Domingo, 16 de Abril de 2017
Osho: a infelicidade nasce de se ter ideais perfecionistas

Osho (1931-1990), o filósofo indiano perseguido por diversas religiões e Estados que reflectem o poder destas, disse que já somos perfeitos tal como somos e que nada há a melhorar. Assim, suprime-se a dualidade, fonte da luta, e vive-se integralmente o presente, o aqui e o agora.

 

 «O homem cria a sua própria confusão só porque está sempre a rejeitar-se a si próprio, a condenar-se a si próprio, a não se aceitar a si próprio. Cria-se assim um encadeamento de confusões, de caos interior e de infelicidade. Porque razão não se aceita tal como é? O que se passa? Toda a existência o aceita tal como é, mas você não » (.....)

 
«Por causa do ideal condena-se a si próprio. Todas as ideologias e todos os ideais são condenatórios, porque criam uma imagem na mente. E enquanto continuar a comparar-se a essa imagem, sentirá sempre que lhe falta qualquer coisa, que alguma coisa lhe falta.»
«Nada está a faltar nem nada está a falhar. Você é perfeito na medida em que haja qualquer possibilidade de perfeição.» (...)

 

«O obstáculo aparece através do ideal. Como pode você sentir prazer? Está cheio de cólera e primeiro, a cólera tem de desaparecer. Como pode voce ser ditoso? Está cheio de sexualidade e, primeiro, o sexo tem de desaparecer. Como pode você ser como os deuses celebrando este momento? Está cheio de tanta cupidez, tanta paixão, tanta raiva e, primeiro, tudo isso deve desaparecer. Depois será como os deuses.»

(Osho, "Intimidade, confiar em si próprio e no outro", Editora Pergaminho, 2002, pp 82-83; o destaque a bold é posto por nós).

 

É óbvio que os ideais têm um lado positivo: os direitos humanos universais, a proteção da vida de cada um contra a guerra, a mutilação, a fome, etc, são um ideais que balizam e defendem milhões de seres humanos contra a tirania e o arbítrio. Note-se que a filosofia do abandono das preocupações e da auto aceitação de Osho opõe-se à lei da atração universal segundo a qual se deve pensar de modo optimista no que se deseja intensamente e tentar materializar o desejo.

 

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 10:55
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 30 de Novembro de 2015
A lei da atração opõe-se a ideologias de esquerda e ao catolicismo tradicionalista?

 A lei da atração, teorizada por vários pensadores da psicologia de massas e do controlo mental, sustenta que atraímos a nós as coisas e qualidades em que pensamos frequentemente: se pensarmos que é mau ser rico atrairemos a pobreza ou um grau de conforto muito moderado, se pensarmos em vinganças ou em prejuízos para pessoas abater-se-ão sobre nós vinganças de outrém, se pensarmos em ser ricos e agirmos em conformidade a riqueza material virá ter connosco. Mas isto não dispensa a acção que temos de desenvolver para materializar as ideias. Esta lei parece opor-se às ideologias de esquerda revolucionária centradas na pobreza e na sua denúncia sistemática.  Escreve Camilo Cruz sobre a necessidade de nos mantermos de mente saudável e optimista, gratos sobre tudo o que de bom nos sucede:

 

«No campo da informática, é sabido que se programar o seu computador com lixo, a única coisa que vai de lá tirar é o lixo»-

«A lei da atração diz-nos que o mesmo acontece com a mente: se puser nela lixo, só obterá dela lixo.»(...)

«Não basta querer mudar ou estar consciente da necessidade de fazê-lo. A vontade ou o desejo de mudar não bastam. A única opção é fazê-lo. Se pretende ver alterações no seu comportamento, e na sua vida, talvez precise de rever os programas que até hoje orientaram a sua mente.»

«Orison Swett Marden recorda-nos de que o pensamento recto é um íman poderoso, pelo que quando quiser ser ou ter algo, só o obterá programando a sua mente com a informação correcta. Afirme com fé o que quer ser ou ter. Se anseia ter saúde e vigor, se quiser abundância e não miséria, repita constantemente: «Estou são, sou forte, vivo em abundância, não pode haver penúria, nem pobreza, nem necessidade na minha vida. Sou rico porque obedeço às leis e princípios do êxito.»

(Dr. Camilo Cruz, A verdade sobre a lei da atração, Pergaminho, pág 75; o destaque a bold é de nossa autoria).

 

«Depois de identificar as suas metas, crie imagens claras delas. Apoie-se em fotografias, postais, vídeos ou no que achar que pode ajudar a visualizá-las mais claramente. »

«Não existe nenhuma força mágica ou sobrenatural, a operar, trata-se apenas das funções fisiológicas do cérebro. Na medida em que se concentre em qualquer sonho, por mais impossível que possa parecer, pense nele, o visualize, o envolva em emoções fortes e desenvolva um profundo desejo de obtê-lo, activará a sua formação reticular, agudizando assim todos os sentidos para que consigam captar com maior facilidade toda a informação sensorial proveniente do meio ambiente que possa estar relacionado com essa meta». (Dr. Camilo Cruz, A verdade sobre a lei da atração, Pergaminho, pág 75; o destaque a bold é de nossa autoria).

 

«A gratidão mantém a sua mente numa harmonia mais próximas das energias criativas do universo. Se analisar com atenção verá que é verdade. As coisas boas que tem chegaram-lhe obedecendo a certas leis. A gratidão levará a sua mente àquilo que origina a riqueza, mantê-lo-á em harmonia próxima do pensamento criativo e avisá-lo-á quando estiver próximo de cair no pensamento errado.»(...)

«Se permite que a sua mente mergulhe no desespero das angústias da vida quotidiana, começa a duvidar e a perder a firmeza. Quando fixa a sua atenção, no pobre, no fraco e no mau, a sua mente toma a forma destes elementos negativos. Como resultado disso, o pobre, o fraco e o mau sentir-se-ão atraídos para si. Se permite que a a sua mente se afunde no inferior, tornar-se-á inferior e ficará rodeado de coisas inferiores. Mas se se fixar no melhor, irá rodear-se do melhor e ser o melhor» 

«Também a fé cresce com a gratidão. A mente agradecida espera sempre coisas boas e esta esperança gera fé. A atitude de gratidão produz uma maior fé e cada vez que agradecemos aumentamo-la.»

(Dr. Camilo Cruz, A verdade sobre a lei da atração, Pergaminho, pág 128; o destaque a bold é de nossa autoria).

 

Este modo de pensar positivo, que lembra o de Cristiano Ronaldo, desprezando a concentração na atenção na pobreza e na debilidade física, opõe-se às ideologias de esquerda que mostram sistemáticamente, as condições de vida degradantes em que cerca de 20% da população vive e levam a cabo estudos sobre isso. E opõe-se também ao catolicismo tradicional baseado no temor a Deus, ao Inferno e ao Diabo e na mortificação do corpo. Há objeções a colocar a esta lei do pensamento positivo, negando~lhe um poder absoluto::

 

1º Os planetas determinam o nosso comportamento e tudo o que nos sucede. Se Saturno ao passar sobre o nosso Marte de nascimento causa em dado dia um acidente no automóvel em que viajamos, como pode o pensamento luminoso evitar isso?

 

2º De que serve o pensamento optimista aos passageiros de um avião em queda livre de uma altura de 10 000 metros? Quando muito, ajuda a encarar a morte com serenidade...

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt
f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 20:12
link do post | comentar | favorito (2)
|

Segunda-feira, 10 de Outubro de 2011
Sincronicidade ontofonética

Desde há muito existe a teoria da sincronicidade formulada, entre outros, por Carl Jung, nos seguintes termos: «acontecimentos similares mas aparentemente desconexos entre si ocorrem, frequentemente, em simultâneo, como se uma misteriosa lei ou inteligência os fizesse brotar». O povo, na sua sabedoria, diz «Não há duas sem três» e «Falai no diabo e aí vem ele». Outros dizem que se trata da lei da atracção universal: pensa-se em algo, deseja-se esse algo e tal entidade ou situação materializa-se ou cruza-se connosco.

 

Não tenho nem poderia ter pretensões a ser inventor de uma tal doutrina. Limitei-me a desenvolvê-la numa dupla dimensão, ontológica e fonética, e talvez me possa considerar o impulsionador daquilo a que chamarei  sincronicidade ontofonética.  A tese principal desta doutrina é: em cada dois ou três dias contíguos, ocorrem diferentes acontecimentos, a que a imprensa dá relevo, que, sem nada terem a ver entre si, aparentemente, obedecem a um mesmo núcleo fonético ou a uma mesma ideia. Vou dar exemplos:

 

Em 7 e 8 de Outubro de 2011, as ideias de ANTAS e INFANTE estão em em foco: no dia 7, no estádio do Dragão, zona das ANTAS, no Porto, Portugal vence por 5-3 a Islândia, em futebol, e no parque de exposições de Beja actua, no quadro da Vinipax, o grupo musical Sonido Andaluz em que o guitarrista e vocalista ANTElmo (evoca: ANTA) sobressai, o «Diário do Alentejo» noticia a reabertura de o espaço de Os INFANTES (evoca: ANTA) em Beja; no dia 8, um grande protesto contra as portagens tem lugar na Via do INFANTE no Algarve.

 

 

Em 7 de Outubro de 2011, BEJA e MALA estão em foco: o telejornal da SIC, exibe o gastrónomo Martim Cabral em visita ao Convento da Conceição e ao castelo em BEJA e à herdade da MALHADINHA (evoca: MALA) Nova no concelho de BEJA, abre a 5ª edição da Vinipax, feira vinícola e gastronómica em BEJA, passam 61 anos sobre a invasão do TiBETE (evoca: BEJA) pela China maoísta, decorre o congresso do Partido Popular espanhol em LAga.

 

Em 7 de Outubro de 2011, as ideias e nomes de CALDEIRÃO/ CALDAS estão em foco: a RTP1 exibe Francisco Ferreira, da Quercus, junto da lagoa do CALDEIRÃO, na ilha do Corvo; Paulo CALDAS, presidente da câmara do Cartaxo, recebe Cavaco Silva; uma explosão numa CALDEIRA na Ordem da Lapa, no Porto, provoca dois feridos graves, na passagem de nível sem guarda de Jerumelo, Sobral de Monte Agraço, um comboio com destino a CALDAS da Rainha abalroa um camião, resultando 7 feridos.

 

Em 5 e 6 de Outubro de 2011, as ideias e nomes de INFÂNCIA e MELO estão em foco: no dia 5, falece Berta Ávila de MELO, de 91 anos, fundadora do Lar da CRIANÇA (evoca: INFÂNCIA) e gestora deste; no dia 6, reabre na rua dos INFANTES (evoca: INFÂNCIA) em Beja o edifício do já extinto restaurante «Os INFANTES» agora entregue ao grupo de teatro bejense Lêndeas d´Encantar que aí apresenta uma perfomance feminina de Ana Oliveira com textos de Sophia de MELO Breyner Anderssen.

 

 

Em 5 de Outubro de 2011, as ideias de TOURO e ALVO/BRANCO estão em foco: os telejornais exibem o regaste de um TOURO jovem de um buraco no Chile onde esteve dois dias cativo, nas ruas de Beja é anunciada a TOURADA a favor da Cercibeja no próximo dia 8, casa, em Sevilha, Cayetana, a velha duquesa de ALBA (evoca: ALVO, BRANCO) , Fernando BLANCO, ex conselheiro da indústria do governo galego e deputado do Bloco Nacionalista Galego renuncia ao cargo por receber comissões em dinheiro (suborno).

 

Em 4 de Outubro de 2011, as ideias e nomes de SENTADO e PÓVOA encontram-se em foco: neste dia de S.Francisco de ASSIS (em francês, ASSIS é SENTADO), Luís Figo oferece em PÓVOA de Santa Iria uma CADEIRA (evoca: SENTADO) a uma menina paraplégica, noticia-se que o bebé abandonado em 1 de Outubro está no hospital da PÓVOA de Varzim, de boa saúde.

 

Em 3 e 4 de Outubro de 2011, BARBA e BABA, as ideias e nomes TORRES e RICO estão em foco: no dia 3, o catedrático António Pedro BARBAS toma posse como presidente do Centro de Estudos Judiciários, inicia-se a 2ª edição da BABElia America (evoca: BABA, BARBA) um ciclo de exposições de obras de mulheres artistas latino-americanas, o PCP faz jornadas em TORRES Vedras, a SIC exibe Teresa RICOu a bordo do navio Creoula; no dia 4, noticia-se que 9 mèdicos da Costa RICA estão há 4 meses em Portugal e não foram colocados em TORRES Novas e na lezíria.

 

Em 1 de Outubro de 2011, as ideias e nomes de SILVA e CARA encontram-se em foco: de madrugada , durante a Festa dos Números de alunos da ESDG na discoteca KARAS em Beja, eclode uma cena de pancadaria entre 2 jovens, 40 bombeiros combatem em CARRAzeda (evoca: CARA) de Ansiães, Bragança, um incêndio florestal, a atriz Linda SILVA, de 69 anos, membro da direção da Casa do Artista, falece, e CARvalho (evoca: CARA)da SILVA discursa na manifestação da CGTP contra o governo capitalista dos Bilderberger Passos Coelho-Gaspar-Portas.

 

Em 22 e 23 de Setembro de 2011, as ideias e nomes ROMA e ROMÉNIA estão em foco: no dia 22, inicia-se a visita oficial à Alemanha do papa da igreja católica de ROMA, anuncia-se o fim do grupo musical R.E.M. (sugere: REMO, ROMA), falo com Roxane, uma aluna ROMENA da ESDG, a Holanda faz objecções a uma maior integração da ROMÉNIA na União Europeia; no dia 23, passam 43 anos sobre a morte do místico franciscano padre Pio de Pietrelcina, uma glória da Igreja de ROMA no século XX.

 

Em 17 e 18 de Setembro de 2011, as ideias e nomes ALEXANDRE e ALMEIDA estão em foco: no dia 17, ALEXANDER Lebdev, milionário russo, agride a soco outro milionário num programa de TV na Rússia; no dia 18, a SIC exibe ALEXANDRE ALMEIDA, provador de café, e uma grande reportagem sobre João Pedro ALMEIDA, um adolescente que nasceu mulher e quer que lhe construam cirurgicamente um pénis.

 

Em 14 e 15 de Setembro de 2011, as ideias e nomes de SUÍÇA, LUZ e RICO estão em foco: no dia 14, no estádio da LUZ, o Benfica empata com o Manchester; no dia 15, a SIC exibe o vereador da CDU Eduardo LUCIano (evoca: LUZ) a falar de corrupção na câmara de Évora e Cristiano Ronaldo a dizer que sofre invejas por ser RICO, o Sporting defronta o clube SUÍÇO ZuRIQUE (evoca: RICO), noticia-se que o banco SUÍÇO UBS perdeu 1,4 mil milhões de euros por fraude de um colaborador.

 

Em 9 e 10 de Setembro de 2010, as ideias e nomes de PONTE, FURNA e LIMA permanecem em foco: no dia 9, anuncia-se que Vitor PONTES é o novo treinador do União de Leiria, em FURNAzinhas, Castro Marim, um choque de veículos mata 2 pessoas, o telejornal da SIC mostra Martim Cabral em São Miguel, ilha das FURNAS; no dia 10, decorrem as festas das feiras novas em PONTE de LIMA, noticia-se que o Brasil pedirá a extradição do advogado Duarte LIMA, ex deputado do PSD, por suspeita de assassinato de Rosalina Ribeiro.

 

Em 29 de Agosto de 2011, a ideia CAMPO está em foco: um telejornal exibe declarações de Alexandre CAMPElo, médico do Vasco da Gama, do Rio de Janeiro, sobre o AVC sofrido pelo treinador Ricardo Gomes, e o telejornal da RTP1 exibe reportagem sobre o comendador Rui Nabeiro, um próspero empresário de CAMPO Maior ligado ao PS e à beneficiência.

 

Em 22 e 23 de Agosto de 2011, as ideias e fonemas de KA e CATORZE estão em foco: no dia 22, um avião cai na costa árctica do CANadá, um avião despenha-se num festival aéreo no KANsas, os revoltosos líbios ocupam Tripoli e a busca a KAdafi intensifica-se, a TV diz que Portugal é o 14º país com mais reservas de oiro ; no dia 23, a Greenpeace denuncia em Pequim que substâncias químicas tóxicas, foram detetadas em produtos de 14 grandes fabricantes de vestuário.

 

Em 10 e 11 de Agosto de 2011, as ideias e nomes de FRANCO, FLOR e LEÇA estão em foco: no dia 10. um telejornal noticia que o táxi de Ricardo FRANCO se incendiou em viagem, eclode um incêndio em FRANCheira (evoca: FRANCO), Loures, a TV noticia o grande incêndio em Vila FLOR, há um incêndio em LEÇA do Balio; no dia 11, a SIC TV noticia que Joaquina FLORES, de 71 anos, corre hora e meia por dia, há uma explosão na refinaria de LEÇA da Palmeira.

 

Em 6 e 7 de Agosto de 2011, a ideia de MONTE está em foco: no dia 6, passam 33 anos sobre a morte de Giovani Baptista MONTIni, papa Paulo VI, um clérigo antifascista que escondeu judeus no Vaticano na 2ª Guerra Mundial, salvando-os dos nazis; no dia 7, de madrugada, três raparigas são assaltadas e roubadas por 3 homens armados em MONTEchoro, Albufeira.

 

Em 31 de Julho e 1 de Agosto de 2011, as ideias de ARO e CALDAS estão em foco: no dia 31, a TV fala do tiroteio no bairro de ARcena (evoca: ARO), um carro despista-se junto à rotunda da AREosa, no Porto, e embate num poste, a RTP1 emite uma reportagem sobre as termas de CALDelas, Mira AmARAl (evoca: ARO) fala à Antena 1 da compra do BPN pelo banco BIC; no dia 1, 7 bares de madeira são incendiados na Foz do ARElho, CALDAS da Rainha.

 

Em 21 e 22 de Julho de 2011, as ideias de OITO e RIO encontram-se em foco: no dia 21, Andy Shleck vence a décima OITAVA etapa da volta à França, uma fábrica têxtil arde em RIBEIRÂO (evoca: RIO), Famalicão, o FC Porto vence por 3-1 o RIO Ave, o estado de catástrofe é decretado em OITO municípios do sul do Chile por um nevão imenso; no dia 22, OITO partidos parlamentares negoceiam formar governo na Bélgica.

 

Poderão os popperianos e outros dizer que isto não passa de conexões estabelecidas pela minha imaginação, que não  há qualquer fundamento necessário nestas associações, que em cada dia é sempre possível encontrar as correlações fonéticas que se quiser, que estou a ver o mundo pretensiosamente do meu cantinho (perspectivismo), etc. Não sou dessa opinião e em nada me preocupa esse tipo de  argumentos, que não posso refutar, de forma demonstrativa cabal, tal como eles não podem refutar a minha tese da sincronicidade ontofonética.

 

Como se pode provar que as correlações fonéticas que apresento são aleatórias? Por serem poucas? Isso não prova que constituam equívoco. A verdade é que este tipo de analogias fonéticas, estabelecidas empirica e intuitivamente a cada dia ou a cada hora, fornecem-me pistas sobre alguns contornos do futuro imediato. E servem, pragmaticamente, como o conhecimento científico serve.

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt
f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 03:53
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
19
20

22
24
25
26
27

28
29
30
31


posts recentes

Osho: a infelicidade nasc...

A lei da atração opõe-se ...

Sincronicidade ontofonéti...

arquivos

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

tags

todas as tags

favoritos

Teste de filosofia do 11º...

Pequenas reflexões de Ab...

Suicídios de pilotos de a...

David Icke: a sexualidade...

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds