Domingo, 20 de Maio de 2018
Área 0º-1º do signo de Carneiro: acidentes aéreos e viários em Cuba

A passagem do Sol, de um planeta, do planetóide Quiron ou de um Nodo da Lua na área 0º-1º do signo de Carneiro é condição necessária mas não bastante para desencadear um notável acidente aéreo, rodoviário ou ferroviário em Cuba.

 

Em 7 de Abril de 1996, com  Saturno em 29º 57´de Peixes a 0º 5´ de Carneiro, um autocarro transportando 40 estudantes portugueses despista-se e embate numa árvore no percurso entre Havana e a praia de Varadero, morrendo 3 raparigas e sendo hospitalizados outros 7 jovens.

 

Em 29 de Abril de 2017, com Vénus em 0º 12´/ 0º 40´ de Carneiro, um avião militar cubano Antonov-26, que tinha descolado às 06.38 horas locais do aeroporto de Playa Baracoa, a 30 quilómetros de Havana, cai quando sobrevoa a zona de Pinar Del Rio, numa área de difícil acesso em Las Lomas de San Cristóbal, a cerca de 80 quilómetros da capital cubana,morrendo as 8 pessoas que levava a bordo.

 

Em 18 de Maio de 2018, com Quiron em 1º 27´/ 1º 29´ de Carneiro, um avião Boeing 737 alugado pela companhia aérea cubana à operadora mexicana Global Air, cai ao descolar do aeroporto de Havana, em Cuba, resultando 110 mortos, quase todos cubanos, e 3 feridos muito graves. 

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

 

 f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 15:52
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 14 de Maio de 2018
Área 21º-26º do signo de Gémeos: atentados em Paris, Bruxelas e algures na Europa

Alguns dos atentados ocorridos em Paris, Bruxelas e outros lugares da Europa dão-se com a passagem de um planeta ou do Sol na área 21º-26º do signo de Gémeos, isto é, graus 81 a 86 da eclíptica em longitude. Eis exemplos.

 

Em 19 de Maio de 2012, com Vénus em 23º 46´/ 23º 36´ de Gémeos, um homem, que maneja um temporizador faz explodir a bomba de fabrico artesanal, mas altamente sofisticada, composta por três garrafas de gás unidas a um detonador escondido numa lixeira próxima junto à escola secundária Francesca Morvillo Falcone, nome da mulher do célebre juiz anti-máfia Giovanni Falcone, em Brindisi, na região de Puglia, Itália, matando a estudante de 16 anos Melissa [Bassi], e ferindo outros 5.

 

Em 24 Maio de 2014, com Mercúrio em 25º 17´/ 26º 19´ de Gémeos, o franco-argelino Mehdi Nemmouche, de 29 anos assassina a tiro quatro pessoas, incluindo um casal de turistas israelenses, dentro no Museu Judeu de Bruxelas, na Bélgica.

 

Em 22 de Maio de 2017, com Marte em 20º 51´/ 21º 31´ de Gémeos, Salman Abedi, 22 anos, um dos quatro filhos de um casal de refugiados líbios que fugiram para o Reino Unido para escapar ao regime de Kaddafi, nascido em Manchester, faz-se explodir cerca das 22:30 locais (mesma hora em Lisboa), junto a uma das saídas do estádio Manchester Arena, no final de um concerto da cantora 'pop' norte-americana Ariana Grande a que assistiam muitas crianças e jovens. provocando a morte de 22 pessoas e 59 feridos, atentado reivindicado pelo Estado Islâmico.

 

Em 19 de Junho de 2017, com Mercúrio em 24º 42´/ 26º 53´ de Gémeos, ao volante de uma viatura com vários explosivos, um homem de 31 anos, terrorista islâmico, choca contra uma carrinha da polícia, sem provocar feridos nos campos Elisios em Paris, perto do palácio presidencial, e é abatido a tiro pela polícia.

 

Em 20 de Junho de 2017, com Mercúrio em 26º 53´/ 29º 5´ de Gémeos, Júpiter um apoiante do Estado Islâmico, Oussama Zariouh, um cidadão marroquino, de 36 anos, dirige-se aos gritos a alguns passageiros na estação central de Bruxelas e faz explodir parcialmente um engenho que fabricara feita com latas de gás e pregos, colocado numa mala, sem causar feridos, e é abatido por uma patrulha ao início da noite.

 

Em 12 de Maio de 2018, com Vénus em 20º 56´ / 22º 8´ de Gémeos, um jovem francês de 21 anos, Khamzat Azimov, nascido na Chechênia ataca à facada várias pessoas gritando «Alá é grande» deixando um morto e quatro feridos na Rua Momsigny no movimentado Bairro da Ópera, em Paris, e é abatido a tiro pela polícia.

 

Algumas das próximas datas em que um planeta ou o Sol percorrem a área 21º a 26º do signo de Gémeos são: de 14 a 17 de Maio de 2018 (Vénus); de 8 a 11 de Junho de 2018 (Mercúrio); de 12 a 18 de Junho de 2018 (Sol).

 

Se acreditamos no método indutivo, não podemos ignorar a regularidade patente nos exemplos dados acima. Porque razão os filósofos e os cientistas nos têm intrujado ao longo de séculos, negando que haja um determinismo planetário a reger os comportamentos humanos, individuais ou colectivos? Porque lhes falta um suplemento de inteligência - a inteligência holística - ou porque, se o possuem,  carecem de honestidade.

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

 f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 21:13
link do post | comentar | favorito

Domingo, 13 de Maio de 2018
Esther Vilar: As mulheres, sexo forte, dominam os homens, sexo fraco

Esther Vilar (16 de Setembro de 1935, Buenos Aires), escritora e psicóloga, feminina mas não feminista radical, sustentou em 1971, no seu livro O homem subjugado que o poder das mulheres é superior ao dos homens na sociedade aparentemente patriarcal dos anos 70 do século XX - e por maioria de razão hoje no século XXI. Escreveu:

 

«"A primeira opressão social é a da mulher pelo homem", disse Friederich Engels numa frase célebre. Engels confundiu poder e violência. Como depois dele fizeram muitos homens de esquerda, cometeu na sua crítica o erro de transpor para a luta dos sexos as estruturas de domínio que se apoiam sobre a violência física. Pelo facto de o homem ser muscularmente mais forte e consequentemente ganhar dinheiro, Engels imaginou que o homem exercia o poder e a mulher o sofria. Certamente que é possível submeter uma classe social pela violência física, mas não é assim que se decide o poder quando se trata do domínio de um sexo por outro.»

«Nesta luta, o menos forte fisicamente não é o oprimido potencial, é o mais forte que o é. O homem que deseja uma mulher jamais será o seu déspota. O déspota será a mulher, pois que é ela a desejada. Se a maior parte das mulheres, por causa da sua inferioridade física e espiritual mais desejo ainda inspiram ao homem, "a primeira opressão social" não pode ser a da mulher pelo homem, mas a do homem pela mulher. De resto, em geral, quando tudo segue para a mulher, as coisas vão bem pior ainda para o marido.»

 

«O poder da mulher é a infraestrutura de todos os edifícios sociais, de todas as relações de forças. Um sistema social onde o domínio não se apoie sobre a satisfação dos nossos instintos primordiais, nunca poderá ser mais que uma superestrutura, e os seus chefes não poderão exercer mais que um domínio limitado ao qual os parceiros sexuais e objectos biológicos não dão qualquer valor. (...) Sem o assentimento da mulher, o fascismo, o imperialismo ou a inquisição nunca teriam sido possíveis. Se não dependessem das mulheres, nunca os homens se tornariam instrumentos de tais sistemas. Para sofrer a violência de um destes sistemas secundários e ver-se obrigado a aceitar o terror, a hipocrisia e a traição, a condição prévia está em um ser humano estar ligado a outro pelos seus instintos mais primordiais. O poder da mulher faz o jogo da violência universal».

 

«Padres da Igreja, políticos e ditadores, todos conhecem esta lei não escrita. O acto político mais importante de um déspota é sempre o de lisonjear a mulher, bajulá-la. Todos os ditadores o sabem: se por eles tiverem a mulher, o homem automaticamente enfileirará do seu lado. Assim, enquanto a Igreja recomendar a mulher como objecto a proteger, o homem aceitará que os seus filhos sejam educados nesta fé por criaturas invisíveis, necessárias à perpetuação do culto. Enquanto os políticos prometerem à mulher facilidades de ordem social, poderão com inteira tranquilidade de consciência nada alterar no serviço militar nem nas reformas dos homens. Enquanto os ditadores renunciarem a exércitos de mulheres, não terão qualquer dificuldade em enviar para guerra os homens jovens.»

(Esther Vilar, Sexo Polígamo, Editorial Futura, Carlos & Reis Lda, Lisboa, 1978, pp. 49-51; o destaque a negrito é posto por nós).

 

A actual sociedade democrática é matriarcal e configura uma ditadura ginocrática mundial. A rainha de Inglaterra, uma mulher, que David Icke afirma tomar a forma de um lagarto em cerimónias satânicas no castelo de Balmoral, é a cabeça coroada do império britânico. Angela Merkel e Teresa May são as primeiras ministras da Alemanha e do Reino Unido nestes anos de 2017 e 2018, em que, na Suécia e nos EUA, irrompeu um movimento de denúncias públicas femininas sobre "acosso sexual" feito por homens célebres que gerou expulsões de cargos em instituições de actores e directores de cinema, políticos, juízes, jornalistas influentes, homens da cultura. Julian Assange, fundador da Wikileaks, está refugiado na embaixada do Equador em Londres, acusado de «violar» uma mulher que aceitou ir com ele para a cama na Suécia. Há anos, Dominique Strauss Khan, socialista, director do FMI, foi destituído porque uma empregada de hotel nos EUA se queixou de "acosso sexual". Há escolas onde alunas com más notas acusam maldosamente professores de "assédio sexual" para se vingarem deles. As mulheres são as grandes manipuladoras dos homens, são elas o sexo forte que domina os homens, o sexo fraco.

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

 f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 04:09
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 11 de Maio de 2018
Esther Vilar: a essência poligâmica do homem e a manipulação exercida pelas mulheres

 

 

Em um excelente ensaio sobre sexualidade, intitulado «O Sexo polígamo», publicado em 1974 em Munique, Esther Villar, escritora argentino-alemã, nascida em Buenos Aires em 16 de Setembro de 1935, uma feminista muito inteligente, desenvolveu a tese de que as mulheres são as principais responsáveis da sua própria infelicidade por manipularem os instintos dos homens: oferecem-lhes sexo, elogios, «amor» e «romance» para os controlarem emocional e socialmente, etc. 

 

Assim, sustentou, no seu livro «O homem domado» que, ao contrário do que dizem as feministas, as mulheres, nas sociedades industrializadas, não são oprimidas mas, na verdade, beneficiam de um sistema bem estruturado de manipulação dos homens que domestica estes como "maridos fiéis" e "bons chefes de família", "bons empresários", "bons cristãos", etc. Esther Vilar recebeu ameaças de morte, como Salman Rushdie, e foi classificada de "sexista" e de "fascista" por feministas radicais. Segundo Esther, cada homem possui duas tendências que o levam a conquistar amorosamente a mulher: o instinto nutriente ou protector, que o leva a ter uma esposa que respeita e ama como se fosse pai; o instinto sexual puro, que o leva a buscar uma amante ou sucessivas amantes ou mesmo prostitutas de rua. Assim todos os homens são polígamos, potencialmente.

 

Escreve Esther Vilar: 

«A poligamia simultânea é a verdadeira poligamia: o homem possui várias mulheres e deseja conservá-las todas só para si. A poligamia sucessiva está escalonada no tempo: o homem tem duas mulheres mas desembaraça-se de uma antes de se encarregar da outra. A poligamia esporádica é ocasional, como o seu nome indica; na poligamia simbólica, o homem satisfaz o seu instinto sexual sem companheira. Um homem rico decidir-se-á pela poligamia simultânea ou sucessiva e geralmente não concederá qualquer valor à poligamia esporádica ou à simbólica.»

 

«É no polígamo simultâneo - o homem que tem ao mesmo tempo esposa e amante - que mais claramente se manifesta o abismo que separa o objecto protegido do objecto sexual. O protector não abandona o objecto que protege, garante mesmo as suas necessidades melhor que antes, mas desde o início do seu período polígamo, toda a relação sexual com o objecto protegido torna-se uma farsa. É de supor que o homem que encontrou uma verdadeira parceira sexual preferirá não ter mais qualquer relação deste género com o objecto da sua proteção. Para lhe evitar toda a mágoa - o que faz parte do seu papel de protector - dedica-lhe apesar de tudo, algum tempo, mas tão directamente, tão simplesmente quanto possível. Dali em diante reserva para a outra todos os matizes do seu erotismo.Não obstante esta hipocrisia, não obstante a angústia de ser descoberto e do aumento dos seus encargos financeiros, o polígamo simultâneo - aquele que pode satisfazer ao mesmo tempo o seu instinto sexual e o seu instinto nutriente sobre dois objectos diferentes - parece mais descontraído do que na época em que era monógamo. Considera este sentimento de plenitude como a prova da existência, em todos os homens, de uma predisposição para a poligamia.» 

 

«Mas dá-se então algo de curioso: em vez de confessar o seu novo amor, continua a empregar esta palavra para definir o sentimento que experimenta pela sua esposa, pelo objecto da sua proteção. E pelo contrário, pretende estar apenas dominado por uma espécie de «embriaguês», de uma "possessão provisória" por parte da sua "amante" como aliás se explica pela palavra francesa (maitresse). Fala das suas relações com ela - dos sentimentos para com a mulher que é afinal a sua verdadeira mulher - como algo de inferior, por vezes mesmo de detestável. Tem a impressão de ter "caído" na devassidão; esta mulher, pensa ele, apela "para os seus mais baixos instintos". Se a sua esposa um dia lhe dirige censuras, declara-lhe que não a compreende: porque com a outra não há mais do que um "assunto sexual" que nada tem a ver com o amor

 

(Esther Vilar, Sexo Polígamo, Editorial Futura, Carlos & Reis Lda, Lisboa, 1978, pp. 65-66; o destaque a negrito é posto por nós).

 

O COMPORTAMENTO INTERESSEIRO E ANTI-AMOR DAS MULHERES

 

A sociedade matriarcal que aí está oferece às mulheres um modelo dominante de esposa, e elas seguem-no preferencialmente. Optam por suscitar o altruísmo dos esposos, a segurança, não por estimular a paixão destes e recusam ser os objectos altamente eróticos destes, isto é, menorizam o amor erótico. Escreve Esther Vilar:

 

«A mulher tem a escolha: pode fazer do homem o seu pai adoptivo ou o seu amante, pode jogar na compaixão ou no desejo sexual do seu companheiro. Enquanto desempenhar o papel de filha que é preciso proteger, provará incontestavelmente que prefere ser objecto de compaixão. Enquanto quiser ser, sob todos os pontos de vista, a mais fraca, a mais nova e a mais tola, enquanto desejar que o homem lhe seja superior, dirigir-se-á abertamente ao altruísmo do seu companheiro, não ao seu amor.»

«Conscientemente, a mulher extravia os sentimentos do homem: tem o aspecto de um ser adulto e um comportamento infantil, exige paixão, porém conserva a cabeça fria, e quando fala de ternura, para ela esta palavra significa proteção. Priva os dois sexos de amor, ela própria a ele renuncia voluntariamente, devendo o homem contentar-se com aquilo que ela permite subsistir: "Aquele que ama verdadeiramente, diz ela, pensa em primeiro lugar na felicidade do seu par." Assim é a definição que a mulher dá de amor e o homem esforça-se por proceder de acordo com isto.»

(Esther Vilar, Sexo Polígamo, Editorial Futura, Carlos & Reis Lda, Lisboa, 1978, pp. 127-128; o destaque a negrito é posto por nós).

 

AS CONDIÇÕES PARA UM VERDADEIRO AMOR HOMEM-MULHER

 

Segundo Esther Vilar, a poligamia não é inevitável no que se refere aos homens e às mulheres. O amor eterno, monógamo, baseado na paixão erótica e na comunhão espiritual, no ciúme e na fidelidade, é possível, embora muito raro: é preciso ter muito boa sorte para encontrar a alma gémea e acasalar com ela. Escreve Esther:

 

«1. O AMOR É MONÓGAMO

«Certamente que posso deixar-me amar por dois parceiros, mas não posso amar mais que um.» (...)

2. O AMOR É CIUMENTO

«Se o meu amado definiu uma outra, que não eu, pelo seu amor eu perco a minha individualidade. Torno-me como a outra que ama aquele que eu amo (uma vez que o amor é monógamo ele não ama ninguém, mas disso não tenho eu consciência) eu torno-me uma espécie de duplo. Para que volte a ser única, tenho de matar o meu duplo ou procurar outro amante».

«O ciúme não é um sinal absoluto de amor, mas não pode haver amor sem ciúme. A tolerância não é uma prova de amor mas precisamente o seu contrário. » (...)

 

«3. O AMOR É FIEL.

«Se empreendo qualquer coisa de que o meu parceiro actual nada sabe, as definições que de mim dê já não são precisas. A infidelidade sexual só é possível se eu não conceder, para assim o dizer, qualquer valor às suas definições; se eu já não o amar.»

«Pode o amor durar

«O amor entre um homem e uma mulher pode durar toda a vida. Não existe qualquer razão constrangedora para que um casal que pelos dezassete anos sente um amor recíproco não o continue a sentir com setenta anos. Se tal sentimento é raro na prática isso é devido a causas que já mencionámos: por um lado, avalia-se o amor entre um homem e uma mulher pelo amor pelo próximo; por outro, a oferta de parceiros adequados é insuficiente.»

«O que é em amor um parceiro adequado? Recordemos as duas condições prévias para que possa haver amor entre um homem e uma mulher:

a) A maior oposição possível do ponto de vista físico.

b) A maior semelhança possível do ponto de vista intelectual.» (...)

«Escolhemos instintivamente o parceiro que manifestamente difere de nós do ponto de vista físico.»

«Mas quase sempre, a semelhança intelectual fraqueja. Contudo é indispensável pelas seguintes razões:

«1. Quando um parceiro sexual é muito mais estúpido que o outro, este quer instintivamente manobrá-lo. Quem quer que satisfaça o seu desejo sexual com um inferior tem a impressão de abusar dele. Este tipo de sexualidade origina sempre um comportamento sexual errado (incesto, poligamia) e um sentimento de culpa (castidade).»

«2. Quando a semelhança intelectual falha, os parceiros não podem definir-se reciprocamente. O intelectualmente mais fraco não pode precisar ao outro o que ele é, nem compreendê-lo.»

(Esther Vilar, Sexo Polígamo, Editorial Futura, Carlos & Reis Lda, Lisboa, 1978, pp. 90-92; o destaque a negrito é posto por nós).

 

«

 

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

 f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 10:45
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Domingo, 6 de Maio de 2018
Breves reflexões de Maio de 2018

 

 

Alinham-se aqui breves e despretensiosas reflexões.

 

LISBOA É-ME ESTRANHA. E no entanto já lá dei aulas durante um ano, há uns 30 anos: vivia em Campo de Ourique e ia de autocarro para Chelas às 7 horas da manhã. Mas a confusão, a dispersão, o gigantismo da grande cidade fatigam-me. A rua de que mais gosto em Lisboa? A Rua Augusta. A praça de que mais gosto? O Terreiro do Paço. A ponte de que mais gosto? A que me traz mais rapidamente de volta ao Alentejo.

 

AS AGRESSÕES DE ADEPTOS A FUTEBOLISTAS DO SPORTING PROVAM QUE NINGUÉM AMA NINGUÉM. Só «amamos» os outros pelo prazer que eles nos dão. Os adeptos sportinguistas que agrediram os jogadores e a equipa técnica na Academia de Alcochete em 15 de Maio de 2015 não amam o Sporting, amam-se a si mesmos: frustrados com as derrotas futebolísticas vingam-se na equipa.

 

 

QUEREMOS UM CORPO PERFEITO, QUE NÃO EXISTE, QUEREMOS UM ESPÍRITO PERFEITO, QUE NÃO EXISTE. E assim ficamos fora da grande batalha do amor que inclui a batalha da experiência sexual.

 

SINCRONISMOS AVE E ESPÍRITO SANTO- Em 20 de Maio de 2018, as ideias de AVE e ESPÍRITO SANTO (SIMBOLIZADO POR UMA POMBA) estão em foco: José Sócrates, indiciado por corrupção de alto nível, almoça com 120 apoiantes e no seu discurso declara não ter frequentado camarotes do grupo ESPÍRITO SANTO (evoca: POMBA, AVE, assim é representado no cristianismo) em estádios de futebol nem ter recebido benesses deste grupo financeiro, Manuel Gandra, historiador da tradição oculta lusíada, promove em Arraiolos comemorações do Divino ESPÍRITO SANTO (evoca: POMBA), o Desportivo das AVES conquista a Taça de Portugal ao vencer por 2-1 o Sporting CP.

 

MARCELO REBELO DE SOUSA SUBSERVIENTE AO REI DE ESPANHA E À BANCA ESPANHOLA. 21 de Maio de 2018. Marcelo Rebelo de Sousa, ao discursar ante o rei Filipe VI de Espanha no 4º Encontro de Reitores Universia na Universidade de Salamanca, com cerca de 600 reitores, diz: «Saúdo Espanha, una e eterna". É uma lamentável subserviência ante a monarquia espanhola, cúpula da alta finança madrilena, e uma bofetada no movimento de independência da Catalunha. Marcelo é um fraco presidente da república portuguesa, verga-se ante o imperialismo espanhol: nunca foi um genuíno antifascista, não fez parte da oposição democrática a Marcelo Caetano, é um agente do grupo reptiliano de Bilderberg e da Opus Dei cujo centro genético é a Espanha de Franco e Juan Carlos. Por isso, o presidente-rei Marcelo,  populista e reaccionário, apoia expressamente a opressão da Espanha sobre a Catalunha.

 

DETERMINISMO ASTRAL OU RESPOSTA DA SANTA? 20 de Maio de 2018. Às 17.50 horas, sem querer, derrubo uma imagem em resina de Santa Rita de Cássia que tenho numa sala, e o pedestal desta imagem quebra, uma hora depois de eu ter mudado um texto em papel que tinha sob o pedestal da imagem. É descontentamento da santa admitindo que o espírito desta se exprime na imagem? Ou apenas determinismo astral, uma vez que hoje Neptuno está em 16º 15´do signo de Peixes formando um semi sextil exacto (ângulo de 30º) a Ùrano em 16º 15´de Carneiro em 15 de Agosto de 2014, dia da compra da imagem? Coaduna-se a tonalidade metafísica de cada instante com as posições planetárias? São os astros que mandam nas entidades espirituais como Rita de Cássia? Ou são estas entidades que se sincronizam com as posições planetárias?

 

O CASAMENTO, UMA INSTITUIÇÃO ABOMINÁVEL. O casamento é uma prisão. Não sei quem fomenta mais o casamento: o instinto de proprietário sexual inerente ao homem («Esta mulher é minha, não partilho o corpo dela com ninguém») ou o instinto de ser protegida inerente à mulher («Quero ter um marido que me proteja economica e fisica e socialmente, que me dê filhos para eu proteger»). A esmagadora maioria dos casamentos que conheço falharam: sobrevivem na monotonia, resultaram em separações ou divórcios, etc. As igrejas santificam o casamento porque assim controlam os casais e ajudam o Estado a domesticar estes. Em 18 de Maio de 2018, as televisões inundam-nos com a imagem do casamento do reptiliano príncipe Harry e de Meg Markle - uma falsidade, uma cerimónia monárquica de propaganda, para o povo manipulado.

 

GOSTO DE VIVER NO BAIXO ALENTEJO. Anda-se livre por ruas empedradas batidas pelo sol agradável de Maio e cruzamo-nos com pessoas previsíveis, algumas conhecidas pessoalmente. E temos a lindíssima paisagem verde de montados de sobro e colinas e planícies de oliveiras, azinheiras e trigo...Estamos livres da confusão e da fadiga que a gigantesca Lisboa nos causa, sem embargo de haver lugares belos na capital como o Chiado, o castelo de São Jorge, o Terreiro do Paço, a Rua Augusta, a Torre de Belém, os jardins de Belém, etc. Estamos também livres do Porto com o seu burgo histórico e a beleza da ponte D. Luís ligando a Ribeira do Porto à zona ribeirinha de Gaia e o Passeio Alegre na Foz do rio Douro, Porto mais fácil de habitar e conquistar socialmente do que Lisboa.

 

SATURNO A SATURNO NATAL. Tudo está escrito nos movimentos planetários. Quando, na noite de 3 de Maio de 2018, ao conduzir o meu automóvel quase fui abalroado por um furgão de um condutor «homicida» junto a Baleizão, Saturno estava em 8º 58´ do signo de Capricórnio, fazendo um ângulo exacto de 75º ao meu Saturno do dia de nascimento. Saturno a Saturno natal: perigo!

Sabemos - os que investigamos astrologia científica - como este ângulo explica muitos factos da nossa vida.

 

O MAIOR PRÉMIO QUE OBTIVE A JOGAR NO EUROMILHÕES: 2 NÚMEROS E 2 ESTRELAS, 15,39 EUROS. Foi no sorteio de ontem, 8 de Maio de 2018. A que se deve? Ao facto de eu fazer 10 minutos de meditação diária ( sentar-se confortável, não pensar em nada ou pensar num rosto belo e tranquilizante ou numa paisagem bela)? A meditação abre o nosso espírito às vibrações que o universo nos envia. Ou dever-se-á ao facto de Plutão em 21º 13´ de Capricórnio estar quase a passar sobre o meu Vénus de nascimento em 21º 9´ de Capricórnio? Não sei.

 

COBARDIA, SENTIMENTO GERAL. Todos somos cobardes, de um modo geral. David Icke diz que o medo governa o mundo. Cobarde: o homem que atraiçoa a esposa com outra e tem medo de assumir esta relação secreta. Cobarde: o polícia que teme enfrentar o marginal de uma etnia diferente. Cobarde: a mulher que se cala e não denuncia o marido que abusa sexualmente da filha de ambos. Cobarde: o governo, o parlamento e a presidência da república portuguesa que não se colocam ao lado da Catalunha na luta por ser república independente do jugo espanhol. Ser cobarde é querer continuar vivo, incólume e sem problemas com a justiça ou com gente ameaçadora. Nietzsche dizia que há um tipo de cobarde que se arma em valente, atirando-se para o fogo da luta.

 

 

ARRUMAR O QUARTO, DESPEDIR TRALHA. O nosso quarto é espelho do nosso eu, da nossa situação actual de vida - assim reza o Feng Shui chinês, a arte de colocar os espaços da casa em harmonia. Libertei o meu quarto de fotos e outros objectos e comecei a libertar-me de mulheres-ilusão, isto é, da imagem daquelas mulheres que nos atraem mas não nos levam a bom porto, não são solução para nós. Libertar quartos da tralha torna as nossas ideias mais lúcidas e liberta a nossa vida de entraves. Lembra-te: tudo é transitório, o que tens perderás.

 

MEDITAÇÃO E ROSTO BELO. Meditar diariamente é necessário. Sentar-se confortável, fechar os olhos e não pensar em nada durante 10 ou 15 minutos - ou pensar na imagem de um rosto muito belo. Eu medito concentrado no rosto de uma linda mulher, sem a desejar doentiamente. A meditação atrai a nós tudo o que de bom tivermos desejado em outros momentos do dia, coloca-nos em estado de permissão - talvez o que Heidegger chamou o «estado de aberto». É imprescindível termos a noção de que tudo flui, tudo está a mover-se e devemos desprender-nos dos blocos de mármore de ressentimentos ou frustrações passadas porque não adianta nada à nossa felicidade hoje e aqui e nos dias vindouros.

 

OS MEUS AMIGOS NÃO SÃO MEUS AMIGOS. São apenas companheiros de circunstância, de vizinhança física ou de ideias. E eu sou amigo permanente e eterno de algum deles? Contudo, não me importo muito. Indiferença é o estado geral do mundo.

 

SINCRONISMO DE AZUL.De 4 a 6 de Maio de 2018, a ideia de AZUL está em foco: no dia 4, começa em Beja a Festa do AZULejo (evoca: AZUL); no dia 5, o FC Porto sagra-se campeão nacional de futebol e um mar de bandeiras AZUIS e brancas enche ruas e praças de cidades de Portugal nos festejos dos adeptos; no dia 6, sobre uma passadeira AZUL estendida junto ao rio Tejo em Lisboa decorre a inauguração do Festival Europeu da Canção no qual participam 43 países.

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

 f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 17:34
link do post | comentar | favorito

Puntos 7º 1´/ 7º 17´ de cualquier signo: Catalunya

El paso de un planeta o del Nodo de la Luna en el punto 7º 1´ / 7º 17´ de cualquier signo del Zodíaco (Aries, Tauro, Géminis, Cancer, Leo, Virgo, etc.) pone de relieve a Catalunya.

 

El 9 de septiembre de 1932, com nodo sur de la Luna en 17º 7´del signo de Virgo, es aprobado en las Cortes el Estatuto de autonomía de Cataluña por 314 votos contra 24; el 13 de agosto de 1979, com Urano en 17º 3´/ 4´del signo de Escorpio, la Comisión Constitucional del Congreso vota favorablemente el Estatuto de Autonomía de Catalunya; el 25 de octubre de 1979, com Marte en 17º 8´/ 41´del signo de Leo, Catalunya aprueba en referéndum su Estatuto de Autonomía; el 19 de junio de 1987, com Saturno en 17º 9´/ 5´del signo de Sagitario, estalla un coche bomba de ETA en el aparcamiento de Hipercor en Barcelona, resultando 22 muertos y heridos; el 11 de septiembre de 1993, com Júpiter en 17º 7´/ 19´del signo de Libra, se celebra la Diada de Catalunya, manifestandose en Barcelona unas 8.000 personas, convocadas por ERC y partidos extraparlamentarios, en favor de la independencia; el 21 de noviembre de 2000, com Urano en 17º 10´/ 11´del signo de Acuario, nodo norte de la Luna en 16º 43´/ 37´del signo de Cáncer, ETA abate en Barcelona al ex-ministro socialista de Sanidad Ernest Lluc; el 1 de diciembre de 2000, com Marte en 16º 27´/ 17º 4´del signo de Libra, son declarados Patrimonio de la Humanidad el yacimiento de Atapuerca, la ciudad de Tarraco, la muralla de Lugo, el románico catalán y el Palmeral de Elche, que constituyen cinco importantes enclaves arqueológicos, monumentales, antropológicos y turísticos; el 14 de diciembre de 2000, com Mercurio en 15º 45´/ 17º 18´del signo de Sagitario, una bomba-lapa de ETA acaba com la vida de Francisco Cano, concejal del PP en Viladecavalls ( Barcelona ); el 19 de enero de 2001, com Vénus en 16º 3´/ 17º 3´del signo de Piscis, Artur Mas es nombrado “conseller en cap” y sucesor como candidato de CiU del presidente de la Generalitat Jordi Pujol pero sin el apoyo del líder de Unió, Josep Duran Lleida; el 27 de octubre de 2017, con Plutón en 17º 3´/ 17º 4´ del signo de Capricornio, el Parlament de Catalunya aprueba por 70 votos a favor,10 en contra y 2 blancs la declaración de independencia de Catalunya bajo la forma de república democratica, registrando-se el abandono de la sesión por 53 diputados partidarios de la integración en España.

 

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

 f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Drets de autor per Francisco Limpo de Faria Queiroz)



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 15:15
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 3 de Maio de 2018
Grau 4 do signo de Touro: atentados na Suécia

 

O grau 4 do signo de Touro vincula-se a atentados terroristas na Suécia.

 

Em 24 de Abril de 1975, com Sol em 3º 12´/ 4º 10´de Touro, o grupo de extrema-esquerda alemã Baader-Meinhoff assalta pelas 11 horas a embaixada alemã em Estocolmo, Suécia, exigindo a libertação de 26 membros do Baader presos, sequestra durante 13 horas o adido militar alemão abatendo-o depois a tiro e faz explodir o telhado da Embaixada, morrendo um terrorista e resultando diversos feridos.

 

Em 7 de Abril de 2017, com Mercúrio em 4º 21´/ 4º 38´ de Touro,  um veiculo pesado, guiado por um inigrante ilegal,  irrompe esta sexta-feira, pouco antes das 13:00 locais (14:00 em Lisboa), por uma das ruas comerciais mais movimentadas do centro de Estocolmo, a Drottninggatan, abalroando várias pessoas pelo caminho antes de embater na montra de um grande armazém, Åhléns City, provocando 4 quatro mortos e 15 feridos, vários deles em estado grave.

 

 Em 4 de Abril de 2018, com Vénus em 4º 40´/ 5º 54´ do signo de Touro, um homem corpulanto, vociferando contra o tráfico de seres humanos em Portugal, invade o edifício do consulado português em Estocolmo e lança um líquido inflamável, gerando um incêndio nas instalações.

 

Próximas datas em que um planeta ou o Sol transitará o grau 4 do signo de Touro:  16 de Maio de 2018 (Mercúrio); 20 e 21 de Fevereiro de 2019 (Marte); 24 e 25 de Abril de 2019 (Sol); 8 e 9 de Maio de 2019 (Mercúrio); 18 e 19 de Maio de 2019 (Vénus).

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

 f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 00:19
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 1 de Maio de 2018
Àrees 21-23º de Leo, 12º-14º de Lliura, 4º-6º d'Escorpió: proclamació de la República Catalana

 Les àrees del Zodíac 21º-23º del signe de Leo, 12º-14º del signe de Lliura i 4º-6º del signe d'Escorpió, estan connectades amb dies de solemne proclamació de la República Catalana. Tot està escrit al Zodíac i no hi ha creació lliure de fets històrics per part de la humanitat.

 

El 14 d´abril de 1931, amb el Node de la Lluna Sud a 14º 24 '/ 14º 25' del signe de Lliura, després de la caiguda de la monarquia, Francesc Macià, líder d´Esquerra Republicana de Catalunya, proclama de manera unilateral «la República catalana a l'espera que els altres pobles d'Espanya es constitueixin com a Repúbliques, per formar la Confederació Ibèrica».

 

 

El 6 d'octubre de 1934, amb Mart en 22º 41' / 23º 17' del signe de Leo,  Sol a 12º 2'/ 13º 2' del signe de Balança,Mercuri a 6º 39' / 7º 48' del signe d'Escorpí, Lluís Companys, president de la Generalitat, es declara en rebel·lia contra el Govern conservador d'Alejandro Lerroux i proclama a Barcelona l'Estat Català dins de una República Federal espanyola.

 

El 27 d´octubre de 2017, amb el Node de la Lluna Nord a 21º 6 'del signe de Leo, Venus a 15º 39' / 16º 9 'del signe de Lliura, Sol a 3º 45' / 4º 45 'del signe d'Escorpió, el Parlament de Catalunya va aprovar la declaració  mitjançant la qual es proclamaria la República Catalana votació de la cual, que va obtenir 70 vots a favor, 2 en blanc i 10 en contra, va fer-se partint de la base dels resultats del referèndum d´autodeterminació  celebrat l' 1 d´octubre de 2017, es produeix la retirada de un total de 53 diputats[ just abans de la votació, en senyal de protesta.

 

El 22 de maig de 2018, el Node Nord de la Lluna serà a les 8º 23 'del signe de Leo, en el mateix lloc que era el 6 d'octubre de 1934, dia que Luis Companys va proclamar la República Catalana. Què passarà?

  

www.filosofar.blogs.sapo.pt

 f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Drets de autor per Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 19:25
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 23 de Abril de 2018
El espejismo de los trasplantes de órganos humanos

Los trasplantes de organos humanos violan la ley de la unicidad del organismo humano: ningun órgano puede ser extirpado y sustituído sin que todo el organismo sufra un "seísmo", una pérdida de vitalidad. Los trasplantes son perjudiciales a la salud. Laurent Degos, profesor emérito de la Universidad Paris Diderot, escribe sobre la toxicidad de los medicamentos empleados para evitar los rechazos:

 

«Los proprios medicamentos pueden ser tóxicos. La ciclospurina, el milagro contra el rechazo, provoca trastornos de riñon. (...) La cortisona, que se administra en fuerte dosis durante los procesos de rechazo, trae su consabida carga de problemas: riesgo de diabetes, hipertensión, aumento de peso y descalcificación.»

(Laurent Degos, Los trasplantes de órganos, Editorial Debate, Madrid, Octubre de 1994, pág. 58). 

 

Y añade Degos:

«Además, aunque el trasplante haya reemplazado el órgano enfermo, la enfermedad que ha destruido el riñon, el hígado o el corazón sigue ahí. La misma enfermedad puede destruir de nuevo el órgano trasplantado...que tendrá que volver a ser reemplazado. Pero todos estes inconvenientes y complicaciones son poca cosa comparada con esa nueva vida que se nos da, con la vuelta a la normalidad y al trabajo, con la posibilidad de un embarazo.»

 

La defensa de la mismidad

«¿Cual es el mecanismo que provoca los rechazos de los trasplantes? La naturaleza no ha concebido el sistema inmunitario para impedir que el cirujano practique sus trasplantes. El trasplante sólo ha servido para destapar un arsenal que nos protege, conserva nuestra integridad contra toda agresión exterior y marca nuestra individualidad. El campo científico que estudia este arsenal se llama "inmunologia".»

(ibid, pág 58).

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

 f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Derechos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 23:19
link do post | comentar | favorito

Domingo, 22 de Abril de 2018
Lei da atração do Bem Estar versus cristianismo dolorista

A lei da atração do Bem Estar ou técnica do pensanento positivo, alegre e otimista, opõe-se, na essência, ao cristianismo sofredor e adorador do Cristo crucificado. A meditação do crucificado cria um estado de espírito melancólico, sofredor, que atrai melancolia e sofrimento: o semelhante atrai o semelhante.

 

Escrevem os teóricos da Lei da Atração:

 

«O leitor é Consciência eterna, de momento neste corpo físico maravilhoso para o júbilo de focagem e criação específicas. O ser físico que o define como é encontra-se na Vanguarda de Pensamento, enquanto que a Consciência, que é na realidade a sua Fonte, passa por si.» (Esther e Jerry Hicks, «Pedir e receber», Estrela Polar, pág 49).

 

«Não é possível dar uma melhor orientação aos nossos amigos físicos do que as palavras "Siga a sua felicidade" pois, na busca incessante da felicidade, ficará decididamente alinhado com a Energia da sua Fonte.» (ibid, pág 103).

 

O sujeito é o criador da sua própria existência, segundo a lei da atração: basta alinhar-se vibracionalmente com os objectos ou pessoas desejadas não sentindo ausência ou dificuldade em possuir ou ter na sua esfera estes e estas. Sentir ausência, ansiedade é negar a intensidade vibracional que permite atrair felicidade, amor e pessoas queridas.

 

«Quanto à sua criação da sua própria experiência só há, de facto, uma questão importante a colocar: Como consigo levar-me ao alinhamento vibracional com os desejos que a minha experiência já produziu?»

«E a resposta é simples: Preste atenção à forma como se sente e escolha pensamentos intencionalmente - sobre todas as coisas - que o façam sentir-se bem quando pensa sobre eles.» (Esther e Jerry Hicks, «Pedir e receber», Estrela Polar, pág 49).

 

A MEDITAÇÃO, CHAVE PARA FAZER SURGIR O QUE ANTES SE PEDIU AO UNIVERSO

 

Meditar não é fazer oração de súplica. Não é pedir mas sim fazer cessar a mente no acto de pedir / desejar. É um descanso no vazio mental sem imagens ou a contemplação de imagens belas e portadoras de felicidade.

 

«Muitos professores, entre os quais, nós, ensinam a Meditação como um processo muito bom para aumentar a vibração. Uma Meditação eficaz distrai-o de qualquer consciência física que cause resistência dentro da sua vibração pois, quando transfere a sua atenção para longe daquilo que sustenta a sua vibração num local inferior, a sua vibração aumentará naturalmente. É como a retirada da Consciência mas enquanto ainda está acordado.»

 

(Esther e Jerry Hicks, «Pedir e receber», Estrela Polar, pág 227).

 

Pelo não agir conquista-se o universo, dizia o filósofo Lao Tse. E sobre os 15 minutos de Meditação diária com que se deve começar o dia afirmam os autores:

 

«Um grande benefício que notará imediatamente é que coisas que tem estado a desejar começarão a aparecer. E porque é que assim é? "Afinal", dirá talvez, "Abraham, eu não me sentei e intencionei. Eu não me sentei e defini objectivos. Não me sentei e clarifiquei o que queria. Não disse o que queria ao Universo. Porque é que quinze minutos de simplesmente ser põem todo esse tipo de coisas em andamento?" Porque já esteve a pedir e agora, durante o seu tempo de Meditação, parou a resistência que tem estado a alimentar os seus desejos. Por causa da sua Meditação praticada, está agora a permitir que os seus desejos fluam para a sua experiência.»

(Esther e Jerry Hicks, «Pedir e receber», Estrela Polar, pág 230; o destaque a negrito é posto por nós).

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

 f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 16:10
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

Área 0º-1º do signo de Ca...

Área 21º-26º do signo de ...

Esther Vilar: As mulheres...

Esther Vilar: a essência ...

Breves reflexões de Maio ...

Puntos 7º 1´/ 7º 17´ de c...

Grau 4 do signo de Touro:...

Àrees 21-23º de Leo, 12º-...

El espejismo de los trasp...

Lei da atração do Bem Est...

arquivos

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

tags

todas as tags

favoritos

Teste de filosofia do 11º...

Pequenas reflexões de Ab...

Suicídios de pilotos de a...

David Icke: a sexualidade...

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds