Sábado, 10 de Março de 2018
Do fascismo nacionalista de Salazar ao eurofascismo

Em 30 anos, de 1974 a 2004,  passamos do fascismo nacionalista e católico de Salazar ao eurofascismo anti-nacional da União Europeia.  Não há meio termo. Do 8 oscila-se para o 80. De ano a ano, o federalismo europeu avança, uniformizando tudo. A Alemanha de Hitler, sem campos de extermínio, renasce na Alemanha de Merkel e de Schultz. A UE é já um estado fascista brando que persegue os patriotas anti UE rotulando-os de "extrema-direita", absorve milhões de imigrantes islâmicos para destruir as identidades nacionais da Itália, Suécia, França, etc. e esse fascismo unitário está presente na forma como silencia ou ignora, de Outubro de 2017 ao momento presente, os desejos de independência dos catalães.O PCP mantém uma correcta exigência de saída de Portugal da UE. O BE tem uma posição ambígua a este respeito, fruto da sua visão trotskista original de revolução em permanente expansão a outros países.

 

 

Tanto António Costa como Rui Rio, Durão Barroso, António José Seguro, António Barreto, Ferro Rodrigues, Marcelo Rebelo de Sousa, Paulo Portas, Jorge Sampaio, Manuela Ferreira Leite, Santana Lopes, José Sócrates, Ricardo Salgado e outros são membros do Clube de Bilderberg, um dos tentáculos dos Illuminati que lutam por um governo mundial único, uma ditadura fascista global colorida de "regionalismos". Votar neles é que os Illuminati querem...São políticos marionetas dos banqueiros e das elites político-financeiras transnacionais.

 

Quase todos os  professores de filosofia, de sociologia, de história, de política, os jornalistas e comentadores em geral, de Pacheco Pereira a António José Teixeira, de José Manuel Fernandes a António Vitorino, não denunciam nem discutem o carácter progressivamente fascista da União Europeia, um novo império romano, cuja génese está no tratado de Roma de Março de 1957. Todos são vozes «diferentes» do mesmo Big Brother, do mesmo patrão. A ditadura comunista na China não é, no essencial, muito distinta da ditadura "democrática" da União Europeia: em ambas os opositores são censurados, silenciados e por vezes assassinados a tiro. O MI5, espionagem britânica, e a CIA assassinam cidadãos «perigosos» que denunciam o sistema capitalista global, promotor das guerras do tráfico de drogas, etc.

 

«São os grupos (NOTA NOSSA: dos Illuminati, supremos maçons satanistas globalizadores) os responsáveis da aparição do estado fascista centralizado chamado União Europeia». (David Icke, Hijos de Matrix, pag 483).

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

 

 

f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 18:51
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Sábado, 27 de Janeiro de 2018
David Icke: os Illuminati querem que os Estados Unidos e aliados ataquem a China

 

Há dias, um guia turístico na Quinta da Regaleira, em Sintra, uma casa rica em simbologia maçónica, disse a um grupo de estudantes de Beja que «os illuminati não existem, é tudo inventado». Não é verdade. Os Illuminati são uma elite sinárquica que inclui as 13 famílias mais ricas do mundo e os seus agentes políticos e culturais(monarcas, primeiros-ministros, presidentes da república, líderes religiosos, directores de estações de televisão, reitores de universidades, etc.). David Icke escreveu:

 

«Há algumas coordenadas que as pessoas devem compreender.

«1. Os Illuminati utilizam a técnica que denomino «Problema-Reação-Solução» para «justificar» ações que, em outras circunstâncias, receberiam uma ampla rejeição. Sem o engano das "armas de destruição massiva" (um problema inventado) jamais seriam capazes de convencer da "solução", a invasão do Iraque.»

«2. Os reptilianos querem apoderar-se do planeta e, para isso, é de vital importância controlar os jazigos de petróleo do Iraque, Irão, Arábia Saudita, etc., além das imensas reservas do petróleo e gás em redor do mar Cáspio.» (...)

«4. Israel é um estado criado e dirigido pelos Illuminati através de um movimento político chamado "sionismo", que utilizam para provocar constantemente mal estar e conflitos na área que lhes interessa - o Médio Oriente.»

«5. A partir da casa reptiliana dos Rothschild, coordenou-se e manipulou-se os invasores que bombardearam e aterrorizaram o Estado de Israel. Tiraram os palestinianos dos cargos de poder do seu próprio país e obrigaram-nos a ser escravos dos seus invasores.»

«6. Os Illuminati querem que os Estados Unidos e seus aliados vão à guerra contra a China para criar um grande problema mundial que requeira uma solução a nível mundial: a criação de um governo e de um exército mundiais para impedir que "volte a acontecer de novo". (A sua fixação na Coreia do Norte, um país aliado da China, forma parte de tudo isto). »

 (David Icke, La conspiración mundial y como acabar con ella, Ediciones Obelisco, Barcelona, pp 399-400; o bold é colocado por nós).

 

NOTA: COMPRA O NOSSO «DICIONÁRIO DE FILOSOFIA E ONTOLOGIA», 520 páginas, 20 euros (portes de correio para Portugal incluídos), CONTACTA-NOS.

www.filosofar.blogs.sapo.pt

 

f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 00:05
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 13 de Dezembro de 2016
Um ataque contra a Filosofia: a uniformização das matrizes dos testes de filosofia

Depois de terem restaurado há uns 10 anos o exame nacional de Filosofia no ensino secundário em Portugal, os sectários da filosofia analítica anglo-norte-americana, corrente que pretende transformar-se na filosofia universal dominante, dão agora mais um passo no sentido da eliminação da liberdade pedagógica dos professores de filosofia: através do Ministério da Educação vêm agora impor, consta, a uniformização das matrizes dos testes de filosofia na mesma escola.. tendo em vista o sacrossanto exame nacional que de filosófico tem muito pouco (é quase só decorar umas teses de Descartes, Popper e Kuhn e despejar). A uniformização visa todas as disciplinas e, se bem que possa ser inócua na matemática, não o é na filosofia, disciplina da liberdade individual por excelência.

 

Cada professor deixa de ter autonomia absoluta em construir os testes escritos para as turmas que leciona. Agora terá de reunir com o grupo e submeter-se à vontade da maioria dos professores deste nesta delicada matéria que é a elaboração dos seus testes, frutos de um ensino personalizado. Filosofia é antes de mais dissidência, originalidade e criatividade de cada professor e de cada aluno. Os grupos de filosofia existem mas deixam a cada professor, se funcionam bem, a liberdade de escolher os textos que quiser dentro das amplas balizas do programa. O consenso à força, minucioso, policial, limitador, que agora se quer impor visa, objetivamente, destruir os dissidentes, os que levam os alunos a pensar mais longe de forma criativa, os que sabem mais. Uniformizar em filosofia as matrizes dos testes é instalar a ditadura dos medíocres, dos que seguem à risca manuais escolares impregnados de filosofia analítica. Não dou testes com perguntas de escolha múltipla a que se responde com uma cruz: se o meu grupo aprovar que tenho de dar testes com esse tipo de perguntas, sou obrigado a distorcer o meu método de ensino?

 

Alerta, professor de filosofia em Portugal! Não deixes que os inimigos da liberdade de pensar, com mestrados e doutoramentos em filosofia, instalados na Sociedade Portuguesa de Filosofia, em lobbies editoriais, etc., te cerceiem a liberdade de ensinar. Nós ensinamos filosofia, não somos máquinas de preparar alunos para um exame que nem sequer abarca a totalidade dos temas que damos nas aulas, exame que ademais é facultativo e que não passa de um policiamento do ensino livre.

 

Nada disto nos espanta. A estratégia dos iluminati, esse grupo de 13 famílias multimilionárias (Rockfeller, Rotschild, etc) e seus agentes que aspiram ao governo mundial único, o novo fascismo bonapartista, à religião mundial única, provavelmente o catolicismo ecuménico do jesuíta papa Francisco unido ao islamismo, que aspiram à economia mundial única, o supercapitalismo, exige a filosofia única, abolindo a dissidência.

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 23:39
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

12
13
15
16

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


posts recentes

Do fascismo nacionalista ...

David Icke: os Illuminati...

Um ataque contra a Filoso...

arquivos

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

tags

todas as tags

favoritos

Teste de filosofia do 11º...

Pequenas reflexões de Ab...

Suicídios de pilotos de a...

David Icke: a sexualidade...

links
blogs SAPO
subscrever feeds