Segunda-feira, 30 de Março de 2020
Não existe o livre-arbítrio mas sim o livre-arbítrio retroactivo

 

Não creio no livre-arbítrio.  As forças planetárias que moldam o nosso destino a cada momento são tão poderosas que não permitem a deliberação, a escolha meditada e racional (livre-arbítrio). Assim perfilho a heresia dos cátaros do século XIII segundo a qual o pecador peca por necessidade - o ladrão ou o assassino rouba ou mata em tal dia ou tal hora porque Marte e Saturno o forçam a isso - e o justo, a pessoa bondosa faz o bem por necessidade (obrigatoriedade fatalista, lei da natureza) - o filantropo que dá a sua fortuna aos sem abrigo não é livre de o fazer, é compelido por Júpiter ou Vénus ou Marte a fazê-lo. Deus não condena ninguém porque é Amor puro mas só pode abrir as portas do Paraíso, do Pleroma, às almas que se purificaram da matéria regida por Satã.

 

Quanto a mim, não existe o livre-arbítrio mas sim o "livre-arbítrio retroactivo": posso reflectir no acto que pratiquei por instinto/determinação planetária há dois dias e aceitar ou não racionalmente, mas não o posso apagar, posso pedir perdão a Deus e orar ou ser indiferente por aceitar o mal que fiz cuja responsabilidade descarto de mim por ser obra de Satã. Este livre-arbítrio é impotente, operacionalmente falando, porque os actos estão no passado, no tempo pretérito, mas é uma reflexão livre, predispõe ou não o espírito a ascender ao Mundo da Luz Eterna, que não é obviamente o Mundo de Lúcifer.

 

NOTA: COMPRA O NOSSO «DICIONÁRIO DE FILOSOFIA E ONTOLOGIA», 520 páginas, 20 euros (portes de correio para Portugal incluídos), CONTACTA-NOS. Apoia a produção filosófica independente. Se neste blog absorves ideias novas e raciocínios luminosos podes retribuir comprando o dicionário.

 

       www.filosofar.blogs.sapo.pt

          f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

         © (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 11:09
link do post | comentar | favorito

Domingo, 29 de Março de 2020
Durão Barroso, a Loja Maçónica Trilateral e a presidência da UE

 

Encontro, casualmente, um amigo bem informado. Conversamos à sombra de uma tília, na rua, frente a uma vivenda construída segundo as sólidas regras da arquitectura do Estado Novo.

Ele diz: «Durão Barroso é membro da Loja Trilateral, integrada no Grande Oriente Lusitano, uma loja maçónica que inclui o chefe da comunidade muçulmana em Portugal e o líder da comunidade judaica em Portugal. Isso pesou quando, sendo Primeiro-Ministro de Portugal de 2002 a 2004, foi chamado em Julho de 2004 a ser o 11.º Presidente da Comissão Europeia, cargo que exerceu de 2004 a 2014.»

 

«E há-de reparar que, quando Durão Barroso sai da presidência da UE, as guerras no Médio Oriente rebentam com mais intensidade. Claro que o facto de ele estar ligado ao grupo Goldman Sachs que controla os bancos e ao clube de Bilderberg que promove a União Europeia, pesou na sua ascensão a grande figura internacional.»

 

Nesse momento da conversa, eu penso em datas capitais do abalo do mundo árabe, com Barack Obama na presidência dos EUA desde 2009 e Durão Barroso na presidência da comissão europeia: a Guerra Civil na Líbia, iniciada pelos protestos em Bengazi em 13 de Fevereiro de 2011; a Guerra na Síria iniciada em 15 de Março de 2011, no  contexto da Primavera Árabe quando houve uma série de protestos contra o governo de Bashar al-Assad (1965); a Guerra na Tunísia, iniciada em  14 de setembro de 2012, com a invasão de mil manifestantes da embaixada estadunidense em Túnis, incendiando dois de seus edifícios e hasteando a bandeira negra dos salafistas jihadistas. do Ansar al-Sharia, a Al-Qaeda no Magrebe Islâmico.

 

E o meu amigo prossegue:

«Em Portugal, como sabe, é imenso o poderio das lojas maçónicas que formam uma tarântula que domina o parlamento, as câmaras municipais, os grandes escritórios de advogados, as televisões e jornais, as direções centralistas dos partidos políticos, todos cúmplices entre si. Os políticos não são livres nem intérpretes dos interesses populares, são agentes dos grandes empresários da banca, das indústrias química, farmacêutica, metalúrgica, da construção civil e auto-estradas,etc. É um país sem planeamento regional em que cada município age por si sem se coordenar regionalmente com os vizinhos, e isso facilita a corrupção, o mau uso de fundos públicos. A Inglaterra há 20 anos que pratica o planeamento regional, cada região possui a sua universidade, os custos de transportes públicos são definidos cosendo o mapa dos interesses e investimentos de cada município e por isso estava prepatada para sair da UE. Nós ainda não começamos a fazer isso.»

 

«A França e a Alemanha são mais sérias e decidiram reduzir as ajudas dos Fundos de Coesão a países como Portugal que não investem nos concelhos do interior. Foi por isso e contra isso que António Costa promoveu a Cimeira dos Amigos da Coesão em Beja, em 1 de Fevereiro de 2020, com governantes de 17 países da UE. Em 46 anos de regime democrático, os sucessivos governos do PS, do PSD e do CDS fizeram só 40 quilómetros de via férrea, de Évora a Badajoz, desprezando o comboio que é o meio de transporte mais ecológico e barato para servir as populações».

 

NOTA: COMPRA O NOSSO «DICIONÁRIO DE FILOSOFIA E ONTOLOGIA», 520 páginas, 20 euros (portes de correio para Portugal incluídos), CONTACTA-NOS. Apoia a produção filosófica independente. Se neste blog absorves ideias novas e raciocínios luminosos podes retribuir comprando o dicionário.

 

       www.filosofar.blogs.sapo.pt

          f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

         © (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 

 


publicado por Francisco Limpo Queiroz às 15:17
link do post | comentar | favorito

Sábado, 28 de Março de 2020
Confusões de Domingos Faria sobre Determinismo, Indeterminismo e Livre-Arbítrio

 

Domingos Faria, autor de manuais de filosofia, vende cursos de lógica erróneos a professores de filosofia do ensino secundário. Encontra-se no mesmo patamar de inteligência mediana em que estão os autores dos exames nacionais de filosofia do 11º ano do  ensino secundário sendo que cada um destes exames contem 10 questões de escolha múltipla, um terço das quais mal elaboradas. Domingos escreveu a seguinte cadeia de raciocínios falaciosos (falácia do determinismo versus livre-arbítrio):

 

«1. Ou o universo é determinista ou é indeterminista.

2. Por um lado, se o universo é determinista, não podemos agir de outra forma.

3. Se nunca podemos agir de outra forma, então não temos livre-arbítrio.

4. Logo, se o universo é determinista, nunca temos livre-arbítrio.

5. Por outro lado, se o universo é indeterminista, então as nossas ações resultam do acaso.

6. Se as nossas ações resultam do acaso, então não temos livre-arbítrio.

7.Logo se o universo é indeterminista, nao temos livre-arbítrio.

8. Logo, quer o universo seja determinista, quer seja indeterminista, não temos livre-arbítrio.»

 

Domingos Faria não tem uma noção clara do que é determinismo. Confunde este com fatalismo, doutrina segundo a qual tudo está predestinado e não temos livre-arbítrio. O determinismo é a teoria das leis constantes da natureza, isto é as mesmas causas, nas mesmas circustâncias, geram sempre os mesmos efeitos. Não é contrário do livre-arbítrio, é colateral (compatível com) deste. O livre-arbítrio não se opõe a todo e qualquer determinismo: escolhe a cada momento uma cadeia de ações deterministas. Exemplo: hoje posso deliberar jantar - se o fizer desencadeio o mecanismo determinista da digestão - ou posso deliberar jejuar ficando 15 ou 24 horas sem comer - se o fizer desencadeio o mecanismo determinista da autólise ou auto limpeza interna automática do organismo.

 

Portanto, está errado o raciocínio: «Por um lado, se o universo é determinista, não podemos agir de outra forma então não temos livre-arbítrio».

 

Está igualmente errado o raciocínio «se o universo é indeterminista, então as nossas ações resultam do acaso, então não temos livre-arbítrio». O que é um universo indeterminista? É aquele que não se rege por leis fixas de causa-efeito. Mas o indeterminismo biofísico não impede o livre-arbítrio nem impõe que as ações resultem do acaso. Exemplo: em um universo indeterminista, uma mulher pode dar à luz um gato mas pode usar o livre-arbítrio e deliberar acolher ou rejeitar o gato emanado do seu útero.

 

NOTA: COMPRA O NOSSO «DICIONÁRIO DE FILOSOFIA E ONTOLOGIA», 520 páginas, 20 euros (portes de correio para Portugal incluídos), CONTACTA-NOS. Apoia a produção filosófica independente. Se neste blog absorves ideias novas e raciocínios luminosos podes retribuir comprando o dicionário.

 

       www.filosofar.blogs.sapo.pt

          f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 19:33
link do post | comentar | favorito

Gregoire Jauvais: Feijão, Soja, Ervilhas fazem porosidade no intestino

 

Grégoire Jauvais, conceituado professor de dietética e medicina natural, nascido em 1932 no País Vasco, não recomenda comer leguminosas( feijão em grão, fava, lentilha, soja, ervilhas, ervilhas esmagadas, etc.) porque, segundo ele, geram doença gastro-intestinal, hepática, pancreática. Escreveu:

 

«Como mostrou FAUVEL, as leguminosas ( a pele, sobretudo, é muito tóxica) são muito ricas em purinas (metilxantina) e, por conseguinte, são muito tóxicas

 

«Além disso, não podendo ser comidos crus (durante a guerra de 1940, alguns prisioneiros evadidos morreram depois de terem consumido feijões crús) estes horríveis vegetais necessitam da ação destruidora do lume.Assim, transformadas em magma químico indigesto, esgotam (inutilmente) os orgãos digestivos do homem (fígado, pâncreas)., acidificam o intestino que perde o seu "metal" protector e se torna poroso, permeável a todos os microorganismos que nascem espontâneamente em todos os meios em vias de decomposição, de que resultam tantas desordens de consequências graves.»

 

(Grégoire JAUVAIS,  A alimentação biológica humana,  Nova Editorial Natura, Lisboa, 1970? , Pág. 256; o destaque a negro é posto por nós ).

 

Para alguns leitores deste blog, nasce aqui um desamor às feijoadas e ao consumo de soja, favas, ervilhas.

 

NOTA: COMPRA O NOSSO «DICIONÁRIO DE FILOSOFIA E ONTOLOGIA», 520 páginas, 20 euros (portes de correio para Portugal incluídos), CONTACTA-NOS. Apoia a produção filosófica independente. Se neste blog absorves ideias novas e raciocínios luminosos podes retribuir comprando o dicionário.

 

       www.filosofar.blogs.sapo.pt

          f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 00:19
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 27 de Março de 2020
Alcázares de Sevilha, 28 de Fevereiro de 2020

A imagem pode conter: Francisco Limpo Queiroz, a sorrir, em pé e ar livre



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 23:39
link do post | comentar | favorito

Manuel Joaquim Gandra: a China gerou o Coronavírus pela astrologia e a tecnociência

 

Manuel Joaquim Gandra (27 de Outubro de 1953), esoterista português de renome, fundador do Museu Hermético Português, revela como a China, utilizando astuciosamente a astrologia chinesa, escolheu o Ano do Rato, o animal disseminador de pestes, ano iniciado em 25 de Janeiro de 2020, para criar e difundir um vírus que contamina os povos do ocidente industrializado de modo a destruir a economia mundial e tornar-se hegemónica na reconstrução desta. Com a devida vénia, transcrevemos o artigo de Manuel Joaquim Gandra, fruto de um pensamento holístico  que os colunistas da imprensa oficial e os académicos, «racionalistas» estreitos,  são incapazes de produzir: 

 
Nenhuma descrição de foto disponível.
Manuel J. Gandra

O MOMENTO ACTUAL

Caríssimos, proponho-vos que entremos em “modo chinês”, i. e., que adoptemos as categorias da mundividência chinesa, para recolocar tudo no contexto adequado de onde brota o sentido para o que está a acontecer hoje no mundo.
Dispensarei a lenga-lenga habitual, martelada pela comunicação social, pelo que nem sequer serei “correcto” na minha análise.
Em suma, estou convicto que a pandemia actual é o corolário de uma golpada chinesa e à chinesa, na sequência das resoluções emanadas do último congresso do Partido Comunista da China, as quais preconizaram, aliás, como o próprio Presidente Xi propôs, que o próximo passo a dar pela China visaria o controlo da economia mundial.
A China não inventou as condições adequadas, apenas esperou paciente e manhosamente a Ocasião propícia (também astrológica) para desencadear a acção.
E ela finalmente surgiu, após testado o comportamento ocidental face às duas anteriores pandemias que disseminou.
Esta será, portanto, a terceira o que bate certo, consoante o Lema da Tripeça segundo o qual toda e qualquer profecia (genuína) tem três realizações distintas em três tempos diferentes.
A pandemia foi profetizada? Quem a profetizou?
Não foi Nostradamus, como demonstrei recentemente, mas o caso ganha contornos relevantes se tivermos à vista o Corpo V das Trovas do Bandarra, onde o “perigo amarelo” é iniludivelmente apontado.
Com efeito, na quadra 42, depois da referência à Tripeça e à circunstância, que Bandarra expressamente sublinha, de ela possuir três pés (tempos), lê-se:

 

Lá donde o Sol vem nascendo
Um dragão vejo vir vindo,
A seu cabo vêm correndo
Mais bichos que o vêm seguindo.

 

Dirão alguns de vós que isto são patranhas urdidas por gente supersticiosa e néscia, não realizando que as tradições uma vez transformadas em factos culturais se tornam verdadeiras, sem embargo de poderem não ser verdade.
A cegueira engendrada pelo positivismo e pelo cientismo e suas visões unilaterais e exclusivistas da realidade distorcem-na e impedem de ver para além do estritamente literal.
Esclareço:
A pandemia tornou-se evidente concomitantemente com o início do Ano Chinês do Rato (cujo advento ocorreu oficialmente no dia 25 de Janeiro). Será necessário recordar que o rato é, por excelência, o animal disseminador de pestes?
Ora na cosmovisão tradicional chinesa, o Rato é o primeiro signo do zodíaco.
E como chegou ele a ocupar esse lugar?
De forma ardilosa!
Segunda a lenda, todos os animais ansiavam ser o primeiro na ordenação zodiacal. Colocando-se lado a lado para conhecerem o veredicto, eis que, sem nenhum se dar conta, o rato subiu para o dorso do boi e saltando daí, ficou à frente deles, tornando-se o primeiro.
Para quem está desatento aos detalhes esta lenda é apenas um episódio pitoresco.
Seria, com efeito, se o Rato chinês não fosse a personificação da maldade, da mesquinhez e da baixeza, tal como é associado ao dinheiro, à indústria e à prosperidade em consequência da sua habilidade para localizar e reunir grande quantidade de alimentos.
Sintomaticamente, um ditado chinês diz que quando se ouve um Rato a foçar por comida, ele está “a contar dinheiro”.
Asseveram ainda as tradições chinesas que:
1. o Rato se metamorfoseia em demónios masculinos (tal como a raposa em femininos);
2. durante a Primavera, o Rato se transforma em codorniz, consensualmente associada à coragem e à combatividade, mas igualmente à prostituta (que vende o seu corpo) vendendo até as penas para se livrar de algum adversário;
3. Quando um rato surge, logo imediatamente aparecerá um gato e com este chegará a pobreza.
O Rato e a codorniz já adivinhastes quem são, mas quem será o Gato?
Abraço.» 

MANUEL JOAQUIM GANDRA©

(Direitos de autor para Manuel J.Gandra; o destaque a negro é colocado por nós)

 

A China fez o mal e a caramunha. Com a pandemia que criou em expansão, vende por dezenas de milhões de euros máscaras, testes, ventiladores e outro material aos países do ocidente que infectou e está a levar à miséria. O capitalismo de Estado chinês baptizado de comunismo quer dominar o mundo segundo uma concepção imperial antiga. É um inimigo das sociedades abertas, das liberdades democráticas e do proletariado mundial. 

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 16:10
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Quarta-feira, 25 de Março de 2020
Ortega y Gasset: un pueblo sin lirismo no es sujeto historico

 

José Ortega y Gasset (9 de mayo de 1883, Madrid; 18 de octubre de 1955) criticó la frase de un diputado y ex gobernador de Barcelona que clasificó de funestos todos los lirismos a propósito de la revolución de Barcelona en 1909. Se califica de Semana  Trágica a los sucesos que irrumpieron en Barcelona y  otras ciudades de Catalunya entre el 26 de julio y el 2 de agosto de 1909.

 

La causa de estos violentos acontecimientos fue el decreto del gobierno de Antonio Maura de enviar tropas de reserva a las posesiones españolas en Marruecos,  puesto que la mayoría de estos reservistas eran padres de familia de las clases obreras. Los sindicatos convocaron una huelga general. Los  disturbios de la ciudad de Barcelona provocaron un total de 78 muertos (75 civiles y 3 militares), medio millar de heridos y 112 edificios incendiados, 80 de estos  edificios religiosos.

 

El gobierno del conservador Antonio Maura, por medio de su ministro de la Gobernación Juan de la Cierva, desencadenó, el 31 de julio de 1909, una represión cruel e injusta en la que se inscribió la ejecución del intelectual anarquista Francisco Ferrer, padre de la escuela libre. Escribió Ortega en el periódico El imparcial de 10 de agosto de 1910:

 

«Pero imagine el lector que después de escuchar la lectura de algunos artículos insertos en periódicos radicales, el orador exclama: "Este lirismo revolucionario, funesto como todos los lirismos...»¿Qué le parece al lector? ¿No halla en tal frase un paradigma de esa simplicidad superabundante de ese lujo en la extravagancia a que no hallábamos disculpa? ¿Quién podía esperar entre las notícias sobre la revolución en Barcelona un juício tan rápido, comprensivo y tajante de todo un género poético? ¿Que tiene que ver la Ley de orden público con a historia de la literatura? Sólo una intervención incesante de la Providencia impide que nos volvamos locos de pronto todos los españoles. ¡Bendito sea Dios!  ¿ De modo que todo el lirismo? ¿ De modo que también la poética está a merced de los gobernadores de provincia? ¿ De suerte que decididamente funesto? »

 

«Lo grave del caso es que el autor de esta afirmación ha ejercido autoridad y es probable que otro día la ejerza; y como para un gobernador de provincia funesto es aquello susceptible de pasar por la cárcel, podemos imaginar las celdas de Montjuich henchidas de poetas con esposas en las liras.»

«¿Que sería del pobre adanita sin lirismo? Todo arte es lírico en su simiente: no hay arte sin lirismo. Y como el arte es síntoma y fruto de humanidad, el lirismo significa la potencia radical y distintiva del hombre.» (...)

 

«Donde el lirismo falta, la cultura se estanca y las razas se pudren, como se descompone el cuerpo cuya alma se ha ausentado. Y es exacta medición del valor histórico de los pueblos la fórmula de la densidad lírica. ¿Cómo no ha de ser así? Lirismo es vida interior; vida interior es personalidad; personalidad es poder plástico, energía creadora de realidades, fuerza para conformar la materia dura del mundo exterior según nuestra voluntad y nuestra idea. Un pueblo sin lirismo no es sujeto histórico, no es protagonista, no hace historia; es traído y llevado por los puntapiés del azar.» 

 

(José Ortega y Gasset, Obras completas, Tomo I, 1902/1915, Penguin Random House e Fundación Ortega y Gasset, Sabadell, Barcelona, 2017, artículo El lirismo en Montjuich, pp. 373-374; la letra negra resaltada es puesta por nosotros).

 

Ortega azota a un político ignorante de la Historia Universal y de la Historia de España, un gobernador de provincia que vacía de racionalidad y sentimiento creador las revoluciones populares, en particular la Semana Trágica de Barcelona que expresó en modo violento el lirismo de los catalanes, el dolor de los obreros en dejar a sus familias. 

 

       www.filosofar.blogs.sapo.pt

          f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Derechos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 05:49
link do post | comentar | favorito

Domingo, 22 de Março de 2020
Graus 26º-28º de Gémeos e 25º-26º de Capricórnio: microfones de escuta ilegal, espionagem

 

A passagem do Sol, de um nodo da Lua ou de um planeta nas áreas  26º-28º do signo de Gémeos (graus 86 a 88  de longitude eclíptica) e 25º-26º  do signo de Capricórnio (graus 295 e 296 de longitude eclíptica) são condições necessárias mas insuficientes para gerar instalação de microfones de escuta ilegal e espionagem fotográfica em aposentos de escritórios e casas de habitação.

 

Em 17 de Junho de 1972, com Vénus em 26º 54´/ 26º 16´de Gémeos, Nodo Norte da Lua em 26º 23´/ 26º 24´ de Capricórnio, durante a campanha eleitoral, cinco pessoas são detidas na escuridão da noite após invadirem a  sede do Comitê Nacional Democrata, no Complexo Watergate na capital dos Estados Unidos quando tentavam fotografar documentos e instalar aparelhos de escuta  no escritório do Partido Democrata, operação ilegal autorizada pelo presidente Richard Nixon, do Partido Republicano. 

 

Em 3 de Dezembro de 1973, com Nodo Sul da Lua em 28º 44´/ 28º 43´ de Gémeos, Vénus em 26º 8´/ 26º 57´de Capricórnio,à noite, no número 173 da rua de Saint-Honoré em Paris, na sede do jornal «Canard enchainé», o desenhador Escaro surpreende alguns indivíduos disfarçados de canalizadores a colocar microfones de escuta ilegal para fins de espionagem.

 

Em 18 de Dezembro de 2008, com Júpiter em 25º 46´/ 25º 49´ de Capricórnio, morre aos 95 anos de idade William Mark Felt (Twin Falls, em 17 de Agosto de 1913)  agente secreto norte-americano do FBI que foi a fonte de informação dos jornalistas do “Washington Post” que estiveram na origem do caso Watergate, de denúncia da espionagem com microfones e câmaras fotográficas da sede do Partido Democrático,  caso que levou à renúncia do presidente Richard Nixon em 1974.

 

NOTA: COMPRA O NOSSO «DICIONÁRIO DE FILOSOFIA E ONTOLOGIA», 520 páginas, 20 euros (portes de correio para Portugal incluídos), CONTACTA-NOS. Apoia a produção filosófica independente. Se neste blog absorves ideias novas e raciocínios luminosos podes retribuir comprando o dicionário.

 

       www.filosofar.blogs.sapo.pt

          f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 17:37
link do post | comentar | favorito

Sábado, 21 de Março de 2020
Áreas 0º-4º de Virgem e 0º-4º de Peixes: atentados na Alemanha e na Suécia

 

A passagem do Sol, de um nodo da Lua ou de um planeta nas áreas diametralmente opostas entre si 0º-4º do signo de Virgem (graus 150 a 154  de longitude eclíptica) e 0º-4º do signo de Peixes (graus 330 a 334 de longitude eclíptica) são condições necessárias mas insuficientes para gerar atentados na Alemanha e na Suécia.

 

ÁREA 0º-4º DO SIGNO DE VIRGEM

 

Em 5 de Setembro de 1972, com Mercúrio de 29º 8´de Leão a 0º 56´ de Virgem, um comando palestiniano da organização Setembro Negro introduz-se na aldeia Olímpica de Munique mata 2 desportistas israelitas e sequestra outros nove membros da delegação de Israel, consegue ser transportado em 3 helicópteros com os reféns até ao aeródromo militar de Fuerstenfeldbruck onde atiradores de elite alemães abrem fogo matando 5 dos terroristas palestinianos e prendendo 3 que entretanto abatem nove israelitas.

 

Em 22 de Julho de 2016, com Vénus em 0º 33´/ 0º 40´ de Virgem, Ali David Sonboly (20 de Abril de 1998), de 18 anos, de ascendência germano-iraniana, desencadeia três tiroteios no shopping Olympia-Einkaufszentrum, o primeiro dos quais numa hamburgaria McDonald's próxima do shopping, .no distrito Moosach de Munique, Alemanha, matando 9 pessoas e suicidando-se em seguida, e ferindo outras 10 pessoas, sendo evacuada a estação  central de Munique e canceladas todas as linhas de comboio chegando ou partindo da cidade.

 

Em 7 de Abril de 2017, com Nodo Norte da Lua em 2º 39´ de Virgem, Nodo Sul da Lua em 2º 39´ de Peixes, Vénus em 28º 21´/ 28º 2´de Peixes,um veiculo pesado, guiado por um inigrante ilegal,  irrompe esta sexta-feira, pouco antes das 13:00 locais (14:00 em Lisboa), por uma das ruas comerciais mais movimentadas do centro de Estocolmo, a Drottninggatan, abalroando várias pessoas pelo caminho antes de embater na montra de um grande armazém, Åhléns City, provocando 4 quatro mortos e 15 feridos, vários deles em estado grave.

 

Algumas das próximas datas em que um planeta ou o Sol ocuparão a área 0º-4º do signo de Virgem  são: de 20 a 22 de Agosto de 2020 (Mercúrio); de 22 a 27 de Agosto de 2020 (Sol); de 2 a 7 de Outubro de 2020 (Vénus); de 22 a 26 de Julho de 2021 (Vénus); de 29 de Julho a 6 de Agosto de 2021 (Marte).

 

ÁREA 0º-4º DO SIGNO DE PEIXES:

 

Em 28 de Fevereiro de 1986, com Júpiter em 1º 46´/ 2º 0´ de Peixes,  Olof Palme, primeiro-ministro social-democrata da Suécia, é assassinado a tiro por um desconhecido, numa rua de Estocolmo após sair de um cinema. 

 

Em 9 de Junho de 1993, com Saturno em 0º 20´de Peixes,  à noite, o primeiro ministro sueco Carl Bildt é ferido ligeiramente, numa esplanada de Estocolmo, por um homem ébrio que lhe atira uma lancheira. 

 

Em 10 de Setembro de 2003, com Úrano em 0º 14´/ 11´ de Peixes, Marte em 2º 1´/ 1º 48´ de Peixes, Anna Lindh, ministra social-democrata, é ferida de morte com várias facadas por um imigrante quando depois de subir por umas escadas rolantes se dispunha a entrar na loja de roupa de senhora Filipa K nos grandes armazéns NK, um centro comercial em Estocolmo, vindo a morrer no dia seguinte.

 

Em 11 de Dezembro de 2010, com Quiron em 1º 5´/ 1º 7´de Peixes,  duas explosões bombistas assolam o centro de Estocolmo e numa delas morre o autor do atentado, um iraquiano, que aparentemente deixou uma mensagem electrónica escrita em árabe e em sueco condenando à presença do exército sueco no Afeganistão e o caricaturista sueco Lars Vilks, várias vezes ameaçado de morte por ter representado o profeta Maomé como um cão, resultando ainda feridas duas pessoas. 

 

Em 7 de Abril de 2017, com Nodo Sul da Lua em 2º 39´ de Peixes, Nodo Norte da Lua em 2º 39´ de Virgem, um veiculo pesado, guiado por um inigrante ilegal,  irrompe esta sexta-feira, pouco antes das 13:00 locais (14:00 em Lisboa), por uma das ruas comerciais mais movimentadas do centro de Estocolmo, a Drottninggatan, abalroando várias pessoas pelo caminho antes de embater na montra de um grande armazém, Åhléns City, provocando 4 quatro mortos e 15 feridos, vários deles em estado grave.

 

Em 19 de Dezembro de 2016, com Marte de 29º 42´de Aquário a 0º 27´de Peixes, pelas 20 horas locais, um camião irrompe sobre um mercado de Natal junto à Igreja Memorial do Imperador Wilhelm de Berlim, a famosa Kaiser-Wilhelm-Gedächniskirche, no bairro  Charlottenburg, em Berlim, matando 12 pessoas, entre elas Łukasz Urban o motorista polaco original do camião,  e ferindo outras 48, sendo o autor do atentado,  Anis Amri, um tunisino que tinha tido seu pedido de visto de residência rejeitado.

 

Em 9 de Março de 2017, com Nodo Sul da Lua em 3º 22´/ 3º 23´ de Peixes, Nodo Norte da Lua em 3º 23´ de Virgem,às 21:00 locais pelo menos cinco pessoas são feridas por um kosovar de 36 anos, perturbado mental, num ataque com machado na principal estação ferroviária de Dusseldorf, no oeste da Alemanha, perto de Colónia, e a polícia prende o agressor. 

 

Em 19 de Fevereiro de 2020, com Sol de 29º 47´de Aquário a 0º 47´de Peixes, cerca das 22 horas, dez pessoas são mortas e quatro feridas em um atentado terrorista de extrema-direita a tiro protagonizado por Tobias Rathjen, de 43 anos, contra muçulmanos em dois bares de shisha em Hanau, um na praça central de Hanau e outro no Arena Bar & Café no bairro ocidental de Kesselstadt, no lado ocidental da Alemanha, sendo o assassino encontrado morto logo após o atentado, junto com sua mãe.

 

Algumas das próximas datas em que um planeta ou o Sol ocuparão a área 0º-4º do signo de Peixes são: de 16 a 22 de Março de 2020 (Mercúrio); de 13 a 20 de Maio de 2020 (Marte); de 25 de Fevereiro a 1 de Março de 2021 (Vénus); de 15 a 19 de Março de 2021 (Mercúrio).

 

NOTA: COMPRA O NOSSO «DICIONÁRIO DE FILOSOFIA E ONTOLOGIA», 520 páginas, 20 euros (portes de correio para Portugal incluídos), CONTACTA-NOS. Apoia a produção filosófica independente. Se neste blog absorves ideias novas e raciocínios luminosos podes retribuir comprando o dicionário.

 

       www.filosofar.blogs.sapo.pt

          f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 05:56
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 20 de Março de 2020
Daniel Estulin: a inventada pandemia covid-19 visa infectar com vacinas o mundo todo

 

SEIS MORTOS EM PORTUGAL POR CORONAVÍRUS? ONDE ESTÃO AS PROVAS DE SER O DITO VÍRUS O CAUSADOR? Somos manipulados pelas autoridades médicas, os media oficiais e os políticos da elite parlamentar. Recomendam lavar as mãos por tudo e por nada, usar máscaras, esquecendo a tese de Claude Bernard  segundo a qual «o micróbio é nada, o terreno é tudo». Se fossem sérias, as autoridades recomendariam ingerir diariamente, segundo a idiossincrasia de cada um, alho, cebola, limão, laranja que são microbicidas, fortalecem o terreno orgânico (sangue, linfa, soros extra e intracelular, glândulas endócrinas) e impedem os vírus. Nem André Ventura, o Dom Sebastião das direitas, nem Francisco Louçã, o falido Dom Sebastião das esquerdas, sabem ou têm coragem para desmontar esta conspiração médica que deixa Portugal na desindustrialização, na miséria e no medo e o mundo na direção de um fascismo mundial.

 

Daniel Estulin ( Vilnius, República Socialista Soviética da Lituânia, 29 de Agosto de 1966) ex-patriota russo expulso da URSS, em 1980, cujo  pai foi um dissidente que lutou pela liberdade de expressão  e foi encarcerado, torturado pelo KGB, forçando Daniel  a instalar-se  no Canadá e agora em Espanha, é um autor de renome mundial especializado no Clube de Bilderberg, uma conferência anual à qual só assistem os convidados do escol nos campos dos negócios, finanças, meios de comunicação social e política. É dele o vídeo abaixo que põe em causa a pandemia do covid-19 e mostra que ela aponta no sentido de uma vacinação obrigatória a nível mundial, o que é totalitarismo médico-farmacêutico..

 

https://www.youtube.com/watch?v=THD-gcbV7-A&fbclid=IwAR1JP4zdKB602WXWdmp0oyodf3lJ1Iqy2_SuIWcvhn0Kulh0U0lpsYBNPds



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 18:35
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

Breves reflexões de Junho...

Pode um homem apaixonar-s...

Libertismo é uma propried...

Júpiter en Leo, Libra, Sa...

Filosofia, ciência e ling...

Vénus em 19º -20º de Géme...

Wilhelm Reich: a mística ...

Áreas 26º-28º de Leão, Aq...

Breves reflexões de Maio ...

Errors on causation and i...

arquivos

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

tags

todas as tags

favoritos

Teste de filosofia do 11º...

Pequenas reflexões de Ab...

Suicídios de pilotos de a...

David Icke: a sexualidade...

links
blogs SAPO
subscrever feeds