Quarta-feira, 6 de Janeiro de 2021
Breves reflexões de Janeiro de 2021

 

1- NÓS, OS QUE REZAMOS DIARIAMENTE À TRINDADE SANTÍSSIMA, ATINGIMOS O CUME DA FILOSOFIA, QUE CONSTITUI A DESCOBERTA DAS LEIS PLANETÁRIAS QUE PRODUZEM OS ACIDENTES DE AVIÃO, DE COMBOIO, DE NAVIO, DE FÁBRICAS, CENTRO COMERCIAIS E CENTRAIS NUCLEARES, AO PASSO QUE OS FILÓSOFOS E PROFESSORES DE FILOSOFIA ATEUS, AGNÓSTICOS E DEÍSTAS NÃO CHEGAM OU NÃO CHEGARAM A ESSE CUME. Os orgulhosos «racionalistas» nem conhecem, ao menos difusamente, Deus nem o saber holístico que de Ele emana. Podemos dizer que as orações ao Deus Uno e Trino e à Santa Virgem Maria não produzem efeito, não são veículos de captação do Conhecimento? Não podemos. É claro que produzem efeito. É pela fé (oração) e pelo estudo concreto dos factos histórico-astronómicos (ação) que surge, vindo de cima, do Além, o conhecimento.
 
 
2-A CÂMARA MUNICIPAL DE BEJA, PRESIDIDA PELA INCOMPETÊNCIA DO SOCIALISTA DR. PAULO ARSÉNIO, NÃO SABE NEGOCIAR COM A INFRAESTRUTURAS DE PORTUGAL E ESQUECE NO ANÚNCIO DE CONCURSO A CONTINUAÇÃO DA A26 ATÉ BEJA, A ESTRADA BEJA-FICALHO, ETC.
 
Esperávamos que a camara de Beja não se deixasse comer de cebolada pela Infraestruturas de Portugal (IP) . Assim não acontece.
 
Mas porque não incluíram nesse mesmo anúncio de concurso para estudos a Estrada Nacional que liga Beja a Vila Verde de Ficalho(muito danificada)?
 
Porque não incluem a continuação da autoestrada A26 até Beja, com a definição neste concurso para estudos dos nós e restabelecimentos na EN 121?
 
Como é que vão analisar as transferências de tráfego?
 
 
Porque estão a condicionar tudo em torno deste estudo da EN 121?
Será que não pretendem concluir também a auto estrada A26, com o dinheiro ainda disponível para conclusão da rede transeuropeia?
 
Apenas se vão preocupar com a secção de contagem em Beringel? e as outras secções?
Parece que fica tudo tratado aos retalhos, sabem que há dinheiro disponível, não há necessidade de fazer tanta asneira aos solavancos.
 
Será que a câmara sabe bem o que está a fazer?
A câmara é um perigo como parceiro na gestão do projecto com a IP.
 
Afinal quem protege os direitos dos habitantes de Beja assim como dos outros Concelhos e Freguesias atravessados, salvaguardando todas as garantias?
Eles, o presidente e os vereadores socialistas e a fraca oposição CDU na câmara municipal de Beja são piores do que se pensa, infelizmente. Pediram uma correcção e esqueceram-se de todas as outras coisas mais importantes, que têm de ficar já salvaguardadas neste concurso para estudos. Oh, meu Deus vem a Beja ver isto, ilumina-lhes a cabeça. Somos governados por políticos tecnicamente ignorantes que prejudicam Beja e o Baixo Alentejo.
 
 
3- SINCRONISMO ONTOFONÉTICO (Repetição do mesmo nome ou ideia no mesmo dia ou em dias contíguos).Em 16 de Janeiro de 2021, a ideia de LARANJA emerge: compro LARANJAS a 0,50 euros o quilo em um mercado ao ar livre em Beja, um telejornal mostra Ana Gomes a visitar Coimbra e a Figueira da Foz e a comprar LARANJAS, dizem-me que o vice presidente da IP Carlos Fernandes, empresa presidida pelo engenheiro António LARANJO ficou preocupado com a denúncia na página do «Beja Merece Mais» do roubo de carris da estação ferroviária de Beja, denúncia que gerou uma polémica em que se percebe que funcionários da IP substituiram um caríssimo Aparelho de Mudança de Via (AMV), em aço por outro que lá havia, desaparecendo o primeiro, sem registo de abate, sabendo-se que os sucadeiros costumam comprar e fundir clandestinamente cada AMV para o vender em bloco de aço por 100 000 ou 200 000 euros conforme o peso.
 
 
 
4- SINCRONISMO ONTOFONÉTICO (Repetição do mesmo nome ou ideia no mesmo dia ou em dias contíguos).Em 15 de Janeiro de 2021, a ideia de VENTURA emerge: André VENTURA , o líder do Chega, de direita nacionalista, completa 38 anos de idade, VENTURA Maltez, funcionário da IP, contesta na página FB do «Beja Merece Mais» um post nosso que denuncia o roubo de carris na estação ferroviária de Beja em Dezembro de 2020 mas VENTURA Maltez descai-se ao aludir à desaparição na estação de Beja de um AMV (Aparelho de Mudança de Via) que estava muito bem sobredimensionado, pela Direcção de Engenharia da antiga CP e vale muito mais dinheiro que alguns carris ricos da Siderurgia Nacional que foram levantados (um AMV de aço, se for vendido por 5000 ou 10 000 euros por ladrões a um sucateiro, este funde-o e vende o bloco cúbico de aço que incorpora níquel, lítio, tungsténio, por 100 000 ou 200 000 euros a empresas).
 
 
5- SINCRONISMO ONTOFONÉTICO (Repetição do mesmo nome ou ideia no mesmo dia ou em dias contíguos)De 12 a 14 de Janeiro de 2021, as ideias de AÇORES, NARCISO, PAULO emergem: no dia 12, Gonçalo Almiro, AÇOREANO, envia-me e-mail a lembrar que «no dia 11 Um sismo com magnitude 5,4 na escala de Richter foi registado ao final da manhã nas ilhas do Faial, Pico, São Jorge e Terceira, nos AÇORES » e que no meu artigo «Que nos reservam Júpiter e Saturno em Aquário e Júpiter em Peixes em 2021?» publicado em 14 de Dezembro no meu blog admitia um sismo nos Açores entre 11 e 19 de Janeiro de 2021, converso com o advogado NARCISO Gatinha, morre em Beja o letrista PAULO Abreu Lima, de 68 anos, autor de letras cantadas por Mariza e Rui Veloso, ; no dia 13, pergunto ao artista encaixilhdor PAULO NARCISO o preço de um quadro com a imagem de Jesus Misericordioso de Santa Faustina; no dia 14, cruzo-me com PAULO Arsénio, ihos bejense, e com PAULA Mansinhos, jurista da câmara municipal, dois cantores ao desafio AÇOREANOS vencem uma competição no «Praça da Alegria» na RTP com votação do grande público.
 
 
6- SINCRONISMO ONTOFONÉTICO (Repetição do mesmo nome ou ideia no mesmo dia ou em dias contíguos).Em 4 e 5 de Janeiro de 2021, as ideias de CORDA, OLHO, CÚTIS/PELE, DAVID destacam-se: no dia 4, vem à baila o tema Maçonaria e Revolução Francesa e questionam-me sobre o significado de nalguma cerimónia de iniciação maçónica o candidato levar uma CORDA ao pescoço e eu, que não sou maçon mas cristão tradicionalista, respondo que isso deve simbolizar o vínculo entre o maçon e a ordem, questionam-me ainda sobre o OLHO que tudo vê, no final da aula noto que André tem uma nódoa negra sobre o OLHO direito e ele diz que foi alvo de agressão a murro de noite no bairro do PELAME (evoca: CÚTIS, isto é, a PELE do rosto de uma pessoa e a epiderme), numa rua vejo um homem toxicodependente que tem uma CORDA na mão e diz «Não se aproxime», leio que muito frio faz mal ao CORAÇÂO (em latim: CORDIS); no dia 5, morre o escultor João CUTILEIRO (evoca: CÙTIS), Kelly que há anos superou um problema de PELE (CÚTIS) completa aniversário, encontro o professor DAVID à porta da ESDG, converso com o historiador DAVID que me diz que em Mértola o surto de Covid 19 em um lar de idosos matou, desde há 3 dias, 16 pessoas.
 
 
 
7- SINCRONISMO ONTOFONÉTICO (Repetição do mesmo nome ou ideia no mesmo dia ou em dias contíguos). Em 1 a 4 de Janeiro de 2021, as ideias de VILAR, MAÇÂO, MAIA, BARCELONA, ESTRELA e JOÃO FERREIRA destacam-se: no dia 1, passam 69 anos sobre  a morte de António VILAR, um de cerca de 70 civis antifascistas durante o assalto ao quartel de Beja em 1 de Janeiro de 1962 sob a chefia do capitão Varela Gomes, a CMTV exibe reportagem sobre uma obediência da MAÇONARIA (sugere: MAÇÂO) em que entrevista o advogado Manuel Dória VILAR, X Grão-Mestre da Grande Loja Nacional Portuguesa | Grande Loja Antigos Maçons que conta com cerca de 60 membroS, Sónia, de 41 anos, residente na MAIA, assistente operacional no IPO do Porto, morre, de manhã, dois dias depois de receber a picada da vacina Covid 19; no dia 2, em debate televisivo na TVI, o candidato André Ventura interrompe sistematicamente, em estilo trauliteiro, o seu opositor JOÃO FERREIRA, do PCP, que o desmascara como político que acumula três salários entre eles o de consultor empresarial e como destruidor virtual do Serviço Nacional de Saúde universal e gratuito; no dia 3, JOÃO FERREIRA de Almeida, presidente da associação de lares de idosos, fala a um telejornal, viajo do Porto a Beja com a bandeira ESTRELADA em fundo azul, amarelo e vermelho da Esquerda Republicana da CATALUNHA (sugere: BARCELONA) a Rádio Renascença transmite a homilia de um sacerdote que salienta o valor da astrologia estudada pelos três reis magos que seguiam a ESTRELA até Belém, uma explosão na Avenida Condes de BARCELONA, no Estoril, destrói janelas exteriores de uma moradia, Tiago MAYAN (evoca: MAIA) Gonçalves, candidato presidencial da direita liberal, em debate na RTP, classifica Marcelo Rebelo de Sousa de «ministro da propaganda do governo PS» ao fazer a apologia da vacinação e impor estados de emergência que destroem a economia do país; no dia 4, começa em MAÇÂO a vacinação em lares de idosos.
 
 
8- SINCRONISMO ONTOFONÉTICO (Repetição do mesmo nome ou ideia em dias contíguos). Em 1 de Janeiro de 2021, as ideias de CARMO, TORRE e EDUARDO emergem: almoço com minha filha e minha ex e bebo um vinho branco TORRES Esmeralda, da Catalunha, EDUARDO, alto como uma TORRE, aparece e diz-se familiarizado com o modo de ser espanhol, no telejornal da CMTV o comentador EDUARDO Cintra TORRES, antigo militante da AOC, salienta o erro de o governo abandonar gradualmente o financiamento da RTP 2, o canal cultural da televisão pública que importaria manter vivo, Carlos do CARMO, fadista lisboeta, falece aos 81 anos de idade em Lisboa, assisto a missa na igreja dos CARMELITAS Descalços (evoca: CARMO) perto da TORRE dos Clérigos na cidade do Porto.
 
 
 

9- FORNICAR CONDUZ AO INFERNO, AO REINO DE SATÃ. AMAR SEM FORNICAR E ORAR O TERÇO COM A AMADA LEVA AO PARAÍSO. O que vale mais: o prazer momentâneo infernal ou a alegria da Eternidade?

 

10. DEIXAS-TE ENGANAR PELA IDEOLOGIA DE IGUALDADE DE GÉNERO, PELO MARXISMO LENINISMO, PELO NAZI FASCISMO, PELA OLIGARQUIA DISFARÇADA DE DEMOCRACIA, PELA CULTURA HEDONISTA (O PRAZER GASTRONÓMICO, SEXUAL, TURÍSTICO EGOÍSTA, EXIBICIONISTA NO INSTAGRAM OU NO FB, ETC.) E NÃO VÊS QUE SATANÁS FOMENTA ISSO TUDO. ORAÇÃO, ORAÇÃO, ORAÇÃO E MUDARÁS PARA MUITO MELHOR!

 

11. QUANTO VALE LEVAR O ROSÁRIO DE CONTAS NO BOLSO. 30 de Janeiro de 2021. Saio de casa para fazer compras a pé, e algumas centenas de metros adiante, noto que não levo comigo o rosário de contas metálicas das 50 Avé Marias que me costuma dar boa sorte. Penso: «Que mais dá? Vou rezando a Deus, não há inconveniente em não transportar esse objecto de metal, metal que é um dos 5 elementos da filosofia chinesa do Tao (ritno oscilante do universo) e que corresponde ao outono, ao oeste e aos pulmões. Não volto atrás.» Ando mais uns metros e noto que as calças me estão a cair - eu mudara de calças antes de sair e esquecera-me de colocar o CINTO (e ontem escrevi algo sobre SINTOS e Roma, isto é, a etnia cigana). Enfim, chego ao mercado mas de 30 em 30 metros tenho de parar e meter a canisola por dentro das calças para evitar que estas caiam. E assim volto para casa com dois sacos de compras fazendo paragens de 20 em 20 metros para ajeitar as calças na cintura. Simbolismo: o rosário segura a minha alma sem a fazer cair na mundaneidade do pecado tal como o cinto segura as minhas calças evitando a vergonha social.

 

NOTA: COMPRA O NOSSO «DICIONÁRIO DE FILOSOFIA E ONTOLOGIA», inovador em relação a todos os outros dicionários, repleto de transcrições literais de textos dos filósofos. Aproveita, a edição já esgotou nas livrarias excepto na livraria Modo de Ler, Praça Guilherme Gomes Fernandes, na cidade do Porto. Contém 520 páginas, custa só 20 euros (portes de correio para Portugal incluídos). Este blog é de serviço público, colhes aqui um saber que não encontras em nenhum outro, um saber que as televisões e as universidades, conservadoras e ignorantes, procuram abafar. Deves ajudar a manter este blog.

 

This blog requires thousands of hours of research and reflection and produces knowledge that you won't find anywhere else on the internet. In order for us to continue producing it please make a donation to our bank account with the IBAN PT50 0269 0178 0020 4264 5789 0

 

f.limpo.queiroz@sapo.pt

© (Copyright to Francisco Limpo de Faria Queiroz)



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 15:43
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 7 de Setembro de 2020
Reflexões breves de Setembro de 2020

 

1- LEVANTAR CALÇADA BELA E COLOCAR EM SEU LUGAR EMPEDRADO FEIO OU COMO AS CÂMARAS FAVORECEM OS SEUS EMPREITEIROS... 5 de Setembro de 2020. Frente ao cinema Melius, em Beja, há uma paragem de autocarro. Passo aí e fico espantado e desiludido: mandaram os operários arrancar as pedras de calcário branco, que faziam um belo passeio, e começaram a colocar grandes blocos de pedra cinzenta, feia. E os moradores da zona não protestam? E a Associação de Defesa do Património nada diz? A câmara municipal (ou melhor 4 pessoas, um directório restrito: o presidente Dr. Paulo Arsénio e 3 vereadores socialistas) decidiu, segundo um critério obscuro, adjudicar esta obra a um empreiteiro. Para quê? Com que contrapartidas?
 
 
Também no Largo Dr. Lima Faleiro e na Rua D. Diniz, adjacentes ao castelo de Beja, há obras de substituição do empedrado da rua por grandes blocos de granito velho e mudanças (para maior fealdade) do pavimento dos passeios. O custo total elegível desta obra é 634.117, 65 euros sendo o apoio financeiro da UE é de 539.000 euros. Para quê isto tudo? Porque não investir em centros de investigação e novas tecnologias?
 
 
Haverá aqui um mecanismo de corrupção? A regra geral de corrupção em muitas autarquias locais é esta: o presidente da câmara adjudica, por exemplo, por 300 000 euros uma obra a uma empresa e esta devolve à sucapa, em envelopes, 10% para o presidente da câmara (neste caso 30 000 euros) e 5% para o partido do presidente (neste caso 15 000 euros).

 

2- AS PESSOAS QUE FAZEM SEXO FÍSICO NÃO SÃO FELIZES PORQUE SE PREOCUPAM EM REPETIR OS ORGASMOS, INCORREM EM CIÚMES, MEDO DE PERDER O SER "AMADO"/DESEJADO, ETC. Só estando em Deus, sem pedir nenhum consolo sexual - pois o desejo sexual foi despertado por Satã, a Serpente do Paraíso Terrestre- só orando tranquila e constantemente pela salvação das almas dos familiares, amigos, inimigos e desconhecidos se encontra a felicidade. Peçamos a Jesus o Amor sem desejos sexuais, o Amor verdadeiro a todos, sem falar mal de ninguém (excepto dos políticos corruptos, dos ladrões e dos pedófilos, dos maridos violentos, dos satanistas, dos capitalistas sem piedade dos desfavorecidos).

 

3- O MAIOR DOS ERROS NÃO É USAR MÁSCARA: É VACINAR-SE PORQUE ISSO INTRODUZ PARA SEMPRE O VÍRUS DO COVID, MERCÚRIO E ALUMÍNIO NO ORGANISMO. Não te infectes com a vacinação! Esta visa controlar a tua mente e alterar o código genético! O corpo é teu e é sagrado! Vacinar é violar a integridade física! As vacinas nunca reduziram as doenças, as estatísticas não levam em conta os factores decisivos: a alimentação saudável (frutos, legumes frescos, peixe, levedura de cerveja, etc.) a higiene corporal, o vestuário adequado, o sono nocturno, a prática do desporto, as longas caminhadas ao ar puro, a oração a Deus, são o que elimina as doenças «infeciosas» e outras. A OMS é a maldade «científica».

 

4- DESDE ANDRÉ VENTURA (CHEGA) ATÉ CATARINA MARTINS (BE) e JERÒNIMO DE SOUSA (PCP) PASSANDO POR RUI RIO (PSD), ANTÓNIO COSTA (PS), FDORANCISCO GEORGE (CRUZ VERNELHA) E GRAÇA FREITAS (DGS) TODOS SÃO AGENTES DE BILL GATES NA SUA CRIMINOSA CAMPANHA DE VACINAÇÃO MUNDIAL, OU SEJA, DE INFEÇÃO DO SANGUE DOS SERES HUMANOS COM VÍRUS E PUS DE ANIMAIS DOENTES, ALÉM DE ALUMÍNIO E MERCÚRIO. Revolta-te! Não deixes que te vacinem nem aos teus filhos e pais! A vacina faz adoecer! Não foi ela mas a água canalizada, o sistema de esgotos na grande cidade, a venda massiva de cebolas, alhos, frutos frescos e secos às classes trabalhadoras a causa do desaparecimento da varíola, do sarampo e outras «doenças de superfície». Os banhos de sol sem cremes protectores e o consumo de frutas, legumes frescos e ovos não de aviário, além do desporto moderado e da higiene corporal, conferem a imunidade transitória de cada dia. Imunidade a médio e longo prazo não existe, é um erro de raciocínio.

 

5-SINCRONISMO ONTOFONÉTICO. Em 6 de Setembro de 2020, as ideias de VIOLINO e de LÍNGUA emergem: a RTP emite, a partir de Carrazeda de Ansiães, o programa «Aqui Portugal» no qual uma jovem aparece a tocar VIOLINO, em «A Pracinha», cafetaria-livraria no centro de Beja, Ana Santos toca VIOLINO em um espectáculo musical ao ar livre muito concorrido, um acidente, ao início da tarde entre um carro e uma ambulância dos Bombeiros de Vila Praia de Âncora provoca oito feridos, um deles, uma mulher, vítima grave, que partiu o braço e ficou hematomas na cabeça, e outro um menino de 9 anos que é ferido na LÍNGUA, na EN13, em Carreço, Viana do Castelo, leio um documento da igreja de Palmar de Troya que refere que, em 21 de Julho de 1980, Clemente, o papa cego andaluz, rezou ante a LÍNGUA incorrupta de Santo António no santuário de este, em Pádua..

 

6- CUIDA DE REZAR O ROSÁRIO VÁRIAS VEZES AO DIA. ESTÁS MAIS PERTO DA MORTE DO QUE PENSAS. O tempo voa. A Virgem Santa Maria socorrer-te-á no momento da morte se desde já a invocares e louvares com 50 Avé Marias, 5 Pai Nossos e 5 Glórias em cada 20 minutos. Não sigas o ateísmo e o agnosticismo reinantes. Não tenhas medo de ficar isolada/o diante de as tuas amigas e amigos, ante os conhecidos e desconhecidos. Se os ateus crêem no átomo que não vêem porque não poderemos nós acreditar em Deus que não vemos mas inteligimos? Fala com a Virgem: «Santa Mãe do Céu, santifica-me. Dá-me saúde, Amor divino e castidade! A mim e aos meus familiares, colegas e vizinhos. A impureza da sexualidade livre leva muitas almas ao inferno disse a Virgem em Fátima em 13 de Julho de 1917».

 

7- SINCRONISMO ONTOFONÉTICO - De 2 a 4 de Setembro de 2020, as ideias de CASTELO, ALEXANDRA, FLOR, CRUZ e ANJO emergem: no dia 2, o presidente de CASTILLA (evoca: CASTELO) La Mancha pede o confinamento da «bomba pírica» que é a região de Madrid onde a pandemia aumenta, noticia-se que no Brasil a deputada FLORdelis e o seu marido, o pastor evangélico Anderson do Carmo Souza, entretanto assassinado, tinham relações sexuais com alguns dos seus 55 filhos adoptivos; no dia 3, noticia-se que o enfermeiro do Hospital de Beja José António da CRUZ , de 65 anos, está desaparecido desde o dia 31, empresto a um amigo o livro «Padre Pio e os ANJOS», defendo no FB a CASTIDADE (evoca: CASTELO) como virtude esquecida na actual sociedade hedonista, apresentam-me provas de que Francisco Marques venceu o concurso para Director de Cultura da Câmara Municipal de Beja mas foi ilegalmente preterido a favor da militante socialista FLORBELA Fernandes, escolhida pelo júri a 5 de Dezembro de 2019 para o cargo quando ainda faltava fazer em 19 de Dezembro a entrevista à candidata Isabel ; no dia 4, Jorge SERAFIM ( SERAFIM é um ANJO com seis asas, segundo a angeologia), contador de histórias bejense, é entrevistado por Júlio Magalhães no Porto Canal. ALEXANDRA Vieira, deputada do BE, visita o Museu Regional de Beja, ALEXANDRA C. comenta uma publicação minha crítica da disciplina de Educação para a Cidadania, o programa da manhã da RTP é transmitido a partir dos jardins do paço episcopal de CASTELO Branco, encontro por "milagre" uma pagela DE ORAÇÃO do santo padre Francisco Rodrigues da CRUZ, com relíquia de pano, que perdera há anos.

 

8-TANTOS IMIGRANTES NEGROS E INDIANOS EM BEJA! A cidade mudará no prazo de 10 ou 20 anos, islamizar-se-á. Ora o islamismo é um perigo para a Europa no plano político-religioso tal como o chinesismo, a expansão económica da China, é um perigo para a Europa . Os anti racistas são muitas vezes racistas ao contrário. Não faças mal a nenhum indiano ou paquistanês ou a nenhum africano. Reza o rosário. Casa com uma alentejana, não uses preservativos e faz-lhe filhos. Precisamos de aumentar a nossa etnia caucasiana. Tudo o resto é utopia, ingenuidade.

 

9-DIÁLOGO SOBRE A FÉ RELIGIOSA E O SOFRIMENTO Hélder afirma: «A austeridade de outras épocas mais severas não pode servir de veículo a qualquer fé, especialmente se for inculcada, não dando hipótese de escolha.Percebo que a pobreza, a tristeza ou qualquer calamidade sejam instrumentos para a comiseração, mas pessoalmente, acredito que a fé em qualquer crença não deve ser um escape para o sofrimento, mas o resultado de uma reflexão profunda, íntima e estritamente pessoal, longe de qualquer pressão do contexto. » Respondo: «Eu penso, Hélder, que a fé nasce do sofrimento ou é correlativa deste e não vejo mal nenhum nisso. A reflexão pode vir depois. Nós, afinal, viemos ao mundo para sofrer - tese comum ao padre Pio de Pietrelcina e ao filósofo ateu Schopenhauer. Aliás, Álvaro Cunhal pensava mais ou menos o mesmo: sacrificar a vida pela classe operária ( o deus dos comunistas idealistas) e pela fé na sociedade igualitária comunista como ele fez, aceitar o sacrifício pessoal ao ser torturado sem falar e preso anos a fio em celas isoladas, é ter fé num ideal terrestre. O comunismo é uma religião da imanência, dizia Fernando Pessoa.»

 

NOTA: COMPRA O NOSSO «DICIONÁRIO DE FILOSOFIA E ONTOLOGIA», inovador em relação a todos os outros dicionários, repleto de transcrições literais de textos dos filósofos. Aproveita, a edição está a esgotar-se. Contém 520 páginas, custa só 20 euros (portes de correio para Portugal incluídos), Só custa 5 euros em e-book. Basta depositares na conta PT50 abaixo indicada e informar-nos. CONTACTA-NOS.

 

This blog requires thousands of hours of research and reflection and produces knowledge that you won't find anywhere else on the internet. In order for us to continue producing it please make a donation to our bank account with the IBAN PT50 0269 0178 0020 4264 5789 0

f.limpo.queiroz@sapo.pt

© (Copyright to Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 
 
 
 


publicado por Francisco Limpo Queiroz às 13:41
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 13 de Fevereiro de 2014
A crítica falaciosa de Kant a Berkeley

 

Na Crítica da Razão Pura, Kant desembainha a espada da crítica contra George Berkeley, a quem classifica de idealista dogmático. Atentemos  entre outras passagens,  na seguinte,  em que diz ser absurdo considerar que o espaço e o tempo existam em si mesmos, como reais, se se considera que os objectos materiais são irreais:  

 

«Com efeito, se considerarmos o espaço e o tempo como propriedades que, segundo a sua possibilidade, deveriam encontrar-se nas coisas em si e se reflectirmos nos absurdos em que se cai, desde que se admitam duas coisas infinitas, que não são substâncias, nem algo realmente inerente às substâncias, mas que devem ser contudo algo de existente e mesmo a condição necessária da existência de todas as coisas, já que subsistiriam, mesmo que todas as coisas desaparecessem, não se poderia mais censurar o bom do Berkeley por ter reduzido os corpos a simples aparência.» (Kant, Crítica da Razão Pura, Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, pag 85-86; o negrito é posto por mim).

 

Kant tenta diferenciar fenómeno de aparência ou ilusão e atribuiu esta última categoria ao idealismo de Berkeley. É uma falácia. Já tratei este tema em outros artigos deste blog. Escreveu Kant:

 

«Seria culpa minha se convertesse em simples aparência o que deveria considerar como fenómeno. Eis o que não acontece segundo o nosso princípio de idealidade de todas as nossas intuições sensíveis; só quando se atribui realidade objectiva a essas formas de representação é que se não pode evitar que tudo se transforme em simples aparência.»(Kant, Crítica da Razão Pura´, Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, pag 85; o negrito é posto por mim ).

 

 

Mas o que é atribuir realidade objectiva à representação? Kant fá-lo? Há uma objectividade realista e uma objectividade idealista. E Kant não as distingue, sequer... Aliás Kant diz o mesmo que Berkeley sobre os objectos físicos, pois não considera reais em si mesmos corpos como mesas, casas, árvores, átomos, sol, galáxia:

 

«Devíamos contudo lembrar de que os corpos não são objectos em si, que nos estejam presentes, mas uma simples manifestação fenoménica, sabe-se lá de que objecto desconhecido...de que, portanto, não é o movimento da matéria que produz em nós representações, mas que ele próprio (e, portanto, também a matéria que se torna cognoscível) é mera representação...»(Kant, Crítica da Razão Pura, Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, nota da pag 363-364;o negrito é posto por mim). )

 

Eis a confissão de Kant: o fenómeno, o objecto ou a força material (o vento, o mar, a gaivota, a rocha, etc) é representação, é aparência de algo desconhecido. Se não são objectos em si, os corpos físicos são aparências. Não há meio termo: o fenómeno não é coisa em si, é ilusão tridimensional, é um conjunto de aparências. Kant tem exactamente a mesma posição de Berkeley, embora tente disfarçar o facto ao colocar «fenómeno» como meio termo entre coisa em si e aparência/representação. Mas de duas uma: o fenómeno ou é real ou não.

 

 O idealismo de Kant é, no essencial, o mesmo de Berkeley, com a diferença essencial de Berkeley afirmar Deus como real e Kant atribuir a Deus uma existência duvidosa (agnosticismo) classificando-o como númeno.  E as diferenças de Kant admitir a distinção ontológica entre qualidades primárias e secundárias e Berkeley não. E Kant construiu ainda as tábuas de categorias e de juízos puros, que são variações inessenciais do idealismo de Berkeley.

 

De duas uma: ou Kant era menos inteligente do que se pensa e interpretou mal Berkeley ou quis menorizar Berkeley, colhendo os louros de fundador do idealismo moderno,  e foi desonesto, deturpando a filosofia do bispo irlandês. Aposto nesta última hipótese.

 

Uma das provas da indigência intelectual dos filósofos consagrados dos séculos XX e XXI - como Heidegger, Russell, Sartre, Quine, Kripke, Goodman e tantos outros - e dos professores de filosofia em geral é não perceberem sequer esta identidade essencial: o idealismo de Kant é, ontologicamente, igual ao idealismo de Berkeley.  Que universidades são estas, incapazes de desmontar as falácias de Kant? Fechem-se as Faculdades de Filosofia! Não há nelas profundidade suficiente de pensamento. Só há títulos imerecidos, vaidades - exceptuando os títulos de alguns raros catedráticos de real valor, ultra minoritários no corpo docente.

 

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

 

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 21:01
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 16 de Dezembro de 2010
Agnosticismo é o mesmo que cepticismo?

 

 

Agnosticismo é o mesmo que cepticismo? Será quádrupla e não tripla a estrutura geral da realidade? Agnósis significa, em grego, desconhecimento, sem conhecimento. Parece-me que há dois tipos de desconhecimento: o agnosticismo, ou seja, a privação do conhecimento; o cepticismo, ou seja, a negação do conhecimento. Mais uma vez me inspiro em Aristóteles, essa luminária genial da filosofia, que determinou duas vertentes do não ser: a privativa e a negativa. E há dois tipos de conhecimento: o dogmatismo positivo ( por exemplo: «o ser e tal ou tais entes, como o planeta terra, o electromagnetismo, a humanidade existem») e o dogmatismo negativo ( exemplo: «o ser e diversos entes como a Terra,o electromagnetismo e a humanidade não existem)».

 

A privação do conhecimento significa que nem sequer se faz ideia de que existe uma referência, um objecto, uma teoria a conhecer, numa dada área. Vive-se na pura ignorância: não há certeza, nem há dúvida. É a privação. É possível que certas tribos indígenas vivendo secularmente no meio da floresta da Amazónia ignorassem por completo, até ao século XIX ou mesmo até ao século XXI, a existência de outros povos e da civilização industrial mundial. Estariam em estado de agnosticismo puro.

 

Mas se um dos membros da tribo dissesse: «Vi, ao longe, gente estranha, com cor de pele diferente»  surgiria a dúvida, o cepticismo, na mente de alguns dos seus ouvintes. O cepticismo encerra em si algum conhecimento: o conhecimento de uma ideia, hipótese, não confirmada pelos orgãos dos sentidos, a fonte mais segura da verdade. Erram, pois, aqueles que dizem que todo o conhecimento é factivo, isto é, de factos reais, irrecusáveis. O conhecimento de hipóteses, de sonhos não é factivo, indiscutível, mas é conhecimento de algo. Aquele que duvida da existência de entidades extraterrestres conhece a hipótese de estas existirem mas nega à hipótese o transformar-se em certeza (dogma). Usa, pois, o livre arbítrio. Mas o que nunca viu nem ouviu falar de extraterrestres nem lhe ocorreu essa ideia está aquém da dúvida: não chegou sequer ao patamar do cepticismo. Está em absoluto privado do dogma, nesse campo, ao passo que o céptico sente-se vizinho do dogma e conhece o dogma sem o adoptar. Assim, há três posições: agnose (privação do conhecimento), dúvida (negação existencial de um conhecimento) e dogma (afirmação de um conhecimento).

 

  

«  www.filosofar.blogs.sapo.pt
f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 17:59
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

12
13
15
16
17

19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


posts recentes

Breves reflexões de Janei...

Reflexões breves de Setem...

A crítica falaciosa de Ka...

Agnosticismo é o mesmo qu...

arquivos

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

tags

todas as tags

favoritos

Teste de filosofia do 11º...

Pequenas reflexões de Ab...

Suicídios de pilotos de a...

David Icke: a sexualidade...

links
blogs SAPO
subscrever feeds