Sábado, 20 de Janeiro de 2018
David Icke denuncia a vacinação, a Igreja Católica e as "esquerdas" em Portugal calam-se

 

David Icke (Leicester, Reino Unido, 29 de Abril de 1952) escritor e orador britânico, que se dedicou, desde 1990, a pesquisar sobre a elite que domina o mundo, ex repórter, ex apresentador de programa de desporto, e ex porta-voz do Partido Verde da Inglaterra e do País de Gales, desmascara a vacinação como um dos processos de ataque da elite reptiliana que governa o mundo contra a população em geral. Mas a Igreja Católica Romana e as demais igrejas oficiais nada dizem sobre o assunto, pois estão em conluio com as autoridades executoras da vontade das multinacionais farmacêuticas e dos seus patrões illuminati...

 

David Icke escreve:

«Eis aqui um extracto do meu livro Infinite Love is the Only Truth - Everything Else Is Ilusion:

 

«O processo de fabricação das vacinas inclui o uso de macacos, embriões de frangos e fetos humanos, além de desinfectantes e estabilizadores como a estreptomicina, o cloreto de sódio, o hidróxido de sódio, o alumínio, o clorohidrato, o sorbitol a gelatina hidrolisada, o formaldeído e um derivado do mercúrio chamado timerosal. A vacina contra a difteria, a tosse convulsa e o tétano contém os seguintes componentes:

 

Hidróxido de sódio: Entre outras coisas, pode queimar os orgãos internos, provocar cegueira e dano pulmonar e tecidular; a sua ingestão pode ser catastrófica. Encontra-se nos produtos de limpeza de fornos, casas de banho e retretes.

Formaldeído: É uma neurotoxina que pode provocar cancro. Também pode provocar insónia, tosse, cefaleia, náuseas, hemorragias nasais e erupções cutãneas. Usa-se, de forma oportuna, para embalsamar cadáveres.

Ácido clorídrico: Pode destruir tecidos por contacto directo e encontra-se nos produtos de limpeza do alumínio e dos antioxidantes.

Alumínio: Produto tóxico e cancerígeno.

Timerosal: Um derivado do mercúrio e conservante sumamente perigoso. está composto por glicol anticoagulante e rtanol, ácido tiosalicílico, hidróxido de sódio e cloreto de etilmercúrio. Estas substâncias químicas são letais e podem provocar cancro ademais de dano cerebral e hepático.

 Fosfatos: Afogam todas as formas de vida aquática e encontram-se nos detergentes da máquina de lavar, e máquina de lavar louça e nos produtos de limpeza.

 

 «Este monte de lixo venenoso ataca o sistema imunológico que supostamente  deveria proteger e, mesmo assim, os pais estadunidenses estão sendo levados a julgamento por não permitirem administrar semelhantes produtos letais aos seus filhos. Advertem as pessoas dos potenciais efeitos que poderia ter o facto de que os seus filhos estarem em contacto com crianças que não se vacinaram e deste modo aterrorizam-nas com o fim de que aceitem esta tirania. Sem embargo, se se vacinaram, porque deveria ser isso um problema? Oh, sim, mas é. Simplesmente não querem que o saibamos. Para começar, o mercúrio é um dos primeiros suspeitos de provocar autismo nas crianças. Entre 1989 e finais de 1990 aumentou o número de vacinas infectadas de mercúrio e também o número de meninos com autismo.»

 

(David Icke, La conspiración mundial y como acabar con ella, Ediciones Obelisco, Barcelona, pp 819-820; o bold é colocado por nós).

 

David Icke é mais amigo da humanidade do que o papa Francisco, os padres e os líderes de outras religiões em geral: ele alerta-nos contra o veneno das vacinas. O papa, os padres e os líderes das várias religiões não. Ignoram o assunto, mandam-nos rezar e perdoar - enquanto os industriais e cientistas maldosos difundem ou inoculam o veneno nas crianças. Mas não se pode perdoar a criminosos: há que travá-los na sua ação. Papa, bispos, padres, pastores evangélicos, rabinos,  imãs, Dalai Lama, estão todos em conluio com os governos agentes das indústrias químicas e farmacêuticas. As escolas não podem, não devem  exigir aos alunos a entrega do boletim de vacinas no acto da matrícula ou renovação de matrícula: fazê-lo é um acto de fascismo médico.

 

David Icke é mais amigo da humanidade do que a grande maioria da classe médica, do que Sobrinho Simões, José Fragata, Eduardo Barroso, Francisco George, Graça Freitas, e doutorados ou dirigentes portugueses na área da «saúde pública» que advogam ou praticam a vacinação, os transplantes de coração e outros procedimentos anti humanos que servem os satanistas.

 

NENHUM PARTIDO EM PORTUGAL DENUNCIA A VACINAÇÃO, NENHUM É CONTRA ELA. São, pois, desde o CDS ao BE, passando pelo PEV, PAN, PSD, PS e PCP, todos eles lacaios das multinacionais de farmácia e dos illuminati que usam as vacinas para destruir a saúde da população e obter altos lucros à custa dos orçamentos dos Estados. Apesar de se intitularem de esquerda ou independentes das oligarquias, o PS, o PCP, o BE, o PAN, o PEV são incapazes de enfrentar o fascismo médico na comunicação social, na legislação que o parlamento produz, nas escolas e empresas, etc.

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

 

f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 20:18
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

Bloco de Esquerdas y Pode...

«Dicionário de Filosofia ...

Equívocos da lógica propo...

Reflexões de circunstânci...

Milagres do Padre Pio de...

Áreas 9º-10º de Virgem: e...

Ninguém é muito bom em fi...

Júpiter em 2º de Sagitári...

Vacinação ou o fascismo m...

17-19 November 2018: Mars...

arquivos

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

tags

todas as tags

favoritos

Teste de filosofia do 11º...

Pequenas reflexões de Ab...

Suicídios de pilotos de a...

David Icke: a sexualidade...

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds