Terça-feira, 13 de Junho de 2017
Breves reflexões de Junho de 2017

 Eis algumas despretensiosas reflexões que brotam neste quente mês de Junho de 2017.

 

QUANDO MORRERES NINGUÉM OU QUASE NINGUÉM VAI DAR PELA TUA FALTA. Para que te preocupas, pois, com as críticas dos outros ao teu comportamento, críticas ditadas por inveja, preconceito, necessidade de te controlarem, de te manterem dentro do rebanho social? Vive e sê tu mesma/o. Os outros? Quase todos são apenas barreiras, objectos estranhos à tua liberdade.

 

ESCRAVO DO FACEBOOK. Sou um escravo voluntário da escrita no Facebook. Venho aí diariamente, leio e escrevo. Antes de mais, faço-o por necessidade do Intelecto Universal, o chamado Intelecto Agente que, como dizia Aristóteles, sobrevive à morte do indivíduo: há ideias que gero ou capto da Região Inefável que devem ser difundidas e ficar na platibanda do pensamento académico, modéstia áparte. Mas também o faço por amor erótico: há sempre uma mulher bela do lado de lá da web a quem se pode dirigir um galanteio, uma declaração de amor. Em terceiro lugar, faço-o por necessidade de explicar a minha postura pessoal, a ação no meio em que vivo: Baixo Alentejo, Portugal.

 

SINCRONISMOS FONÉTICOS . Em 11 e 12 de Junho de 2017, a ideia de MÁRIO está em foco: no dia 11, deflagra um incêndio num autocarro no túnel do MARÃO (evoca: MÁRIO), noticia-se que os estados norte-americanos de MARYland (evoca: MÁRIO) e Columbia vão processar o presidente Trump por receber indevidamente milhões de dólares através de empresas suas; no dia 12, de madrugada, na Nora de Serpa, MAIRA (evoca: MÁRIO) Baldaia e a sua banda brasileira dão um concerto musical, falece em Santarém MÁRIO Brito, de 76 anos de idade, engenheiro de telecomunicações, portuense.

 

COM A ALTA VELOCIDADE DE ROTAÇÃO DAS TROCAS DE PARCEIRO NO AMOR, A VISÃO ECONOMICISTA E INDIVIDUALISTA DA VIDA IMPERA. Elas já não gostam de nós, em regra: medem a marca do automóvel que temos, o tamanho do nosso pénis em repouso, o saldo da nossa conta bancária, as vezes que lhes pagamos o jantar ou o lanche ou as levamos à discoteca, o nosso status social (empregado bancário, médico, professor, agricultor rico, etc) . Mas o inverso também é verdade: olhamos para elas como objectos sexuais , como «gajas a levar para a cama e largar logo que estejamos saciados». É um mundo pragmático de usar os outros enquanto nos são úteis: é como o aluguer de quartos em Lisboa, dá dinheiro, aluga-se já a turistas por uns dias, nada de alugueres por anos e anos à mesma pessoa ou família. O amor romântico acabou, ninguém ama ninguém de forma continuada. David Hume tinha razão: não temos um eu fixo, somos um fluxo de imagens a correr algures. Salvam-se alguns honrosos casamentos e uniões de facto onde o amor paixão unido ao amor romântico prevalecem.

 

OS FESTIVAIS MUSICAIS DE VERÃO COMO O MEO SUDOESTE, que se inicia a 1 de Agosto de 2017 em Zambujeira do Mar, costa alentejana, não passam de modos de alienação da juventude e dos trabalhadores em geral. Os artistas, vendidos ao grande capital, não denunciam a Nova Ordem Mundial do governo único, da precariedade de emprego, do lançamento de guerras imperialistas onde quer que as chefias dos EUA e da Rússia ou da UE achem necessário. Muita música, droga, sexo promíscuo sem preservativos, alcool - eis a falsa ou superficial amizade que se forja nesses aglomerados de dezenas de milhar de pessoas. No resto do ano, o capitalismo aumenta o ritmo de trabalho dos assalariados, oferece bares e copos e muito stress a quem vive só do seu salário (proletariado).

 

PORQUE VAMOS A SERPA OUVIR ANTÓNIO ZAMBUJO? Não é, essencialmente, para ouvir o artista alentejano. É para ver as mulheres belas que se aglomeram na Praça da República. E para saudar um ou outro amigo que vive em Serpa com quem temos colóquios culturais. E para desfrutar da noite de Lua em Capricórnio - a Lua Cheia foi ontem, 10 de Junho, às 21 h 44, com a Lua em 18º do signo de Sagitário - que as noites de luar no Alentejo são lindas e sensuais. E para orar ao Grande Arquitecto do Universo.

 

BEJA AUTO-DESTRUTIVA POR FORÇA DA ELITE POLÍTICO-ECONÓMICA LOCAL . 11 de Junho de 2017. Estou a visitar a exposição de gravuras de Banda Desenhada expostas no Teatro Pax Julia, no centro de Beja e encontro Jorge, artista conceituado. Comenta-se: «Como é possível que tendo morrido (em 13 de Maio de 2017) Leonel Borrela, pintor e arqueólogo do património e funcionário do Museu Regional de Beja, que tanto deu a esta cidade investigando, pintando e teorizando sobre a sua arquitectura e história, não haja uma reprodução em grande de um quadro seu numa destas salas com os dizeres «Homenagem a Leonel Borrela, 1955-2017»? Beja é auto-destrutiva. A elite política e económica que domina a cidade quer apagar da memória os criadores, artísticos, literários, etc, que, bejenses de nascimento ou não, fazem obras de valor. Vê só o caso da taberna outrora atelier de pintura de Carlos Montes na Rua da Branca: aí aprenderam a pintar artistas bejenses e a câmara deveria preservar isso como espaço museológico. Eles querem é que sejamos esquecidos: morremos e ninguem homenageia os que prestigiamos a cidade com o nosso trabalho artístico e cultural. Beja é autofágica. Ingrata, madrasta.»

 

ALÉM DO PRAZER DAS FESTAS DE FIM DE SEMANA E DO SEXO TRANSBORDANTE HÁ ... O PARAÍSO. A vida moderna carece de sentido para os existencialismos ateu e agnóstico, filosofias dominantes nos dias de hoje na Europa do século XXI: «temos de gozar a vida, que bom aproveitar as noites de sexta e sábado nas discotecas e bares e às duas e meia da manhã conseguir levar uma mulher ( ou um homem) semi ébria para o automóvel ou para a cama e... fazer sexo! »Tantos homens e mulheres insatisfeitas a fumar e a beber alcool, a noite inteira, nos bares! Já fizemos muita coisa em termos de sexo - menos homossexualidade e certo tipo de perversões; o Diabo dotou-me de uma imaginação que vai até ao travestismo mas o Senhor Deus guarda-me na fronteira com o ilícito - e concluimos que tem que haver algo imóvel, superior à união sexual física: o Paraíso, que é a união íntima, «sexual» entre nós, espíritos, e Deus-Deusa (a Trindade , a Virgem Santa Maria).

Por isso, se estás insatisfeita/o, reza, persiste na oração - em especial o rosário à Virgem Maria - e virão as respostas adequadas. O sentido da vida é o Paraíso, o reino da beatitude, o Pleroma dos gnósticos. As nossas desventuras, aflições, doenças estão escritas nos astros, no Zodíaco (foi o Deus inferior, o demiurgo, que fabricou os astros, não Jesus nem os Eons do Pleroma). Nem Osho, com a sua técnica filosófica de meditação, consegue atingir os cumes da beatitude cristã. A meditação relaxa mas é preciso ver os deuses e os anjos. Eu amava uma mulher muito linda, há anos, e ela sofreu uma doença grave - foi uma provação que Deus enviou, com o ensinamento «Não ames apenas a beleza corporal, penetra no mistério do espírito, é uma mulher como as outras, frágil, um invólucro de carne perecível».

 

O meu pai, muito católico toda a vida, nos últimos anos de vida perdeu a esperança de salvar-se: dizia «estou condenado, atropelei de bicicleta uma velhinha quando tinha 15 anos de idade», tinha remorsos excessivos, o Demónio rondava-o. Qualquer que seja o teu passado, não tenhas remorsos: já passou. Se há desculpas a pedir a alguém, uma dívida a pagar fá-lo. Reza incessantemente, com descontração, sem ansiedade, e verás mudanças boas na tua vida, serenidade, paz.

 

AS ESCOLAS DE ASTROLOGIA QUE MARCAM PASSO. Sou autodidata em astrologia. Desprezo as escolas de astrologia, de um modo geral dominadas por dogmáticos estéreis: sem provas experimentais, dizem que «Vénus rege o signo de Balança» e que «há doze casas no horóscopo pessoal», etc. Eis títulos de alguns livros meus: «Ciclos astrológicos na História de Portugal» (ed autor 1985), «Leis planetárias em eleições gerais» (Estampa, 1996), «Sincronismos Cabala e Graus do Zodíaco» (Estampa,2001), «Astrología y guerra civil de España de 1936-1939» (ed. autor, 2006), «Acidentes em Lisboa na Astronomia-Astrologia» (Ed. Autor, 2008), «Álvaro Cunhal e Antifascismo na Astrologia Histórica» (Ed. Autor, 2013), « Astrologia Histórica» (Esfera do Caos, 2015). Oito livros ao todo. Os mais «prestigiados» astrólogos comerciais portugueses, como Paulo Cardoso, Luís Resina, Helena Avelar, Luís Ribeiro, Cristina Candeias, Vera Xavier ou Flávia Monsaraz, guardam rigoroso silêncio sobre as minhas obras porque não têm arcaboiço intelectual ou moral para as enfrentar e analisar criticamente nem possuem suficiente saber feito de investigação empírica. Calam, ignoram para silenciar a dissidência, a «heresia». Portugal, país de invejas: astrólogos que só procuram o enriquecimento pessoal financeiro, a imagem televisiva, não a verdade da ciência astrológica.

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 23:58
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 7 de Dezembro de 2014
Breves reflexões de Dezembro de 2014

 

 

 Aqui exponho algumas breves e recorrentes reflexões neste Dezembro de 2014 em que o planeta Júpiter se mantém até 28 de Dezembro no grau 22 do signo de Leão (grau 142º em longitude eclíptica).

 
1- ESTAMOS EM RISCO DE QUE O AMOR NÃO EXISTA porque a maioria dos casamentos são apenas uma forma estável de ter sexo (duas a quatro vezes por semana) habitação e despesas domésticas compartilhadas ( muitos casais já nem fazem sexo entre os cônjugues). Proclamamos pois: o VERDADEIRO AMOR é o AMOR PRÓPRIO e nem sequer o amor a um Deus exterior pois esse Deus é o nosso próprio EGO projectado «para fora» - como se houvesse fora!

 

2- ISTO NÃO INVALIDA QUE A VIRGEM MARIA OU VÉNUS EXISTAM NO INTERIOR DE NÓS. É eficaz invocar os deuses - ou melhor: é, plausivelmente eficaz - para obter favores (emprego, amores, solução de conflitos interpessoais e político-sociais, melhorias climatéricas, etc). Há certamente muitas Virgens do Carmo - uma para cada um dos católicos que a idealizam e invocam. E cada uma está na mente exterior de cada crente e pode manifestar-se.

 

3- AS MULHERES SÃO DEUSAS ENTRE OS 17 E OS 27 ANOS DE IDADE. E nem todas. Só aquelas que são, objectivamente, belas, fisicamente falando. Objectivamente quer dizer: por largo consenso entre homens e mulheres. É evidente que há uma beleza interior que pouco se reflecte na beleza física exterior. Mas as deusas são, fisicamente, belas. Uma mulher de 40, 50 ou 60 anos não pode pretender ser uma deusa pois descobre em si as rugas e a flacidez do envelhecimento corporal. A alma espiritual, essa, não envelhece: tem sempre 16, 18 ou 20 anos de idade.

 

4- O AMOR ENTRE DUAS PESSOAS é a intersecção acidental de DOIS AMORES-PRÓPRIOS. Nada mais que isso. O  amor existe onticamente, em linguagem heideggeriana - nos fenómenos de superfície - mas ontologicamente, na parte oculta e profunda, só existe o amor-proprio.

 

5- UMA VEZ QUE O AMOR É UMA GRANDE MENTIRA convido todos os casais a manterem-se unidos sob o lema do «Amo-te muito» porque «uma mentira mil vezes repetida transforma-se em verdade».

 

6- PARA SERMOS FELIZES TEMOS QUE ACEITAR UM CERTO GRAU DE INFELICIDADE. Somos confrontados a cada passo com imperfeições, psíquicas ou físicas ou sociais, das pessoas que amamos, das pessoas com quem convivemos no dia a dia, dos lugares, dos bairros ou casas onde moramos. E isso constitui um segmento de infelicidade com que temos de nos contentar, que «temos» de aceitar. Mas não devia ser assim. O mundo está mal feito - responsabilidade do deus da matéria ou demiurgo.

 

7- PORQUE SOMOS HOMENS HETEROSSEXUAIS VESTIMO-NOS DE MULHER. Porque somos maduros, para não dizer velhos, gostamos de mulheres muito mais novas. Lei da contradição. Polaridade que forma a vida.

 

8- O PROBLEMA ONTOLÓGICO DO AMOR- Como se chega a amar alguém? De modo grego, só pela simples visualização do arquétipo (a beleza do rosto e do corpo dela coincide com os arquétipos de Mulher e de Belo) ? De modo indiano, pelo contacto físico, táctil, do beijo, do toque nos seios, nos genitais, isto é, da prática do acto sexual (mesmo que ela seja feia é óptima na cama, leva-me ao paroxismo)? Ou de outro modo?

 

9- OS DEUSES ROUBARAM A BELEZA DAS MULHERES DA MINHA GERAÇÃO. Ou terá sido só Cronos, o deus do tempo, pai de Zeus-Júpiter e este e outros deuses estão isentos de culpa? Por isso procuro mulheres de gerações mais jovens a quem os deuses, ou o deus Cronos, ainda não roubaram a beleza.

 

10- MULHERES SUPERFICIAIS - Uma mulher, por mais bela que seja, é para mim uma criatura superficial se não for capaz de orar comigo à Deusa Vénus, em ritual mágico, ou à Virgem Maria, em ritual cristão. E tem que ser autêntica na oração: uma oração sem fé é como um orgasmo fingido. Se essa mulher não crê na divindade, será incapaz de sustentar a fidelidade e manter as chaves do conhecimento hermético.

 

11- SE UM HOMEM DISSESSE «AMO-TE» A CERTAS MULHERES QUE AMA, SENSUALMENTE OU NÃO, IRIA PRESO OU SERIA AGREDIDO OU DESPEDIDO DO EMPREGO. Por isso, é preciso calar, fingir que não se ama.

 

12- UM CASAMENTO É UMA TRÉGUA NA GUERRA DAS ATRAÇÕES SEXUAIS. Para ter paz e um domínio seguro, casamo-nos. Ás vezes, pode ser preciso cortar todos os «amigos/as» do facebook para tranquilizar o conjugue e concentrar a relação em si mesma, no ovo do lar. E que são os amigos/as? Quantos nos amam? Quem tem 1500 amigos no FB, só tem 3 ou 4 amigos reais...

 

13- OS OUTROS SÃO APENAS O BÁLSAMO, OS PENSOS HIGIÉNICOS NA FERIDA ABERTA QUE É A SOLIDÃO ONTOLÓGICA DE CADA UM. Precisamos dos outros porque eles nos salvam de nós mesmos. Mas não devia ser assim. Devíamos ser autossuficientes, possuir os dois sexos, não depender de outrem. Pois deus é «bissexual», possui os dois princípios, o masculino e o feminino.

 

14- O VERDADEIRO AMOR É AQUELE QUE PRESCINDE DO ACTO SEXUAL - Ela tem uma qualquer doença no útero e não pode ter relações sexuais genitais e ele diz. «Amo-te na mesma, não te preocupes». Isto sim, é o puro amor. A contemplação da beleza dela como arquétipo. Só a visão sem o contacto íntimo.

 

15- O ENVELHECIMENTO. O envelhecimento é uma prova da maldade dos deuses ou do deus único, ou do deus da matéria, o demiurgo, que nos moldou numa fraca matéria-prima. Ao ler este meu comentário, a  aluna Jéssica acrescenta: «Num ponto de vista mais científico-filosófico é mesmo a terra e todas as suas forças que estão fartas do mal que lhes fazemos e resolvem expulsar nos daqui envelhecendo-nos do dia para a noite ahah». É uma tese plausível.

 

16- AS UNIVERSIDADES E A HISTÓRIA DA FILOSOFIA FORAM E SÃO GOVERNADAS POR FILÓSOFOS E CATEDRÁTICOS ESTÚPIDOS. Karl Popper, Saul Kripke,  Bertrand Russel, Peter Singer, Simon Blackburn e Martin Heidegger eram ou são tão estúpidos que nem sequer se deram conta de que as duas guerras mundiais do século XX  se fizeram acompanhar da presença de planetas lentos, trans-saturnianos, na área 1º-9º do signo de Leão (graus 121º a 129º da eclíptica): de 1 de Agosto de 1914 a 11 de Novembro de 1918, Neptuno moveu-se desde 28º-27º do signo de Caranguejo a 9º do signo de Leão, e decorreu a 1ª Guerra Mundial; de 1 de Setembro de 1939 a 2 de Setembro de 1945, Plutão moveu-se de 2º-1º a 10º do signo de Leão, e decorreu a 2ª Guerra Mundial. O fenomeno astronómico - um planeta lento ocupar a área 0º-9º de Leão por um período de 4 ou 5 anos - é muito raro. As guerras mundiais são raras. Sincronizaram-se guerra mundial e primeiro decanato do signo de Leão, o que indicia uma lei.

 

E o que disseram ou dizem sobre isto as «luminárias» da filosofia portuguesa, os José Marinho, Cunha Leão, Agostinho da Silva, José Gil, Eduardo Lourenço, Miguel Reale, Luís de Araújo, António Barreto, José Pacheco Pereira, Vasco Pulido Valente, Boaventura Sousa Santos, António Teixeira Fernandes, José Reis, Irene Borges-Duarte, Maria Luísa Ribeiro Ferreira, Maria Leonor Xavier, Maria do Carmo Themudo, João Branquinho, Ricardo Santos, Olivier Feron, Pedro Alves, Manuela Bastos, Alexandre Franco de Sá? Nada. Não disseram, não dizem, nada sabiam e não sabem nada disto. Não conceberam e não concebem sequer que os planetas, anteriores à existência da humanidade, determinem nos seus movimentos no Zodíaco, até aos mas ínfimos pormenores, a evolução da humanidade, os períodos de guerra e paz, a sucessão dos regimes político-sociais, o comportamento de cada indivíduo, o seu tempo de vida. Como puderam ou podem, com tão elevado grau de ininteligência anti-astrologia, ocupar cátedras universitárias?

 

Muito simples: a universidade não é a cúpula do saber autêntico, os mestrados e doutoramentos não significam verdadeira inteligência mas apenas fragmentos de inteligência, na universidade só triunfam os que se moldam ao deficiente pensamento colectivo de que «os astros não determinam a existência humana, não pode haver astrologia científica, o homem é livre de traçar o seu destino, o futuro está em aberto». Os grandes filósofos iluministas e racionalistas dos séculos XVII e XVIII - Descartes, Spinoza, Montesquieu, Voltaire, Rousseau, etc. - que pretendiam "libertar a humanidade" da "tirania da superstição e da astrologia" eram, afinal, obscurantistas, obscureceram ou esconderam a influência decisiva e permanente dos planetas sobre a vida humana.

 

E a universidade contemporânea, racionalista (fragmentária), ignorante da filosofia hermética e da dialética holística, nasceu desses cérebros retorcidos e retóricos, pretensamente superiores. A universidade é uma instituição de massas, está contra a grande maioria dos pensadores autênticos que são poucos, superiormente excêntricos e alvo de censura.

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt
f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 09:42
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 4 de Julho de 2014
Aparições de Santos ( Visões ? Alucinações?) e Graus do Zodíaco

 

Há leis astronómicas que presidem às aparições ovniológicas ou sobrenaturais da Virgem Maria, Anjos e Santos do catolicismo ou a correspondentes alucinações - neste último caso, considerando a perspectiva materialista que reduz estes fenómenos a alucinações ou intrujices. O que importa é constatar que, realidade ou alucinação, há leis astronómicas a reger esses comportamentos do sujeito ou das entidades invisíveis que, supostamente, transcendem a sua mente.

 

Este pequeno estudo baseia-se, sobretudo, nos registos de visões e aparições do livro «Padre Pio» de Arni Decorte, da Editorial Apostolado da Oração (1990), e do livro do sevilhano Clemente Dominguez y Gómez «El Palmar de Troya, mensajes sobrenaturales» publicado por Difusora Mariana Argentina em 1979. Eis algumas áreas do Zodíaco que parecem vincular-se a alguns santos do catolicismo. Clemente Gómez era um estigmatizado que teve hemorragias fortes, inexplicáveis- disso não há dúvidas, ainda que se possa pôr em causa a veracidade das visões ou locuções que descreve se não foram testemunhadas por outras pessoas.

 

ÁREA 25º-27º DE TOURO:

VIRGEM MARIA

A passagem de um planeta, do planetóide Quiron, do Sol ou de um Nodo da Lua em 25º-27º do signo de Touro  é condição necessária mas insuficiente para desencadear uma aparição da Virgem Maria.

 

Em 13 de Maio de 1917, com Vénus em 26º 3´/ 27º 16´  de Touro, a Virgem Maria aparece sobre uma azinheira na Cova da Iria, Fátima, a três pastorinhos, Lúcia de Jesus, de 10 anos, Francisco e Jacinta Marto, de 9 e 7 anos, pede-lhes que rezem o rosário e que voltem em outros dias 13; em 2 de Julho de 1961, com Vénus em 24º 37´/ 25º 39´  de Touro, num campo em Garabandal, Cantábria, Conchita González, Maria Dolores, Jacinta González e Maria Cruz, vêem a Virgem Maria, de vestido branco, manto azul e uma coroa de estrelas douradas e a entidade ensina-as a rezar bem o rosário.

 

ÁREA 9º-13º DE CARANGUEJO:

ANJO

A passagem de um planeta, do planetóide Quiron, do Sol ou de um Nodo da Lua em 9º-13º do signo de Caranguejo  é condição necessária mas insuficiente para desencadear uma aparição de um anjo.

 

Em 18 Junho de 1961, com Mercúrio em 10º 3´/ 9º 47´ de Caranguejo, as meninas Conchita González, Maria Dolores, Jacinta González e Maria Cruz, enchem os bolsos de maçãs de uma macieira que não lhes pertence, no sopé de uma montanha em Garabandal, Cantábria, ouvem um trovão estranho e vêem um anjo, muito belo e resplandescente, que desaparece; em 19 de Julho de 1962, com Mercúrio em 13º 50´/ 15º 50´  de Caranguejo, de madrugada, a vidente Conchita González entra em êxtase, sai de casa, em São Sebastião de Garabandal, Espanha, e a multidão na rua vê formar-se na língua da menina uma hóstia branca que lhe é dada pela mão de um anjo invisível, em comunhão.

 

ÁREA 6º-7º DO SIGNO DE LEÃO:

CEGUEIRA E CURA MILAGROSA DE CEGUEIRA

 

A passagem de um planeta, do planetóide Quiron, do Sol ou de um Nodo da Lua em 6º-7º  do signo de Leão  é condição necessária mas insuficiente para desencadear uma cegueira ou uma cura miraculosa da cegueira em contexto místico.

 

Em 18 de Junho de 1947, com Saturno em 6º 30´ / 6º 37´ de Leão, na igreja cheia de gente do convento de San Giovanni Rotondo, o padre Pio de Pietrelcina chama a pequena Gemma de Giorgi, nascida em Ribeira, Sicília, sem pupilas nos olhos, portanto, cega, ouve-a em confissão, dá-lhe a hóstia, abençoa-a e ela dá um grito pois fica a ver, sem pupilas, caso que desafia a ciência médica; em 29 de Maio de 1976, com Marte em 7º 38´ / 8º 13´ de Leão, o vidente Clemente Domínguez y Gómez, principal impulsionador da nascente igreja tradicionalista de El Palmar de Troya, fica cego ao saltarem-lhe das órbitas os olhos em acidente de automóvel na auto estrada de Irún, no País Vasco.

ÁREA 12º-13º DE LEÃO:

BILOCAÇÃO DO PADRE PIO

 

A passagem de um planeta, do planetóide Quiron, do Sol ou de um Nodo da Lua na área 12º-13º do signo de Leão  é condição necessária mas insuficiente para desencadear bilocação do padre Pio de Pietrelcina, isto é, estar em dois lugares distintos ao mesmo tempo.

 

Em 18 de Julho de 1921, com Neptuno em 12º 46´/12º 48´ de Leão, o padre Pio, ao mesmo tempo que está no seu convento de San Giovanni Rotondo, aparece, a dezenas de quilómetros, à cabeceira do moribundo monsenhor Spinosi, bispo de Benevento, que o ordenara padre onze anos antes; em 5 de Junho de 1959,  com Úrano em 13º 8´ / 13º  10´ de Leão, o Padre Pio de Pietrelcina visita, em bilocação ou em corpo astral, o seu grande amigo médico Charles Kiswardi, hospitalizado por uma crise cardíaca, e a enfermeira Margarida Cassano sente um tremor súbito e o cheiro agradável do padre Pio, presença invisível aí.

 

ÁREA 21º-24º DE LEÃO:

PADRE PIO DE PIETRELCINA, SÃO FRANCISCO XAVIER

 

A passagem de um planeta, do planetóide Quiron, do Sol ou de um Nodo da Lua em 21º-24º do signo de Leão é condição necessária mas insuficiente para exaltar o padre Pio de Petrelcina e São Francisco Xavier.

 

Em 20 de Setembro de 1918,  com Saturno em 22º 43´/ 22º 50´  de Leão,  sozinho no coro da pequena igreja do convento de San Giovanni Rotondo, Itália, ante um enorme crucifixo, o padre franciscano Pio de Pietrelcina tem a visão de Cristo a escorrer sangue e descobre, derepente, que ele, padre, ficou estigmatizado nas mãos, nos pés e no peito; em 3 de Dezembro de 1952, com Plutão em 23º 15´ de Leão, a igreja católica celebra o quarto centenário da morte de São Francisco Xavier; em 5 de Julho de 1970, com Vénus em 21º 21´ /22º 30´ de Leão, o vidente Clemente Domínguez, junto do túmulo do padre Pio de Pietrelcina, em Itália, recebe uma mensagem deste espírito pedindo a reza do Rosário dos 50 Pai-Nossos, 50 Avé-Marias, 50 Glórias e 50 Avé-Maria Puríssima; em 3 de Junho de 1978, com Marte em 24º 2´/ 24º 38´   de Leão, o vidente cego Clemente Domínguez, da Ordem dos Carmelitas da Santa Face, tem, em Palmar de Troya, a visão interior de São Francisco Xavier que, supostamente, lhe diz que «a igreja de Roma está recheada, na sua hierarquia oficial, de maçons, marxistas, luteranos e outros herejes» e que «Paulo VI é um papa mártir».

 

ÁREA 9º-11º DE VIRGEM:

SÃO JOSÉ

A passagem de um planeta, do planetóide Quiron, do Sol ou de um Nodo da Lua em 9º-11º do signo de Virgem é condição necessária mas insuficiente para provocar visão, aparição ou locução de São José.

 

Em 19 de Março de 1970, com Nodo Sul da Lua em 11º 50´/ 11º 51´  de Virgem, São José, com o Menino Jesus ao colo, manifesta-se, supostamente, ao vidente Clemente Domínguez em Palmar de Troya; em 1 de Agosto de 1973, com Vénus em 8º 20´ /9º 33´ de Virgem, Clemente Domínguez, recebe, no santuário de São José da Montanha, Barcelona, uma mensagem de São José.

 

 

ÁREA 17º-18º DE ESCORPIÃO:

SÃO MIGUEL ARCANJO

 

A passagem de um planeta, do planetóide Quiron, do Sol ou de um Nodo da Lua em 17º-18º  do signo de Escorpião  é condição necessária mas insuficiente para provocar visão, aparição ou locução de São Miguel Arcanjo.

 

Em 18 de Junho de 1965, com Neptuno em 17º 40´/ 17º 39´ de Escorpião, a vidente Conchita recebe uma segunda mensagem de São Miguel Arcanjo, em pleno campo, em Garabandal, Cantábria; em 29 de Setembro de 1970, com Vénus em 17º 29´ / 18º 7´ de Escorpião, o vidente de Palmar de Troya Clemente Domínguez recebe uma mensagem de São Miguel Arcanjo que mostra a visão de uma guerra terrível.

 

 

ÁREA 23º-25º DE ESCORPIÃO:

BILOCAÇÃO DO PADRE PIO

 

A passagem de um planeta, do planetóide Quiron, do Sol ou de um Nodo da Lua em 23º-25º  do signo de Escorpião  é condição necessária mas insuficiente para desencadear bilocação em contexto místico.

 

Em 8 de Maio de 1926, com  Saturno em 23º 15´/ 23º 11´ de Escorpião, de um grupo de católicos de Bolonha espera três horas à porta da igreja do convento de San Giovanni Rotondo a vinda, do exterior, do padre Pio para os confessar e de súbito descobre que, por um fenómeno de bilocação, o padre Pio já se encontra no confessionário que há pouco se encontrava vazio; em 5 de Junho de 1959,  com Júpiter em 25º 0´/ 24º 54´ de Escorpião, o Padre Pio de Pietrelcina visita, em bilocação ou em corpo astral, o seu grande amigo médico Charles Kiswardi, hospitalizado por uma crise cardíaca, e a enfermeira Margarida Cassano sente um tremor súbito e o cheiro agradável do padre Pio, presença invisível aí.  

 

ÁREA 6º-9º DE SAGITÁRIO:

SÃO DOMINGOS DE GUSMÃO

 

A passagem de um planeta, do planetóide Quiron, do Sol ou de um Nodo da Lua em 6º-9º  de Sagitário é condição necessária mas insuficiente para suscitar (suposta) aparição de São Domingos de Gusmão a um místico.

 

Em 10  de Dezembro de 1969 , com Vénus em 6º 46´ / 8º 2´  de Sagitário, o vidente sevilhano Clemente Domínguez y Gómez, em Palmar de Troya, tem a visão de São Domingos de Gusmão que lhe pede a reza de um Rosário Penitencial composto de 50 Pai-Nossos, 50 Avé-Marias e 50 Glórias; em 24 de Novembro de 1972com Mercúrio em 6º 57´ / 5º 38´ de Sagitário, o vidente sevilhano Clemente Domínguez y Gómez, na gruta de São Domingos, em Segovia, vê Jesus Cristo, a Virgem Maria e São Domingos de Gusmão e recebe, supostamente, desta última entidade invisível, o pedido de reza constante do Santo Rosário.

 

ÁREA 11º-14º DE SAGITÁRIO:

ESPÍRITO SANTO, SANTA RITA DE CÁSCIA

A passagem de um planeta, do planetóide Quiron, do Sol ou de um Nodo da Lua em 13º-14º  de Sagitário é condição necessária mas insuficiente para exaltar o Espírito Santo e Santa Rita de Cáscia.

 

Em 24 de Setembro de 1974, com Nodo Norte da Lua em 13º 23´ / 13º 21´ de Sagitário, o vidente Clemente Domínguz tem a visão do Espírito Santo, em forma de pomba, pousando como Língua de Fogo, na cabeça dos fiéis presentes em Palmar de Troya; em 1 de Novembro de 1976, com Vénus em 13º 43´ / 14º 56´ de Sagitário, o padre Clemente Domínguez, cego, celebra missa tridentina e tem a visão do paraíso aberto no qual divisa o Pai, o Filho e o Espírito Santo, a Virgem Maria, São José e uma multidão de anjos e santos.

 

Em 24 de Maio de 1900, com Nodo Norte da Lua em 11º 0´/ 10º 59´  de Sagitário, Santa Rita de Cáscia é canonizada pelo papa Leão XIII; em 25 de Outubro de 2001, com Plutão em 13º 33´/ 13º 35´  de Sagitário, Rafaela Cristina Santana Costa, de 5 anos, nascida em Cássia, Minas Gerais, Brasil, hospitalizada há três dias, vítima de grave intoxicação, acorda curada às 4 horas da madrugada depois de sua avó Alda, devota de Santa Rita de Cáscia, ter invocado  "Santa Rita, passa a mão na cabeça da Rafaela e alivia suas dores. Acorda-a deste sono profundo e a cura".

 

 

ÁREA 15º-17º DE AQUÁRIO:

ROSÁRIO DE 50 PAI-NOSSOS

 

A passagem de um planeta, do planetóide Quiron, do Sol ou de um Nodo da Lua em 15º-17º de Aquário  é condição necessária mas insuficiente para destacar o Santo Rosário Penitencial.

 

Em 1 de Março de 1969, com Mercúrio em 14º 7´/ 15º 21´ de Aquário, o padre Pio aparece à vidente María Marin e ensina o seu grupo de oração a rezar o Rosário de 50 Pai-Nossos, 50 Avé-Marías, 50 Glórias, 50 Avé-Maria Puríssima, sem pecado concebida; em 3 de Fevereiro de 1970, com Vénus em 15º 56´/ 17º 20´ de Aquário, Jesús diz, em visão, a Clemente Domínguez que é necessário rezar o Rosário de 50 Pai-Nossos.

 

24º DE AQUÁRIO:

PADRE PIO DE PIETRELCINA

 

A passagem de um planeta, do planetóide Quiron, do Sol ou de um Nodo da Lua em 24º do signo de Aquário é condição necessária mas insuficiente para destacar, em circunstâncias de milagre, o padre Pio de Pietrelcina em vida terrena.

 

Em 20 de Setembro de 1918,  com Úrano em 24º 34´/ 24º 32´ de Aquário, sozinho no coro da pequena igreja do convento de San Giovanni Rotondo, Itália, ante um enorme crucifixo, o padre franciscano Pio de Pietrelcina tem a visão de Cristo a escorrer sangue e descobre, de repente, que ele, padre, ficou estigmatizado nas mãos, nos pés e no peito; em 8 de Maio de 1926, com Júpiter em 24º 50´/ 24º 55´ de Aquário, um grupo de católicos de Bolonha espera três horas à porta da igreja do convento de San Giovanni Rotondo a vinda do padre Pio para os confessar e de súbito descobre que, por um fenómeno de bilocação, o padre Pio já se encontra no confessionário que há pouco se encontrava vazio.

 

 

ÁREA 10º-11º DE PEIXES:

SÃO PIO DE PIETRELCINA, CURA DAS PERNAS, MENINO JESUS NOS BRAÇOS DA VIRGEM

 

A passagem de um planeta, do planetóide Quiron, do Sol ou de um Nodo da Lua em 10º-11º do signo de Peixes  é condição necessária mas insuficiente para gerar uma aparição ou visão mística do frade franciscano padre Pio de Pietrelcina, uma cura inexplicável de doença grave nas pernas e a aparição da Virgem com o Menino Jesus nos braços.

 

Em 2 de Fevereiro de 1951, com Júpiter em 11º 23´/ 11º 36´ de Peixes, Miguel Ambrósio, industrial italiano de Nápoles, na agonia prévia à morte, vê aparecer à direita da cama, num fenómeno de bilocação, o padre Pio de Pietrelcina que o abençoa com ternura, Miguel adormece e acorda curado; em 1 de Agosto de 1951, com  Nodo Norte da Lua em 10º 10´/ 10º 5´  de Peixes, Mário Sorentino, de Cosenza, paralítico de 12 anos, volta a ter inexplicavelmente o uso das pernas após imvocar ardentemente o padre Pio e este lhe aparecer a anunciar a cura; em 20 de Fevereiro de 1970, com  Nodo Norte da Lua em 11º 48´ de Peixes, um católico de nome Pinck, de Anvers, acorda às seis da manhã vê a figura do falecido padre Pio à sua frente que lhe sorri e logo desaparece, e às vinte horas a sua esposa, que sofria atrozmente de aperto nas veias que a impedia de andar normalmente, fica curada por milagre; em 13 de Abril de 1970, com Nodo Norte da Lua em 10º 59´ de Peixes, às três horas da madrugada, o vidente sevilhano  Clemente Domínguez, de 23 anos, desperta do sono na pensão onde dormia e vê a figura do padre Pio de Pietrelcina com um furador metálico na mão direita pedir-lhe as duas mãos e causar-lhe dois estigmas sangrentos dizendo ao vidente «Sofre isto pelo Santo Padre, tê-lo-ás por pouco tempo»; em 20 de Dezembro de 1974, com Júpiter em 11º 27´ / 11º 36´ de Peixes, junto ao túmulo do padre Pio de Pietrelcina, em San Giovanni Rotondo, Itália, o vidente sevilhano  Clemente Domínguez ouve uma locução do padre Pio que diz «Por vontade do Altíssimo, sou o protector do Palmar e de El Vergel»; 

 

Em 13 de Novembro de 1965, com Saturno em 10º 29´ de Peixes, Conchita González vê a Virgem Maria com o Menino Jesus nos braços, no lugar dos Pinheiros, em Garabandal, Espanha, e a Virgem pede-lhe que visite mais vezes o sacrário das igrejas onde está Jesus sacramentado; em 26 de Janeiro de 1972, com Vénus em 11º 26´/ 12º 39´ de Peixes, a Virgem do Carmo aparece no lugar de Palmar de Troya com o Menino Jesus nos braços e entrega este ao vidente Clemente Domínguez que dá o Menino a beijar a outros místicos ali presentes.

 

ÁREA 13º-14º DE PEIXES:

SOROR ÂNGELA DE LA CRUZ

 

A passagem de um planeta, do planetóide Quiron, do Sol ou de um Nodo da Lua em 13º-14º do signo de Peixes  é condição necessária mas insuficiente para exaltar Santa Ângela de la Cruz.

 

Em 2 de Março de 1932, com Mercúrio em 14º 51´/ 16º 47´ de Peixes, morre em Sevilha, Soror Ângela de la Cruz, freira católica, fundadora do Instituto das Hermanas de La Cruz, destinado a ajudar os pobres e os doentes; em 6 de Janeiro de 1970, com Nodo Norte da Lua em 13º 38´/ 13º 29´ de Peixes, o vidente Clemente Domínguez recebe uma mensagem mística de Sor Angela de la Cruz, em Palmar de Troya.

 

ÁREA 17º-20º DE PEIXES:

PAI ETERNO

 

A passagem de um planeta, do planetóide Quiron, do Sol ou de um Nodo da Lua em 17º-20º do signo de Peixes  é condição necessária mas insuficiente para gerar a visão mística do Pai Eterno, a primeira pessoa da Santíssima Trindade no catolicismo.

 

Em 16 de Março de 1970, com Mercúrio em 17º 51´ /19º 53´  de Peixes, em Palmar de Troya, Clemente Domínguez vê o Pai Eterno descer do céu à Terra e subir de novo, aparecendo rodeado por Jesus, Virgem Maria, São José, Santa Teresa de Ávila, Santa Teresinha, São Domingos, São Fernando, padre Pio, Arcanjo São Miguel e uma multidão de anjos; em 11 de Março de 1974, com Sol em 20º 2´ / 21º 2´ de Peixes, em Palmar de Troya, Clemente Dominguez tem a visão do Pai Eterno que lhe transmite uma mensagem.

 

 

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt
f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 15:13
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 5 de Outubro de 2013
Reflexões gnósticas cristãs para inquietar os agnósticos

 

 1- O CORPO BELO DE UMA MULHER É UM ÍDOLO - Platão chamava ídolos às imagens- fantasma, sombras de objectos reais colocados atrás dos prisioneiros, que estes viam projectadas na parede da caverna onde estavam presos desde a nascença. Ora, o corpo belo de uma mulher é um ídolo - por que se há-de amar as belas e não as feias? Assim, o acto sexual é uma pura e agradável idolatria. Deus e o tempo vingam-se dessa idolatria: as mulheres outrora belas ganham rugas, engordam, ficam com os seios e a barriga flácidos. Que havemos de amar nelas senão a alma invisível, já que o corpo é corruptível?

 

2- AS MULHERES SÃO TODAS FEIAS, se comparadas com a beleza da Virgem Maria ou Éon Sofia na gnose de Valentim.

 

3- SE UMA ESPOSA IMPEDE O MARIDO DE ORAR À VIRGEM Maria, e se  zanga quando ele vai a uma missa cristã ou entra numa igreja, dizendo «Tu não gostas suficientemente de mim», ele deve divorciar-se. Pois o amor à Virgem é mais importante que o amor à esposa, à namorada, à amante.

 

4- EU APENAS CONSIGO NAMORAR uma mulher jovem e bela que reze permanentemente - não de forma egoísta - e que diga: «Como sou feia em comparação com a vossa beleza, Santa Virgem Maria!» E que não me exija nada fora da visão religiosa e mística.

 

5- OS FILÓSOFOS ANALÍTICOS, POSITIVISTAS LÓGICOS e outros limitam o conhecimento à visão, ao cheiro, à audição e ao tacto e à razão submetida a eles. Por isso dizem: «A Virgem Maria é pura imaginação, não tem sentido sequer supor que existe». Ignoram que o coração é também uma fonte de conhecimento.E como podemos fiar-nos na «racionalidade» destes filósofos, se nem sequer a sua limitada inteligência lhes dá a intuição e a compreensão racional da Astrologia histórico-social, de como os planetas deslizando no Zodíaco controlam por completo os actos humanos e biofísicos na Terra?

 

 6- ORAR E SOBREPOR-SE À AUTOCOMISERAÇÃO - Se orarmos permanentemente a Cristo e à Virgem Maria e desprezarmos o nosso ego sedento de popularidade entre a vasta massa, carícias e luxos, elogios de amigos e familiares, ultrapassaremos os lamentos, a autocomiseração e atingiremos um apreciável patamar de tranquilidade/ felicidade.

 

7- OS MEUS VERDADEIROS AMIGOS possuem sempre um lado traiçoeiro, irónico, ainda que leve. Detecto isso, sem grande esforço. É por isso que só tenho amigos de conveniência, interesseiros, instáveis, excepto, claro, Jesus Cristo e a Virgem Maria que não precisam de mim e por isso amam-me.

 

8- O AMOR DO HOMEM A UMA MULHER é, em regra, uma questão vaginal. O resto é retórica, poesia. ilusão.

 

9- É INCONCILIÁVEL SERVIR A DEUS E AO MUNDO - Se queremos uma vida mundana e feliz, repleta de prazeres e movimento - é a tendência natural de cada um - afastamo-nos de Deus, a grande Escuridão visível que tem dentro a Luz. Se servimos a Deus, apagamo-nos para o mundo social, em certa medida, e fracassamos nalguns campos ou em todos. Não há como resolver isto, a menos que Deus seja o mundo visível, sensível, palpitante de emoções.

 

10- AO ESPÍRITO DE FORNICAÇÃO chamamos amor, AO INTERESSE DE CONVIVER chamamos amizade.

 

11- O AMOR É UM SENTIMENTO GERAL - Não se ama ninguém em particular, a não ser acidentalmente. O universal serve-se do particular mas ab-roga-o, anula-o, quando assim o entende, como diria Hegel. Por isso se amo esta mulher agora poderei a qualquer momento amar outra. Essencialmente, não amo nenhuma das duas, porque são finitas, limitadas e limitam-me.

 

12- DEUS NÃO TEM O PODER TODO SOBRE O MUNDO DA MATÉRIA- Com tantos males e ruindade no mundo, derivados do instinto de sobrevivência de cada um e do deus do Mal (o Diabo), não pode dizer-se que Deus manda na história do mundo nos seus mais ínfimos pormenores. O mal está incluído na Ordem Cósmica. Voltamos pois à tese gnóstica: a tua alma é criação do Deus Superior e do Eón Sofia (a Santa Virgem Maria) e o teu corpo é criação do demiurgo, um deus inferior, que alguns identificam com Iavé e outros com Satã. Ou este não será o demiurgo mas uma entidade inferior e obscura do mundo subterrâneo, os Infernos... Metafísica!

 

13- BELEZA -És bela, jovem, estás a sair ou já saíste da adolescência. Maquilhas-te, produzes-te, vives preocupada com a higiene do corpo e a elegância e exotismo da roupa que usas. E com a alma interior? Lavas esta com bons pensamentos e orações? Ou praticas bullying sobre outras colegas, dizes mal delas, procuras roubar-lhes os namorados, fazes sexo com quem não amas por pura animalidade, fumas charros e estouras gradualmente o teu cérebro são, tomas como ídolos o Justin Bieber, a Madonna, o Marilyn Manson? Que importa a tua beleza exterior se ainda não és bela interiormente?

 

14- FIZESTE AS TUAS ORAÇÕES AO ALTÍSSIMO, HOJE? - Não fizeste? Então que esperas? Podes ser ceifado da vida a qualquer instante, por um acidente interno ou externo. Coloca-te na presença de Deus e fala Lhe. Se tivesses a infelicidade de morrer hoje, arderias anos seguidos no Purgatório, com sofrimentos idênticos aos do Inferno.

 

«Isso é meter medo às pessoas! - dizes - Não aceito esta religião». Mas se o amigo que vai a conduzir o carro que te transporta insiste em acelerar a 140 quilómetros/ hora, não é teu dever meter-lhe medo, dizendo »Olha que podemos sofrer um acidente gravíssimo e morrer ou ficar paraplégicos»? Também tu vais a 140 quilómetros à hora na tua vida - de bar em bar, de bebida em bebida, de charro em charro, de namorada em namorada, de ameaça em ameaça a quem não gostas, de concerto em concerto musical, de negócio menos honesto a negócio menos honesto - e não paras para ver o essencial: a divindade sustenta-nos a cada instante e devemos louvá-La.

 

15- O AMOR E A SENSUALIDADE - Frequentemente o que se chama de amor está contaminado pela sensualidade. Não é amor: é desejo sexual, excitação hormonal, sensação de prazer imediato e cego. As mulheres sabem disso e muitas vezes deixam-se ir na onda... A verdadeira amizade quase não existe neste mundo. Quase nenhum dos meus amigos do facebook é meu amigo... É apenas fachada, um vago interesse de saber algo.

 

16- CADA DIA ESTÁS MAIS PERTO DE ENFRENTAR DEUS e nem te dás conta. A tua dívida em pecados - injúrias sobre os outros, manipulação, silenciamento das capacidades dos que te são superiores na profissão ou no pensar,  exploração, etc - é sustentável? Como vais conseguir pagá-la, se não orares já?

 

17- POR MAIS AMOR QUE FAÇAS SEXUALMENTE BEM EXECUTADO, não conseguirás prender a alma da tua (teu) parceira (o). Por isso, as relações dos casais são instáveis, submetidas à lei da contingência. Mas o Amor de Cristo não é instável: nele não corres risco.

 

18- HÁ UMA CONTRADIÇÃO ENTRE SER SANTO E SER REVOLUCIONÁRIO SOCIAL - Os anarquistas espanhóis, cujos ideais de dignidade humana e igualdade social ainda hoje perfilho em grande parte, queimaram em 1936-1937 centenas de igrejas e capelas e executaram padres e freiras, atitudes anti clericais que abomino. Sou, portanto um atípico simpatizante do anarquismo que reza a Deus e à Virgem Maria, entidades não anárquicas, vértices das hierarquias celestes.

 

Há esta fractura insanável entre ser revolucionário social e ser cristão (gnóstico, católico, protestante, etc). O PCP sempre foi muito mais cuidadoso nas relações com a igreja católica e outras igrejas do que a extrema esquerda trotskista, anarquista, maoísta, guevarista, internacional situacionista. Lembro-me de que esta corrente, em 18 de Junho de 1975, cercou o patriarcado de Lisboa que fechara a Rádio Renascença ocupada pelos trabalhadores revolucionários e entrou em luta, com apedrejamentos, contra o cordão humano de católicos que formou um escudo em redor do edifício do patriarcado.

 

Os comunistas genuínos estão próximos de Cristo mas não rezam nem veneram Cristo em espírito e caem na idolatria dos Lenine, Estaline, Mao Ze Dong, Kim Il Sung, Fidel Castro, falsos deuses de pés de barro. Globalmente, o comunismo ateu é uma  religião «humanista», materialista, assente na veneração divinizadora do «faraó» vermelho, isto é, o líder do «proletariado» e é uma impostura científica: como todo o ateísmo, fecha as aberturas a outros mundos invisíveis, com a agravante de que persegue ou pode perseguir cultos religiosos e metafísicos.

 

O padre Francisco da Cruz (29 de Julho de 1859- 1 de Outubro de 1948) tem, provavelmente, maiores poderes de intercessão junto de Deus do que o líder do PCP Álvaro Cunhal (10 de Novembro de 1913- 13 de Junho de 2005) mas não está excluída a hipótese de Cunhal ser um santo não católico. Na verdade, só por «milagre» o PCP mantém ainda em Portugal uns 12% do eleitorado e bastiões operários e autárquicos importantes, 39 anos após a revolução popular de 1974-1975. Cunhal será um «Santo António vermelho»?

 

19- A PROPÓSITO DA MÚSICA «PANIS ANGELICUS» DE CÉSAR FRANK- O verdadeiro pão dos anjos é, não a hóstia consagrada - esta é-o por reflexo - mas o redondo branco-ouro da alma da pessoa que a vai tomar, com devoção. É um pão interior, supersubstancial, como diziam os cátaros.

 

20- ANTES DE DEITAR PEÇAM AO VOSSO ANJO DA GUARDA que vele por vós, pelos familiares e pela casa. Não costumam fazer isso? Que raio de vida espiritual é a vossa, se não utilizais os poderes reais do invisível mas vedes televisão até às duas da madrugada? A oração é tão eficaz como a faca de cortar a carne ou a batedeira eléctrica. É mesmo mais eficaz do que estes objectos materiais: ela corta e despedaça a «matéria» psíquica do Mal.

 

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt
f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 20:48
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

25
26
27
28
29
30


posts recentes

Breves reflexões de Junho...

Breves reflexões de Dezem...

Aparições de Santos ( Vis...

Reflexões gnósticas crist...

arquivos

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

tags

todas as tags

favoritos

Teste de filosofia do 11º...

Pequenas reflexões de Ab...

Suicídios de pilotos de a...

David Icke: a sexualidade...

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds