Sábado, 24 de Novembro de 2018
Milagres do Padre Pio de Pietrelcina e graus do Zodíaco

 

Os planetas movendo-se na roda celeste do Zodíaco geram todas as modalidades de acontecimentos. Mesmo os fenómenos místicos e paranormais da vida do padre franciscano Pio de Pietrelcina, nascido em 25 de Maio de 1887 e falecido em 23 de Setembro de 1968, do convento de São Giovanni Rotondo, Itália meridional, testemunhados por centenas ou milhares de pessoas, se sincronizam com o determinismo planetário.

 

ÁREA 2º-3º DO SIGNO DE GÉMEOS:

CEGUEIRA

 

A área 2º-3º do signo de Gémeos exprime a cegueira como episódio na vida de estigmatizados católicos.

 

Em 18 de Junho de 1947, com Nodo Norte da Lua em 2º 28´/ 2º 27` de Gémeos,  o padre Pio ouve em confissão Gemma, de Giorgi de Ribeira, na Sicília, uma criança de 7 anos, cega por ter nascido sem pupilas, dá-lhe a hóstia consagrada e abençoando-a diz-lhe «Que Nossa Senhora te abençoe, Gemma, e procura ser sempre boa» e nesse instante dá-se o milagre, a criança começa a ver e grita, na igreja cheia de gente.

 

Em 29 de Maio de 1976, com Vénus em 2º 16´/ 3º 30´ de Gémeos, ao regressar de França, na autoestrada Behobia-Bilbao, ao quilómetro 32, o automóvel Opel Catet transportando 5 padres da igreja católica de El Palmar de Troya, despista-se devido à chuva, embate no separador central e capota, o padre Fernando, isto é, o vidente Clemente Domínguez y Gómez, sofre a perfuração de ambos os olhos por vidros e pouco depois o médico oftalmologista Marchesi opera-o cirurgicamente, extraindo-lhe os globos oculares, um dos quais desfeito, pelo que Clemente ficará cego por toda a vida e dois anos e dois meses mais tarde será proclamado papa Gregório XVII na basílica de El Palmar de Troya.

 

ÁREA 15º-17º DO SIGNO DE GÉMEOS:

BILOCAÇÃO.

 

A área 15º a 17º do signo de Gémeos conexiona-se com bilocações ou viagens astrais do padre Pio de Pietrelcina.

 

Em 28 de Abril de 1940, com Marte em 17º 15´/ 17º 54´ de Gémeos, um professor natural da Sicília, racionalista convicto que horas antes acabara de ler o livro «De la Doute à la Foi» de Del Fante, acorda perturbado às três da manhã e vê diante de si o padre Pio, em bilocação, que lhe diz «Para a felicidade, é preciso ter um pouco de paciência, porque este mundo é um vale de lágrimas onde temos de pegar a nossa cruz. A felicidade não é deste mundo. Mas Deus, encontrá-lo-eis se quiserdes. Apenas o que você tomou foi um caminho errado. Para que servem os conhecimentos que não conduzem “Àquele que é?”. A ciência é coisa tão pobre! É menos que nada, em comparação com a majestade do segredo da Divindade. Tome outro caminho. Purifique o seu coração de toda a paixão humana. Humilhe-se, reze, e encontrará, eu lho afirmo, a paz deste mundo, e depois a felicidade eterna.» e depois desaparece.

 

Em 5 de Junho de 1959, com Mercúrio em 15º 51´ / 18º 3´ de Gémeos, o padre Pio viaja em corpo astral (bilocação) até ao quarto de hospital onde o médico Charles Kiswardi, seu amigo, que sofrera um ataque cardíaco, se encontra acamado e deixa aí um agradável perfume no ar.

 

ÁREA 25º-26º DO SIGNO DE GÉMEOS:

A CURA DE INVISUAIS

 

A área 25º-26º do signo de Gémeos vincula-se a milagrosas curas de cegos operadas pelo padre Pio de Pietrelcina.

 

Em 18 de Junho de 1947, com Sol em 25º 55´/ 26º 53´ de Gémeos, padre Pio ouve em confissão Gemma, de Giorgi de Ribeira, na Sicília, uma criança de 7 anos, cega por ter nascido sem pupilas, dá-lhe a hóstia consagrada e abençoando-a diz-lhe «Que Nossa Senhora te abençoe, Gemma, e procura ser sempre boa» e nesse instante dá-se o milagre, a criança começa a ver e grita, na igreja cheia de gente.

 

 Em 24 de Fevereiro de 1949, com Úrano em 26º 33´/ 26º 32´ de Gémeos, o operário Giovanni Savino que dez dias antes ficara sem olhos devido a uma explosão de dinamite que o atingira em pleno rosto e que rezava com fervor para que o padre Pio lhe obtivesse a graça de recuperar um dos olhos ouve passos à noite e o barulho de um rosário, alguém lhe toca na fronte e lhe coloca milagrosamente um novo olho na órbita vazia.

 

ÁREA 8º-11º DO SIGNO DE VIRGEM:

ESTIGMATIZAÇÃO

 

A área 8º-11º do signo de Virgem liga-se à estigmatização do padre Pio de Pietrelcina por Jesus ou a uma estigmatização conferida a outra pessoa pelo espírito do padre Pio já falecido.

 

Em 5 de Agosto de 1918, com  Mercúrio em 9º 4´/10º 1´ de Virgem, de tarde, ao confessar frades, o italiano padre Pio de Pietrelcina sofre misticamente a transverberação do coração, ao ver um misterioso personagem atravessar-lhe o coração com uma «lança ardente».

 

Em 20 de Setembro de 1918, com Mercúrio em 8º 33´/ 9º 47´ de Virgem, Vénus em 9º 36´/ 10º 51´ de Virgem, no coro da igreja do convento de São Giovanni Rotondo, o padre Pio vê um misterioso personagem que sangra das mãos, dos pés e do peito, fica apavorado com esta visão e quando ela desaparece nota que está estigmatizado, com chagas que escorrem sangue nas mãos, pés e peito.

 

Em 13 de Abril de 1970, com Nodo Sul da Lua em 10º 59´ de Virgem, às três horas da madrugada, o vidente sevilhano Clemente Domínguez, de 23 anos, desperta do sono, na pensão onde dormia, e vê a figura do falecido padre Pio de Pietrelcina, com um furador metálico na mão direita, pedir-lhe as duas mãos e causar-lhe dois estigmas sangrentos, dizendo ao vidente «Sofre isto pelo Santo Padre, tê-lo-ás por pouco tempo».

 

 

ÁREA 14º-16º DO SIGNO DE BALANÇA:

ESTIGMATIZAÇÃO

A área 14º-16º do signo de Balança conexiona-se com os estigmas sangrentos do padre Pio de Pietrelcina.

 

Em 10 de Setembro de 1910, com Júpiter em 16º37´/ 16º 49´ de Balança, tem lugar a estigmatização invisível do padre Pio de Pietrelcina, em que ele sofre fortes dores nas palmas das mãos.

 

Em 14 de Setembro de 1915, com Mercúrio em 12º 44´/ 14º 7´ de Balança, tem lugar uma segunda estigmatização invisível do padre Pio de Pietrelcina, passando a ser permanentes as fortes dores nas palmas das mãos;

 

ÁREA 8º-9º DO SIGNO DE CAPRICÓRNIO:

TÚMULO DO PADRE PIO

 

A área 8º-9º do signo de Capricórnio liga-se a visitas de membros da igreja de El Palmar de Troya ao túmulo do Padre Pio de Pietrelcina.

 

Em 28 de Abril de 1972, com Júpiter em 8º 19´/8º 18´ de Capricórnio, junto ao túmulo do padre Pio, o vidente andaluz Clemente Domínguez recebe, supostamente, a seguinte mensagem deste santo já falecido «Levai por todo o mundo a devoção à Santíssima Virgem Maria, Mãe de Deus e vossa Mãe».

 

Em 20 de Dezembro de 1974, com Vénus em 8º 19´/9º 34´ de Capricórnio, Júpiter em 11º 27´/ 11º 36´ de Peixes, o padre palmariano Guido celebra missa no altar junto ao túmulo onde jaz o padre Pio de Pietrelcina e o padre místico Clemente Dominguez ouve, supostamente, a voz do padre Pio dizer «Por vontade do Altíssimo, sou o protector do Palmar e do Vergel»;

 

 

ÁREA 8º-11º DO SIGNO DE PEIXES:

BILOCAÇÕES CURATIVAS EXCEPCIONAIS DO PADRE PIO

 

Diversos milagres ou fenómenos místicos excepcionais praticados supostamente pelo padre Pio de Pietrelcina (1887-1968) ocorreram com a presença do Sol, de um planeta ou do Nodo da Lua na área 8º-11º do signo de Peixes.

 

Em 24 de Fevereiro de 1949, com Marte em 9º 40´/ 10º 28´ de Peixes, o operário Giovanni Savino que dez dias antes ficara sem olhos devido a uma explosão de dinamite que o atingira em pleno rosto e que rezava com fervor para que o padre Pio lhe obtivesse a graça de recuperar um dos olhos ouve passos à noite e o barulho de um rosário, alguém lhe toca na fronte e lhe coloca milagrosamente um novo olho na órbita vazia.

 

Em 2 de Fevereiro de 1951, com Marte em 8º 13´/ 9º 0´ de Peixes, Júpiter em 11º 23´/ 11º 36´ de Peixes, o padre Pio aparece à direita da cama de Miguel Ambrósio, industrial de Nápoles que está na agonia, abençoa-o cheio de ternura, Miguel adormece e, quando acorda, está curado.

 

Em 1 de Agosto de 1951, com Nodo Norte da Lua em 10º 10´/ 10º 5´ de Peixes, Mário Sorentino, de Cosenza, um paralítico de 12 anos, vê aparecer diante de si o Padre Pio que lhe anuncia a cura e nesse instante recupera inexplicavelmente o uso das pernas. 

 

Em 13 de Abril de 1970, com Nodo Norte da Lua em 10º 59´ de Peixes, às três horas da madrugada, o vidente sevilhano Clemente Domínguez, de 23 anos, desperta do sono, na pensão onde dormia, e vê a figura do falecido padre Pio de Pietrelcina, com um furador metálico na mão direita, pedir-lhe as duas mãos e causar-lhe dois estigmas sangrentos, dizendo ao vidente «Sofre isto pelo Santo Padre, tê-lo-ás por pouco tempo».

 

Que os cientistas e filósofos «racionalistas» não creiam nisto não é problema nosso: infelizmente carecem de inteligência holística, são criaturas medianamente inteligentes. É muito mais racional estudar e abarcar a astrologia histórica do que troçar do determinismo planetário dizendo que não gera os acontecimentos na Terra. Razão vem de ratio - medida, proporção, pensar com ordem, medida - e nós medimos as posições dos planetas e do Sol no Zodíaco a cada dia, correlacionando-as com o que sucede na Terra. Racionalistas? Somos nós, os historiadores-astrónomos. Irracionalistas? São eles, os catedráticos universitários em geral, os cientistas, os filósofos analíticos e fenomenólogos, marxistas e anarquistas, que não medem as variáveis planetárias, broncos como são, fechados ao conhecimento universal, à lei dialética do Uno.

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 22:48
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

Bloco de Esquerdas y Pode...

«Dicionário de Filosofia ...

Equívocos da lógica propo...

Reflexões de circunstânci...

Milagres do Padre Pio de...

Áreas 9º-10º de Virgem: e...

Ninguém é muito bom em fi...

Júpiter em 2º de Sagitári...

Vacinação ou o fascismo m...

17-19 November 2018: Mars...

arquivos

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

tags

todas as tags

favoritos

Teste de filosofia do 11º...

Pequenas reflexões de Ab...

Suicídios de pilotos de a...

David Icke: a sexualidade...

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds