Domingo, 18 de Março de 2018
Legislativas em 5 ou 6 de Outubro de 2019: vitória do PS sem maioria absoluta

Se as eleições legislativas em Portugal tiverem lugar a 5  de Outubro de 2019, o PS de António Costa vencerá mas talvez não com maioria absoluta pois Vénus estará em 26º-27º do signo de Balança e em 1 de Outubro de 1995, vitória sem maioria absoluta do PS de Guterres, Vénus estava em 18º-19º de Balança. Além disso, em 5 de Outubro de 2019, Marte estará em 0º-1º do signo de Balança, o que parece desfavorável ao PS, ao menos no facto de não obter maioria absoluta de deputados: em 6 de Outubro de 1991, com Marte em 22º-23º do signo de Balança, o PSD de Cavaco Silva venceu pela segunda vez com maioria absoluta as legislativas.

 

Em 6 de Outubro de 2019, Júpiter estará em 18º 57´/ 19º 2´do signo de Sagitário e Saturno em 14º 10´/ 14º 12´do signo de Capricórnio. Ora, em termos gerais, os 30º de arco do signo de Sagitário ( de 240º a 270º de longitude eclíptica) representam o Partido Socialista Português de Mário Soares, António Guterres e António Costa e a esquerda em geral.

 

E os 30º de arco do signo de Capricórnio (de 270º a 300º de longitude eclíptica) representam, em termos gerais, o PSD e a direita portuguesa. Não esqueçamos que Sá Carneiro, primeiro-ministro e líder do PSD, foi assassinado em 4 de Dezembro de 1980 por agentes do imperialismo norte-americano, com Marte, planeta nocivo, em 9º do signo de Capricórnio, e que o PSD de Santana Lopes foi pesadamente derrotado nas eleições legislativas de 20 de Fevereiro de 2005, com Marte em 9º-10º do signo de Capricórnio, por um PS de Sácrates que, pela primeira vez, obteve maioria absoluta de deputados e governou contra os professores e outras camadas sociais.

 

Júpiter em Sagitário deu vitórias ao PS.

 

Em 25 de Abril de 1983, com Júpiter em 9º 44´/ 9º 39´ do signo de Sagitário, o PS de Mário Soares vence com maioria relativa, elegendo 101 deputados num total de 250, as eleições legislativas em Portugal, seguido pelo PSD com 75 deputados eleitos. 

 

Em 1 de Outubro de 1995, com Júpiter em 10º 27´/ 10º 37´ do signo de Sagitário, o PS de António Guterres vence com maioria relativa, elegendo 112 deputados num total de 230, as eleições legislativas em Portugal, seguido pelo PSD com 88 deputados eleitos.

 

Quanto ao presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa continuará a levar ao colo o governo PS de António Costa, desejoso que está de conquistar um segundo mandato presidencial em Janeiro ou Fevereiro de 2021, com Júpiter no signo de Aquário.

 

Deve pois a esquerda - o PAN, o BE, o PCP, o PEV - aproveitar o ano e meio que falta até às legislativas de Outubro de 2019 e pressionar os executantes maiores em Portugal  da política antinacional e antiproletária do clube de Bilderberg - António Costa, Ferro Rodrigues, Rui Rio e Marcelo Rebelo de Sousa - a ceder o mais possível às reivindicações laborais e sociais dos trabalhadores. A geringonça ( aliança das esquerdas PS-BE-PCP-PEV) formada em Novembro de 2015, pode não acabar em Outubro de 2019. E o PSD continuará fora do governo, levando Rio a demitir-se de líder. Com o PS a governar sozinho, a grande burguesia luso-europeia está bem servida.

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

 f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 18:05
link do post | comentar | favorito

8 comentários:
De Mike a 18 de Março de 2018 às 23:54
O PS vencer é quase certo e eu não sou PS, de longe. A economia continua relativamente forte, mas espero que seja sem Maioria Absoluta. À uns meses escreveu que o actual governo não duraria a legislatura completa, ainda acredita nisso?

Cumprimentos.


De Francisco Limpo Queiroz a 19 de Março de 2018 às 09:42
Não escrevi que o governo não duraria a legislatura toda. Disse apenas que se Marcelo convocasse eleições enquanto Júpiter transitar o signo de Escorpião - até 8 de Novembro de 2018, dia em que Júpiter entrará no grau 0 de Sagitário - o PS não seria o partido mais votado. Ora não parece lógico que o governo caia até Novembro deste ano, o prestígio de António Costa é sólido e a economia vai carburando...Marcelo está limitado pelos astros, não faz o que quer, nenhum político é livre do determinismo planetário.


De Mike a 20 de Março de 2018 às 16:26
Obrigado pelo sua resposta. Com a economia a crescer, mas com tendência a travar a partir deste ano, penso que estas eleições têm características semelhantes a 1991 e 1999, na medida em que o partido incumbente é fortalecido nas urnas mas onde já se vê algumas nuvens negras ao fundo. Também queria dar-lhe os parabéns pelas boas, e certeiras, previsões que tem feito ao longo dos últimos anos.

Cumprimentos.


De Francisco Limpo Queiroz a 22 de Março de 2018 às 08:49
Agradeço as suas palavras. As previsões fundam-se em regularidades astronómicas e, como é óbvio, não sei prever tudo (longe disso) porque as combinações dos ciclos planetários são infinitas para produzir cada acontecimento. Creio, no entanto, que tudo está absolutamente predestinado.

Cumprimentos.


De Mike a 16 de Setembro de 2018 às 15:16
Boa tarde professor,

Peço desculpa por fazer um comentário num post que já tem alguns meses, mas achei interessante fazer-lhe uma pergunta. Tive a ver, à uns dias, uma notícia que dizia que as regionais na Madeira seriam depois das Legislativas e como a data limite para marcar eleições na Madeira é 14 de Outubro, as eleições na Madeira seriam a 13 de Outubro. Logo, as Legislativas nacionais seriam, provavelmente, a 29 de Setembro. Isto se o calendário eleitoral não sofrer alterações, claro. Pois então, a minha questão é a seguinte: Se as Legislativas forem a 29 de Setembro, a previsão de uma vitória folgada do PS com maioria absoluta mantêm-se ou o PS ficaria aquém dessa maioria?

Cumprimentos,
Mike


De Francisco Limpo Queiroz a 16 de Setembro de 2018 às 22:50
Obrigado pela sua questão, Mike. Ela fez-me retificar na previsão de maioria absoluta do PS. Esta não deverá existir. Se as eleições legislativas forem a 29 de Setembro de 2019, Júpiter estará em 17º-18º do signo de Sagitário. Neste signo, Júpiter deu duas vitórias ao PS em 25 de Abril de 1983 e 1 de Outubro de 1995. Julgo que o PS ganhará as eleições.

Terá maioria absoluta? Penso que não, apoiando-me na posição de Marte que em 29 de Setembro de 2019 estará em 26º-27º de Virgem. Ora o PS sofreu grande derrota nas legislativas de 6 de Outubro de 1985 quando Marte estava em 16º-17º de Virgem.


De Mike a 20 de Setembro de 2018 às 22:54
Obrigado pelo resposta professor.

O calendário eleitoral pode sofrer alterações é claro. O PS pode ainda desentender-se com o PC e o BE e forçar eleições antecipadas, mas penso que isso é uma hipótese bastante remota. E na Madeira, a luta renhida entre PSD e PS pode ter influencia na marcação das eleições. Penso que será um ano eleitoral interessante, e, quem sabe, com algumas surpresas.

Cumprimentos,
Mike


De Francisco Limpo Queiroz a 21 de Setembro de 2018 às 16:42

É bom que o Mike questione e forneça informações precisas sobre as datas eleitorais. A existências de diversos ciclos planetários a actuar em simultâneo na produção dos fenómenos pode conduzir-me a erros por sobrevalorizar um planeta relativamente a outros- assim sucedeu no futebol. Mas o ciclo de Júpiter, que entra no grau 0 do signo de Sagitário em 8 de Novembro de 2018 e só sairá desse signo para entrar em 0º de Capricórnio em 2 de Dezembro de 2019 é bastante fiável como indicador político-social.

Grato, cumprimentos.


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


posts recentes

17-19 November 2018: Mars...

17-19 de Novembro de 2018...

Equívocos no manual «Como...

Áreas 9º-10º de Touro, 26...

«Dicionário de Filosofia ...

Os filósofos, os astrónom...

Neptuno em 13º de Peixes:...

Equívocos nos manuais da ...

As Leis de Morgan, da lóg...

Lançamento em Beja de «Di...

arquivos

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

tags

todas as tags

favoritos

Teste de filosofia do 11º...

Pequenas reflexões de Ab...

Suicídios de pilotos de a...

David Icke: a sexualidade...

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds