Quarta-feira, 3 de Junho de 2020
Breves reflexões de Junho de 2020

 

O PCP SOBREVIVE GRAÇAS À OPUS DEI. 29 de Junho de 2020. Um amigo politólogo diz-me: «Como se explica que num contexto de desaparição ou quase extinção dos partidos comunistas na Europa Ocidental só o PCP resista com uma votação que ronda 8% a 10% em eleições gerais? A sobrevivência do PCP deve-se à Opus Dei: esta, embora defendendo o capitalismo tecnologicamente avançado, tem preocupações com os mais pobres e aí coincide com o PCP. . Veja a convergência entre a Cáritas, da igreja católica, e a CGTP, sindicalismo maioritariamente comunista. O Dom Manuel Martins, bispo vermelho de Setúbal que durante 23 anos denunciou o desemprego, a fome, o trabalho infantil, a vida em barracas- e faleceu em 24 de Setembro de 2017 aos 90 anos - era uma voz incómoda a quem o PCP se colava. O Bernardino Soares, presidente da câmara de Loures, é da Opus Dei. O Jerónimo de Sousa vai à missa. Vários autarcas do PCP são da Opus Dei. O CDS é Opus Dei e o PCP também. Repare que é no Sul do país que, proporcionalmente ao número de habitantes, há mais capelas e igrejas e as autarquias do PCP reservam verbas de reconstrução ou manutenção destas. Os presidentes das câmaras socialistas estão, em regra, ligados à Maçonaria - ao GOL ou à Grande Loja Legal. Tivemos 2 presidentes da república Opus Dei, o Cavaco e o Marcelo Rebelo de Sousa, e dois presidentes maçons, o Mário Soares e o Jorge Sampaio. O Eanes não sei definir.» Eu acrescento: «Nunca tinha pensado isso dessa maneira. O Eanes é Opus Dei: ele doutorou-se na Universidade de Navarra, que é da Opus Dei. É curioso notar que CDS e PCP convergem na defesa do princípio católico de «Não à eutanásia». Claro que o PCP também o faz por ter um eleitorado muito idoso que certamente teme ser «despachado» por uma injeção letal. Quem devia ser Opus Dei era Marcelo Caetano que era amigo pessoal de Laureano López Rodó, nascido em 18 de Novembro de 1920, em Barcelona, membro da Opus Dei, e ministro do governo de Franco de 1965 a 1973, impulsionador do desenvolvimento económico e social de Espanha ».

 

O AEROPORTO INTERNACIONAL DE BEJA PODE SER CLASSIFICADO COMO O MAIS SEGURO DA EUROPA SE...as laterais da pista forem pintadas com TINTA BRANCA DE CRISTAIS, FOSFORESCENTE que brilha na noite mesmo que a energia eléctrica falte em todo o concelho. ´«É tão simples mas os governantes de Lisboa não gostam de nós, alentejanos, e minimizam a nossa região que é a mais bela do país»- diz-me, em 6 de Junho de 2020, um técnico de aeronáutica.«Em 2007, a secretária de Estado dos Transportes, engenheira Ana Paula Vitorino, veio reunir em Beja com a CIMBAL e estava inclinada a acabar com a linha ferroviária Lisboa-Beja, como convém à empresa de autocarros Barraqueiro. Mas quem enfrentou a secretária de Estado do governo Sócrates foi o engenheiro Elio Bernardino, alentejano, que lhe disse na cara que o comboio é o meio de transporte mais útil, seguro e democrático para toda a população e que Beja não prescinde dele. Já bastou a extinção da ligação ferroviária Beja-Moura feita por Cavaco Silva nos anos 90. O engenheiro opôs-se com veemência à designação «aeródromo de Beja» e exigiu que se chamasse aeroporto internacional de Beja e teve contra ele quase todos os presidentes de câmara dos 13 municípios do distrito de Beja, submissos ao governo Sócrates que bloqueou o acabamento do Itinerário Principal 8 itinerário que atravessa o Baixo Alentejo, ligando Sines a Beja e a Vila Verde de Ficalho, na fronteira com Espanha, designado também de A26.»

 

PASSOS COELHO EXTINGUIU ERRADAMENTE O RAMAL DE CÁCERES. 9 de Junho de 2020. Um especialista ligado à Refer diz-me: «Passos Coelho prejudicou seriamente o Alto Alentejo e a arquitectura antiga portuguesa ao encerrar o Ramal ferroviário de Cáceres em 2012. Revelou a sua incompetência governativa de «menino vindo da JSD» que só tem imagem televisiva mas conteúdo sério nenhum. O Ramal de Cáceres, também conhecido como Linha de Cáceres, foi uma ligação ferroviária portuguesa em bitola ibérica, não electrificada, que ligava a estação de Torre das Vargens, na Linha do Leste, à fronteira com Espanha, junto a Marvão-Beirã, numa distância total de 72,4 km.Tinha Foi provisoriamente aberta à exploração em 15 de Outubro de 1879 tendo sido oficialmente inaugurada no dia 6 de Junho de 1880.Foi encerrado pela REFER a 15 de Agosto de 2012. Dava ligação a Valencia de Alcantara, em Espanha. Esta linha ferroviária pode e deve ser reactivada - não esquecer a hipótese de comboios movidos a energia solar, a custo zero - porque é lindíssima e passa junto a monumentos megalíticos únicos, antas no meio de propriedades privadas que não podem ser visitadas a pé nem de automóvel. O governo de António Costa, governo do grande capital inimigo do Alentejo tal como os governos PSD, deu 850 milhões para o Fundo de Resolução do Novo Banco que acumulou prejuízos enormes de gestão mas não tem 5, 10 ou 20 milhões para restaurar os ramais ferroviários de Cáceres e de Moura.»

 

«Em 1 de Janeiro de 1990, no governo de Cavaco Silva, a CP encerrou o Ramal de Moura, igualmente conhecido como Linha de Moura, e originalmente denominado de Linha do Sueste, é um troço ferroviário agora desactivado de Bitola ibérica, que unia a localidade de Moura à Estação de Beja, na Linha do Alentejo, em Portugal. Foi pensado originalmente como uma linha internacional que facilitasse as comunicações entre Portugal e a região espanhola da Andaluzia, mas devido à oposição dos militares acabou por ser transformado numa linha de percurso inteiramente nacional.O ramal chegou a Quintos em 2 de Novembro de 1869, Serpa em 14 de Abril de 1878, Pias em 14 de Fevereiro de 1887, e finalmente a Moura em 27 de Dezembro de 1902. Foi um crime do cavaquismo contra o Baixo Alentejo. Hoje é possível restaurar essa linha de paisagens lindíssimas e introduzir nela um comboio a custo zero, movido a energia solar. Que saudades da velha automotora que ainda em 1989 cruzava o rio Guadiana na ponte que continua operacional. As autarquias alentejanas do PS, PCP e PSD, correias de transmissão do poderio lisboeta hostil à demografia alentejana, nada fazem a favor da restauração destas vias férreas que dão vida ao Alto e ao Baixo Alentejo.»

«A recessão económica grande que se aproxima com o empobrecimento de novas camadas da população exige que se evite, na medida do possível, o transporte em automóvel com os inerentes custos em gasolina e se intensifique e alargue a rede ferroviária no Alentejo. Os comboios são o meio decisivo a par da agricultura sem olivais intensivos e de indústrias de pontas de salvar o Alentejo e as suas gentes».

 

MISTERIOSO DESAPARECIMENTO DO COMANDO AZUL DO PORTÃO. 2 de Junho de 2020. Entro no parque de estacionamento a guiar o automóvel depois de pressionar o comando AZUL e o portão abrir. Estaciono, abro a porta do carro e dou-me conta que não encontro o comando azul. Procuro debaixo dos bancos, em todo o automóvel e invoco os santos, a ver qual o mais solícito: Santo António, Santa Rita de Cássia, São Francisco da Cruz, Virgem de Fátima, etc, e...nada! Como é possível? Ao cabo de 5 a 10 minutos de buscas digo «Santo António, grande santo» e ao agarrar a boina surge dentro dela o comando do portão do parque. Será este o maior dos santos? Em relação a Álvaro Cunhal não o era, aparentemente: Cunhal foi preso pela PIDE de ANTÓNIO Oliveira Salazar em Casal de SANTO ANTÓNIO, concelho da Mealhada, na madrugada de 25 de Março de 1949, e faleceu em 13 de Junho de 2005, dia de SANTO ANTÓNIO e aniversário de nascimento do grande poeta e filósofo Fernando ANTÓNIO Nogueira Pessoa.

 

Fico a pensar, horas depois, no que simboliza esse fenómeno do desaparecimento do comando de plástico AZUL. Talvez a Maçonaria AZUL, cujos três graus são aprendiz, companheiro e mestre. E deambulando pela cidade encontrei casualmente horas depois um mestre maçon que me diz: «O rei Dom Carlos recusou ser iniciado na maçonaria porque quis ser o rei de todos os portugueses, os católicos, os maçons e os outros. Depois foi vítima do regicídio, em 1 de Fevereiro de 1908. D.Manuel II, o sucessor, também não foi iniciado na Maçonaria e não deixou filhos. Assim a sucessão ao trono passou para a linha dinástica miguelista e o pretendente actual, Dom Duarte Pio, não reúne todas as condições até porque é casado com Isabel de Herédia, membro da família traidora à causa da monarquia.» (Refere-se a Francisco Correia de Herédia, o visconde de Ribeira Brava, maçon republicano que em 1908 conspirou para ocorrer o regicídio e que morreu atingido a tiro por sidonistas quando seguia algemado, incorporado numa leva de presos do Partido Republicano Português de Afonso Costa, em 16 de Outubro de 1918 na baixa de Lisboa).»

 

«Sabe que a Maçonaria foi implacavelmente perseguida sob o Estado Novo de Salazar e ainda hoje é atacada na imprensa por fontes católicas.» E num aparte diz-me: «O mestre António Inverno, (Reguengos de Monsaraz, 27 de Outubro de 1944 - Lisboa, 21 de Julho de 2016), artista plástico de serigrafias e pintura, residente em Beja,  foi preso político antifascista, foi grau 32 da Maçonaria regular e nunca quis o grau 33, suprema dignidade maçónica de grão mestre. Era um homem de ideais, não um oportunista político ou de negócios filiado na Grande Loja Regular de Portugal criada em 29 de Junho de 1991 pela Grande Loja Nacional Francesa»

 

.PORTUGAL, PAÍS DE ADMINISTRADORES PAGOS A PESO DE OIRO. 1 de Junho de 2020.Um especialista em redes ferroviárias diz-me: «Há muito desperdício de dinheiros públicos em Portugal ligado a falta de planeamento e regulação. Como se compreende que o director do Banco de Portugal ganhe mais que o director do Banco Central da Alemanha, se somos um país de fracos recursos? Os dirigentes máximos de empresas públicas gozam de regalias inacreditáveis: propinas pagas aos filhos que frequentam a universidade católica, telemóveis gratuitos para os familiares, seguros de vida gratuitos, automóveis de alta cilindrada, etc. Os melhoramentos na linha férrea do Norte custaram 2000 milhões de euros e não resolveram a velocidade lenta em certos troços da via, troços entregues a diferentes gabinetes técnicos,  sendo a velocidade média dos comboios 115 quilómetros à hora, ao passo que na linha do Alentejo Casabranca Beja velhas composições podem atingir 140 quilómetros à hora. Com 50 milhões de euros poder-se-ia electrificar a linha do Alentejo até Ourique.».

 

NOTA: COMPRA O NOSSO «DICIONÁRIO DE FILOSOFIA E ONTOLOGIA», inovador em relação a todos os outros dicionários, repleto de transcrições literais de textos dos filósofos. Aproveita, a edição está a esgotar-se. Contém 520 páginas, custa só 20 euros (portes de correio para Portugal incluídos), CONTACTA-NOS.

 

f.limpo.queiroz@sapo.pt

© (Copyright to Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 15:24
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


posts recentes

Erros no Exame nacional d...

Breves reflexões de Julho...

Manuel Ayllón: os partido...

Mart en 25º de Aries a la...

Júpiter em 18º de Capricó...

Marte em 25º de Carneiro ...

A morte de Pedro Lima: Ma...

Romano Amerio: o esquecim...

Júpiter nas eleições para...

El ciclo de 12 años de Jú...

arquivos

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

tags

todas as tags

favoritos

Teste de filosofia do 11º...

Pequenas reflexões de Ab...

Suicídios de pilotos de a...

David Icke: a sexualidade...

links
blogs SAPO
subscrever feeds