Terça-feira, 7 de Setembro de 2021
As almas do Purgatório católico e visão dos cátaros que negam o Purgatório e propugnam a reencarnação

 

A mística católica implica crer na existência de Paraíso, Purgatório e Inferno, os três lugares reservados às almas no momento da morte  e, ao contrário da lei do karma, a doutrina católica admite conversões, arrependimentos radicais, no momento da morte, que apagam os pecados Analisemos o diálogo de uma freira com a mística austríaca Ágata Maria Simma (Onntag, Áustria) 5 de Fevereiro de 1915- 16 de Abril de 2004) .

Irmã Emanuel, freira: «Qual é o papel da contrição ou do arrependimento no momento da morte?»

Maria Simma: «A contrição é muito importante! Os pecados são remidos em todos os casos, mas restam as consequências do pecado. Se quisermos obter uma indulgência plenária no momento da morte, o que quer dizer ir directamente para o Céu, é preciso que a alma esteja livre de todo o apego ao pecado.»

Darei seguidamente um testemunho significativo contado por Maria. Tinham-lhe pedido para se informar sobre uma mulher cujos parentes a julgavam condenada porque tinha tido uma vida muito irregular. Foi vítima de um acidente: caiu do comboio que a matou. Uma alma veio ter com Maria e disse-lhe que essa mulher foi salva do Inferno porque, no momento da morte, disse a Deus: «Tendes razão de me tirar a vida pois assim não mais vos poderei ofender.» E isto apagou todos os seus pecados. Este facto mostra que um só acto de humildade e de arrependimento no momento da morte pode salvar-nos. Isto não significa que não tenha ido para o Purgatório, mas impediu que caísse no Inferno, o que teria merecido pela sua impiedade.

(Irmã Emmanuel e Maria Simma, O impressionante Segredo das Almas do Purgatório, Cidade do Imaculado Coração de Maria, págs 36-37).

O PURGATÓRIO E COMO LÁ SE VIVE, A REENCARNAÇÃO NÃO EXISTE, O SUICÍDIO

Sobre o Purgatório , a entrevista esclarece o seguinte:

Irmã Emmanuele: Jesus vem ao Purgatório?

Maria Simma: Jamais uma alma mo disse. É a Mãe de Deus que aí vem. Uma vez perguntei a uma alma do Purgatório se seria ela mesma a procurar a alma pela qual eu pedia uma informação. Respondeu-me: «Não, é a Mãe da Misericórdia que no-lo revela. Os Santos também não vêem ao Purgatório, mas pelo contrário, os Anjos estão lá. Lá está São Miguel e cada alma é acompanhada pelo seu Anjo da Guarda. 

Irmã Emmanuel: Que fazem os Anjos no Purgatório?

Maria Simma: Aliviam e consolam. As almas atê podem vê-los.

Irmã Emmanuel: Na nossa época muitos crêem na reencarnação. O que lhe dizem as almas a esse respeito?

Maria Simma: Dizem que Deus só nos dá uma vida.

Irmã Emmanuel: Alguns dizem que só uma vida não é suficiente para conhecer Deus e ter o tempo necessário para se converter o que julgam não ser justo. O que é que você lhe responderia?

Maria Simma: Todos os homens têm uma voz interior. Mesmo quando não são praticantes, reconhecem Deus implicitamente. Não há ninguém que não creia. Cada homem tem a consciência para reconhecer o bem e o mal, uma consciência dada por Deus e um conhecimento interior, em diferentes graus, é lógico; mas sabe discernir suficientemente o bem do mal. Com esta consciência, cada um pode tornar-se bem-aventurado.

Irmã Emmanuel: Que acontece com as pessoas que  se suicidaram? Já foi visitada por tais pessoas? 

Maria Simma: Até hoje nunca encontrei o caso de um suicida que se tenha perdido. O que não quer diser que não existam, é evidente.; mas muitas vezes as almas dizem-me  que os maiores culpados são os que as cercavam, quando as negligenciaram ou caluniaram. 

Irmã Emmanuel: Essas olhando as coisas pessoas arrependem-se de se terem suicidado?

Maria Simma: Sim, mas o suicídio às vezes é devido a uma enfermidade. Porém, elas lastimam-no, pois olhando as coisas à luz de Deus, as almas compreendem de uma só vez , todas as graças que lhes estavam reservadas para o tempo que ainda lhes restava viver. Elas vêem esse tempo.Veem também todas as almas que poderiam ter ajudado.se tivessem oferecido esse resto de vida a Deus. O que as faz soFrer mais é ver o bem que poderiam ter feito e não o fizeram ao abreviar a sua vida.

(Irmã Emmanuel e Maria Simma,O impressionante Segredo das Almas do Purgatório, Cidade do Imaculado Coração de Maria, págs 42-44).

A HOMOSSEXUALIDADE E O ESPIRITISMO

Ao contrário do espiritismo,  Maria Simma crê na natureza infernal das práticas homossexuais.

 

Irmã Emmanuel : Já foi visitada por almas que, na Terra, praticavam por exemplo perversões sexuais?

Maria Simma: Sim, elas não estão perdidas mas têm muito que sofrer para se purificarem. A homossexualidade, por exemplo, vem realmente do Maligno. 

Irmã Emmanuel: Que conselhos daria a essas pessoas que cairam na homossexualidade?

Maria Simma: É preciso pedir sobretudo ao Arcanjo São Miguel pois é ele, por excelência, quem combate o Maligno.

(Irmã Emmanuel e Maria Simma,O impressionante Segredo das Almas do Purgatório, Cidade do Imaculado Coração de Maria, págs 48-49).

Esta visão pecadocentrista, segundo o patriarca russo dos cátaros do século XXI,  contraria a dos cátaros ou cristãos da liberdade do Pai do Puro Amor.. como vimos no post de 23 de Outubro de 2017 publicado neste blog. 

O CATARISMO OU CRISTIANISMO GNÓSTICO LIVRE CONTRA O CATOLICISMO

Escreve Juan de Juan de San Grial (Moscovo, 25 de Setembro de 1946) o místico líder da igreja cátara do século XXI, sobre a existência de dois Deuses, um o Deus do Amor, Arquétipo Solar da Luz, da Beleza da Paz, o outro o Deus negro, ou Adonai-Elohim, deus do judaísmo, da matéria, da acumulação de dinheiro à custa da exploração de seres humanos, da escravatura, da guerra, da bruxaria, da corrupção da natureza:

 

«Deus negro manifestava-se em distintas civilizações e religiões como um ídolo malvado que exigia sacrifícios no seu altar, um açoitador, odioso, juíz e vampiro. Os cultos pagãos, ridicularizados tradicionalmente por judeus e cristãos, ligados aos sacrifícios (como os representam as tribos africanas e os índios mesoamericanos) são a manifestação de Elohím, de este "Todo Poderoso", antigo Deus negro.»

«A grande luta entre o Deus branco e o Deus negro (Luzbel) não termina nunca em nenhum momento.»

«Luzbel ("Luci-branco") é um grande fingidor, é Lúcifer que se faz passar pela Divindade. De aqui provêm Cristo Romano, Lucicristo, e Maria Romana, Lucimary, fingindo hipocritamente que eram mensageiros do Deus branco, baixavam à Terra, e em seu nome, os sacerdotes cometiam os seus actos malvados e os verdugos romanos imolavam os santos.»

(Juan de San Grial, « El Santuario del Grial en el Catarismo», Associaciò per l´estudi de la cultura càtar, 2010, pág.114; o destaque a negrito é posto por nós).

 

LILITH, A DEUSA NEGRA DOS HUMANÓIDES E DOS SENHORES DA GLOBALIZAÇÃO, QUE SE OPÕE À MÃE DIVINA GUAN MIN

 

O lado feminino do Deus do mal é Lilith, a segunda mulher que havia no Paraíso Terrestre, deusa da luxúria e da corrupção, em alguns relatos:

 

«Guan Min intervém contra Lilith - a adversária com seus humanóides, serviços especiais, tecnocratas do governo, Comité dos 300 e as mafias religiosa, militar, petrolífera, médica, banqueira, farmacêutica.»

«1. O plano secreto dos humanóides, escondido escrupulosamente pelos serviços especiais das potências mundiais, consiste em destruir os homo sapiens, o "modelo sem saída", e implantar a espécie do "post-homem", homo sapiens-sapiens, sapiens ao quadrado, os "lilinos" (de Lilith), os gobelinos.

«2. Os humanóides estão excessivamente inquietos.Eles transmitem as tecnologias destrutivas mas têm medo de que se voltem contra eles próprios: "um quarto de século mais e as nossas tecnologias poderiam ser dirigidas contra nós!"»

«Exigem-se duas condições para a transmissão das tecnologias humanóides:

- milhões de vítimas sangrentas - exige-as Lilith negra, sentada sobre a besta púrpura, embriagada com o sangue dos inocentes -

-a destruição absoluta da 84º civilização. o homo sapiens é substituído pelo tecnorobot, o "post-homem", o "lílin".

«3. A Terra, do ponto de vista dos humanóides, está predestinada a repetir o destino de Saturno, da Lua, de Marte...quer dizer, converter-se em um planeta morto durante milhões de anos, o quartel general dos OVNI de segunda classe

 

(Juan de San Grial, «Guan Min, la Madre Divina, Enciclopedia del Catarismo, Associaciò per l´estudi de la cultura càtar, 2013, pág.103; o negrito é colocado por nós).

Nada desta sedutora teoria  está demonstrada. Como pode saber que há 15 milhões de formas de bonomização do homem segundo San Grial? De onde retira poderes para visualizar isso? Pode ser ficção de uma mente mística ou deliberadamente enganadora ávida da admiração das multidões. O meu conselho é: nunca se metam em seitas, cátaras incluídas, que vos desarticulam as famílias naturais , separam os pais dos filhos, os maridos das mulheres, em nome da adoração ao guru, e manipulam as mentes falando e um Além que ninguém conhece. Juan de San Grial idealiza os povos primitivos da América Latina e Central chegando ao ponto de negar que os Astecas oferecessem sacrifícios humanos arrancando o coração de rapazes e raparigas em rituais mágicos satânicos.

É interessante notar que os cátaros, embora considerando o Deus judaico Iavé-Elohim o príncipe do mal, têm estima pelos cabalistas que se afastaram da ortodoxia da Tora e prescrutam o Deus desconhecido, o Ein Sof Aur (Nada Infinito da Luz). O município de Girona que, ao norte da Catalunha, confina com França e onde se situa o mítico castelo de San Salvador, perto de Portbou, é talvez o centro cátaro mais importante na Europa Ocidental. O centro da teohumanidade, conceito cátaro que sustenta que em cada homem há 144 castelos interiores onde habita o verdadeiro Deus da Luz e que a distância entre o homem e Deus é muito menor do que a proclamada pelos católicos, ortodoxos, judeus e islâmicos. Escreve Juan de San Grial: 

 

«Minné é a rainha de todas as culturas e civilizações. Os heróis e as mães formosas adoravam-na desde os inícios.»

«Nós renovamos e passamos da 84ª à 85ª civilização, a civilização de Minné.»

«Vilajuiga, uma povoação ao pé de San Salvador...Aqui viviam os melhores cabalistas, Isaac Luria visitava-a. As ideias dos cátaros sobre o Pai do Puro Amor transubstanciaram-se nos tratados solares da Cábala e estenderam-se por todo o mundo (posteriormente na versão do judaísmo hassídico russo e outras).»

«Também aqui, perto de Vilajuiga, viviam os sufis espanhóis.»

«San Salvador é o centro místico da teohumanidade. Assim como o foi na Idade Média, o é no III Milénio.»

(Juan de San Grial, «Guan El Santuario del Grial en el Catarismo», Associaciò per l´estudi de la cultura càtar, 2010, pp. 217-218;

A conversa é bonita. Mas é só conversa sem base comprovada, ficção de um escritor de fantasia.Como pode afirmar que há 144 castelos interiores em cada homem, chegar a esse grau de precisão?

 

Temos, pois, duas teologias opostas: a do Vaticano, que insiste na ideia do Inferno, da confissão, das missas, e a dos cátaros que louva o Pai do Puro Amor, não castigador, nem criador de Infernos. Quanto aos milhões de vítimas sangrentas exigidas pelos humanóides aí estão a ser produzidas pelas campanhas de vacinação em massa, que causam tromboses, mal estar corporal, nefrites, arterioesclerose  e muitas doenças colaterais pois envenenam o sangue da espécie humana com mercúrio, alumínio e restos de fetos humanos.

O QUINTO CÉU É O REINO CELESTIAL DOS CRISTÃOS, MUÇULMANOS

 

«O mais importante postulado dos cátaros é: bom Pai, bom Deus, boa Mãe, bom Deus celestial, como o Sol, boa Mãe  terrena -diz Juan de San Grial em entrevista no youtube  - «Boa providência..misericórdia infinita, super misericórdia como o adagio de Beethoven, misericórdia que não existe neste mundo. Bom Céu, sem essas categotias de Paraíso e inferno, Bom Céu..Novo Céu com muitas esferas e muitos deuses com grandiosas hierarquias, nova compreensão do ser humano,  coração espiritual, o Pleroma, lugar de plenitude, categoria paradoxal que é ao mesmo tempo plenitude e deserto, tudo é não unívoco, tudo é em duplo sentido,, Aceitar o catarismo do século XXI, Viver sem mal, ser cavaleiros sem nenhum rancor, porque praticamente o mal triunfa neste mundo sob milhões de formas, E que podemos contrapor a isso? Bondade sob milhões de formas.. Supra mal, mal dos humanóides, mal dos demónios, contra isto suprabondade dos semi deuses, dos panteões, dos caraveleiros brancos, dos céus que têm só sóis de bondade.. o sofrimento abre o coração, os presos do Gulag (Sibéria estalinista)  tornaram-se mais bondosos depois de tudo o que sofreram.»

 

«Se uma pessoa te uma vida em condições agradáveis isso acumula mais mal. Nós cátaros compreendemos a Cruz como Vera Cruz, não como instrumento de crucifixão individual de Cristo mas como Cruz Universal. Nenhuma alma pode subir ao céu sem levar a sua cruz terrena, o seu sofrimento interior que purifica. Esta vida é muito curta. Este baixo cosmos é tetradimensional, é um engano, nao é bom.Só o céu com as suas muitas hiererquias de bondade é o céu autêntico. Necessita-se de abrir brecha através do segundo céu, depois no terceiro, quarto, quinto.

«O quinto céu é o reino celestial dos cristãos, muçulmanos. Porque preferem muitas almas descer à terra e encarnar? O destino da alma é muito misterioso. No tempo do século de ouro, em Hiperbórea, a Terra foi como um paraíso terrestre. No aspecto terro, o paraíso terrestre está entre o Paraíso e o Inferno. Tudo depende do seu estado internado. Esta Terra é mesclada. Nossos pais dizem que nada pode perturbar uma pessoa que viva em estado de graça: nem campos de concentração, nem torturas, nem o mal ao redor. Nada pode impedir uma pessoa de viver no seu paraíso, excepto se escolher tragicamente ser um pançudo, nem a pode impedir de ser alegre se escolher rejeitar as tentações e enganos. Para se ser um cátaro homem bom (bonhomme) há que rejeitar o mal: O mal está em todos os lugares: luxúria, mal, violência e todo o tipo de violência, mal;  materialismo, mal, racionalismo, mal, violência e todo o tipo de violência, mal; juízes, estado, parlamento, tudo é mal. O mal só pode ser vencido através da bondade. Através do mal, pela pena de prisão, só se fica mais malvado. A pessoa verdadeiramente bondosa é como um «cordeiro sem rancor».e rejeita o mal em todos os aspectos da vida social. E a escolha é entre os humanóides c 

NOTACOMPRA POR APENAS 20 EUROS - CAMPANHA ESPECIAL DE VERÃO - O NOSSO «DICIONÁRIO DE FILOSOFIA E ONTOLOGIA, DIALÉTICA E EQUÍVOCOS DOS FILÓSOFOS», inovador em relação a todos os outros dicionários, repleto de transcrições literais de textos dos filósofos. Queres desmistificar Heidegger, Russel, Kant, Peter Singer, Richard M. Hare, Simon Blackburn? Valoriza quem te ensina a pensar dialeticamente, com a razão e a intuição. Aproveita, a edição já esgotou nas livrarias. Contém 520 páginas, custa nestes meses de Agosto e Setembro apenas 20 euros (portes de correio para Portugal incluídos),  Basta depositares na conta PT50 abaixo indicada e informar-nos. CONTACTA-NOS.   para f.limpo.queiroz@sapo.pt

Conta: IBAN PT50 0269 0178 0020 4264 5789 0

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 23:59
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


posts recentes

O fascismo médico da vaci...

Quem é Nossa Senhora?

As falácias do modus pone...

Utilitarismo versus deont...

Incoerência de Popper : v...

Sinarquia

Schopenhauer: a filosofia...

Sobredeterminação e subde...

Idealismo de Kant não é o...

17-20 de Setembro: Palma ...

arquivos

Outubro 2021

Setembro 2021

Agosto 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

tags

todas as tags

favoritos

Teste de filosofia do 11º...

Pequenas reflexões de Ab...

Suicídios de pilotos de a...

David Icke: a sexualidade...

links
blogs SAPO
subscrever feeds