Sábado, 9 de Novembro de 2019
Área 25º-29º del signo de Géminis: barrio de Heliópolis de Sevilla

 

El paso del Sol, Quirón un planeta o nodo lunar en el área 25º-29º del signo de Géminis, y, con frecuencia en las áreas 20º-24º de Tauro y 14º-18º de Géminis, es condición necesaria pero no suficiente como para plasmar accidentes, incidentes y actos públicos en el barrio de Heliópolis de Sevilla.

 

El 25 de mayo de 1934, con Saturno en 27º 54´/ 28º 1´ de Géminis, Marte en 23º 47´/ 24º 30´ de Tauro, Mercurio en 16º 45´/ 18º 41´ de Géminis, intentan incendiar el chalet del diputado republicano Ramón González Sicilia, en Heliópolis, Sevilla; el 1 de julio de 1937, con Mercurio de 29º 48´ del signo de Géminis al 1º 54´ del signo de Cáncer, Venus en 23º 7´/ 24º 6´ de Tauro, Nodo Sur de la Luna en 14º 53´ de Géminis,  siete aviones republicanos bombardean los hoteles del Guadalquivir en Sevilla capital; y lanzan bombas que destruyen parcialmente chalés en los números 4,6 y 8 de la calle Panamá del barrio de Heliópolis, muriendo 4 mujeres (dos españolas y dos suizas) en el chalet de Francisco Chico-Ganga y resultando heridas otras 10 personas; el 4 de junio de 1944, con Saturno en 27º 54´/ 28º 1´ de Géminis, Mercurio en 19º 27´/ 20º 42´ de Tauro, Sol en 13º 14´/ 14º 11´ de Géminis, se inaugura la línea de tranvías al barrio de Heliópolis de Sevilla; el 12 de febrero de 2002, con Nodo Norte de la Luna en 25º 38´/ 25º 27´ de Géminis, fecha en que termina el plazo de alegaciones para los ciudadanos sobre el proyecto de atravesamiento el barrio de Heliópolis por la mitad por a línea 3 del Metro, Bermejales-Pino Montano, para unir por el sistema de apantallamiento Los Bermejales con la avenida de Reina Mercedes, la asociación de vecinos Los Andes presenta un documento respaldado por 170 firmas en el que la idea de «destrozar» Heliópolis, acabando con las dos únicas plazas que hay y destruyendo varios chalés se considera «ridícula, absurda e inhumana», máxime cuando durante 70 años el hacer un pequeño cambio en estas viviendas suponía una rápida y feroz intervención de Urbanismo para evitar que se modificase la tipología de Herliópolis, construido para la Exposición Iberoamericana de 1929, cuando se llamó «Hotelitos del Guadalquivir».

 

Esto es solo una página de nuestro libro de cientos de páginas sobre Sevilla capital y provincia en la astrología/astronomía. ¿Hay algun editor español que saque adelante la edición de estos estudios de investigación histórica? Estamos disponibles. Hay que romper el círculo de silencio que las universidades, los canales de televisión y los periódicos establecen en torno a la astronomía histórico-social que planteamos y desarrollamos. Todo está escrito en el Zodíaco. El prejuicio de que «somos libres como para trazar nuestra vida, no hay destino enmarcado en los cielos« impide el conocimiento científico de la história social, política y biofísica.

 

       www.filosofar.blogs.sapo.pt

          f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Derechos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 15:48
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

Daniel Estulín: 2014 é o ...

Dicionário de Filosofia e...

Áreas opuestas 13º-14º de...

Grado 0 del signo de Capr...

Livro «Astrología y Guerr...

O Bloco de Esquerda serve...

27 y 28 de noviembre de 2...

Áreas 4º-8º del signo de ...

Áreas 16º-19º de Sagitári...

Sincronismo de Franco com...

arquivos

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

tags

todas as tags

favoritos

Teste de filosofia do 11º...

Pequenas reflexões de Ab...

Suicídios de pilotos de a...

David Icke: a sexualidade...

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds