Quarta-feira, 20 de Novembro de 2019
Áreas 16º-19º de Sagitário e 3º-10º do signo de Peixes : a esquerda emerge em Beja

A área 16º-19º do signo de Sagitário activa, em regra, o movimento operário e pequeno burguês de esquerda na cidade e concelho de Beja.

 

Em 8 de Dezembro de 1908, com Sol em 15º 31´/ 16º 32´ do signo de Sagitário, é inaugurada em Beja a Escola Democrática Aresta Branco após um grande comício republicano no quintal do Hotel Vista Alegre com a presença de Brito Camacho e Bernardino Machado.

 

Em 8 de Dezembro de 1910, com Sol em 15º 1´/ 16º 2´ do signo de Sagitário, forma-se a Associação de Classes Mistas dos Operários Bejenses.

 

Em 27 de Outubro de 1917, com Vénus em 17º 21´/ 18º 29´ de Sagitário, os alunos do liceu Fialho de Almeida, em Beja, entram em greve pelo que o governo de Afonso Costa encerrará a escola por 10 dias.

 

A área 3º-10º do signo de Peixes activa, em regra, o movimento operário e pequeno burguês de esquerda na cidade e concelho de Beja.

 

De 6 a 8 de Março de 1920, com Úrano em 2º 26´ / 2º 36´do signo de Peixes, eclodem greves em Beja, dos funcionários públicos, no dia 6, e dos operários de construção civil e funcionários da água, limpeza e iluminação do município de Beja.

 

Em 16 de Dezembro de 1922, com Marte em 3º 16´/ 4º 0´ do signo de Peixes, tem início, em Évora, o 5º Congresso dos Trabalhadores Rurais, hegemonizado pelos anarco-sindicalistas que aprovarão a tese da socialização das propriedades agrícolas e no qual o anarquista Gonçalves Correia, residente em Beja, apresenta a comunicação "A felicidade de todos os seres na sociedade futura".

 

Em 1 de Janeiro de 1962, com Quirón em 3º 5´/ 3º 8´ de Piscis, de madrugada, descoordenados entre si, um grupo de civis chefiado por Manuel Serra e um grupo de militares chefiado pelo capitão Varela Gomes assaltam e ocupam o Regimento de Infantaria 3, quartel de Beja, num intento de derrubar Salazar, mas o segundo comandante major Calapez fere gravemente a tiro Varela Gomes e dispara no escuro, durante horas, havendo 3 mortes, entre elas a do subsecretário do exército Jaime da Fonseca, que se deslocara a Beja de manhã, e o golpe revolucionário fracassa, não chegando a entrar em acção, como chefe do golpe anti-salazarista, o general Humberto Delgado, escondido numa casa da Rua Ancha da capital do Baixo Alentejo.

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 

 

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 17:42
link do post | comentar | favorito

Domingo, 30 de Junho de 2019
Filósofos, astrónomos e catedráticos não possuem inteligência global ou holística

 

Os filósofos e os doutorados e catedrátricos de história, astronomia, sociologia, medicina, economia possuem uma alta inteligência? Não. As suas inteligências analíticas  fragmentam a realidade, não vão além de racionalidade sectorial, não possuem a pedra angular, o fecho da abóbada do pensamento que lhes permitiria uma visão global, relacionando o macrocosmos (o grande universo, o Zodíaco e os planetas que o transitam) com o microcosmos (o planeta Terra, cada país e dentro deste cada cidade ou vila, cada ramo da indústria, cada partido político, etc.). Falta-lhes a inteligência holística: vêem a árvore mas não vêem a floresta.

 

Vejamos provas do que afirmo:

 

1º  Noventa e nove por cento dos astrónomos, dos filósofos e professores de filosofia, dos catedráticos e agregados de história, astronomia, sociologia, matemática, física e química, engenharia, etc, afirmam que «os planetas não regem os actos dos humanos e a evolução das sociedades» e que «não é possível prever com bases científicas as quedas de aviões, os resultados das eleições, porque não há leis planetário-sociais, a astrologia é uma mentira».

 

Ora uma investigação objectiva de história social e política conjugada com astronomia demonstra o contrário: há leis planetário sociais, determinismo dos graus do Zodíaco sobre os sismos, os acidentes ferroviários, as mudanças políticas em cada país, como provam os seguintes exemplos.

 

ÁREA 28º-29º DO SIGNO DE VIRGEM

ACIDENTE AÉREO NO BRASIL

 

A presença de um planeta, Nodo da Lua ou planetóide Quiron na área 28º-29º do signo de Virgem ( área 178º-179ºde longitude eclíptica) é condição necessária mas não bastante para suscitar um acidente aéreo no Brasil.

 

Em 25 de Setembro de 1932, com Mercúrio em 28º 5´ / 29º 54´ de Virgem, três homens partidários da Revolução Constitucionalista de 1932   roubam o Sikorsky S-38 P-BDAD   Pernambuco estacionado nas oficinas da Panair do Brasil na Ilha dos Ferreiros, no Rio de Janeiro e levando consigo o vigia da aeronave, tentam alcançar São Paulo mas caem nas proximidades de Sâo João do Meriti, Rio de Janeiro não havendo sobreviventes; em 28 de Julho de 1950, com Nodo Sul da Lua em 29º 50´/ ´29º 42´ de Virgem, um avião Constellation (Voo 099 da Panair do Brasil)  choca contra o Morro do Chapéu, nas proximidades do aeroporto de Porto Alegre (no atual município de Sapucaia do Sul  que na época era um distrito de São Leopoldo ) causando 51 mortos; em 29 de Setembro de 2006, com Vénus em 28º 14´/ 29º 29´ do signo de Virgem, um avião da Gol, voo 1009, colide no ar, em Mato Grosso, com um avião a jacto Legacy, morrendo 156 pessoas, a maior tragédia aérea do Brasil. 

 

ÁREA 21º-27º DE AQUÁRIO:

DESASTRE NA COSMONÁUTICA

 

A presença de um planeta, Nodo da Lua ou planetóide Quiron na área 21º-27º do signo de Aquário ( área 321º-327º de longitude eclíptica) é condição necessária mas não bastante para suscitar um acidente na cosmonáutica mundial.

 

Em 24 de Outubro de 1960, com Quiron em 27º 31´/ 27º 30´ de Aquário, no cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, república da URSS, explode um foguetão, matando 165 pessoas entre sábios, militares e técnicos; em 27 de Janeiro de 1967, com Vénus em 25º 16´/ 26º 31´ de Aquário, durante um treino no solo, em Cabo Kennedy, um incêndio numa cabina Apolo da NASA mata os três cosmonautas no seu interior, Virgil Grissom, Edward White e Roger Chaffee; em 29 de Junho de 1971, com Marte em 21º 1´/ 21º 10´ de Aquário, uma brusca despressurização, ocorrida na nave Soyuz 11 antes da aterragem, mata os 3 cosmonautas soviéticos, G.Dobrovolsky, V.Volkov e V.Pataiev; em 28 de Janeiro de 1986, com Júpiter em 24º 21´/ 24º 35´ de Aquário, a nave espacial «Challenger» explode no ar, 1 minuto e 13 segundos depois de ser propulsionada desde a base da NASA em Cabo Canaveral, morrendo os 7 astronautas que transportava (Francis Scobee, Michael J.Smith, Gregory Jarvis, Judith A.Resnik, Christa McAuliffe, Ronald Nc Nair, Ellison Onizuka); em 27 de Fevereiro de 1993, com Saturno em 23º 0´/ 23º 7´ de Aquário, um foguetão espacial explode na rampa de lançamento, na Suécia, produzindo um morto e dois feridos; em 1 de Fevereiro de 2003, com Urano em 27º 50´/ 27º 54´ de Aquário, o vaivém espacial Columbia da NASA desintegra-se no ar 14 minutos antes da aterragem, morrendo os 7 tripulantes e ficando destroços incandescentes nos estados do Texas, Arkansas e Florida.

 

ÁREA 0º-3º DO SIGNO DE PEIXES:

ATENTADOS E ACIDENTES NA SUÉCIA

 

A presença de um planeta, Nodo da Lua ou planetóide Quiron na área 0º-3º do signo de Peixes  ( área 300º-303º de longitude eclíptica) é condição necessária mas não bastante para suscitar um acidente ou atentado na Suécia.

 

Em  17 de Setembro de 1961, com Quiron em 3º 18´/ 3º 15´ de Peixes, o sueco Dag Hammarskjöld, secretário-geral da ONU, morre em desastre de aviação no Congo; em 28 de Fevereiro de 1986, com Júpiter em 1º 46´/ 2º 0´ de Peixes,  Olof Palme, primeiro-ministro social-democrata da Suécia, é assassinado a tiro por um desconhecido, numa rua de Estocolmo após sair de um cinema; em 8 de Maio de 1989, com Nôdo Norte da Lua em 1º 33´/ 1º 25´ de Peixes, despenha-se um pequeno avião antes de aterrar no aeroporto de Oskarshamn, cidade costeira da Suécia, morrendo todos os seus ocupantes, entre eles o chefe da Comissão Parlamentar de Comunicações, o social-democrata John-Olle Persson; em 10 de Setembro de 2003, com Úrano em 0º 14´/ 11´ de Peixes, Marte em 2º 1´/ 1º 48´ de Peixes, Anna Lindh, ministra social-democrata, é ferida de morte com várias facadas por um imigrante quando depois de subir por umas escadas rolantes se dispunha a entrar na loja de roupa de senhora Filipa K nos grandes armazéns NK, um centro comercial em Estocolmo, vindo a morrer no dia seguinte; em 15 de Março de 2012, com Nodo Norte da Lua em 8º 9´ de Sagitário, Neptuno em 1º 30´/ 1º 33´ de Peixes, um avião militar norueguês cai numa montanha Kebnekaise, na Lapónia, na Suécia, morrendo os 5 oficiais que transportava; em 7 de Abril de 2017, com Nodo Sul da Lua em 2º 39´ de Peixes, um veiculo pesado, guiado por um inigrante ilegal,  irrompe esta sexta-feira, pouco antes das 13:00 locais (14:00 em Lisboa), por uma das ruas comerciais mais movimentadas do centro de Estocolmo, a Drottninggatan, abalroando várias pessoas pelo caminho antes de embater na montra de um grande armazém, Åhléns City, provocando 4 quatro mortos e 15 feridos, vários deles em estado grave. 

 

Ante estas e centenas de outras leis planetárias que descobrimos, as universidades, tal como a televisão e outra grande imprensa,  calam-se e tecem um manto de censura. As universidades, na área das humanísticas, deveriam ser encerradas e retirados os títulos de doutoramento aos que nelas pontificam porque difundem a grande mentira de que «é impossível provar que os astros determinam os factos histórico-sociais». Os catedráticos, como intelectuais de segunda e terceira categoria que são, dotados de uma visão esquizóide que isola os movimentos planetários das mutações sociais e biofísicas na Terra, proscrevem a astrologia história que pouco ou nada tem em comum com a astrologia comercial. Que importa que Descartes, Kant, Hegel, Husserl, Heidegger, Leonardo Coimbra, Agostinho da Silva, Eduardo Lourenço, José Gil, Giles Deleuze, Jacques Derrida, Michel Foucault, John Searle, Peter Singer, José Pacheco Pereira, José Matoso e tantos outros não tenham intuído e investigado o determinismo planetário-social por carecerem de inteligência holística?

 

E por que razão revistas como «Sábado», «Visão» e jornais como «Público», «Expresso», «Sol», «Observador», ou a Fundação Francisco Manuel dos Santos, conhecendo as nossas teses, nunca nos solicitam que as difundamos nas suas páginas? Porque o patrão de todos eles, incluídas as universidades públicas, é o mesmo: a elite global, a maçonaria illuminati de George Soros, de George Bush, de Tony Blair, de Emanuel Macron, de Angela Merkel, da família Rockfeller, das casas real britânica, espanhola, holandesa, de José Luís Cebrian, de Francisco Pinto Balsemão, etc. A informação é controlada a nível mundial, nenhum grande editor se atreve a publicar o que descobrimos.  Porque as leis que desvendámos apontam no sentido da não existência de livre arbítrio e a sua divulgação abrandaria um pouco a velocidade estonteante a que se vive dado que alertaria para riscos de acidentes aéreos, ferroviários, marítimos, de sismos, grandes incêndios, etc., em datas precisas.

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 21:02
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 3 de Maio de 2019
Área 27º-29º de Carneiro e 0º de Touro: atentados

 

A passagem do Sol, Nodo da Lua ou de um planeta em 27º, 28º e 29º do signo de Carneiro e 0º do signo de Touro é condição necessária mas insuficiente para gerar atentados em França, no Sri Lanka, na Nova Zelândia ou em outro país.

 

Em 6 de Junho de 2017, com Vénus de 29º 42´ de Carneiro a 0º 41´ de Touro,  o argelino Farid Ikken, jornalista independente na Suécia, em Upsala, militante do Estado Islâmico, grita «isto é pela Síria!" e ataca com um martelo um agente da polícia no adro da Catedral de Notre-Dame, em Paris, um outro polícia francês responde a tiro e o Ikken é ferido e levado para o hospital.

 

Em 19 de Junho de 2017, com Úrano em 27º 43´/ 27º 45´ de Carneiro, ao volante de uma viatura com vários explosivos, um homem de 31 anos, terrorista islâmico, choca contra uma carrinha da polícia, sem provocar feridos nos campos Elisios em Paris, perto do palácio presidencial, e é abatido a tiro pela polícia.

 

Em 12 de Maio de 2018, com Mercúrio em 27º 42´/ 29º 12´ de Carneiro, um jovem francês de 21 anos, Khamzat Azimov, nascido na Chechênia ataca à facada várias pessoas gritando «Alá é grande» deixando um morto e quatro feridos na Rua Momsigny no movimentado Bairro da Ópera, em Paris, e é abatido a tiro pela polícia.

 

Em 15 de Março de 2019, com Úrano em 0º 24´/ 0º 27´ de Touro, Brenton Tarrant, um australiano supremacista branco de 28 anos, fortemente armado, ataca a Mesquita Al Noor em Deans Ave, Riccarton, na área da cidade de Christchurch, Nova Zelândia, por volta das 13.40, hora local, matando 42 das cerca de 300 pessoas que estavam na mesquita e transmitindo durante 16 minutos pelo Facebook o ataque ao vivo, outro atirador islamofóbico assassina a tiro 7 pessoas no Centro Islâmico de Linwood e outra pessoa é abatida no Hospital Christchurch, gerando mais de 50 feridos.

 

Em 21 de Abril de 2019, com Sol em 0º 36´ / 1º 35´ de Touro, oito explosões abalam em menos de cinco horas quatro hotéis de luxo e uma igreja católica em Colombo, capital do Sri Lanka, e em Batticaloa e matam 45 adolescentes crianças, sendo igrejas, hotéis e uma zona habitacional o alvo escolhido, atentados do Daesh que provocam um total de 359 mortos, incluindo 7 suicidas, e cerca de 500 feridos.

 

Algumas das próximas datas em que o Sol, um Nodo da Lua ou um planeta passam em 27º a 29º do signo de Carneiro e 0º do signo de Touro são: de 5 a 7 de Maio de 2019 (Mercúrio); de 12 a 16 de Maio de 2019 (Vénus).

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 07:31
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Segunda-feira, 29 de Abril de 2019
Graus 28-29 de Touro: atentados em Paris

A passagem do Sol, Nodo da Lua ou de um planeta em 28º-29º do signo de Touro é condição necessária mas insuficiente para gerar atentados em Paris.

 

Em 20 de Abril de 2017, com Marte em 29º 0´ /29º 42´ de Touro, Saturno em 27º 38´/ 27º 37´ de Sagitário, cerca das 20 horas TMG; um atirador, do Estado Islâmico, dispara contra um veículo da polícia francesa, com uma espingarda Kalashnikov (AK47), nos Campos Elíseos, em Paris, matando um polícia e ferindo outros dois, sendo o terrorista abatido a tiro.

 

Em 6 de Junho de 2017, com Mercúrio de 28º 18´ de Touro a 0º 8´ de Gémeos, o argelino Farid Ikken, jornalista independente na Suécia, em Upsala, militante do Estado Islâmico, grita «isto é pela Síria!" e ataca com um martelo um agente da polícia no adro da Catedral de Notre-Dame, em Paris, um outro polícia francês responde a tiro e o Ikken é ferido e levado para o hospital.

 

Algumas das próximas datas em que o Sol, um Nodo da Lua ou um planeta passam em 28º-29º  do signo de Touro são: 19, 20 e 21 de Maio de 2019 (Sol e Mercúrio); de 7 a 9 de Junho de 2019 (Vénus).

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 14:14
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 25 de Abril de 2019
Área 17º-18º e 21º-23º de Sagitário e 27º-29º de Peixes: atentados em Espanha e na Catalunha

A passagem do Sol, Nodo da Lua ou de um planeta nas áreas 17º-18º ou 21º-24º do signo de Sagitário ou 27º-29º do signo de Peixes é condição necessária mas insuficiente para gerar atentados em Espanha e na Catalunha.

 

Em 20 de Dezembro de 1973, com Mercúrio em 18º 11 '/ 19º 43' do signo de Sagitário, uma bomba da ETA colocada por Argala sob o pavimento da rua Cláudio Coelho, em Madrid, explode e despedaça um automóvel do governo, matando os seus três ocupantes, o primeiro-ministro de Espanha almirante Carrero Blanco, natural de Santoña (Santander), o motorista e o guarda-costas, perto da embaixada dos EUA que apostam na queda da ditadura de Franco.

 

Em 30 de Janeiro de 1987, com Saturno em 18º 19 '/ 18º 24' do signo de Sagitário, Vénus em 23º 15´ /24º 21´ de Sagitário,  um carro - bomba da ETA explode à passagem de um autocarro militar na Praça de César Augusto, em Zaragoza causando a morte do comandante Manuel Rivera Sánchez e do motorista Ángel Ramos Saavedra e deixando feridos outros 44 militares e civis.

 

Em 19 de Junho de 1987, com Saturno em 17º 9´ /17º 5´ do signo do Sagitário, Úrano em 24º 38 '/ 24º 35' do signo de Sagitário, a explosão de carro-bomba do ETA no estacionamento subterrâneo dos armazéns Hipercor de Barcelona causa 21 mortos e 45 feridos.

 

Em 11 de Dezembro de 1987, com Sol em 18 º-19º do signo de Sagitário, Saturno em 22º 59´/ 23º 7´ de Sagitário, Nodo Norte da Lua em 28º 29 '/ 28º 26' do signo de Peixes, um ataque do ETA contra a casa quartel da Guarda Civil em Zaragoza causa a morte de 11 pessoas, entre elas 5 meninas, feridas em outras 30 e a ruína de 32 residências de guardas civis.

 

Em 11 de Março de 2004, com Plutão em 22º 11´/ 22º 12´ de Sagitário, Mercúrio em 27º 14´ /29º 12´ de Peixes, entre as 7 horas e 39 minutos e as 7 horas e 42 minutos da manhã explodem bombas nas estações madrilenas de Atocha (três bombas), El Pozo de Tío Raimundo (duas bombas), Santa Eugenia (uma bomba) e num comboio a caminho de Atocha (4 bombas), em um macroatentado presumivelmente perpetrado pela CIA para unir o povo em torno do governo PP de Aznar, aliado dos EUA, resultando 193 mortos e 2050 feridos.

 

Em 17 de Agosto de 2017, com Saturno em 21º 14´ de Sagitário, Quíron em 27º 58´/ 27º 56´ de Peixes, às 16h50 um furgão branco Fiat Talento conduzido por um militante do Estado Islâmico pelo pavimento da La Rambla de Barcelona ​​atropela peões por cerca de 550 metros entre a Praça da Catalunha e Liceu, matando 16 pessoas e ferindo mais de outras 100, parando em um mosaico de Joan Miro e o motorista foge.

 

Esta é a história viva, global, porque reveladora das posições dos planetas em cada facto histórico social, silenciada e censurada nas universidades, nas academias de história, nos foruns televisivos, na grande imprensa e entre a massa dos astrólogos tradicionais/ comerciais incapazes de investigar livremente.

 

Algumas datas em que um planeta, o Sol ou o Nodo da Lua passarão em 17º-18º  do signo de Sagitário ou em 27º-29º do signo de Peixes inclinando à erupção de atentados ou graves acidentes em Espanha e Catalunha são: de 25 de Abril a 29 de Maio de 2019 (Júpiter em 24º-21º do signo de Sagitário); de 14 de Junho a 1 de Julho de 2019 (Júpiter em 18º-17º do signo de Sagitário); de 21 de Setembro a 6 de Outubro de 2019 (Júpiter em 17º-18º do signo de Sagitário); de 19 de Outubro a 9 de Novembro de 2019 (Júpiter em 21º-24º do signo de Sagitário); de 16 a 21 de Novembro de 2019 (Vénus em 17º-18º e 21º-24º do signo de Sagitário); de 18 a 20 de Dezembro de 2019 (Vénus em 27º-29º  do signo de Peixes); de 20 a 22 de Dezembro de 2019 (Mercúrio em 17º-18º do signo de Sagitário); de 27 de Dezembro de 2019 a 1 de Janeiro de 2020 (Marte em 27º-29º do signo de Peixes).

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 17:29
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 12 de Fevereiro de 2019
16º de Capricórnio: acidentes na mina de Aljustrel

O grau 16 do signo de Capricórnio é uma das causas da ocorrência de acidentes da mina de Aljustrel.

 

Em 6 de Outubro de 2017, com Plutão em 16º 52´de Capricórnio, no interior da mina de Aljustrel, um veículo dumper (camião basculante) passa por cima de uma carrinha de caixa aberta, a 200 metros de profundidade, deixando o seu condutor, de 48 anos, encarcerado e gravemente ferido pelas 7.43 horas.

 

 Em 11 de Fevereiro de 2019, com Saturno em 16º 1´/ 16º 7´do signo de Capricórnio, no interior da Mina de Fetais, explorada pela Empresa Portuguesa de Desenvolvimento Mineiro (EPDM), localizada no lugar de Malha Ferro, em Aljustrel dois trabalhadores, mecânicos, são arrastados para um fosso de 40 metros de profundidade, no interior de uma carrinha de caixa aberta 4x4, que cai de uma altura de 310 para os 350 metros, resultando um deles morto, de 46 anos de idade, e o outro, de 25 anos, ferido grave.

 

Algumas das próximas datas em que um planeta, Sol ou Nodo da Lua passará no grau 16 do signo de Capricórnio são: em 17 e 18 de Fevereiro de 2019 (Vénus); de 18 de Agosto a 4 de Setembro de 2019, (Nodo Sul da Lua); em 8 e 9 de Dezembro de 2019 (Vénus); em 6 e 7 de Janeiro de 2020 (Sol); em 8 de Janeiro de 2020 (Mercúrio); de 10 a 12 de Março de 2020 (Marte).

 

É criminoso que os governos e as comunidades ditas científicas, as universidades e institutos públicos e privados,  gastem milhões em cultura diletante e superficial e censurem aberta ou tacitamente a investigação e a descoberta destas leis astronómicas que regem o destino das pessoas, das instituições, das localidades, das sociedades em geral.

 

Não temos nenhum apoio financeiro, estatal ou privado, para prosseguir este labor de investigação do mais alto interesse para a comunidade. A intelectualidade oficial com os seus ministérios da Educação, da Ciência e da Cultura vale realmente bastante pouco, desde a apologia que faz à vacinação até à negação do evidente determinismo planetário-zodiacal.

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 08:57
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 30 de Janeiro de 2019
Ponto 29º 1´/29º 14´de qualquer signo: Acidentes aéreos ou terrestres na Base Aérea de Montijo

A passagem de um planeta ou Nodo da Lua no ponto 29º 1´a 29º 14´de qualquer signo do Zodíaco é condição necessária mas insuficiente para gerar um acidente na Base Aérea do Montijo ou no céu sobre esta.

 

Em 16 de Junho de 1988, com Úrano em 29º 13´/ 29º 11´ de Sagitário, um avião Fiat G-91 da Força Aérea Portuguesa cai em Montijo, matando Maria de Lurdes Baptista, de 60 anos, e Maria das Dores Garcia, de 64 anos; em 18 de Janeiro de 2010, com Vénus de 29º 14´ de Capricórnio a 0º 29´ de Aquário, um acidente na Base Aérea do Montijo, envolvendo uma viatura de Assistência e Socorro, provoca a morte de um militar e deixa outros três gravemente feridos em 18 de Janeiro de 2019, Montijo, acidente na Base Aérea, envolvendo uma viatura de Assistência e Socorro, provoca a morte de um militar e deixa outros três gravemente feridos; em 11 de Julho de 2016, com Vénus em 28º 29´/ 29º 43´ de Caranguejo, um Hércules C-130 da Força Aérea incendeia-se ao descolar da Base do Montijo, resultando três vítimas mortais e um ferido grave; em 29 de Janeiro de 2019, com Quíron em 29º 1´/ 29º 4´ de Peixes, um avião C-295M da Força Aérea com uma tripulação da Esquadra 502 - Elefantes destacada para Porto Santo, colide com um pássaro que é engolido pelo motor no momento da descolagem, e não chega a levantar voo.

 

Algumas das próximas datas de um planeta ou planetóide Quiron em 29º 1´/29º 14´ de qualquer signo são: de 31 de Janeiro a 3 de Fevereiro (Quiron em 29º de Peixes); de 6 a 13 de Fevereiro de 2019 (Úrano em 29º de Carneiro);  em 12 e 13 de Fevereiro de 2019 (Marte em 29º de Carneiro); em 28 de Fevereiro e 1 de Março de 2019 (Vénus em 29º de Capricórnio); em 28 e 29 de Novembro de 2019 (Júpiter em 29º de Sagitário).

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 22:24
link do post | comentar | favorito

Domingo, 27 de Janeiro de 2019
Área 20º-25º de Caranguejo: a morte ronda os Papados de Roma e El Palmar de Troya

 

Uma das áreas zodiacais que, habitada por planetas ou Nodo da Lua, produz, em conjugação com outras, a morte de papas romanos ou tradicionalistas anti romanos é a área 20º-25º do signo de Caranguejo.

 

Em 3 de Junho de 1963, com Nodo Norte da Lua em 21º 11´/ 21º 4´ do signo de Caranguejo, morre o papa João XXIII, impulsionador do Concílio Vaticano II; em 6 de Agosto de 1978, com Júpiter em 23º 44´/ 23º 57´ do signo de Caranguejo, morre o papa Paulo VI; em 2 de Abril de 2005, com Saturno em 20º 30´/ 20º 31´ do signo de Caranguejo, morre o papa João Paulo II.

 

Em 25 de Março de 1991, com Nodo Sul da Lua em 25º 38´/ 25º 37´ do signo de Caranguejo, morre aos 85 anos de idade, o arcebispo francês Marcel Lefebvre que fundou em Ecône, Suíça, com a sua Fraternidade Sacerdotal São Pio X, um seminário impulsionador do sacerdócio tradicional, de sotaina negra, e da contestação ao Concílio Vaticano II, seminário adversário da política de unidade com a maçonaria, o islamismo, o judaísmo e outras religiões, e defensor da missa tridentina, em latim.

 

Em 21 de Março de 2005com Saturno em 20º 24´ do signo de Caranguejo, morre com 58 anos de idade, ao celebrar missa na basílica de El Palmar de Troya, Utrera, Espanha, Clemente Domínguez y Gómez, papa Gregório XVII, cego e estigmatizado da pequena igreja católica tradicionalista palmariana, que se considera herdeira de Paulo VI e do papado romano de muitos séculos e canonizou Francisco Franco, José António Primo de Rivera e os místicos  portugueses padre Francisco Rodrigues da Cruz (morte em 1 de Outubro de 1948) e Alexandrina Maria da Costa (morte em 13 de Outubro de 1955).

 

Em 15 de Julho de 2011, com Sol em 22º 12´/23º 9´do signo de Caranguejo, falece em Utrera, Sevilha, aos 76 anos, Manuel Alonso Corral, advogado, papa Pedro II da pequena igreja católica tradicionalista palmariana, que se considera herdeira de Paulo VI e do apóstolo Pedro e celebra a missa tridentina simplificada.

 

Próximas datas em que um Nodo da Lua ou um planeta transitam a área 20º-25º do signo de Caranguejo são: de 3 de Março a 3 de Maio de 2019 (Nodo Norte da Lua); de 11 a 17 de Junho de 2019 (Sol); de 16 a 25 de Junho de 2019 (Marte); de 17 a 22 de Junho de 2019 (Mercúrio); de 19 a 24 de Julho de 2019 (Vénus).

 

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 22:48
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 11 de Janeiro de 2019
Áreas 20º de Caranguejo e 20º de Capricórnio, 7º-9º de Capricórnio: acidentes aéreos em Portugal

As passagens de um planeta, Sol ou Nodo da Lua em 20º do signo de Caranguejo, em 20º do signo de Capricórnio, ou em 7º-9º do signo de Capricórnio são condições necessárias mas insuficientes para provocar queda de avião, helicóptero ou ultraleve em Portugal. Há outros graus do Zodíaco indutores de acidentes aéreos em Portugal ou vitimando portugueses.

                                

ÁREA 20º DO SIGNO DE CARANGUEJO ( E 20º DO SIGNO DE CAPRICÓRNIO):

QUEDA DE HELICÓPETRO

 

Em 5 de Agosto de 1990, com Vênus em 19º 9´/ 20º 22´do signo de Caranguejo, Saturno em 20º 30´/ 26´do signo de Capricórnio, um helicóptero Alouette 3 que combatia um fogo na região do Zêzere cai, ficando parcialmente destruído; em 3 de Outubro de 2000, com Nodo Norte da Lua em 20º 57´/ 54´do signo de Caranguejo, Nodo Sul da Lua em 20º 57´/ 54´do signo deCapricórnio, um helicóptero Alouette 3, ao serviço da ONU, no qual viajavam 5 militares portugueses, cai e explode ao aterrar em Same, Timor-Leste, morrendo dois tripulantes e resultando feridos os outros 3.

 

Algumas das próximas datas de probabilidade elevada de acidente aéreo português são: em 18 de Janeiro de 2019, com Mercúrio em 19º-21º de Capricórnio; em 21 e 22 de Fevereiro de 2019, com Vénus em 20º de Capricórnio; de 21 de Abril a 3 de Maio de 2019, com Nodo Norte da Lua em 20º de Caranguejo; em 16 e 17 de Junho de 2019, com Marte em 20º de Caranguejo; em 19 e 20 de Julho de 2019, com Vénus em 20º de Caranguejo ; em 12 de Dezembro de 2019, com Vénus em 20º de Capricórnio; de 3 a 9 de Março de 2020, com Júpiter em 20º de Capricórnio.

 

7º-9º DO SIGNO DE CAPRICÓRNIO

QUEDA DE AVIÃO

 

Em 4 de Dezembro de 1980, com Marte em 9º 5´/ 9º 51´ de Capricórnio, uma bomba deflagra a bordo do avião CESSNA em que viajam o 1º ministro Sá Carneiro e o ministro da Defesa Amaro da Costa e cinco outras pessoas, caindo o aparelho sobre uma casa em Camarate, na Grande Lisboa, e morrendo os 7 ocupantes da aeronave, no que não será considerado um crime de Estado; em 15 de Dezembro de 2018, com Saturno em 9º 23´/9º 30´ de Capricórnio, após chocar com uma torre de telecomunicações, um helicóptero do INEM cai cerca das 18.30 horas na zona da capela de Santa Justa, Valongo, quando regressava de uma missão de transporte de uma doente grave de Bragança para o Porto, morrendo os quatro ocupantes: um médico espanhol, uma enfermeira e dois pilotos; em 9 de Janeiro de 2019, com Mercúrio em 5º 49´ / 7º 21´ de Capricórnio, um avião Piper, sai do aeródromo de Tires, em Cascais, voa em direção ao aeródromo de Hondarribia,em Espanha, com dois tripulantes a bordo, choca com o Monte Ernio, no País Basco, e explode cerca das 13 horas de Lisboa, morrendo os dois ocupantes.

 

Algumas das próximas datas de probabilidade elevada de acidente aéreo português são: de 10 a 12 de Fevereiro de 2019, com Vénus em 7º-9º de Capricórnio; de 8 de Novembro de 2019 a 22 de Fevereiro de 2020, com Nodo Sul da Lua em 9º-7º de Capricórnio.

 

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 22:47
link do post | comentar | favorito

Domingo, 6 de Janeiro de 2019
Graus 8º e 9 de Capricórnio: acidente no aeroporto da Portela, em Lisboa

A passagem de um planeta, em regra em movimento lento, ou de um Nodo da Lua nos graus 8 e 9 do signo de Capricórnio é condição necessária mas insuficiente para desencadear um acidente aéreo ou um incidente digno de nota em terra, no aeroporto da Portela de Sacavém, em Lisboa.

 

Em 4 de Dezembro de 1980, com Marte em 9º 5´/ 9º 51´ de Capricórnio, um avião CESSNA despenha-se sobre uma casa em Camarate, Loures, após levantar voo do aeroporto da Portela de Sacavém, morrendo os seus 7 tripulantes, entre os quais o primeiro-ministro Sá Carneiro e o ministro da Defesa Amaro da Costa; em 13 de Julho de 1988, com Neptuno em 8º 29´/ 8º 27´ de Capricórnio, um avião monomotor “Dromadere” 18 cai no aeroporto da Portela, em Lisboa, morrendo a cidadã polaca que o pilota; em 11 de Agosto de 1989, com Saturno em 8º 4´/ 8º 1´ de Capricórnio, um avião da TWA aterra, de emergência, no aeroporto da Portela necessitando de percorrer toda a pista para compensar uma avaria; em 21 de Maio de 2018, com Saturno em 8º 18´/8º 15´ de Capricórnio, um funcionário da Ryanair, de 47 anos de idade, morre atropelado por um autocarro vazio numa manobra de estacionamento deste em uma área do aeroporto de Lisboa.

 

Assim, há probabilidade elevada de ocorrer um acidente aéreo ou um simples incidente de terra digno de nota (exemplos: um tiroteio, uma apreensão importante de droga, um atropelamento) no aeroporto da Portela, em Lisboa, nas seguintes datas: 10 e 11 de Janeiro de 2019, com Mercúrio em 8º-9º de Capricórnio; de 10 a 12 de Fevereiro de 2019, com Vénus em 8º-9º de Capricórnio; de 2 a 4 de Dezembro de 2019, com Vénus em 8º-9º de Capricórnio; em 3 e 4 de Janeiro de 2020, com Mercúrio em 8º-9º de Capricórnio; de 6 a 15 de Janeiro de 2020, com Júpiter em 8º-9º de Capricórnio

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 19:03
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito (1)

mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

Áreas 16º-19º de Sagitári...

Filósofos, astrónomos e c...

Área 27º-29º de Carneiro ...

Graus 28-29 de Touro: ate...

Área 17º-18º e 21º-23º de...

16º de Capricórnio: acide...

Ponto 29º 1´/29º 14´de qu...

Área 20º-25º de Caranguej...

Áreas 20º de Caranguejo e...

Graus 8º e 9 de Capricórn...

arquivos

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

tags

todas as tags

favoritos

Teste de filosofia do 11º...

Pequenas reflexões de Ab...

Suicídios de pilotos de a...

David Icke: a sexualidade...

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds