Quarta-feira, 3 de Fevereiro de 2016
Marcelo eleito com Júpiter em Virgem: interromperá o seu mandato presidencial?

Irá Marcelo Rebelo de Sousa, eleito presidente da República Portuguesa em 24 de Janeiro de 2016, completar o seu primeiro mandato ou o seu eventual segundo mandato, teoricamente a iniciar nos primeiros meses de 2021? Julgo que não.

Creio que verá um dos mandatos interrompidos. Por indução estatística, histórico-astronómica, talvez se trate mesmo de uma lei planetária: quem tomar posse como chefe de governo ou presidente da república, em Portugal, com Júpiter no signo de Virgem terá, em regra, o seu mandato interrompido.

Eis alguns exemplos.

 

Em 30 de Agosto de 1921, com Júpiter em 24º 13´/ 24º 25´  de Virgem, toma posse o 27º governo da 1ª República Portuguesa, chefiado por António Granjo, ancorado na direita republicana, em especial nos antigos membros do Partido Evolucionista que agora integram o Partido Liberal Republicano. Granjo será assassinado, na madrugada de 20 de Outubro de 1921, com Júpiter em 5º 8´/ 5º 21´ do signo de Balança, no arsenal da Marinha, em Lisboa, durante um golpe militar de esquerda dirigido por Manuel Maria Coelho e o Partido Republicano Radical.

 

Em 27 de Setembro de 1968, com Júpiter em 20º 16´/ 20º 29´de Virgem, Marcelo Caetano ascende a 1º ministro de Portugal, no contexto de uma ditadura colonial-fascista de que Salazar era primeiro-ministro desde Julho de 1932. Marcelo será derrubado pelo golpe militar de esquerda de 25 de Abril de 1974.  

 

Em 3 de Janeiro de 1980, com Júpiter em 10º 8´ de Virgem, toma posse o VI governo constitucional, da Aliança Democrática, chefiado por Francisco Sá Carneiro líder do PSD. Este morrerá, vítima de atentado bombista, em 4 de Dezembro de 1980, com Júpiter em 6º 28´/ 6º 36´ de Balança, na queda de um avião em Camarate que mata também o ministro da Defesa, Adelino Amaro da Costa.

 

Em 31 de Outubro de 1991, com Júpiter em 9º 18´/ 9º 27´ de Virgem, toma posse o XII governo constitucional chefiado por Cavaco Silva. Ainda que o governo se mantivesse até 28 de Outubro de 1995, Cavaco passou a presidência a Fernando Nogueira em 16 de Março de 1995 para se lançar na candidatura a presidente da República.

 

Ora Marcelo Rebelo de Sousa tomará posse como presidente da República Portuguesa em 9 de Março de 2016, com Júpiter em 18º 14´/ 18º  6´ de Virgem...

 

E poderão, ele, Marcelo Rebelo de Sousa, ou altos dirigentes do PSD, como Passos Coelho e outros, correr risco de acidente entre 27 de Setembro e 15 de Outubro de 2016, quando Júpiter estiver entre 3º e 7º do signo de Balança e Marte estiver entre 0º e 12º de Capricórnio( Sá Carneiro morreu em 4 de Dezembro de 1980, com Júpiter em 6º de Balança e Marte em 9º de Capricórnio...). O PSD deverá sofrer uma derrota nessa primeira quinzena de Outubro, não sabemos em concreto o quê...Os dias mais perigosos para o PSD serão, provavelmente, de 11 a 14 de Outubro de 2016. Cuidado com novos Camarates... mas pode ser apenas uma derrota importante numa votação no parlamento.

 

Mas também o governo socialista de António Costa, que tomou posse a 26 de Novembro de 2015, com Júpiter em 20º 26´/ 20º 33´ de Virgem, - Júpiter no mesmo grau do Zodíaco que ocupou na substituição de Salazar por Marcelo Caetano em 1968 - não deverá durar os quatro anos de uma legislatura...

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt
f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 05:27
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 6 de Outubro de 2015
As eleições de 4 de Outubro de 2015 confirmaram a lei de Júpiter em Virgem fazer triunfar as direitas

 

 A recente eleição de 4 de Outubro de 2015, dia em que Júpiter se encontrava em 11º do signo da Virgem, confirmou a minha teoria de que Júpiter no signo da Virgem dá, em regra, a vitória às direitas liberais, católicas ou fascistas em Portugal. Estamos, pois, perante uma ciência (a astrologia histórica) superior à ciência política e à ciência das sondagens eleitorais por inquéritos a cidadãos: um ou dois anos antes destas eleições eu escrevi, com justificação, neste blog que, a haver eleições em Setembro ou Outubro de 2015, a vitória seria do centro-direita incarnado no PSD. O ciclo de Júpiter é de 11-12 anos: o planeta demora cerca de um ano a percorrer um signo (arco de 30º da circunferência celeste) e onze anos depois volta a esse mesmo signo.

 

JÚPITER EM VIRGEM:

VITÓRIAS ELEITORAIS DO PSD EM 1979, 1980, 1991 E 2015, RENOVAÇÃO NA LIDERANÇA DAS DIREITAS

 

 

A passagem de Júpiter no signo de Virgem (arco do céu de 150º a 180º ) gera, em regra, o triunfo das direitas liberais ou conservadoras em Portugal.

 

Em 2 de Dezembro de 1979, com Júpiter em 9º do signo de Virgem, a Aliança Democrática, coligação das direitas e de parte do centro (PSD, CDS, PPM, reformadores de António Barreto) dirigida por Sá Carneiro e Freitas do Amaral e Ribeiro Teles, vence com maioria absoluta  (121 deputados a que somam 7 do PSD insular, num total de 250) as eleições legislativas em Portugal.

 

Em 5 de Outubro de 1980, com Júpiter em 25º do signo de Virgem, a Aliança Democrática, coligação das direitas e de parte do centro (PSD, CDS, PPM, reformadores de António Barreto) dirigida por Sá Carneiro e Freitas do Amaral e Ribeiro Teles, vence com maioria absoluta (126 deputados a que somam 8 do PSD insular, num total de 250) as eleições legislativas em Portugal, derrotando a Frente Republicana e Socialista, em que se integra o PS, com 71 deputados.

 

Em 6 de Outubro de 1991, com Júpiter em 4º-5º do signo de Virgem, o PSD, do primeiro-ministro Cavaco Silva, vence com maioria absoluta - 135 deputados eleitos num total de 230 - as eleições legislativas em Portugal, satisfazendo os apetites da direita liberal e neoliberal.

 

Em 4 de Outubro de 2015, com Júpiter em 11º de Virgem, a coligação «Portugal à frente»  PSD-CDS vence com maioria relativa - 106 deputados num total de 230 . as eleições legislativas em Portugal, ficando o PS com 87 deputados, o Bloco de Esquerda com 19 e a CDU com 17 e o PAN com 1 deputado.

 

Outras datas significativas do trânsito de Júpiter em Virgem são: 

 

Em 6 de Dezembro de 1185, com Júpiter em 20º do signo de Virgem, morre, em Coimbra, com cerca de 76 anos de idade, D. Afonso Henriques, o primeiro rei de Portugal.

 

De 19 a 21 de Abril de 1506, com Júpiter em 7º do signo de Virgem, enquanto a corte de D. Manuel I está ausente em Abrantes, ocorre em Lisboa o massacre dos judeus responsabilizados pela seca e fome que assolam o país, iniciado com o assassinato de um cristão-novo (judeu convertido) que negara que tivesse surgido no altar do convento de São Domingos, em Lisboa, um rosto místico de Cristo iluminado, no dia 19, e consubstanciado na matança de mais de 1.500 homens, mulheres e crianças de religião judia, estimulada por frades dominicanos que gritavam «Heresia! Heresia!», massacre levado a cabo por lisboetas e por marinheiros da Holanda, da Alemanha e outros países que saqueiam as casas e queimam os corpos em fogueiras no Rossio e na Ribeira das Naus. 

 

Em 10 de Julho de 1921, com Júpiter em 14º do signo de Virgem, o Partido Republicano liberal de António Granjo e Carlos da Maia, conservador, vence as eleições legislativas na 1ª República Portuguesa habitualmente hegemonizada pelo Partido Republicano Português, vulgo partido Democrático de Afonso Costa e António Maria da Silva.

 

Em 11 de Abril de 1933, com Júpiter em 14º de Virgem, é proclamada a Constituição do Estado Novo em Portugal, um regime ditatorial católico-fascista que se apresenta como «democracia orgânica» sob a égide de Salazar.

 

Em 4 de Julho de 1945, com Júpiter em 21º do signo de Virgem, Alfredo Dinis (Alex) funcionário do Partido Comunista Português, é assassinado a tiro por uma brigada da Polícia de Vigilância e Defesa do Estado na estrada nacional 115, ao quilómetro 71, em Bemposta, perto de Sobral de Monte Agraço

 

Em 27 de Setembro de 1968, com Júpiter em 20º do signo de Virgem, Marcelo Caetano, líder da ala esquerda da ditadura salazarista, substitui como primeiro-ministro o incapacitado fundador do regime Oliveira Salazar, de 79 anos, vítima de hemorragia cerebral originada por uma queda em Agosto desse ano.

 

Um implacável manto de censura nos grandes mass media estende-se acerca das descobertas que aqui exponho. Os astrólogos tradicionais, salvo uma ou outra excepção, desprezam a astrologia histórica porque não investigam sistematicamente a história social, política e económica e censuram, objectivamente, estas teses. Não pensam, decoram fórmulas. A ciência oficial, anti holística, pseudo racionalista, não quer que a verdade se conheça. Eles temem e perguntam: se tudo está predestinado, então podemos «manipular» o destino? Não, ninguém pode manipular o destino escrito nos astros. Podemos, sim, lê-lo, mediante uma sistemática investigação.

 

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt
f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 04:58
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 30 de Setembro de 2015
Pequenas reflexões de Setembro de 2015

 

Eis  algumas reflexões, ora banais ora invulgares, que perpassam em mim neste Setembro de 2015.

 

A COLIGAÇÃO DAS DIREITAS PSD-CDS VAI GANHAR AS ELEIÇÕES DE 4 DE OUTUBRO DE 2015 EM PORTUGAL? Sim. Há meses que o afirmei e escrevi. E isso deve-se a Júpiter estar no signo de Virgem (arco do céu 150º-180º) : em 4 de Outubro Júpiter estará em 11º de Virgem. E ganhará com maioria absoluta? Marte em 5º-6º de Virgem parece indicar que sim, ainda que, neste ponto, haja incerteza. Costa e o PS nada podem contra o determinismo astral. Júpiter em Virgem presidiu à instituição do Estado Novo fascista de Salazar em 11 de Abril de 1933. E às vitórias do PSD e CDS coligados nas eleições legislativas, em 2 de Dezembro de 1979 e 5 de Outubro de 1980...

E tu, que não pensas e tiraste uma licenciatura ou um doutoramento ancorado na «certeza» de que «a astrologia é uma superstição, os planetas não governam a vida das sociedades» reduz-te à ignorância em que nasceste e em que te banhas: nunca estudaste o assunto, segues os erros de Popper, Kuhn, Russel, tens palas nos olhos que não te permitem ver o céu e a sua correlação com a terra. És apenas um pseudo intelectual ou um pequeno intelectual de vistas curtas, mesmo que a fama que tens seja de «grande pensador».

 

VIVO SOZINHO PORQUE PERCEBI QUE O AMOR NÃO EXISTE. Ou só pode existir na condição de uma pessoa, neste caso uma mulher, se auto imolar por nós, estar disposta a morrer por mim. Mas isso é um milagre, uma raridade, que não vale a pena esperar ansiosamente. Se tiver de acontecer, acontece. Haja saúde e tranquilidade, boa onda..

 

ELA É A INCARNAÇÃO DA DEUSA VÉNUS - Lindíssima, na casa dos 20 anos, rosto perfeito, corpo feminino bem moldado. É deusa até que as rugas lhe inundem o rosto, os seios descaiam, e a celulite lhe invada a cintura e as ancas.. Deusa até aos 35 anos, talvez. Deusa com duração limitada.

 

PORQUE SOMOS O ROSTO E AMAMOS PELO ROSTO? Se o meu rosto fosse o de um rapaz de 20 anos, eu conquistaria muitas raparigas belas. Mas não é e, assim, não as conquisto... mas tento, apesar de me dizerem «oh, é demasiado velho», «não é um pãozinho, falta-lhe cabelo, etc». No entanto, por dentro, sou o mesmo rapaz de 20 anos, na alma, temperado pela experiência de décadas a mais de vida. Amamos o rosto ou amamos a pessoa que está por detrás desse rosto? Ou são a mesma coisa?

 

A PERSEGUIÇÃO À PROFESSORA LILIANA COSTA. É uma professora bela, de 34 anos, de Físico-Química. Moveram-lhe um processo disciplinar por ter sido vista de mão dada com um aluno de 14 anos da Escola da Póvoa de Lanhoso e, dizem, por ter dormido com ele uma vez. Agora a instrutora do inquérito quer que a professora seja condenada por «crime sexual»...É tão fácil condenar, com a mentalidade neurótica e punitiva da Inquisição.... E se a professora e o aluno se amavam de verdade? É crime?

 

SOU TÃO MASCULINO, TÃO MASCULINO que, de vez em quando, preciso de me vestir no feminino - senão rebento de virilidade, intelectual e não só.

 

A BRUTAL CIVILIZAÇÃO MASCULINA - O nazismo era uma civilização brutalmente masculina: oprimia as mulheres fortemente, perseguia e exterminava os homossexuais. Era uma civilização de homens cruéis, de bestas imundas. O stalinismo era uma civilização fortemente masculina: oprimia, segundo a tradição russa, as mulheres e perseguia os homossexuais, aliados da liberdade da mulher. As civilizações até hoje têm sido essencialmente masculinas, mais ou menos repressivas, brutais. Ainda o são, sobretudo nos países islâmicos. As mulheres são melhores do que os homens, sem embargo de se «apunhalarem» umas às outras quando disputam o mesmo homem e serem subtilmente manipuladoras. Deixemos as mulheres comandar, feminizar as relações sociais, a política.

 

SE NEGAS QUE OS PLANETAS COMANDAM TODOS OS TEUS ACTOS E TODA A VIDA TERRESTRE enganas-te e revelas uma inteligência limitada, fragmentada, pseudo-racionalista - desculpa dizer-te isto com tanta crueza.

 

O NOSSO TEMPO DE VIDA É TÃO CURTO que é lógico que uma grande parte das pessoas vise construir o «amor eterno». Mas Cronos, o maldoso deus do tempo, que põe o corpo e o espírito em devir, em heraclitiano movimento, dá rugas às pessoas, fá-las engordar, emagrecer, adoecer, envelhecer e impede a forma bela de uma pessoa, no auge da juventude, de se tornar eterna. E assim o amor eterno é impossível ainda que as religiões o proclamem.

 
SEXO FÍSICO- Aquilo que me incomoda, no plano da filosofia do amor, é que nós, homens, só amamos as mulheres que nos proporcionarem sexo físico agradável com elas. Logo, o amor não pode dissociar-se do desejo sexual e do orgasmo a dois. E elas na mesma: gostam mais dos rapazes novinhos porque pensam que eles têm mais tesão do que nós, homens maduros, e as podem satisfazer sexualmente melhor. Amor é um homem permanecer com uma mulher que não pode fazer sexo, por razões de saúde, e uma mulher permanecer de boa vontade com um homem atingido de impotência irreversível ou mutilação genital. Mas quem quer esta situação de ausência de sexo físico? Somos todos oportunistas, animalescos, suínos, bois ou vacas.

 

GOSTO TANTO DE MIM que até consigo gostar dos outros. Se não estivesse apaixonado por mim mesmo não estaria apaixonado por aquela bela mulher e não gostaria das pessoas em geral.

 

OS HOMENS SÃO ANIMAIS BRUTAIS, LASCIVOS, procuram desenfreadamente o acto sexual, tornam-se, com frequência, violentos com as mulheres se estas os recusam. As mulheres são superiores, sensualmente requintadas e conseguem introduzir espiritualidade no acto sexual, quando não imitam os homens na avidez destes

 

 

 

  

www.filosofar.blogs.sapo.pt
f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 00:10
link do post | comentar | favorito (1)

Quinta-feira, 19 de Março de 2015
O PS, ignorante da Astrologia Política, não exige eleições já...

O GOVERNO PSD-CDS APODRECE E O PS, ESTUPIDAMENTE, NÃO EXIGE ELEIÇÕES LEGISLATIVAS JÁ .Temos de ser misericordiosos com os dirigentes do Partido Socialista Português, néscios que não levam em conta a astrologia política histórica: eles não sabem que em Setembro e Outubro de 2015, Júpiter estará no signo de Virgem, espaço do céu de 30º de arco - de 150º a 180º da eclíptica - em que Júpiter deu 3 vitórias ao PSD em legislativas, em 2 de Dezembro de 1979 (Júpiter em 9º de Virgem),  5 de Outubro 1980 (Júpiter em 25º de Virgem) e  6 de Outubro 1991 (Júpiter em 4º-5º de Virgem). Sabendo que em cada 11 ou 12 anos Júpiter atravessa durante uns 10 a 12 meses o signo da Virgem e que isso se associa a triunfos da direita liberal ou salazarista em Portugal seria de bom senso, para quem é de esquerda, evitar eleições legislativas com Júpiter em Virgem. E Júpiter estará neste signo de 11 de Agosto de 2015 a 9 de Setembro de 2016, prenunciando um fortalecimento da direita portuguesa.

 

Por isso, com o actual apodrecimento político gradual do governo PSD-CDS- dívidas de Passos Coelho à Segurança Social saldadas fora do prazo legal, lista VIP de contribuintes fiscais que beneficia uns tantos «barões» da política e da economia, etc. - o PS devia exigir eleições legislativas já, em Maio ou Junho de 2015, enquanto Júpiter está no signo de Leão, signo no qual Júpiter se encontrava aquando da reeleição de Mário Soares para presidente da República Portuguesa em 13 de Janeiro de 1991. Em 11 de Agosto de 2015, Júpiter passará do grau 29 do signo de Leão para o grau 0 do signo de Virgem e os ventos da política mudarão, passando a soprar favoravelmente às direitas de Passos Coelho e Portas. A estupidez dos que, apesar de licenciados, mestres ou doutorados em universidades, ignoram o determinismo astral é ilimitada... É óbvio que a estupidez anti-astrologia histórica infecta também os materialistas históricos do PCP, do Bloco de Esquerda, do MRPP ou do MAS que fazem do marxismo uma teologia e não uma doutrina a rectificar no interesse da classe operária.

 

Quando olhamos a história da filosofia, vemos a tragédia de sermos conduzidos por tipos como Zizeck, Heidegger, Sartre, Bertrand Russell, Saul Kripke, Rorty, Peter Singer, Husserl, Foucault, Olavo de Carvalho, Montesquieu, Hegel, Kant, Spinoza,  Descartes, que nunca conceberam o determinismo planetário - a astrologia-astronomia real - como senhor absoluto dos nossos actos e autor dos nossos destinos ...

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt
f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 14:28
link do post | comentar | favorito

Domingo, 25 de Maio de 2014
Entrevista ao Diário do Alentejo sobre Astrologia Histórico-Social

 

Eis uma entrevista do autor deste blog ao «Diário do Alentejo» a propósito do lançamento do seu livro «Álvaro Cunhal e Antifascismo na Astrologia Histórica»

 

 

http://da.ambaal.pt/noticias/?id=4491



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 11:23
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13

15
16
19

22
23
24
25
26
27
28

29
30


posts recentes

Marcelo eleito com Júpite...

As eleições de 4 de Outub...

Pequenas reflexões de Set...

O PS, ignorante da Astrol...

Entrevista ao Diário do A...

arquivos

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

tags

todas as tags

favoritos

Teste de filosofia do 11º...

Pequenas reflexões de Ab...

Suicídios de pilotos de a...

David Icke: a sexualidade...

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds