.

 

Seja como for, a oração funciona e pode ser feita através da missa católica. Qualquer modalidade da missa católica: a ortodoxa, de uma solenidade incomparável, com os ícones a ser incensados; a tridentina, com o padre de costas para o público e a comunhão de joelhos; a moderma, pós Vaticano II,  com o altar-mesa capturado dentro do círculo sacerdote- público, a carismática dançante, etc.

 

E a Santa Virgem Maria ou Achamot (Sabedoria) na gnose valentiniana é uma entidade invisível que afasta Satã e tudo o que conduz ao satanismo (alcoolismo, tabagismo, magia negra, ideias obsessivas de morte, etc). Daí que a Avé-Maria seja poderosa. Estúpidos são os ateus que já foram crentes: desprezam o oiro da oração. Nós, cátaros, dançávamos rodopiando e louvando o Cristo da Luz -um pouco à moda dos carismáticos.

 

AMO-A PORQUE PRECISO DELA - Da sua beleza, da sua feminilidade, do seu sorriso, do seu pensamento reflexivo, do seu diálogo, do seu corpo e dos prazeres que proporciona, da sua ajuda. O que há de tremendo no amor é o "precisar de"...Se tirarmos o precisar de, o amor desaparece?

 

AMAR O PAI OU A MÃE - Ama-se o pai ou a mãe enquanto se precisa deles e são jovens ou de meia idade e nos oferecem refeições, ajuda financeira, bons conselhos, etc. Mas se chegarem a uma avançada idade e ficarem acamados, e derem muito que fazer, já não se ama o pai ou a mãe: entregam-se a um lar e vai-se visitá-los raramente.

 

SÃO FRANCISCO DA CRUZ- 29 de Julho de 2014. Passam 155 anos sobre o nascimento em Alcochete de Francisco Rodrigues da Cruz, o santo padre Cruz, falecido em 1 de Outubro de 1948, alvo da veneração popular católica devido à sua grande bondade (dava tudo o que tinha nos bolsos a mendigos na época do salazarismo e visitava os presos) e espírito de oração à Virgem e a Deus.

 

Lembro-me de, há mais de 25 anos, uma parente minha que tinha ido ao dentista sentir o chumbo solto no buraco do dente. Eu, com espírito experimentalista no domínio metafísico, fui buscar uma pagela do padre Cruz com relíquia (um pedacinho de pano da veste do santo) que a minha mãe me dera, encostei à bochecha dela, esfreguei e disse meio incrédulo: «Pelo poder de São Francisco da Cruz, eu te curo. Que o chumbo se fixe.» E, acreditem ou não, a jovem mulher ficou com o chumbo fixo ao dente, sem oscilar. Fiquei surpreendido: a oração dá efeito? A mini relíquia de pano tem poderes curativos?
 

A minha falecida mãe que, na década de 40, ainda adolescente, passava férias no Caramulo em casa de uma prima que, periodicamente, acolhia o velhinho padre Cruz, contava que a empregada doméstica via uma luz sobrenatural à porta do quarto onde dormia o padre Cruz, durante a noite. Sem dúvida, os fenómenos místicos existem e devemos invocar as entidades celestes contra os poderes infernais (droga, dinheiro acima de tudo, nazismo, exploração capitalista, ateísmo comunista ou anarquista, etc) que dominam este mundo. Retenho o ensinamento do padre Cruz: rezar diariamente o terço em honra da Virgem Maria. Recomendo que todos o façam. Dá frutos invisíveis e visíveis.

 

Sou de esquerda mas rejeito a adopção de crianças por casais gays porque a relação física homossexual, subscrita pelas potências infernais, não atinge a perfeição da relação heterossexual regida pela lei da polaridade dos contrários na forma física. Ok, ok... travisto-me no carnaval... para mulheres, sou um pouco fetichista. Mas não atravesso toda e qualquer a fronteira da perversão, certo? Sou homem, muito homem e cátaro, em busca do Santo Graal que está, simbolicamente pelo menos, na margem esquerda do Guadiana e que é um corpo-espírito feminino vivo, de beleza sublime.

 

O AMOR CONTRA O TERROR CÓSMICO- O terror cósmico é o isolamento absoluto, a destruição do «eu» físico ou psíquico e está iminente por todo o lado: as sequelas no sistema nervoso causadas pela vacina do colo do útero na rapariga X ou Y, o pânico dos passageiros no momento em que o seu avião é abatido no ar ou cai livremente, o horror das bombas de Israel sobre a faixa de Gaza, o terror da mulher ao ser esfaqueada ou baleada por um companheiro homicida, o terror do paralítico vítima de acidente, o terror do enterrado vivo por precipitação da família e do médico legista, etc.

 

Contra este terror cósmico que cinde, isola e aniquila o indivíduo há o amor que estabelece uma rede de afectos, uma sustentação universal, e tende a superar o isolamento e a destruição do indivíduo: o amor (no sentido genérico de amizade) aos familiares, aos amigos, aos vizinhos, aos residentes na mesma cidade, aos membros da sua religião ou clube desportivo, etc. O amor - excepto talvez o amor divino - tranquiliza, dá esperança, valores, mas não garante a vitória sobre o terror cósmico. Este último até se manifesta no medo de ser abandonado pelos seres amados, sentimento que acompanha a generalidade dos seres humanos.

 

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

 

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 15:23
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Terça-feira, 22 de Julho de 2014
Júpiter em 7º-13º de Leão: demissão de Cavaco, Portas ou Passos Coelho em Agosto ou Setembro de 2014?

 

A astrologia é ainda, na presente conjuntura, incapaz de prever com exactidão infalível todos os grandes e os pequenos acontecimentos dos anos vindouros. Os factos estão todos predestinados mas não sabemos lê-los na maioria das suas leis e aspectos. No entanto, há regularidades histórico-astronómicas comprovadas que estudamos e trazemos à luz, como a que se consubstancia na seguinte lei: a passagem de um planeta ou Nodo da Lua na área 7º-12º de Leão gera, em regra, demissão ou morte de ministros ou do presidente da República ou revolta popular fracassada em Portugal. .

 

 ÁREA 7º-13º DE LEÃO:

REVOLTAS MILITARES, ATENTADOS A GOVERNANTES DE DIREITA, DEMISSÕES DE GOVERNANTES DE DIREITA

 

A 16 de Julho de 2014, Júpiter entrou no signo de Leão (arco do céu de 120º a 150º ) e isso deverá abrir um período favorável à esquerda moderada portuguesa (PS) e ao sionismo pró-norte-americano, que decorrerá, em princípio, até 11 de Agosto de 2015, dia em que Júpiter passará de 29º de Leão para 0º do signo de Virgem, signo favorável à direita portuguesa. Se houver eleições legislativas em 2015, até Agosto de 2015, o PS, dirigido  pelo agente do clube mundialista e criminoso de Bilderberg António Costa será o presumível vencedor.

 

De 17 de Agosto a 20 de Setembro de 2014, Júpiter estará em 7º-13º do signo de Leão - arco do céu de 120º a 150º da eclíptica - o que deverá gerar um forte protesto de esquerda ou acto revolucionário contra o governo então vigente em Portugal ou, mais provavelmente,  a demissão de um ministro, do primeiro-ministro  ou, quiçá, do presidente da república. O que sucederá, em concreto? A queda parcial do governo, por dissensões internas? Um atentado? Uma invasão de edifícios governamentais? Talvez apenas demissões pacíficas de altos cargos da República.

 

Eis cinco factos histórico-astronómicos em que me fundamento:

 

A) Em 1 de Fevereiro de 1908, com Júpiter em 8º do signo de Leão (ou grau 128 da eclíptica, em longitude), a Carbonária Portuguesa, pelas mãos munidas de carabinas de Alfredo Costa e Manuel Buíça, assassina a tiro, no Terreiro do Paço, em Lisboa, o rei D. Carlos e o príncipe herdeiro Luís Filipe, por sustentarem a ditadura de João Franco que, na sequência do regicídio, cai, subindo ao trono D. Manuel II.

 

B) Em 14 de Dezembro de 1918, com Neptuno em 9º de Leão, o presidente da República Nova, Sidónio Pais, conservador e anti maçon, é assassinado a tiro na estação do Rossio, em Lisboa, pelo republicano José Júlio da Costa, amigo do Grão-Mestre da Maçonaria Magalhães Lima.

 

C) Em 6 de Junho de 1920, com Júpiter em 13º de Leão, António Maria Baptista, chefe do governo, morre, subitamente, de um ataque em pleno conselho de ministros.

 

D) Em 26 de Agosto de 1931, com Júpiter em 8º do signo de Leão, um grupo de oficiais antifascistas apodera-se dos quartéis de Metralhadoras 1 e de Artilharia 3, junta da Penitenciária de Lisboa, e ocupa com os militares revoltosos a zona desde o alto do Parque Eduardo VII ao Largo do Rato, englobando Campolide, mas a artilharia da ditadura militar e as ofensivas da GNR e do regimento de Caçadores 5 abafam a revolta, de tarde.

 

E) Em 4 de Dezembro de 1980, com Nodo Norte da Lua em 13º-12º de Leão, o 1º ministro Sá Carneiro e o ministro da Defesa Amaro da Costa morrem em atentado à bomba no avião CESSNA em que viajavam, sobre Camarate.

 

E aparte, consideremos um sexto facto que não traduz vitória da esquerda mas uma espécie de mudança de regime com o surgimento da primeira maioria absoluta de deputados de um só partido, o PSD, uma maioria de direita:

 

F) Em 19 de Julho de 1987, com Marte em 7º-8º  de Leão, o PSD do 1º ministro Cavaco Silva, de centro-direita, vence com maioria absoluta de deputados as legislativas em Portugal, cilindrando à sua direita o CDS de Adriano Moreira, e à sus esquerda o PRD de Hermínio Martinho, o PS de Vítor Constâncio, a CDU de Cunhal.

 

A previsão feita desta maneira é uma indução: erige uma lei geral a partir de casos empíricos similares. Os actuais doutorados que pontificam nos meios académicos- refiro-me a "pensadores" como Peter Singer, Nigel Warburton, Alan Renault, Slavoj Zizek, José Gil, José Matoso, João Medina, António Barreto, Marcelo Rebelo de Sousa, Maria Filomena Mónica, Maria Carrilho, Boaventura Sousa Santos, Lurdes Rodrigues, José Sócrates, António Costa Pinto, Adriano Moreira, José Pacheco Pereira e tantos outros - destituídos de inteligência holística, não concebem que Júpiter, sempre que passa uma vez, durante umas quatro ou cinco semanas, de doze em doze anos, nos graus 7 a 13º  do signo de Leão (arco 127º a 133º da eclíptica), possa suscitar um influxo de esquerda em Portugal ou um influxo de centro derrotando parte da direita.

 

São demasiado antropocêntricos na sua ignorância do mistério cósmico. Não pensam o mundo, e a vida humana em particular, como um todo cósmico. Falta-lhes a noção da lei dialética do uno: no universo nada está isolado, tudo se relaciona e forma um imenso Uno. Não passam de charlatães.

 

Que tem de inadmissível que os movimentos de um planeta suscitem uma revolução ou contra-revolução no Brasil ou na Argentina ou em Portugal, uma vitória futebolística do Flamengo, dos Estudiantes de la Plata, ou do Sport Lisboa e Benfica? Nada. Só mentes fragmentadas e fragmentárias objectam contra isto. Os grandes media e as universidades estão dominados por charlatães doutorados, muito ciosos dos seus títulos e do seu papel de guardiães da mentira dominante do «indeterminismo» e do «futuro em aberto, sem condicionamentos astrais».  

 

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

 

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 17:15
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 17 de Julho de 2014
Acidentes no concelho de Sines na Astrologia Histórica

 

Tudo o que sucede no concelho de Sines, litoral sul de Portugal, está predestinado, é determinado pela passagem de planetas, Sol ou outro vector astral neste ou naquele grau do Zodíaco. O Zodíaco é o verdadeiro arquitecto de todos os factos humanos e biofísicos ocorridos na Terra. Esta concepção holística, que a esmagadora maioria dos académicos de hoje não possui, justifica-se com uma ampla investigação de astrologia empírica que até hoje ninguém levou a cabo excepto o autor deste blog. Eis algumas leis de acidentes e incidentes notáveis em Sines.

 

17º DE ESCORPIÃO:

ATROPELAMENTO, MORTE NO PORTO DE SINES

 

A passagem de um planeta, do planetóide Quiron, do Sol ou de um Nodo da Lua em 17º do signo de Escorpião (para astrónomos: grau  227 de longitude eclíptica) é condição necessária mas insuficiente para causar um acidente mortal ou um desastre relevante no concelho de Sines

 

Em 6 de Dezembro de 2012, com Vénus em 17º 17´/ 18º 32´ de Escorpião, um homem de 33 anos, instrutor numa escola de surf é atropelado e golpeado com uma catana por um fabricante de pranchas de surf no parque de estacionamento da praia de São Teotónio em Sines; em 4 de Abril de 2013, com Nodo Norte da Lua em 17º 19´/ 17º 17´ de Escorpião,  um supervisor de operações natural de Aljustrel, que trabalhava para a empresa Labor Sines morre quando no no porto de Sines, a orientar o trabalho do manobrador de grua, cai para o porão de uma altura de 20 a 30 metros.

 

Algumas das próximas datas em que ocorrerá a passagem de um planeta, do planetóide Quiron, do Sol ou de um Nodo da Lua em 17º de Escorpião são: de 10 a 31 de Agosto de 2014 (Mercúrio); em 6 e 7 de Dezembro de 2014 (Vénus); em 9 e 10 de Novembro de 2014 (Sol); em 19 e 20 de Novembro de 2014 (Mercúrio).

 

ÁREA 16º-18º DO SIGNO DE PEIXES:

EXPLOSÃO NO PORTO DE SINES, COLISÃO AUTOMÓVEL

 

A passagem de um planeta, do planetóide Quiron, do Sol ou de um Nodo da Lua em 16º -18º do signo de Peixes (para astrónomos: graus 346º-348º de longitude eclíptica) é condição necessária mas insuficiente para causar um acidente mortal ou um desastre relevante no concelho de Sines.

 

Em 27 de Junho de 1988, com Nodo Norte da Lua em 16º 59´/ 16º 49´ de Peixes, pelas 15 horas, explode um depósito decombustível do porto de Sines, que continha crude e água salgada, desencadeando um incêndio, morrendo um trabalhador e resultando feridos outros 3; em 18 de Janeiro de 2001, com Vénus em 15º 3´/ 16º 3´ de Peixes, um cadáver de um recém-nascido é encontrado num contentor de lixo no Bairro do Farol, em Sines, onde fora depositado por vontade da mãe, de 19 anos; em 29 de Março de 2001, com Mercúrio em 14º 50´/ 16º 22´ de Peixes, uma colisão entre 3 veículos ligeiros na EN 120/ 1 em S. Torpes, Sines, mata um homem de 47 anos e o filho, de 17, residentes em Porto Covo, e fere outras três pessoas; em 4 de Abril de 2013, com Mercúrio em 16º 50´/ 17º 58´ de Peixes,   um supervisor de operações natural de Aljustrel, que trabalhava para acargueiro de grandes no porto de Sines, a orientar o trabalho do manobrador de grua, cai para o porão de uma altura de 20 a 30 metros e morre.

 

Algumas das próximas datas em que ocorrerá a passagem de um planeta, do planetóide Quiron, do Sol ou de um Nodo da Lua na área 16º-18º de Peixes são: de 17 de Julho  a 26 de Agosto de 2014 e de 15 de Fevereiro a 5 de Abril de 2015 (Quiron); de 9 a 11 de Fevereiro de 2015 (Vénus); de 6 a 9 de Março de 2015 (Sol); em 23 e 24 de Março de 2015 (Mercúrio).

 

PONTO 4º 38´/ 4º 49´ DE QUALQUER SIGNO ZODIACAL:

ACIDENTE OU INCIDENTE GRAVE EM SINES

 

A passagem de um planeta, do planetóide Quiron, do Sol ou de um Nodo da Lua em 4º 38´/ 4º 49´ de qualquer signo zodiacal  é condição necessária mas insuficiente para causar acidente mortal, incidente grave ou cerimónia pública de certo relevo no concelho de Sines.

 

 

Em 27 de Março de 2012, com Úrano em 4º 38´ / 4º 42´ de Carneiro, o 1º ministro Passos Coelho visita o porto de Sines; em 6 de Dezembro de 2012, com Úrano em 4º 38´ de Carneiro,  um homem de 33 anos, instrutor numa escola de surf é atropelado e golpeado com uma catana por um fabricante de pranchas de surf no parque de estacionamento da praia de São Teotónio, em Sines; em 10 de Julho de 2013, com Saturno em 4º 49´ de Escorpião, a Galp inaugura esta quarta-feira, 10, a Enerfuel, primeira fábrica em Portugal que produz biodiesel deprimas classificadas como resíduos ou detritos;em 5 de Janeiro de 2014, com Nodo Norte da Lua em 4º 54´ / 4º 48´ de Escorpião, uma mulher de 57 anos morre após ser colhida por uma onda de mar quando apanhava lapas em rochas, na costa norte de Sines.

 

Algumas das próximas datas em que ocorrerá a passagem de um planeta, do planetóide Quiron, do Sol ou de um Nodo da Lua no ponto 4º 38´/ 4º 49´ de qualquer signo são: 3 e 4 de Agosto de 2014 (Marte); 20 e 21 de Setembro de 2014 (Marte); 1 de Novembro de 2014 (Marte); de 6 a 26 de Novembro de 2014 (Neptuno); em 10 e 11 de Dezembro de 2014 (Marte).

 

 

 

PONTO 12º 20´/ 12º 31´ DE QUALQUER SIGNO DO ZODÍACO:

AFOGAMENTO NO MAR DE SINES, QUEDA MORTAL

 

A passagem de um planeta, do planetóide Quiron, do Sol ou de um Nodo da Lua em 12º 20´/ 12º 31´ de qualquer signo do Zodíaco é condição necessária mas insuficiente para causar afogamento no mar de Sines, queda mortal no porto de Sines e outros incidentes.

 

Em 26 e 27 de Abril de 2001, com Júpiter em 12º 27´/ 12º 51´ de Gémeos, decorre uma greve dos trabalhadores da Refinaria de Sines da Petrogal; em 4 de Abril de 2013, com Júpiter em 12º 21´ / 12º 31´ de Gémeos, um supervisor de operações natural de Aljustrel, que trabalhava para a empresa Labor Sines morre quando no convés de um “cargueiro de grandes dimensões”, no porto de Sines, a orientar o trabalho do manobrador de grua, cai para o porão de uma altura de 20 a 30 metros e morre;  em 8 de Agosto de 2013, com Úrano em 12º 20´/ 12º 19´ de Carneiro, um incêndio florestal deflagra de manhã na Quinta do Pego, perto de Casoto, concelho de Sines. activo com duas frentes, uma em eucaliptal e outra em pinhal; em 10 de Julho de 2013, com Úrano em 12º 30´ de Carneiro, Saturno em 4º 49´ de Escorpião, a Galp inaugura esta quarta-feira, 10, a Enerfuel, primeira fábrica em Portugal que produz biodiesel de matérias-primas classificadas como resíduos ou detritos;em 12 de Abril de 2014, com Júpiter em 12º 30´/ 12º 37´de Caranguejo,  cerca das 16 horas e 45 minutos, um homem, com cerca de 40 anos, morre ao cair ao mar o parapente em que voava, ao largo da costa norte de Sines.

 

Algumas das próximas datas em que ocorrerá a passagem de um planeta, do planetóide Quiron, do Sol ou de um Nodo da Lua no ponto 12º 20´/ 12º 31´ de qualquer signo são: em 4 e 5 de Agosto de 2014 (Nodo da Lua); em 17 de Agosto de 2014 (Marte); em 11 e 12 de Setembro de 2014 (Júpiter); de 7 a 13 de Dezembro de 2014 (Plutão); de 23 a 30 de Janeiro de 2015 (Nodo Norte da Lua).

 

Nada disto é estudado nas universidades de Portugal, Brasil, Espanha e do mundo inteiro. Porquê ? Se estas regularidades astronómico-sociais existem, não é obrigação da Gradiva, da Pergaminho, da Porto Editora, da Asa e de todas as editoras portuguesas divulgarem estes dados comprovados?  E o Expresso, o Sol, a Visão, os programas televisivos não deveriam dar visibilidade a esta astrologia empírica infinitamente mais séria do que a semi astrologia dos Paulo Cardoso, Flávia Monsaraz, Luís Resina, Vera Xavier, Luís Ribeiro, Cristina Candeias, etc? E porque o não fazem?

 

É vergonhoso o silêncio a que a canalha doutorada ou licenciada «intelectual», de direita, centro ou esquerda, que domina os partidos políticos, as universidades, os grandes media de Portugal, vota os nossos escritos científicos nesta área. Escondem a verdade. Todos: José Pacheco Pereira (note-se o papel pseudo independente deste "intelectual" vendido a Pinto Balsemão e à fama fácil), Boaventura Sousa Santos, Miguel Sousa Tavares, José Gil, Eduardo Lourenço, Marcelo Rebelo de Sousa, António Barreto, João Branquinho, Pinto Balsemão, Manuel Vilaverde Cabral, Viriato Soromenho Marques, etc, etc. Pobres diabos!  Diz o evangelho que Satanás é o pai da mentira. Por aí se vê quem, em termos de entidades invisíveis, domina as esferas da cultura em Portugal.

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt
f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 18:54
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 6 de Janeiro de 2014
Previsões astrológicas para 2014: as que acertarei e as que falharei

 

A astrologia é ainda, na presente conjuntura,  incapaz de prever com exactidão infalível todos os grandes e os pequenos acontecimentos dos anos vindouros. Refiro-me à astrologia histórico-social, a única que dispõe de uma base de dados empírica rica e de leis deterministas. Nesta astrologia não cabem os astrólogos comerciais, como Paulo Cardoso, modelo do chico-espertismo nesta área, e todos os que a televisão publicita, porque os seus métodos «dedutivos» de previsão (exemplo: «O ano de 2014 vai ser especialmente favorável aos Caranguejo e aos Virgem») carecem de seriedade, pecam por vagueza.

 

Nós, os raríssimos investigadores de história mediante a astronomia, criadores da Astrologia Histórico-Social, também cometemos erros ao prever. Mas fundamentamo-nos em leis astro-sociais, em regularidades, que comportam excepções, o que é diferente de «atirar previsões ao acaso, por intuição». Vou, pois, arriscar algumas previsões para 2014. Umas acertarão, outras falharão. Se falharem, não é grave. Grave é o facto de as universidades do mundo inteiro conferirem o título de «professor doutor» a pessoas que nada sabem do movimento planetário e das correlações que objectivamente existem entre este e os factos histórico-sociais e, além disso, troçam da «superstição» (!!!) e da «irracionalidade» (!!!) da astrologia. Grave é a censura epistémica que universidades e grandes media exercem sobre a investigação profunda e sistemática dos ciclos planetários na história humana social.

 

VITÓRIA DO BENFICA SOBRE O PORTO EM 12 DE JANEIRO DE 2014?

 

Em 12 de Janeiro de 2014, dia do Benfica- Porto, Júpiter estará em 14º 38´ de Capricórnio.  Analisando o mapa natal de Paulo Fonseca, verifica-se que a posição de Júpiter em 12 de Janeiro de 2014 faz um ângulo de 180º (oposição) a Marte no dia de nascimento do treinador do Porto, Marte entre 14º 33´e 15º 15´ de Capricórnio. Interpreto como negativo este ângulo. Poderá querer dizer derrota do FC Porto.

 

Analisando o mapa celeste de nascimento de Jorge Jesus, de 24 de Julho de 1954, verifica-se que nasceu com o Nodo Sul da Lua em 14º 41´/ 14º 42´ de Caranguejo. Ora Júpiter, em 12 de Janeiro de 2014, estará em 14º 38´/ 14º 30´ de Caranguejo, quase sobre esse Nodo, o que parece prenunciar alegria intensa. Provavelmente, o Benfica vencerá o FC Porto.  Mas seria necessário analisar o horóscopo de nascimento (carta astral do céu) de cinco ou seis jogadores de cada equipa para que a previsão fosse sólida. E, de momento, não o é.

 

No horóscopo de Jorge Nuno Pinto da Costa, presidente do FC Porto, há um sinal: a posição de Júpiter em 28 de Dezembro de 1937, em 1º 44´/ 1º 57´ de Aquário, será transitada por Mercúrio que, em 12 de Janeiro de 2014, viaja em 0º 10´/ 1º 50´  de Aquário. Admitindo que Mercúrio não é expansivo como Vénus mas constritor, não parece favorável a Pinto da Costa. Curiosíssimo é o facto de Luís Filipe Vieira ter nascido a 22 de Junho de 1949 - 8 anos exactos após a invasão da URSS de Stalin pelas tropas de Hitler; diga-se de passagem que o facies de Filipe Vieira faz lembrar um pouco o de Iosif Stalin, com o característico bigode grisalho... - com Júpiter entre 0º 35´ / 0º 29´ de Aquário e neste 12 de Janeiro de 2014 Mercúrio passar, tal como no caso de Pinto da Costa, sobre esse Júpiter do dia do nascimento.

 

As sugestões de analogias ontofonéticas para o dia 12 de Janeiro são contraditórias: o facto de nesse dia Paulo PORTAS vencer, previsivelmente, o 25º Congresso do CDS, implicará uma vitória do FC PORTO (evoca: PORTAS) no estádio da Luz?  A morte, em 11 de Janeiro de 2014, de Ariel Sharon, ex primeiro ministro de Israel, país de bandeira azul e branca, sugerindo o azul e branco do FC Porto, arrastará a derrota deste face ao Benfica? 

 

INUNDAÇÕES E TEMPORAL DE MAR E CHUVA EM 14-18 DE JANEIRO, 25-28 DE FEVEREIRO E 1-3 DE MARÇO DE 2014?

 

A passagem do Sol ou de um planeta em 24º-27º do signo de Capricórnio  (graus 294º-297º  de longitude na eclíptica) é uma concausa, uma condição necessária mas insuficiente para a eclosão de chuvas torrenciais, e inundações consideráveis ou neve em grande escala  em Portugal. Vejamos exemplos.

 

 

Em 25 e 26 de Novembro de 1967, com Marte em 24º 44´/ 26º 14´ de Capricórnio, chuvas diluvianas em Lisboa e áreas limítrofes como Algés, Colares, Loures, Loures, Barcarena, Pontinha, entre outras, produzem grandes inundações, desabamentos de casas e mais de 700 mortos; em 22 de Janeiro de 1985, com Júpiter em 26º 32´/ 26º 36´ de Capricórnio, o rio Arade sobe e inunda a parte baixa da cidade de Silves, cortando a EN124; em 14 de Janeiro de 1987, com Sol em 23º 16´/ 24º 17´ de Capricórnio, Mercúrio em 24º 5´/ 25º 44´ de Capricórnio, há uma queda generalizada de neve a cotas baixas em todo o Minho, Douro Litoral, cidade do Porto incluída, Galiza e em quase todo o Portugal continental; de 26 de Outubro a 6 de Novembro de 1997, com Úrano em 27º 16´/ 27º 25´ de Capricórnio, temporais de chuva assolam o sul de Portugal e ilhas, com uma tromba-de-água derrubando casas e árvores em Monchique, Algarve, no dia 26, um temporal e deslizamento de terras e casas em Ribeira Quente, concelho de Povoação, na ilha açoriana de São Miguel, causando a morte confirmada de 29 pessoas e o desaparecimento de 4, no dia 31, e chuvas diluvianas com inundações no Alentejo, especialmente nos concelhos de Ourique, Aljustrel, Odemira, Beja e Moura, gerando 12 mortos, nos dias 5 e 6; de 4 a 7 de Janeiro de 2014, com Vénus em 25º 32`/ 23º 20´ de Capricórnio, um temporal de mar, chuva e vento fustiga toda a costa portuguesa, com numerosos episódios, entre eles, um tornado destrói o telhado de 2 fábricas e desaloja 60 pessoas em Lordelo, Paredes (dia 4), duas ondas gigantes destroem o bar «O moinho» em Carcavelos (dia 6) , uma onda gigante galga a marginal da Foz do Porto, o mar invade ruas de Espinho e de Paredes de Vitória, em Alcobaça,  e quatro homens são encurralados por 2 ondas no Clube Naval da Ericeira (dia 6), uma vaga de mar galga a marginal no Furadouro colhe pessoas e parte uma perna a uma, o mar destrói o restaurante da praia do Ourigo na Foz do Porto (dia 7).

 

Prevejo, sem infalibilidade, como dias de novos temporais de vento, chuva e mar em Portugal os dias: 14 a 18 de Janeiro de 2014 (Sol de 24º a 27º de Capricórnio), 25 a 28 de Fevereiro e 1 a 3 de Março de 2014 (Vénus de 24º a 27º de Capricórnio).

 

 

 

ACIDENTES DE COMBOIO EM PORTUGAL EM 24-25 DE JANEIRO, 8-10 DE FEVEREIRO, 6-9 DE MARÇO E 27-29 DE MARÇO DE 2014?

 

Uma das leis que preside à ocorrência de acidentes de comboio em Portugal é a seguinte: a passagem do Sol ou de um planeta na área 20º-21º do signo de Aquário ( graus 320º-321º da eclíptica) é condição necessária mas não bastante para a ocorrência de descarrilamento, choque de comboios, atropelamento de pessoa ou abalroamento de automóvel ou outro veículo por um comboio em Portugal. Eis alguns exemplos.

 

Em 21 de Janeiro de 2013, com Marte em 20º 27´/ 21º 15´ de Aquário, o comboio regional que seguia do Entroncamento para Coimbra e que habitualmente era formado por uma UTE (Unidade Tripla Eléctrica), com seis carruagens é embatido, na estação de Alfarelos, pelo comboio Intercidades, que seguia para o Porto, cuja locomotiva, mais pesada, entra pelas carruagens adentro, abrindo-as, causando 15 feridos; em 22 de Janeiro de 2012, com Marte em 21º 15´ / 22º 2´ de Aquário, o carro de um homem que fugia à polícia por roubar gasóleo é abalroado por um comboio da linha do Norte que seguia no sentido Aveiro-Coimbra no apeadeiro de Fornos, Vilela, Coimbra, e o homem foge; em 1 de Fevereiro de 2013, com Mercúrio em 21º 55´/ 23º 51´ de Aquário, no apeadeiro de Santa Ana, no Cartaxo, um automóvel é abalroado por dois comboios, resultando dois feridos;  em 8 de Fevereiro de 2013, com Sol em 19º 22´/ 20º 23´  de Aquário, de manhã, a carruagem de um comboio da linha de Cascais descarrila na curva do Mónaco, junto da estação da CP, outro comboio descarrila na recta de Algés, linha de Cascais.

 

Assim, prevejo como dias de possível acidente de comboio em Portugal: 24 e 25 de Janeiro de 2014 (Mercúrio em 20º-21º de Aquário);  8 a 10 de Fevereiro de 2014 (Sol em 20º-21º  de Aquário); de 6 a 9 de Março de 2014 (Mercúrio em 20º-21º de Aquário); de 27 a 29 de Março de 2014 (Vénus em 20º-21º de Aquário).

 

 

EARTHQUAKE IN TURKEY ON 18-26 OF FEBRUARY 2014?

 

A great earthquake or other note accident is possible in Turkey between 18 and 26 of February 2014 when the Moon´s North Node slides from 29º 59´Libra untill 29º 41´Libra. Foundations of this predictions are these facts:

 

On September 6, 1975, with  Uranus in 29º 54´/ 29º 57´ Libra, an earthquake in Lice ,Turkey, causes 2,386 deaths;on October 30, 1983, with  Pluto in 29º 44´/ 29º 46´ Libra, an earthquake in Eastern Turkey, kills 1,342 people.

 

 

ACIDENTE DE AVIÃO (AIRCRAFT DISASTER) PERTO DE ATENAS OU EM ATENAS EM 19-22 DE FEVEREIRO DE 2014?

 

Para o período 18-22 de Fevereiro de 2014, em que o Nodo da Lua estará em 29º de Balança e Mercúrio em 24º-20º de Aquário, há uma razoável probabilidade de ocorrer um acidente ou incidente perto de Atenas ou no aeroporto de Atenas.

 

Fundamento: on December 28, 1968, with Mars in 28º 54´/ 29º 28´ Libra, Venus in 21º 5´/ 22º 14´ Aquarius, a Palestinian attack against an Israeli aircraft takes place in Athens airport; on December 8, 1969, with Jupiter in 28º 31´/ 28º 41´ Libra, Mars in 24º 21´/ 25º 5´ Aquarius, an Olympic Airways DC-6B crashes near Athens in a storm, provoking 93 deaths.

 

ACIDENTES DE AVIÃO NO BRASIL EM 15-17 DE MARÇO, 4-5 DE ABRIL E 28-30 DE ABRIL DE 2014?

 

Este é apenas um dos ciclos de acidentes aéreos no Brasil, o que se vincula à presença do Sol ou planetas em 25º e 26º de Peixes. Em 17 e 18 de Março de 2014, o Sol estará em 25º e 26º  de Peixes. Em 4 e 5 de Abril  de 2014, Mercúrio perpassará em 25º e 26º de Peixes. De 28 a 30 de Abril de 2014, Vénus perpassará em 25º-26º de Peixes. Estas datas são propensas a quedas de avião no Brasil.

 

Fundamento:

Em 29 de Setembro de 2006, com Nodo Norte da Lua em 25º 18´/ 25º 17´ de Peixes, um avião da Gol, voo 1009, colide no ar, em Mato Grosso,  com um avião a jacto Legacy, morrendo 156 pessoas, a maior tragédia aérea do Brasil; em 1 de Junho de 2009, com Úrano em 26º 15´ / 26º 17´ de Peixes, um Airbus A330 da Airr France, que viaja do Rio de Janeiro a Paris, desaparece no Oceano Atlântico, morrendo 228 pessoas que iam a bordo.

 

LEONARDO JARDIM E BRUNO DE CARVALHO VITORIOSOS EM 10 E 11 DE MAIO DE 2014?

Em 10 e 11 de Maio de 2014, Quiron passa em 16º 59´/ 17º 1´ de Peixes quase exactamente em cima do Júpiter de nascimento (1 de Agosto de 1974) do treinador do Sporting Clube de Portugal, o luso-venezuelano Leonardo Jardim, Júpiter esse na zona 16º 55´/ 16º 51´ de Peixes. É um bom aspecto astral.

 

Em 11 de Maio de 2014, Vénus passará em 9º 14´ / 10º 13´ de Carneiro, quase em comjunção exacta com o Quirón no nascimento de Bruno de Carvalho, presidente do Sporting, em 10º 23´/ 10º 26´ de Carneiro, no dia 8 de Fevereiro de 1972.

 

Sendo a última jornada da Liga Zon Sagres, em Portugal, em 11 de Maio de 2014, é possível inferir uma alegria intensa para ambos: o Sporting vencedor da Liga, superando o FC Porto e o Benfica? Ou será apenas indicativo de o Sporting ficar em segundo lugar, superando o FC Porto, ante um Benfica campeão da Liga Zon Sagres?

 

 

A QUEDA FÍSICA DE UM MINISTRO OU SECRETÁRIO DE ESTADO OU DEPUTADO EM JULHO DE 2014

 

De 7 a 11 de Julho de 2014, Júpiter estará em 28º de Caranguejo. Isso poderá significar a queda física acarretando uma lesão corporal de um ministro, secretário de Estado, deputado ou dirigente político português.

 

Fundamento desta presunção:

A) Em 12 de Maio de 1931, com Marte em 28º 14´/ 28º 53´ de Caranguejo, Oliveira Salazar, ministro das finanças da ditadura militar, escorreganum tapete que desliza no encerado de uma sala do Ministério e fractura a perna direita;

 

B) Em 3 de Agosto de 1968, com Marte em 28º 14´/ 28º 53´ de Caranguejo, o velho ditador Oliveira Salazar caino Forte de Santo António no Estoril e contrai uma lesão intracraniana que o incapacitará de governar.

 

EARTHQUAKE IN USA IN 18-27 OFJULY 2014?

There is a medium probabilty of an earthquake in U.S.A. in 18-27 of July 2014, when Mercury will be in 6º-10º of Cancer (18-21 July) and Venus will be in 5º-10º of Cancer (22-27 of July).

 

On April 18, 1906, with Neptune in 7º 51´/ 7º 52´Cancer, Uranus in 8º 29´Capricorn, an earthquake in San Francisco, California, provokes 503 deaths.

 

INVASÃO MILITAR DOS EUA A UM PAÍS ENTRE 17 DE JULHO DE 2014 E 11 DE AGOSTO DE 2015?

 

Neste período de 2014-2015, Júpiter viajará no signo de Leão, o que impele a aventuras militares por parte dos EUA.

 

Exemplo: em 19 de Março de 2013, com Júpiter em 8º de Leão, os EUA e a Grã-Bretanha, movidos pelos lobbies armamentista e outros, atacam militarmente o Iraque, iniciando uma guerra que levará ao derrube de Sadam Husein e da ditadura da minoria sunita.

 

 

 REVOLTA POPULAR OU DEMISÃO DE GOVERNANTE EM AGOSTO-SETEMBRO DE 2014 EM PORTUGAL?

 

A política de austeridade do governo PSD-CDS de Passos Coelho e Paulo Portas, liberal-conservador, tem gerado diversos movimentos de resistência popular em Portugal, desde Junho de 2011, quando  Júpiter estava em Touro, até hoje, em que Júpiter desliza no signo de Caranguejo (arco do céu de 90º a 120º de longitude eclíptica). A 16 de Julho   de 2014, Júpiter entrará no signo de Leão e isso deverá abrir um período favorável às esquerdas que decorrerá, em princípio, até 11 de Agosto de 2015, dia em que Júpiter passará de 29º de Leão para 0º do signo de Virgem, signo favorável à direita portuguesa. Se houver eleições legislativas em 2015, até Agosto de 2015, o PS, dirigido hoje pelo agente do clube mundialista e criminoso de Bilderberg António José Seguro, será o presumível vencedor. 

 

De 17 de Agosto a 20 de Setembro de 2014, Júpiter estará em 7º-13º do signo de Leão - arco do céu de 120º a 150º da eclíptica - o que deverá gerar um forte protesto de esquerda ou acto revolucionário contra o governo então vigente em Portugal ou simplesmente a demissão de um ministro ou, quiçá, do presidente da república. O que sucederá, em concreto? A queda parcial do governo? Um atentado? Uma invasão de edifícios governamentais?

 

Eis quatro factos histórico-astronómicos em que me fundamento:

 

A) Em 1 de Fevereiro de 1908, com Júpiter em 8º do signo de Leão (ou grau 128 da eclíptica, em longitude), a Carbonária Portuguesa, pelas mãos munidas de carabinas de Alfredo Costa e Manuel Buíça, assassina a tiro, no Terreiro do Paço, em Lisboa, o rei D. Carlos e o príncipe herdeiro Luís Filipe, por sustentarem a ditadura de João Franco que, na sequência do regicídio, cai, subindo ao trono D. Manuel II.

 

B) Em 14 de Dezembro de 1918, com Neptuno em 9º de Leão, o presidente da República Nova, Sidónio Pais, é assassinado a tiro na estação do Rossio, em Lisboa, pelo republicano José Júlio da Costa, amigo do Grão-Mestre da Maçonaria Magalhães Lima.

 

B) Em 26 de Agosto de 1931, com Júpiter em 8º do signo de Leão,  um grupo de oficiais antifascistas apodera-se dos quartéis de Metralhadoras 1 e de Artilharia 3, junta da Penitenciária de Lisboa, e ocupa com os militares revoltosos a zona desde o alto do Parque Eduardo VII ao Largo do Rato, englobando Campolide, mas a artilharia da ditadura militar e as ofensivas da GNR e do regimento de Caçadores 5 abafam a revolta, de tarde.

 

C) Em 4 de Dezembro de 1980, com Nodo Norte da Lua em 13º-12º  de Leão, o 1º ministro Sá Carneiro e o ministro da Defesa Amaro da Costa morrem em atentado à bomba no avião CESSNA em que viajavam, sobre Camarate

 

A previsão desta maneira é uma indução: erige uma lei geral a partir de casos empíricos similares. Os actuais doutorados, - refiro-me a pensadores como Peter Singer, Nigel Warburton, Alan Renault, Slavoj Zizek, José Gil, José Matoso, João Medina, António Barreto, Marcelo Rebelo de Sousa, José Pacheco Pereira e tantos outros - destituídos de inteligência holística, não concebem que Júpiter, sempre que passa uma vez, durante alguns dias, de doze em doze anos, nos graus 7 e 8 do signo de Leão, possa suscitar um influxo de esquerda em Portugal....São demasiado antropocêntricos na sua ignorância do mistério cósmico. Não pensam o mundo, e a vida humana em particular, como um todo cósmico. Falta-lhes a noção da lei dialética do uno: no universo nada está isolado, tudo se relaciona e forma um imenso Uno.

 

Que tem de inadmissível que os movimentos de um  planeta suscitem uma revolução ou contra-revolução no Brasil ou na Argentina ou em Portugal, uma vitória futebolística do Flamengo,  dos Estudiantes de la Plata, ou do Sport Lisboa e Benfica? Nada. Só mentes fragmentadas e fragmentárias objectam contra isto.

 

QUEDA DE PASSAGEIROS NA LINHA FERROVIÁRIA EM 26-28 DE AGOSTO E 12-15 OU 21-24 DE SETEMBRO?

 

A passagem de um planeta, do planetóide Quiron, do Sol ou de um Nodo da Lua em 20º-22º do signo de Virgem (para astrónomos: graus 170-172 de longitude eclíptica) é condição necessária mas insuficiente para causar um acidente no Metropolitano de Lisboa, em particular a queda de passageiros na linha de uma estação. Algumas das próximas datas em que ocorrerá a passagem de um planeta, do planetóide Quiron, do Sol ou de um Nodo da Lua na área 20º-22º do signo de Virgem, tornando muito provável a queda de um passageiro na linha férrea,  são: 26-28 de Agosto de 2014 (Mercúrio); em 12-15 de Setembro de 2014 (Sol); em 21-24 de Setembro de 2014 (Vénus).

 

ACIDENTES NO METROPOLITANO DE LISBOA EM SETEMBRO, OUTUBRO E NOVEMBRO DE 2014

 

 

A passagem de um planeta ou Sol na área 0º-2º de Escorpião gera em regra acidentes no metropolitano de Lisboa: quedas de passageiros à linha, descarrilamentos, incêndios, etc. Algumas das próximas datas em que ocorrerá a passagem de um planeta, do planetóide Quiron, do Sol ou de um Nodo da Lua em 0º-2º  de Escorpião são em 2014: de 27 de Setembro a 10 de Outubro de 2014 (Mercúrio); em 23-26 de Outubro de 2014 (Vénus); em 8-10 de Novembro de 2014 (Mercúrio).

 

PS- Se é professor ou estudante de filosofia, história ou demais ciências, porque não começa a compreender os movimentos planetários e a astrologia histórico-social e libertar-se da crucial ignorância a que o votaram nessa matéria? Adquira na nossa loja online www.astrologyandaccidents.com as nossas obras «Álvaro Cunhal e Antifascismo na Astrologia Histórica», recentemente lançada, «Os acidentes em Lisboa na Astronomia-Astrologia» e outras que lhe fornecem conhecimentos que em nenhum outro lado pode encontrar. É tempo de ser culto e profundo! Pense por si, sem receio dos clichés dominantes.

 

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

 

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 14:31
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Quarta-feira, 16 de Outubro de 2013
Um presidente da República Portuguesa eleito em 2016 será de direita

 

Segundo o ciclo do planeta Júpiter, de que já publicamos um estudo, se as eleições legislativas em Portugal tiverem lugar em Junho de 2015 - com Júpiter em Leão - darão a vitória ao centro-esquerda PS mas, se se realizarem em Setembro ou Outubro de 2015 - já com Júpiter no signo de Virgem - deverão dar a vitória às direitas PSD-CDS. Quanto às eleições presidenciais, se tiverem lugar em Janeiro de 2016, com Júpiter em 23º ou 22º do signo de Virgem, darão, em  princípio o triunfo ao candidato das direitas.

 

 

JÚPITER EM LEÃO:

INFLUXO DE ESQUERDA

 

A passagem de Júpiter no signo de Leão (arco do céu de 120º a 150º de longitude) gera, em regra, um influxo de esquerda em Portugal.

 

Em 13 de Janeiro de 1991, com Júpiter em 10º do signo de Leão, Mário Soares é reeleito presidente da República com 70,35% dos votos, o apoio do PS e da ala esquerda do PSD e obtém, assim, a segurança necessária para começar a criticar com nitidez a governação do PSD de Cavaco Silva. Basílio Horta, candidato da direita CDS, fica em 14,16% de votos. Carvalhas, do PCP, obtém 12,92% de votos.

 

Outros factos ligados à passagem de Júpiter em Leão são:

 

De 9 a 11 de Setembro de 1836, com Júpiter em 8º do signo de Leão, eclode a revolução de esquerda liberal em Portugal conhecida como «revolução de Setembro», com a aclamação dos deputados radicais vindos do Porto, em particular os irmãos Manuel e José da Silva Passos, por populares armados que dão "vivas" à Constituição de 1820, e morras ao governo de direita e à Carta Constitucional, no dia 9, o pronunciamento da Guarda Nacional que exige à rainha D.Maria II a restauração da Constituição, no dia 10, e a cedência da rainha que jura a Constituição e investe o novo governo em que pontificam o conde de Lumiares (presidente), Manuel da Silva Passos (Reino), Vieira de Castro (Eclesiásticos e Justiça) e Sá da Bandeira (Estrangeiros), da ala esquerda do liberalismo.

 

 

Em 1 de Fevereiro de 1908, com Júpiter em 8º do signo de Leão, chegados de Vila Viçosa, o rei D. Carlos I e o príncipe herdeiro Luís Filipe são assassinados a tiro no Terreiro do Paço, em Lisboa, por dois membros da Carbonária, Alfredo Costa e Manuel Buíça, apostados em derrubar a ditadura monárquica de João Franco Castelo Branco que, em consequência deste regicídio, cai nesse dia. Os regicidas são chacinados O príncipe D. Manuel ascende a rei e inaugura uma era de conciliação com o movimento republicano.

 

Ora, Júpiter estará no signo de Leão de 16 de Julho de 2014 a 11 de Agosto de 2015. Se houver eleições legislativas neste período a vitória deverá ser do PS.

 

 

 

JÚPITER EM VIRGEM:

VITÓRIAS ELEITORAIS DO PSD EM 1979 E 1991 

 

A passagem de Júpiter no signo de Virgem (arco do céu de 150º a 180º ) gera, em regra, o triunfo das direitas liberais ou conservadoras em Portugal. Ora, em Setembro de 2015, Júpiter estará no signo de Virgem onde entrará em 11 de Agosto de 2015 mantendo-se nesse arco celeste de 30º até 9 de Setembro de 2016.

 

Em 2 de Dezembro de 1979, com Júpiter em 9º do signo de Virgem, a Aliança Democrática, coligação das direitas e de parte do centro (PSD, CDS, PPM, reformadores de António Barreto) dirigida por Sá Carneiro e Freitas do Amaral e Ribeiro Teles, vence com maioria absoluta as (121 deputados a que somam 7 do PSD insular, num total de 250) as eleições legislativas em Portugal.

 

Em 6 de Outubro de 1991, com Júpiter em 4º-5º do signo de Virgem, o PSD, do primeiro-ministro Cavaco Silva, vence com maioria absoluta - 135 deputados eleitos num total de 230 - as eleições legislativas em Portugal, satisfazendo os apetites da direita liberal e neoliberal.

 

 

Em 11 de Abril de 1933, com Júpiter em 14º de Virgem, é proclamada a Constituição do Estado Novo em Portugal, um regime ditatorial católico-fascista que se apresenta como «democracia orgânica» sob a égide de Salazar.

  

 

 

Se Júpiter em Virgem, o que só sucede durante um ano em cada doze, dá, em regra, a vitória à direita portuguesa no século XX por que razão não há-de continuar a favorecer essa direita no século XXI, em 2016? Os comentadores televisivos e analistas políticos, os historiadores e os filósofos de cátedra ignoram estas leis. Não se interrogam sequer sobre a dialética política de Júpiter no Zodíaco: em 1933, com Júpiter em Virgem, foi implantado o Estado Novo de Salazar; em 1974, com Júpiter na área oposta do céu, isto é, no signo de Peixes, o Estado Novo desapareceu sob as vagas da revolução popular.

 

Marcelo Rebelo de Sousa, José Pacheco Pereira, Clara Ferreira Alves, António Costa Pinto, Luís Delgado e a plêiade dos injustamente denominados «professores doutores» que não sabem traçar um horóscopo e troçam do determinismo político- planetário - José Gil, Boaventura Sousa Santos, Manuel Maria Carrilho, Viriato Soromenho Marques, João Carlos Espada, Ricardo Santos, Alexandre Franco de Sá, José Mattoso, Maria Luísa Ribeiro Ferreira, António Borges Coelho, João Medina, António Barreto, Manuel Vilaverde Cabral, José António Saraiva, Ricardo Costa, etc- não têm, presumivelmente, neste momento, nenhuma certeza sobre quem vencerá as eleições em Portugal em 2015 e 2016. Nem sequer possuem uma teoria de previsão concreta, fundamentada.

 

Ao contrário, possuímos uma teoria sólida de previsão política, ainda que com lacunas, porque respeitamos a natureza, e os movimentos planetários são leis da natureza biofísica e social. Somos, no entanto, alvo de feroz censura por parte dos media - uma censura tão feroz como a censura fascista. Por exemplo, em Maio de 2012, Olivier Feron, José Caselas e o grupo Krisis da Universidade de Évora impediram-nos de apresentar uma tese de astrologia histórica em jornadas de investigação (!) nessa velha universidade dominada por velhos preconceitos anti racionalistas ( a astrologia histórica é o mais alto racionalismo de base empírica).

 

 A universidade portuguesa e as universidades estrangeiras, em particular as faculdades de filosofia, não valem nada  no campo do pensamento holístico. Elas perseguem com fúria os que elevam a astrologia a ciência da história.  Porque as vaidades dos catedráticos, as suas cabeças insuficientemente inteligentes, os seus interesses de carreira,  não permitem o triunfo da racionalidade holística, da verdade. Somos governados, enquanto povo, por néscios doutorados.

 

 

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

 

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 03:27
link do post | comentar | favorito

Domingo, 10 de Junho de 2012
Uma previsão de Astrologia Histórica: Espanha-Alemanha, a final do Europeu em 1 de Julho de 2012

 

É possível a previsão científica com base na Astrologia? Sim, se se tratar de Astrologia Histórico-Social, rigorosamente fundada em milhares de dados empíricos - a Astrologia que pratico e desenvolvi com inovadoras teses chave, fazendo-a entrar definitivamente nas categorias de ciência da história humana e planetária e de teoria da predestinação absoluta.

 

A astrologia que aqui desenvolvo não tem praticamente nada em comum com a astrologia comercial e a astrologia tradicional, anti historicista, de Paulo Cardoso (comerciante de "horóscopos"), Maria Flávia Monsaraz, Luís Resina, Cristina Candeias, Helena Avelar, Luís Ribeiro e outros psico-astrólogos que a burguesia difunde ao grande público em programas televisivos, revistas, jornais e livros. A Astrologia Histórico-Social que construo é alvo de uma feroz censura nos media, nos departamentos universitários de filosofia, astronomia, história, sociologia e respectivas publicações. Querem confundi-la com a astrologia comercial e o charlatanismo retórico dos "signos"...

 

Mostrarei como é possível a partir de exemplos históricos empíricos, concretos, induzir regularidades ou leis parcelares astro-sociais.

 

Quais são as posições do Sol e dos planetas em 1 de Julho de 2012, dia da final do Europeu de futebol 2012? São as seguintes, às 0 e 24 horas: Sol em 9º 34´/ 10º 31´ de Caranguejo, Mercúrio em 5º 19´ / 6º 15´ de Leão, Vénus em 7º 42´/ 7º 51´de Gémeos, Marte em 20º 41´/ 29º 12´ de Virgem, Júpiter em 4º 16´/ 4º 28´ de Gémeos, Saturno em 22º 47´/ 22º 48´ de Balança, Úrano em 8º 29´ de Carneiro, Neptuno em 2º 59´/ 2º 58´de Peixes, Plutão em 8º 14´/ 8º 12´ de Capricórnio.

 

Se compararmos o Zodíaco ao mostrador de um relógio, o signo de Carneiro (30º de arco) equivale ao arco entre as 12 horas e a 1 hora no mostrador, o signo de Touro ao arco entre a 1 e 2 horas no mostrador, o signo de Gémeos ao arco de 30º entre as 2 e as 3 horas, no mostrador, e assim sucessivamente. Os signos são divisões astronómicas da coroa circular do céu, de 30º cada, e estão todos em simultâneo no círculo celeste. Nada importa que não correspondam às constelações que levam o mesmo nome que eles.

 

 

Em 1 de Julho de 2012, Mercúrio estará no signo de Leão. Que dados extraímos, por indução, da história recente do futebol?

 

MERCÚRIO NO SIGNO DE LEÃO (NO ARCO DE 120º A 150º DA ECLÍPTICA, NA ASTRONOMIA):

 

AZARES DA ALEMANHA, VITÓRIAS DA ESPANHA E GRÉCIA

 

 

Em 30 de Julho de 1966, com Mercúrio em 4º 1´/ 3º 20´ de Leão, a Inglaterra vence por 4-2 a Alemanha Federal, na final do campeonato mundial em Londres; em 29 de Junho de 1986, com Mercúrio em 2º 2´/ 2º 47´ de Leão, a Argentina conquista o título de campeã do mundo de futebol ao vencer por 1-0 a República Federal da Alemanha no Estádio Azteca, na cidade do México.

 

 

Em 4 de Julho de 2004, com Mercúrio em 29º de Carangejo e 0º de Leão, a Grécia vence Portugal por 1-0 na fnal do campeonato da Europa de futebol; em 11 de Julho de 2010, com Mercúrio em 2º 31´ / 4º 24´ de Leão,  na final do campeonato de mundo de futebol, a Espanha vence a Holanda por 1-0.

 

É óbvio que os exemplos são escassos. Mas sugerem uma direção mais forte de probabilidades: se a Alemanha estiver na final de 1 de Julho, estes exemplos sugerem que perderá... 

 

Que dados permitem induzir a presença da Alemanha como finalista em 1 de Julho? Vários. Entre eles, a presença de Saturno em 22º 47´/ 22º 48´ de Balança.

 

PONTO 22º 30´/ 22º 50´ DE QUALQUER SIGNO:

ALEMANHA

 

A passagem de um planeta ou Nodo da Lua no ponto 22º 30´ a 22º 50´ de qualquer signo zodiacal é condição necessária mas insuficiente para destacar a Alemanha.

 

Em 30 de Janeiro de 1933, com Júpiter em 22º 26´/22º 30´ de Virgem, Adolf Hitler toma posse como chanceler da Alemanha republicana, minada já pelas forças da direita e extrema-direita reaccionárias; em  30 de Julho de 1966, com Nodo Norte da Lua em 22º 36´/ 22º 26´ de Touro, a Inglaterra vence por 4-2 a Alemanha Federal, na final do campeonato mundial em Londres; em 29 de Junho de 1986, com Júpiter em 22º 33´/ 36´ de Peixes, a Argentina conquista o título de campeã do mundo de futebol ao vencer por 1-0 a República Federal da Alemanha no Estádio Azteca, na cidade do México; em 8 de Julho de 1990, com Saturno em 22º 31´/ 27´ de Capricórnio, a República Federal da Alemanha conquista o título de campeã do mundo de futebol ao vencer por 1-0 a Argentina no Estádio Olímpico, em Roma. 

 

 

GRAUS 7º DE GÉMEOS E 29º DE VIRGEM:

ESPANHA, ENTRE OUTROS

 

Embora cada grau do Zodíaco signifique em simultâneo várias entidades, a presença em simultâneo de Vénus em 7º de Gémeos e de Marte em 29º de Virgem no dia 1 de Julho de 2012, evoca Espanha em determinados exemplos históricos:

 

A)Em 15 de Junho de 1977, com Mercúrio em 7º de Gémeos, realizam-se em Espanha as primeiras eleições legislativas livres desde 1936, sendo a vitória da União do Centro Democrático do primeiro-ministro Adolfo Suárez. 

 

B) Em 11 de Julho de 2010, com Saturno em 29º de Virgem, a Espanha sagra-se campeã do mundo em futebol ao vencer por 1-0 a Holanda.

 

Poderá questionar-se a exiguidade da amostra e contestar a legitimidade da indução...

 

 

Portanto, a previsão que elaboro é a seguinte: Espanha e Alemanha deverão ser os finalistas do Europeu e a vitória será,provavelmente, da Espanha. Esta previsão pode falhar? Sim, porque há outras variáveis - ciclos planetários, ângulos interplanetários -  que não estou a levar em consideração. Mas, mesmo que falhe a previsão, fiz aqui a prova concreta de que a Astrologia Histórico-Social é ciência porque extrai leis astro-sociais dos factos segundo o princípio seguinte: factos histórico-sociais similares possuem em comum uma ou mais coordenadas planetário-zodiacais similares quanto à área do Zodíaco ocupada ou quanto à numeração de graus e minutos de arco.

 

Denunciemos, uma vez mais, a ignorância dos filósofos e dos astrólogos em geral sobre a astrologia histórica, sobre a predestinação de toda a vida humana, individual e colectiva, pelo compasso planetário: Descartes - mas não Aristóteles, nem Marco Aurélio nem Galileu nem Kepler- Kant, Nietzche, Hegel, Husserl, Heidegger, Russel, Witgenstein, Sartre, Rawls, falharam a racionalidade holística, a compreensão de que os movimentos dos planetas no Zodíaco determinam praticamente a totalidade dos fenómenos sociais, biofísicos, culturais no planeta Terra.

 

Mas enquanto que no Renascimento havia liberdade de produzir astrologia ao nível das universidades, hoje, sob o «racionalismo» iluminista - que vê, ao pormenor, as luzes das cidades, dos centros comerciais e das emissões de televisão mas não vê, de forma holística, a luz dos planetas e das estrelas semeadas ao longo dos doze signos do Zodíaco -  a Astrologia Histórica é vergonhosamente silenciada pelo totalitarismo das ciências oficiais, das universidades e dos grandes media (excepto a internet).

 

Os meus livros «Sincronismos Cabala e Graus do Zodíaco» (Estampa, 2001), «Astrología y guerra civil de España de 1936-1939» (Edição de autor, Beja, 2006), «Os acidentes em Lisboa na Astronomia-Astrologia, Astrolgy and Accidents in USA» (edição de autor/Publidisa, 2008) que consubstanciam o salto qualitativo da Astrologia tradicional, semi científica, para a Astrologia científica Histórico-Social, são pura e simplesmente ignorados, colocados no Index informal do silêncio - método aliás usado pelos adversários deste blog que mostra as insuficiências racionais do pensamento de Platão, Heidegger, Ortega y Gasset, Deleuze, Blackburn, Russel, Witgenstein, Singer, e tantos outros.

 

Promotores, ou cúmplices através do silêncio, desse totalitarismo universitário ( fascismo epistemológico: censura-se ou expulsa-se da universidade quem aí quiser apresentar a astrologia como ciência do determinismo) são os catedráticos de filosofia, sociologia e história e os  autores de livros de filosofia e comentadores televisivos da "cultura" de que dou alguns exemplos: ao nível internacional, Anthony Kenny, Michael Smith, Zizek, Simon Blackburn, Steven Pinker, Nigel Warburton, Gianni Vattimo, Marc Guillaume, Alan Badiou, Luc Ferry, Ruwen Ogien, Jean Pierre Dupuy, Jean Vassal, entre outros; ao nível lusitano, José Gil, Eduardo Lourenço, Vítor Correia, António Zilhão, José Barata-Moura, José Matoso, Borges Coelho, José Hermano Saraiva, José António Saraiva, Nuno Rogeiro, Olivier Feron, José Caselas, Porfírio Silva, Viriato Soromenho Marques, Ricardo Silva, Joana Pontes, Luís Andrade, Vítor Guerreiro, Ricardo Santos, João Branquinho, Dina Mendonça, Luis Bernardo, Desidério Murcho, Pedro Galvão, Alexandre Franco de Sá, Marcelo Rebelo de Sousa, Paula Moura Pinheiro, Mário Crespo, António Barreto, José Pacheco Pereira, Francisco Pinto Balsemão, Francisco José Viegas.

 

Eis a ironia do destino: milhares de universidades respeitadas ignoram, no seu obscurantismo iluminista, a astrologia como ciência da história e este blog de um simples licenciado em filosofia - eu - desvenda a verdade do determinismo astral sobre os factos sociais e terrestres. Estamos na verdade, que pesquisamos arduamente, e essa é que conta (internalismo) mas não temos força social (editores poderosos, grandes media, catedráticos do nosso lado) para implantar no público a nossa concepção holística, objectiva, e vê-la socialmente reconhecida (externalismo). Mas a vida é assim mesmo. Mais vale ser muito bom e estar isolado do que ser medíocre ou suficiente e estar nas boas graças do mundo, da burguesia editorial e seus jornalistas corrompidos, e do grande público impensante.

 

 

NOTA DE 30 DE JUNHO DE 2012, POSTERIOR À ESCRITA DESTE ARTIGO - Em 29 de Junho de 2012, a Itália eliminou a Alemanha por 2-1, desfazendo em parte o carácter científico da previsão que eu fizera de que a Espanha e a Alemanha seriam as finalistas do Europeu em 1 de Julho de 2012. Isso bastou para que alguns professores de filosofia, do vasto e obtuso partido anti-astrologia, como Sérgio Lagoa e Rui Areal, me rotulassem, de má fé e precipitadamente, de "charlatão". Mas onde está o charlatanismo, se acima eu admiti que a previsão era falível? Charlatanismo seria eu escrever uma coisa do género: «É infalível que a Alemanha e a Espanha serão as finalistas, eu nunca me engano.»

 

Mas o que escrevi foi outra coisa: «Esta previsão pode falhar? Sim, porque há outras variáveis - ciclos planetários, ângulos interplanetários -  que não estou a levar em consideração. Mas, mesmo que falhe a previsão, fiz aqui a prova concreta de que a Astrologia Histórico-Social é ciência porque extrai leis astro-sociais dos factos segundo o princípio seguinte: factos histórico-sociais similares possuem em comum uma ou mais coordenadas planetário-zodiacais similares quanto à área do Zodíaco ocupada ou quanto à numeração de graus e minutos de arco.»

 

A par disto, note-se que tanto Lagoa como Areal esconderam que a minha previsão acertou pelo menos em 50%: a Espanha é finalista, como se comprovou em 27 de Junho com o triunfo da Espanha sobre Portugal. Não parece que sejam intelectualmente honestos. O seu imperativo é a todo o custo fazer crer que não há determinismo planetário na vida social e biofísica e desqualificar, com falácias ad hominem, o investigador de história mediante os ciclos dos planetas. São fanáticos anti-astrologia, fanáticos do livre-arbítrio que julgam o homem como «centro do universo, deus criador, dotado de liberdade de decidir», ignorantes porque nunca estudaram o assunto...

 

Não é o falhanço de uma previsão - ou duas, quatro, dez ou vinte - que retira carácter científico à nossa Astrologia Histórico-Social ou Astronomia Sócio-Política, do mesmo modo que o falhanço em uma ou duas ou quatro operações cirúrgicas não autoriza a qualificar de «charlatão» um cirurgião experiente que operou com êxito milhares de pessoas. Desafio seja quem for a refutar globalmente os meus livros «Astrologia Cabala e Graus do Zodíaco» (Estampa, 2001) e «Acidentes em Lisboa na Astronomia-Astrologia, Astrology and Accidents in USA» ( Publidisa/ Edição de Autor, 2008) que expõem centenas, talvez mesmo mais de mil leis astronómico-sociais com exemplos históricos datados. É preciso ler e estudar para estar habilitado a refutar, Lagoa e Areal! Vocês, tal como os velhos inquisidores de que são a sombra remanescente, já perderam a guerra contra o empiro-racionalismo holístico astronómico-astrológico...

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

 

f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 18:37
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15
16

17
18
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


posts recentes

Breves reflexões de Setem...

As nossas universidades s...

Breves reflexões de Dezem...

Pequenas reflexões de Jul...

Júpiter em 7º-13º de Leão...

Acidentes no concelho de ...

Previsões astrológicas pa...

Um presidente da Repúblic...

Uma previsão de Astrologi...

arquivos

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

tags

todas as tags

favoritos

Teste de filosofia do 11º...

Pequenas reflexões de Ab...

Suicídios de pilotos de a...

David Icke: a sexualidade...

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds