Quarta-feira, 30 de Janeiro de 2019
Ponto 29º 1´/29º 14´de qualquer signo: Acidentes aéreos ou terrestres na Base Aérea de Montijo

A passagem de um planeta ou Nodo da Lua no ponto 29º 1´a 29º 14´de qualquer signo do Zodíaco é condição necessária mas insuficiente para gerar um acidente na Base Aérea do Montijo ou no céu sobre esta.

 

Em 16 de Junho de 1988, com Úrano em 29º 13´/ 29º 11´ de Sagitário, um avião Fiat G-91 da Força Aérea Portuguesa cai em Montijo, matando Maria de Lurdes Baptista, de 60 anos, e Maria das Dores Garcia, de 64 anos; em 18 de Janeiro de 2010, com Vénus de 29º 14´ de Capricórnio a 0º 29´ de Aquário, um acidente na Base Aérea do Montijo, envolvendo uma viatura de Assistência e Socorro, provoca a morte de um militar e deixa outros três gravemente feridos em 18 de Janeiro de 2019, Montijo, acidente na Base Aérea, envolvendo uma viatura de Assistência e Socorro, provoca a morte de um militar e deixa outros três gravemente feridos; em 11 de Julho de 2016, com Vénus em 28º 29´/ 29º 43´ de Caranguejo, um Hércules C-130 da Força Aérea incendeia-se ao descolar da Base do Montijo, resultando três vítimas mortais e um ferido grave; em 29 de Janeiro de 2019, com Quíron em 29º 1´/ 29º 4´ de Peixes, um avião C-295M da Força Aérea com uma tripulação da Esquadra 502 - Elefantes destacada para Porto Santo, colide com um pássaro que é engolido pelo motor no momento da descolagem, e não chega a levantar voo.

 

Algumas das próximas datas de um planeta ou planetóide Quiron em 29º 1´/29º 14´ de qualquer signo são: de 31 de Janeiro a 3 de Fevereiro (Quiron em 29º de Peixes); de 6 a 13 de Fevereiro de 2019 (Úrano em 29º de Carneiro);  em 12 e 13 de Fevereiro de 2019 (Marte em 29º de Carneiro); em 28 de Fevereiro e 1 de Março de 2019 (Vénus em 29º de Capricórnio); em 28 e 29 de Novembro de 2019 (Júpiter em 29º de Sagitário).

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 22:24
link do post | comentar | favorito

Domingo, 27 de Janeiro de 2019
Área 20º-25º de Caranguejo: a morte ronda os Papados de Roma e El Palmar de Troya

 

Uma das áreas zodiacais que, habitada por planetas ou Nodo da Lua, produz, em conjugação com outras, a morte de papas romanos ou tradicionalistas anti romanos é a área 20º-25º do signo de Caranguejo.

 

Em 3 de Junho de 1963, com Nodo Norte da Lua em 21º 11´/ 21º 4´ do signo de Caranguejo, morre o papa João XXIII, impulsionador do Concílio Vaticano II; em 6 de Agosto de 1978, com Júpiter em 23º 44´/ 23º 57´ do signo de Caranguejo, morre o papa Paulo VI; em 2 de Abril de 2005, com Saturno em 20º 30´/ 20º 31´ do signo de Caranguejo, morre o papa João Paulo II.

 

Em 25 de Março de 1991, com Nodo Sul da Lua em 25º 38´/ 25º 37´ do signo de Caranguejo, morre aos 85 anos de idade, o arcebispo francês Marcel Lefebvre que fundou em Ecône, Suíça, com a sua Fraternidade Sacerdotal São Pio X, um seminário impulsionador do sacerdócio tradicional, de sotaina negra, e da contestação ao Concílio Vaticano II, seminário adversário da política de unidade com a maçonaria, o islamismo, o judaísmo e outras religiões, e defensor da missa tridentina, em latim.

 

Em 21 de Março de 2005com Saturno em 20º 24´ do signo de Caranguejo, morre com 58 anos de idade, ao celebrar missa na basílica de El Palmar de Troya, Utrera, Espanha, Clemente Domínguez y Gómez, papa Gregório XVII, cego e estigmatizado da pequena igreja católica tradicionalista palmariana, que se considera herdeira de Paulo VI e do papado romano de muitos séculos e canonizou Francisco Franco, José António Primo de Rivera e os místicos  portugueses padre Francisco Rodrigues da Cruz (morte em 1 de Outubro de 1948) e Alexandrina Maria da Costa (morte em 13 de Outubro de 1955).

 

Em 15 de Julho de 2011, com Sol em 22º 12´/23º 9´do signo de Caranguejo, falece em Utrera, Sevilha, aos 76 anos, Manuel Alonso Corral, advogado, papa Pedro II da pequena igreja católica tradicionalista palmariana, que se considera herdeira de Paulo VI e do apóstolo Pedro e celebra a missa tridentina simplificada.

 

Próximas datas em que um Nodo da Lua ou um planeta transitam a área 20º-25º do signo de Caranguejo são: de 3 de Março a 3 de Maio de 2019 (Nodo Norte da Lua); de 11 a 17 de Junho de 2019 (Sol); de 16 a 25 de Junho de 2019 (Marte); de 17 a 22 de Junho de 2019 (Mercúrio); de 19 a 24 de Julho de 2019 (Vénus).

 

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 22:48
link do post | comentar | favorito

Domingo, 20 de Janeiro de 2019
Breves reflexões de Janeiro de 2019

O ALENTEJO ESTÁ A SER DESFIGURADO PELOS INVESTIDORES ESPANHÓIS E HOLANDESES E PELOS PROPRIETÁRIOS DE TERRAS LOCAIS. 20 de Janeiro de 2019. Conversa na esplanada de um café em Beja. Ana diz-me: «Os espanhóis donos dos olivais intensivos e superintensivos compram ou alugam terras agrícolas em Beja, Serpa, Moura, Ferreira, Vidigueira, etc., pagando grandes quantias em dinheiro vivo. E os proprietários alentejanos cedem, para enriquecer. Um destes na Vidigueira disse-me: «Tenho 400 hectares de terras que pouco me rendiam. Veio um espanhol e ofereceu-me muito dinheiro para alugar 200 hectares por um período de 20 anos. Não pude recusar.»

 

Ana prossegue: «Odemira é um concelho alentejano vítima da ganância dos investidores estrangeiros. Desde há 20 anos que tem 400 quilómetros quadrados de estufas abandonadas, montadas pelos holandeses que aí cultivavam túlipas e outras flores. Os holandeses foram embora e agora resta um montão imenso de plásticos e ferros das estufas difíceis de remover. Os espanhóis, no Alentejo, revolvem as terras com máquinas escavadoras, destruindo vestígios de pontes romanas e construções arqueológicas: não dão emprego a quase nenhuns portugueses, trazem os seus operários da Andaluzia.»

 

«Há gente a passar fome no Alentejo como há no Algarve destruído pela indústria da construção civil e do turismo. No Algarve, há muitos que nesta época de baixa na hotelaria perdem o emprego sazonal e vivem do tráfico de droga, que recolhem nas praias vinda em pequenas lanchas. As pessoas têm de sobreviver: os instintos falam mais alto que as boas maneiras e o cumprimento da lei. O Portugal triunfante de António Costa é propaganda. Há o reverso da medalha.»

 

«Esta bactéria Xylella Fastidiosa que destrói os olivais, os amendoais e as vinhas, descoberta em Gaia, pode ser uma solução que a natureza inventou para destruir os olivais superintensivos e os amendoais que contaminam com química os aquíferos subterrâneos. As coisas vão naturalmente ao sítio correcto».

 

DEVEMOS LUTAR CONTRA OS INSTINTOS. Ver uma mulher jovem e belíssima despir-se diante de nós e oferecer-se ao nosso instinto masculino deve levar-nos dominar o desejo de a possuir, a recusar satisfazê-la. Isto agrada a Nosso Senhor. Isso é virilidade espiritual que não coincide necessariamente com a virilidade física. Isto irrita profundamente Satã.

 

A VIRGEM MARIA É MAIS BELA QUE QUALQUER MULHER. Porque a sua beleza emana da região da Luz Divina, do Paraíso. Uma aluna disse-me que não entendia esta asserção dos cristãos. Talvez haja duas belezas: a crística/ do Espírito Santo e a luciferina das «mulheres fatais» que povoam o mundo porno.

 

A COROINHA DO PADRE PIO, REZADA, FUNCIONA? Um amigo diz-me: «Eu tenho desde há muitos anos um caroço na parte de trás do pescoço. Comecei ontem a rezar a coroinha do Sagrado Coração de Jesus que o padre Pio de Pietrelcina (1887-1968), o estigmatizado, rezava diariamente: «1. Ó meu Jesus, que dissestes «na verdade, vos digo, pedi e recebereis, procurai e achareis, batei e abrir-se-vos-á» eu bato, procuro e peço a graça....(dizer a graça que se deseja)

Pai Nosso, Avé-Maria, Glória

Sagrado Coração de Jesus, eu confio e espero em Vós».

 

E continua o meu amigo: «Rezei e hoje acordei e verifico que o caroço no pescoço desapareceu. Será o efeito dessa oração?»

 

GOG E BERGOGLIO: A SEMELHANÇA DE NOMES. Gog era a personificação do AntiCristo, segundo o Antigo Testamento .«Para Ezequiel, Magog é o país do rei GOG, denominação apocalíptica que designa forças poderosas, contrárias a Deus. No Apocalipse, Magog e Gog fundem-se num só nome duplo para referir um povo que simboliza as forças antagónicas a Deus.» (Jorge Blaschke, «Os grandes enigmas do Cristianismo», Estampa, pág. 216).

 

Ora o actual papa da igreja católica chama-se Jorge BerGOGlio e é um jesuíta maçon, que se alia ao Islão e à Tora judaica para criar uma religião mundial única - a do anti Cristo.

 

PRECISO DO FACEBOOK PARA SER FELIZ? Em última análise, não. Preciso mais dos varredores da Câmara Municipal da minha cidade que varrem as ruas e esvaziam os contentores de lixo do que do Facebook. Preciso mais do meu emprego, com a rede de sociabilidade que implica, e do meu salário do que do Facebook. Preciso mais das lojas da minha cidade onde compro alimentos e outras coisas do que do FB. Só preciso do FB para me entreter difundindo ideias ou narrando episódios de confessionário, como os diários do século XVII, que outros apreciam ler. Só o meu narcisismo explica eu estar no Facebook. Este é uma feira de vaidades, um meio de contactar familiares, amigos ou colegas de escola dispersos geograficamente ou esquecidos,  ou um instrumento de mobilização política e cultural a favor de causas (os bombeiros, os animais, o voluntariado, a liberdade sexual, etc.)

 

O AMOR CONJUGAL EXIGE DINHEIRO, CASA PRÓPRIA OU ALUGADA, ALIMENTAÇÃO RICA EM VITAMINAS, PROTEÍNAS E SAIS MINEIRAIS. Ninguém vive só de beijos e orgasmos. É compreensível que em casais em que um ou ambos estejam submetidos a desemprego de longa duração e carências alimentares, o amor enfraqueça e a separação surja. Há e haverá sempre uma pequena componente interesseira numa união de amor. Alguém feminino disse um dia: «Uma mulher conquista-se com comida». A ideia de  «comer» está na base da união sexual/ conjugal do senso comum:  os homens dizem uns aos outros (com as minhas desculpas pela rudeza) «Vou comer aquela mulher, é boa como milho». 

 

A PAIXÃO CARNAL POR UMA MULHER É DAS COISAS QUE MAIS NOS AFASTA DE DEUS, SEGUNDO O CATOLICISMO TRADICIONAL. Se aceitarmos a doutrina gnóstica cátara de que a carne (a sexualidade, os prazeres gastronómicos, as riquezas materiais) está sob o domínio de Lúcifer, o príncipe deste mundo, não acreditamos sequer que Jesus Cristo tenha encarnado no seio da Virgem Maria, pois Cristo é pura Luz e não pode descer à carnalidade luciferina. É muito difícil resistir ao encanto feminino - ao menos de uma bela rapariga de 25 anos, já que as mulheres de 50 perderam muitos dos seus atributos de beleza física - e por isso a castidade cristã ou cátara é uma dura ascese. Mas talvez valha a pena, segundo alguns místicos...

 

NÃO TE VACINES. VACINAR É INFECTAR O ORGANISMO COM BASE NA ESTÚPIDA IDEIA DE CONFERIR IMUNIDADE TREINANDO O CORPO PARA UMA «PEQUENA» DOENÇA, A VACINA. A imunidade não existe: é uma ideia estática, falsificadora da realidade que está sempre em movimento. Nenhum vírus ou toxina confere imunidade por um dia, por meses, por um ou mais anos. É intrujice a ideia de ter imunidade. Contra os vírus a luta é diária: ingerindo maçãs, sumo de limão ou laranja, verduras estás a combater o...s vírus, supostas causas de uma parte das doenças. Muitos enfermeiros vacinados «contra» o sarampo contraíram sarampo em Portugal. Não creias na propaganda das vacinas: visam tranquilizar o povo e proporcionar lucros de milhões à indústria farmacêutica. Vacinas contêm alumínio e mercúrio que são cancerígenos. Resiste, recusa vacinar te ou vacinar os teus filhos! O combate é ecológico, a TV e o Ministério da Saúde manipulam a informação...

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 16:02
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 18 de Janeiro de 2019
A incapacidade de definir género no Guião «Conhecimento, Género e Cidadania no Ensino Secundário»

 

Nas 514 páginas do Guião «Conhecimento, Género e Cidadania no Ensino Superior» da autoria de Cristina C. Vieira (Coord.), Conceição Nogueira, Fernanda Henriques, Fernando M. Marques, Filipa Lowndes Vicente, Filomena Teixeira, Lina Coelho, Madalena Duarte, Maria Helena Dias Loureiro, Paula Silva, Rosa Monteiro,Teresa-Cláudia Tavares,Teresa Pinto, Teresa Toldy, Virgínia Ferreira não há uma definição clara e precisa do que se entende por género. O documento proposto aos professores pelo Ministério da Educação é anticientífico na medida em que é impreciso, confuso, embora animado do propósito nobre de proteger as mulheres, os homossexuais, os bissexuais e os transexuais da violência machista. Lê-se no Guião:

 

«No campo da psicologia, e no âmbito de uma tentativa de compreensão do comportamento dos homens e das mulheres ao longo do ciclo de vida, uma das visões mais consensuais do conceito de género foi influenciada pelos trabalhos de Janet Spence (1985; 1993), que o considera de natureza multidimensional e o explica recorrendo aos princípios do desenvolvimento humano. Quer isto dizer que ao falarmos de género nos referimos a um conjunto de componentes, que incluem, para citar apenas algumas, a identidade de género, a orientação sexual, os papéis de género, as características da personalidade, as competências pessoais e os interesses.» (Guião «Conhecimento, Género e Cidadania no Ensino Secundário», pág. 25; o destaque a negrito é posto por nós).

 

Esta definição não é concreta. clara. E é parcialmente tautológica quando diz que género inclui a identidade de género e os papéis de género. O que é o género, afinal?

 

Noutros pontos do Guião denuncia-se a visão estereotipada do género mas nunca se diz qual é a visão correcta de género:

 

«Além disso, os traços avaliados como positivos nas mulheres envolviam,sobretudo, o seu relacionamento com as outras pessoas, como o ser afectuosa, meiga ou sensível características estas que habitualmente integram a visão estereotipada de feminilidade. Nos homens eram mais valorizados aspetos como o ser audacioso, independente ou empreendedor, os quais caracterizam a visão estereotipada de masculinidade. »(Guião «Conhecimento, Género e Cidadania no Ensino Secundário», pág. 38)

 

 

«Robert Smith (2010), por exemplo, fez um estudo onde alertou para a necessidade de analisar detalhadamente a forma como o arquétipo masculino influencia as oportunidades para mulheres e homens se envolverem em iniciativas empreendedoras e o prejuízo que isso representa para as mulheres. O autor considera o machismo, o heroísmo e o excessivo assumir de risco bem como o hedonismo, a arrogância e a superconfiança como elementos constitutivos dos discursos sociais acerca “do empreendedor” (Smith,2010). Também num estudo com estudantes do ensino superior, em Portugal, concluiu-se que existe uma valorização de atributos  como liderança, dinamismo e criatividade ou inovação, associados à ideologia Schumpeteriana de empreendedorismo. Verificou-se também uma associação entre atributos do “empreendedorismo” e atributos estereotipadamente masculinos; emergiu maior heterogeneidade nas representações de mulher empreendedora pela evocação de atributos associados ao estereótipo de feminilidade (simpatia, beleza, elegância, vaidade) (Rosa Monteiro, Catarina Silveiro e Fernanda Daniel, 2015). Importa perceber que se trata de facto de estereótipos e representações associadas a homens e mulheres, com impactos muito nefastos sobre as oportunidades e escolhas de uns e outras. É fundamental desmontar estas concepções estereotipadas e polarizadoras que afastam as mulheres simbólica e concretamente do empreendedorismo, porque o associam a caraterísticas supostamente masculinas. Na discussão deste assunto importa recuperar exercícios de desconstrução de estereótipos de género e da divisão polarizadora e dicotómica entre masculino e feminino, de forma a compreender que a atividade empreendedora... (Guião «Conhecimento, Género e Cidadania no Ensino Secundário», pág. 487; o destaque a negrito é posto por nós).

 

Abolir a distinção entre masculino e feminino é tão ridículo como abolir a distinção entre diabético e não diabético ou abolir a distinção entre patrão e operário...Será um estereótipo sustentar que a maquilhagem é uma tendência predominantemente feminina e o uso da barba uma tendência masculina?

 

Deixemos algumas perguntas a que o Guião e os teóricos em que se apoia parecem incapazes de responder:

 

- Um casal gay a que género pertence? Masculino ou feminino? Se um dos gays é sempre o parceiro activo na união física pode ser considerado de género masculino e o outro, o passivo, de género feminino?

 

-Um rapaz que se traveste e mantém exclusivamente relações sexuais com mulheres, rejeitando a homossexualidade, de que género é: masculino ou feminino?

 

Ao apagar as diferenças psicossomáticas entre homem e mulher, classificando-as como visões estereotipadas, os teóricos da ideologia de género estão apenas a tentar criar cidadãos amorfos, abertos a todo o tipo de práticas sexuais, sem censura, exceptuando a pedofilia, bem entendido.

 

A noção de género não deveria referir-se à dicotomia masculino-feminino porque essa é um subgénero, isto é, uma espécie dentro de um de seis géneros, o heterossexual. Os géneros são: género heterossexual, género autosexual ou autoerótico, género bissexual, género homossexual, género transexual, género assexual. Esta classificação não é teorizada nem sequer abordada no «Guião» dominado por um confuso ecletismo.

 

Género deve pois definir-se em função da orientação sexual, secundarizando as características que lhe são associadas (os papéis sociais, o tipo de vestuário, os orgãos genitais, etc.). O Guião é incapaz de definir a contradição principal nas componentes que faz entrar no conceito confuso de género. De facto, o aspecto dominante é a orientação sexual e não a dicotomia masculino-feminino sem embargo de esta vigorar no seio do género heterossexual.

 

O lema «igualdade de género» assenta no «políticamente correcto», em nome da tolerância desculpa e nivela todos os gostos,  mas não traduz os diferentes graus de verdade biopsicológica inerentes aos diversos comportamentos sexuais: o sexo anal é impróprio porque causa endocardite bacteriana, uma doença do coração resultante da migração para o coração das bactérias fecais que atravessam a parede do intestino, arranhada por um orgão sexual; o acto heterossexual com penetração da vagina pelo pénis é o mais natural e apropriado à biologia. Não se pode fugir a isto por mais «inventivos» que sejam os amantes.

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 15:00
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 16 de Janeiro de 2019
13º de Capricornio: accidente o incidente en el aeropuerto de Madrid-Barajas
El paso de planetas o Nodo de la Luna en 13º del signo de Capricornio es condición necesaria pero insuficiente como para determinar accidentes aéreos, amenazas de bomba u otros incidentes en el aeropuerto de Madrid-Barajas.
 
 
El 20 de agosto de 2008, con Júpiter en 13º 7´/ 13º 3´del signo de Capricornio, un accidente de avión de la española Spanair, que se enciende en la  tarde al despegar del aeropuerto de Madrid (Barajas) hacia Gran Canaria, en las islas Canarias, causa 153 muertos y 26 heridos.
 
 
El 4 de febrero de 2016, con Venus en 13º 43´/ 14º 57´ del signo de Capricornio, en el momento en el que el avión de Saudi Airlines recorre la pista del aeropuerto de Madid -Barajas con 95 pasajeros a bordo, se encuentra una nota atascada en un arma blanca que da cuenta de una "amenaza de bomba" estando el mensaje escrito en inglés y después de ver el billete, la tripulación avisa los servicios del aeropuerto y desvia el avión a una zona de carga, no llegando a despegar el aparato del vuelo SVA 226.
 
Algunas de las próximas fechas en que un planeta o Nodo de la Luna pasarán en 13º de Capricornio son: del 16 al 23 de enero de 2019, con Saturno en 13º del signo de Capricornio; los 15 y 16 de febrero 2019, con Vénus en 12º-15º de Capricórnio; del 28 de septiembre al 9 de octubre de 2019, con Nodo sur de la Luna en 13º de Capricornio; los 6 y 7 de diciembre de 2019, con Venus en 12º-14º de Capricornio.
 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

© (Derechos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 
 


publicado por Francisco Limpo Queiroz às 19:10
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 15 de Janeiro de 2019
Philip Gardiner: O olho de Hórus e o Espírito Santo, Princípio Feminino

É sabido que a Árvore da Vida, da Cabala Judaica, é composta de 10 Sefirotes (Esferas) cada uma delas representando um atributo de Deus ou da sua criação. Em cima tem um triângulo com Kether (Coroa) no vértice superior e Hokmah, a sabedoria masculina, no cimo da coluna da direita, e Binah, a inteligência feminina, no cimo da coluna da esquerda. A última Sefirote, Malkut, é o Reino, composto de matéria física, do qual Deus está ausente. Deus, o Ein Sof (Nada Infinito) só intervém directamente na tríade superior da Árvore.

 

 

                                                          Kheter

                             Binah                                           Hokmah

                             Guevurah                                    Chesed

                                                          Thipheret

                               Hod                                               Netzac

                                                            Yesod

                                                             Malkut

 

Philip Gardiner escreveu:

 

«Os amuletos são manifestações físicas mágicas de uma crença. (...) O Olho de Hórus dos templos egípcios era um amuleto  semelhante, usado em associação com a regeneração do Eu, da saúde e da prosperidade. Hórus era chamado de Hórus, aquele que governa com dois olhos, o que é uma indicação  do equilíbrio que Hórus alcançou a partir dos seus olhos esquerdo (Sol) e direito (Lua). Hórus, claro, partilha muitas semelhanças com a figura do Cristo retratado na Bíblia.»

 

(Philip Gardiner, Gnose, Editorial Estampa, pp. 103; o destaque a negrito é posto por nós)

 

E sobre a Shekinan escreve ainda:

 

«A Shekinah é o princípio feminino, o Espírito Santo, e mais. É a rota para o conhecimento divino ou gnose e, se se reveste de roupagens, basicamente temos de aprender a despi-la, como o cântico de Salomão relata com tanta beleza. É a árvore, mais uma vez, que é usada simbolicamente para explicar como podemos tornar-nos unos com a Shekinah. A árvore produz frutos graças à água que Deus providencia. A água de Deus é chamada hokmah, que significa sabedoria. É a Sofia (ou sabedoria) que torna possível à árvore produzir o fruto, que é a alma do homem recto. A Shekinah só habita com os justos, e só através da hiero gamos ou União Sagrada dos princípios masculino e feminino isso é possível.»

 

(Philip Gardiner, Gnose, Editorial Estampa, pág. 107; o destaque a negrito é posto por nós)

 

A ideia de que o Espírito Santo é o Princípio Feminino não está visível na teologia católica que o representa na forma de uma pomba. E se a Virgem Maria concebeu do Espírito Santo, isto é, o feminino Maria concebeu Jesus a partir do princípio Feminino isto sugere a reprodução biológica sem a intervenção do princípio Masculino. São José era um varão casto, que não possuiu Maria.

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 21:44
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 14 de Janeiro de 2019
Philip Gardiner: Maria Madalena e Cristo são simbólicos, não pessoas reais

Philip Gardiner, o investigador britânico da gnose e da sociedade secreta dos Seres da Luz (Os Brilhantes), escreveu:

 

«A Mãe é terrena e é a mediadora divina entre a nossa consciência e o aspecto Pai. Isto explica por que razão o conceito do xamã feminino devia ser o daquele que entra no Outro Mundo para nosso bem. Uma vez e outra, é o feminino, desde os primeiros tempos, que entra no Outro Mundo ou, pelo menos, constitui o factor controlador.» (...)

 

«Agora compreendemos por que razão a Shekinah, o Espírito Santo ou a Matronita dos hebreus e dos cristãos, era feminina. Ela era o elemento passivo da dualidade - não de confronto e de força. Ela é o guia que cuida de nós. É o elemento da nossa mente que raciocina com sabedoria e, portanto, tornou-se a Sofia que hoje vemos no Islão. Ela é a Madalena de Cristo, a Ísis de Osíris, a Eva de Adão, a Marion de Robin dos Bosques, a Guenevere de Artur.» (...)

 

E ao referir-se ao Código da Vinci de Dan Brown Gardiner escreve:

 

«É claro que esta pressa em descobrir a linhagem de Maria Madalena é um disparate, uma vez que Cristo e os seus discípulos, incluindo Maria, nunca existiram como pessoas reais. São símbolos de um segredo maior; são os elementos metafóricos de uma verdade gnóstica que aguarda em cada um de nós. Maria Madalena é o aspecto feminino - a Matronita - que deve unir-se a Cristo para poder dar origem ao nível de iluminação seguinte. O processo de unificação está em curso, aportando um constante renascimento. Esta é a verdadeira gnose: que devemos compreender que somos pecadores e, como tal, devemos erradicar esse pecado do nosso corpo e da nossa mente. Isto é semelhante à ideia budista de reduzir o nosso próprio sofrimento livrando-nos daquelas coisas que nos fazem sofrer - nomeadamente os nossos desejos por coisas que não podemos ter, como anseios, avareza e poder. Os desejos que possuímos são precisamente as coisas que nos fazem sofrer. Provocamos sofrimentos uns aos outros através dos nossos próprios desejos.»

(Philip Gardiner, Gnose, Editorial Estampa, pp. 89-90; o destaque a negrito é posto por nós)

 

O facto de Maria Madalena e Cristo não terem existido fisicamente, historicamente, segundo Gardiner, não invalida a eficácia da imitação de Cristo ou de Santa Maria Madalena como modelos espirituais. A questão está em saber que tipo de cristianismo se quer desenvolver: algum cristianismo gnóstico sacraliza o acto sexual com múltiplos parceiros, o cristianismo do padre Pio de Pietrelcina condena a sexualidade livre, o erotismo em nome da ascese da castidade.

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 16:51
link do post | comentar | favorito

Philip Gardiner: o simbolismo da Serpente na Gnose

O simbolismo da Serpente é interpretado pela gnose de forma diversa da interpretação da igreja católica. Como é sabido, a gnose é dualista, admite que o ser ou essência geral do universo tem uma linha de fractura a meio, é metade Bem e metade Mal, metade Luz e metade Matéria.

 

Philip Gardiner, talvez o mais brilhante estudioso da gnose, das sociedades secretas  e das religiões a nível mundial, rivalizando com David Icke e Alex Jones, escreveu referindo-se à proibição de comer os frutos que o Deus descrito no Antigo Testamento terá prescrito a Adão e Eva :

 

«Comer os frutos da árvore que está no meio do jardim, que só pode ser a Árvore do Conhecimento do bem e do mal, ou Árvore da Vida, tornar-vos-á semelhantes a Deus. Ou seja: isso ajudar-vos-á a perceber o vosso potencial verdadeiro, a libertar o deus que há dentro de vós, a descobrir a Divindade Interna. Isto porque estareis comendo uma coisa que está dentro de vós próprios! (...)».

 

«Voltando ao Génesis, descobrimos que tudo isto emana da serpente que se encontra enrolada na árvore. Ela é a força ou energia da Kundalini ( nota nossa: Kundalini é a energia serpentiforme que liga o chakra ou roda da coroa existente no alto da cabeça do ser humano com os outros sete chakras que descem até ao chakra do sexo) -  é o prana, e portanto, também o Espírito Santo. Isto contrasta flagrantemente com a percepção popular cristã de que a serpente era Satanás. Já agora, afirmar que havia o conhecimento do mal (sendo Satanás a serpente) antes do pecado original de Eva, é, em si mesmo, um paradoxo, o que mergulha no caos a totalidade da percepção cristã.»

 

«A Eva original não aparece como mulher, antes revelando a sua natureza como a própria serpente. O nome Eva escrevia-se havah, que significa mãe de todas as coisas vivas, mas também significa serpente fêmea, estando associado ao nome Hévila, na Índia. Ela é a mãe de todos, a parte feminina do processo criador, que é, ao mesmo tempo, uma verdade física e uma verdade psicológica. Não admira que a linha feminina da descendência (a relação matriarcal) seja tão importante para o judaísmo. Até em árabe, as palavras usadas para designar cobra, vida e doutrina estão intimamente relacionadas com o nome Eva

 

«Os textos gnósticos primitivos consideravam Eva como sendo ela própria uma serpente, guardiã dos segredos da imortalidade e da sabedoria divinas. Os textos ensinavam que os hebreus tinham encarado Eva com inveja e roubado a criação da humanidade à serpente, atribuindo-a a Iavé -  e estavam certíssimos - e, no entanto, foram apodados de hereges pelas suas afirmações e, muitas vezes assassinados.»

 

«Noutros aspectos da tradição, o mito de Eva assume um ângulo masculino , quandoela desposa Ofion, Hélio ou Agathodaemon - tudo grandes divindades serpentinas reveladoras de que a história do Génesis se baseia no culto da serpente e na união das energias serpentinas.» (...)

 

«Adão e Eva simbolizam serpentes de energia existentes no interior do homem, que devem unir-se para produzir o verdadeiro filho do Homem (que é Cristo) à superfície. É por isso que a Bíblia nos diz que "Cristo é tudo e em tudo está".»

(Philip Gardiner, Gnose, Editorial Estampa, pp. 86-89; o destaque a negrito é posto por nós)

 

As alusões de Gardiner ao carácter da Serpente benévola como fundadora e arquétipo de religiões e sociedades secretas não coincidem com as de David Icke que identifica a Serpente com o ser malévolo, com raças extraterrestres reptilianas inimigas, em geral, da humanidade. Gardiner é, na opinião de alguns, o Anti Cristo, uma incarnação do Diabo e, na opinião de outros, um criativo investigador de antropologia gnóstica e das sociedades secretas. O seu livro «Os Seres de Luz: a mais poderosa sociedade secreta mundial revelada», lançado em 2002 no Reino Unido e logo posto fora do mercado, expõe uma teoria da conspiração segundo a qual uma organização sacerdotal de mais de 5000 anos antes de Cristo modelou todos os monumentos, religiões, governos, incluindo as linhagens reais, e o mundo actual, manipulando os cidadãos.

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 13:50
link do post | comentar | favorito

Domingo, 13 de Janeiro de 2019
Áreas 19º-21º de Touro, 10º-12º de Escorpião, 10º-12º e 26º-29º de Capricórnio, 10º-16º de Aquário: acidentes aéreos e outros em Beja

A passagem do Sol, de um planeta ou Nodo da Lua nas áreas 19º-21º do signo de Touro, 10º-12º do signo de Escorpião, 10º-12º do signo de Capricórnio, 26º-29º do signo de Capricórnio e 10º-16º do signo de Aquário são condições necessárias mas insuficientes para gerar um acidente aéreo ou um incidente notável em Beja e arredores.

 

Em 1 de Janeiro de 1962, com  Neptuno em 12º 57´/ 12º 59´ de Escorpião, Saturno em 29º 41´/ 48´ de Capricórnio,  Júpiter em 10º 28´/ 10º 41´ de Aquário, um grupo de militares e civis, dirigidos pelo capitão Varela Gomes e o revolucionário cristão de esquerda Manuel Serra, assaltam o Regimento de Infantaria 3 na cidade de Beja e no tiroteio , morrem pelo menos 3 pessoas, uma delas o subsecretário do Exército, Jaime da Fonseca, resultando gravemente ferido Varela Gomes, não chegando a entrar em acção, como chefe do golpe antisalazarista, o general Humberto Delgado, escondido numa casa da Rua Ancha da capital do Baixo Alentejo; de 10 a 13 de Abril de 1976, com Nôdo Norte da Lua em 12º 44´/ 12º 34´ de Escorpião, a cidade de Beja vive em clima de vulcão político-social, com um boicote violento por esquerdistas a um comício do PPD na Praça de Touros, no dia 10, e um recontro violento de rua entre manifestantes revolucionários e a PSP, resultando na morte, a tiro, do operário Manuel Pratas Palminha; em 16 de Março de 1984, com Júpiter em 9º 59´/ 10º 6´ de Capricórnio, à 1.20 horas da madrugada, explode uma bomba num prédio de Joaquim Vilhena Freire de Andrade, na cidade de Beja, e são encontrados panfletos das «Forças Populares 2 de Abril evocando o conflito entre este latifundiário e a Unidade Colectiva de Produção «Lutar e Viver» constituída por trabalhadores rurais; em 1 de Fevereiro de 1985, com Júpiter em 28º 42´/ 28º 56´ de Capricórnio, Sol em 12º 4´/ 13º 4´ de Aquário, entre a 1.54 horas e as 2.34 da madrugada, deflagram 8 engenhos explosivos destruindo 11 viaturas no bairro alemão em Beja; em 6 de Novembro de 1986, com Marte em 16º 44´/ 17º 23´ de Aquário, um avião T-37 da Força Aérea Portuguesa cai na zona de Beringel, concelho de Beja, morrendo os 2 tripulantes; em 22 de Abril de 1988, com Marte em 10º 7´/ 10º 47´ de Aquário, de madrugada, o palácio da Justiça de Beja é assaltado, sendo roubados 200 contos exclusivamente em notas de banco, não em cheques nem em moedas; em 15 de Agosto de 1995, com Úrano em 27º 34´/ 27º 32´ de Capricórnio, um OVNI com forma de lua deitada é visto, pelas 2.15 horas da madrugada, por 6 militares da Base Aérea de Beja, entre eles Ingrid Correto, Rui Portugal e Jorge Lota; em 26 de Maio de 1996, com Mercúrio em 19º 46´/ 19º 40´ de Touro, chocam no ar um avião britânico Hawk, pilotado por Markus Cook, que consegue ejectar-se, e um caça F-16 da Força Aérea Portuguesa, pilotado pelo capitão Alberto Francisco, morrendo este e caindo os destroços num campo de girassol a uns 3 quilómetros da vila de Cuba e a uns 15 quilómetros da cidade de Beja; em 22 de Outubro de 2003, com Nodo Norte da Lua em 20º 38´/ 20º 35´ de Touro, dois aviões Alpha-Jet colid em em voo perto de Nisa, Portalegre, caindo um deles na herdade do Pinheiro, em Montalvão, salvando-se, com ferimentos ligeiros, o capitão piloto que se ejectou a tempo, e regressando o outro avião, com danos na fuselagem, à Base Aérea nº 11 de Beja de onde ambos haviam partido; em 1 de Janeiro de 2015, com Vénus em 26º 43´/ 27º 58´ de Capricórnio, duas pessoas ficam feridas com gravidade na queda de um ultraleve que ocorre, por volta das 17:00, na zona do Aeródromo Municipal de Beja. 

 

Algumas datas de elevada probabilidade de acidente aéreo em Beja ou longe de Beja mas com aviões da Base Aérea de Beja ou outro tipo de acidente em Beja são: de 14 de Janeiro a 25 de Fevereiro de 2019, com Nodo Sul da Lua em 26º de Capricórnio; de 30 de Janeiro a 3 de Fevereiro de 2019, com Mercúrio em 10º-16º de Aquário; de 12 a 15 de Fevereiro de 2019, com Vénus em 10º-12º de Capricórnio; de 26 a 28 de Fevereiro e 1 de Março de 2019, com Vénus em 26º-29º de Capricórnio; de 14 a 19 de Março de 2019, com Marte em 19º-21º de Touro; em 16 e 17 de Maio de 2019, com Mercúrio em 19º-21º de Touro; em 31 de Maio e 1-2 de Junho de 2019, com Vénus em 19º-21º de Touro; de 9 de Outubro a 9 de Novembro de 2019, com Nodo Sul da Lua em 12º-10º do signo de Capricórnio; de 4 a 8 de Dezembro de 2019, com Marte em 10º-12º de Escorpião.

www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 23:15
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 11 de Janeiro de 2019
Áreas 20º de Caranguejo e 20º de Capricórnio, 7º-9º de Capricórnio: acidentes aéreos em Portugal

As passagens de um planeta, Sol ou Nodo da Lua em 20º do signo de Caranguejo, em 20º do signo de Capricórnio, ou em 7º-9º do signo de Capricórnio são condições necessárias mas insuficientes para provocar queda de avião, helicóptero ou ultraleve em Portugal. Há outros graus do Zodíaco indutores de acidentes aéreos em Portugal ou vitimando portugueses.

                                

ÁREA 20º DO SIGNO DE CARANGUEJO ( E 20º DO SIGNO DE CAPRICÓRNIO):

QUEDA DE HELICÓPETRO

 

Em 5 de Agosto de 1990, com Vênus em 19º 9´/ 20º 22´do signo de Caranguejo, Saturno em 20º 30´/ 26´do signo de Capricórnio, um helicóptero Alouette 3 que combatia um fogo na região do Zêzere cai, ficando parcialmente destruído; em 3 de Outubro de 2000, com Nodo Norte da Lua em 20º 57´/ 54´do signo de Caranguejo, Nodo Sul da Lua em 20º 57´/ 54´do signo deCapricórnio, um helicóptero Alouette 3, ao serviço da ONU, no qual viajavam 5 militares portugueses, cai e explode ao aterrar em Same, Timor-Leste, morrendo dois tripulantes e resultando feridos os outros 3.

 

Algumas das próximas datas de probabilidade elevada de acidente aéreo português são: em 18 de Janeiro de 2019, com Mercúrio em 19º-21º de Capricórnio; em 21 e 22 de Fevereiro de 2019, com Vénus em 20º de Capricórnio; de 21 de Abril a 3 de Maio de 2019, com Nodo Norte da Lua em 20º de Caranguejo; em 16 e 17 de Junho de 2019, com Marte em 20º de Caranguejo; em 19 e 20 de Julho de 2019, com Vénus em 20º de Caranguejo ; em 12 de Dezembro de 2019, com Vénus em 20º de Capricórnio; de 3 a 9 de Março de 2020, com Júpiter em 20º de Capricórnio.

 

7º-9º DO SIGNO DE CAPRICÓRNIO

QUEDA DE AVIÃO

 

Em 4 de Dezembro de 1980, com Marte em 9º 5´/ 9º 51´ de Capricórnio, uma bomba deflagra a bordo do avião CESSNA em que viajam o 1º ministro Sá Carneiro e o ministro da Defesa Amaro da Costa e cinco outras pessoas, caindo o aparelho sobre uma casa em Camarate, na Grande Lisboa, e morrendo os 7 ocupantes da aeronave, no que não será considerado um crime de Estado; em 15 de Dezembro de 2018, com Saturno em 9º 23´/9º 30´ de Capricórnio, após chocar com uma torre de telecomunicações, um helicóptero do INEM cai cerca das 18.30 horas na zona da capela de Santa Justa, Valongo, quando regressava de uma missão de transporte de uma doente grave de Bragança para o Porto, morrendo os quatro ocupantes: um médico espanhol, uma enfermeira e dois pilotos; em 9 de Janeiro de 2019, com Mercúrio em 5º 49´ / 7º 21´ de Capricórnio, um avião Piper, sai do aeródromo de Tires, em Cascais, voa em direção ao aeródromo de Hondarribia,em Espanha, com dois tripulantes a bordo, choca com o Monte Ernio, no País Basco, e explode cerca das 13 horas de Lisboa, morrendo os dois ocupantes.

 

Algumas das próximas datas de probabilidade elevada de acidente aéreo português são: de 10 a 12 de Fevereiro de 2019, com Vénus em 7º-9º de Capricórnio; de 8 de Novembro de 2019 a 22 de Fevereiro de 2020, com Nodo Sul da Lua em 9º-7º de Capricórnio.

 

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 22:47
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Agosto 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
15
16
17

19
20
21
22
24

25
26
27
28
29
30
31


posts recentes

Schopenhauer e a inferior...

As nossas universidades s...

David Icke: os sacrifício...

Vénus em 24º-25º de Leão ...

David Icke: os professore...

Equívocos no Exame Nacion...

Plutón en 20º 59´ de Capr...

Aprendizagens essenciais ...

Área 27º-29º do signo de ...

David Icke: la palabra in...

arquivos

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

tags

todas as tags

favoritos

Teste de filosofia do 11º...

Pequenas reflexões de Ab...

Suicídios de pilotos de a...

David Icke: a sexualidade...

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds