Quinta-feira, 8 de Dezembro de 2016
Breves reflexões de Dezembro de 2016

 

 

 

Eis algumas breves e banais reflexões nos dias outonais que correm neste Dezembro de 2016.

 

O PAPEL DO SEXO E A IMPERFEIÇÃO HUMANA. Quem pratica actos sexuais está incompleto. O desejo sexual é um truque da natureza para criar uma imensa rede de organismos vivos ligados uns aos outros pelo amor e a repulsa. É ridículo que se tenha de viver um par de anos ou a vida inteira com uma pessoa só porque estamos acorrentados a ela pelo desejo sexual e a sua expressão formal: o contrato de casamento. O sexo dá prazer como a comida dá prazer: mas tal como não amamos a comida também não amamos as pessoas com quem fazemos sexo - julgamos que amamos mas não é verdade, utilizamo-las para os nossos fins de prazer, estabilidade emocional, segurança. O sexo não nos torna livres, a não ser quando possuímos alguém de quem verdadeiramente «gostamos», de resto é fonte de ciúmes e de receios de perder a/o amada/o, etc.

 

POR MUITO QUE AMES UMA PESSOA ELA NUNCA TE AMARÁ COMO TU A AMAS. Em regra, os que se sentem muito amados desprezam, em diferentes graus, aqueles que os amam. Os casos de fusão quase absoluta de dois seres são raros. Hoje a descrença no amor generalizou-se.

 

OI MIÚDA, EU NÃO TE AMO, OS MEUS OLHOS É QUE AMAM O TEU ROSTO E AS MINHAS HORMONAS AMAM A CURVA DOS TEUS SEIOS- Amor? É tudo físico. Até o espírito é um espelho embaciado do corpo físico

 

 

TANTO DÁ VIVER COM UMA MULHER BONITA COMO COM UMA MULHER FISICAMENTE FEIA. O problema é que quem, dentro de nós homens, faz habitualmente a escolha é o instinto estético-sexual e não a razão. E uma mulher bela por fora, nos seios e no rosto, mas feia por dentro, de mau carácter, não é melhor que a inversa, bela na alma mas feia na aparência corporal..

 

A LÂMPADA PARTIDA. UM SINAL? Constantemente, o cosmos ou a divina providência ou o anjo da guarda ou o daimón (espírito interno, em grego) enviam-nos sinais a que, raramente, prestamos atenção. Ontem, 5 de Dezembro de 2016, QUEBREI, involuntariamente, a LÂMPADA de um candeeiro móvel de sala, ao derrubar este. Lâmpada sugere LUZ, e por extensão, ESTÁDIO DA LUZ onde o BENFICA defronta hoje a equipa do Nápoles em futebol. Quererá isso dizer que o Benfica vai ter obscurecida a sua LUZ e não vai além de um empate com os italianos? Ou será BEJA, a antiga BAJU, a lembrar ABAJUR, - objecto em forma de cúpula ou cone ou ciindro que protege da LUZ directa das lâmpadas - que vai ter um acidente ou incidente notável?

 

A FAMÍLIA E O SEU DUPLO ASPECTO. A família é, em muitos casos, uma proteção biológica e económica de cada um: nasceste e a mãe deu-te leite do seio, o pai comprou comida para ti e pagou-te os estudos, as viagens, o alojamento numa terra distante, etc. Mas a família cobra: tens de seguir certos princípios religiosos e éticos, não podes tomar atitudes dissonantes como por exemplo, assumires um comportamento de lésbica, gay ou de heterossexual fetichista/crossdresser porque isso, dizem eles, é «imoral», «contra o espírito da família»... Assim, a família é o Estado em ponto pequeno visando formatar e coartar a liberdade do indivíduo. Nessa medida, que se lixe a família!

 

SER PROFESSOR. O professor David diz-me: «Muita gente ignora o fardo pesado que é ser professor nos tempos de hoje, em que parece caminhar-se para um estado de entropia social (desordem) e grande parte da energia do professor nas aulas é gasta a mandar calar alunos, a mudá-los de lugar ou até expulsá-los da sala por perturbarem a aula. Ser professor? 160 alunos, 6 turmas. Conheço uma colega que tem 200 alunos. Como é possível ter tempo para corrigir adequadamente os testes e fazer outras leituras necessárias à formação de cada um? » Penso: o professor é hoje, salvo os raros casos dos que ganham dinheiro com explicações extra-escolares, um proletário intelectual, um operário do intelecto. E quanta gente se dá conta disto?

 

CRISTIANO RONALDO, UM ALIADO DO ANTI CRISTO. Em 12 de Dezembro de 2016, Cristiano Ronaldo recebe a 4ª bola de ouro da sua carreira da revista France Football. É obsceno: as televisões transformam-no num super-herói porque tem habilidade superior para enfiar a bola numa baliza em jogo. É um milionário, um gigante com pés de barro. Vive à custa de milhões de espectadores muito mais pobres que ele. É tão admirado como o foi Hitler pelos alemães na década de 30 do século XX. Ou como é hoje admirado pelos católicos e outros o papa Francisco. Mas que bem traz Cristiano ao mundo? Nenhum. Faz umas ofertas filantrópicas.. para descontar nos impostos. O Anti Cristo ou Maytreia é descrito como uma figura que aparecerá nos céus graças a projeções holográficas e que induzirá em erro os povos. Cristiano, qual semideus, é a deificação do homem, não de todos os homens mas da minoria iluminati que serve eficazmente. É, pois, um aliado do «super herói» anti Cristo de que as profecias falam. Não ter heróis, não ser fanatizado pelos líderes deste mundo, é essencial para se saber guiar bem.

 

A SIMPATIA DO PAPA FRANCISCO. Os media portugueses e outros dão grande destaque ao papa Francisco da igreja católica romana. Porquê? Porque o papa não inquieta os poderosos deste mundo, aliás é um deles. É apenas um actor que protege as missas satânicas que há dentro do Vaticano e os negócios sujos do Banco do Vaticano (Instituto para as Obras Religiosas). Precisar da proteção do papa é como precisar da proteção de Hitler, Salazar, Franco ou Stalin: um «paizinho» protector, um símbolo do Estado omnipotente. O papa é o contrário de Jesus Cristo, porque este era «hippie» e não tinha Vaticano nem colégio de cardeais. O papa é um truque dos iluminati, dos jesuítas. Ter esperança em que o papa é «de esquerda» e vai tornar a igreja mais liberal, reconhecendo o casamento dos gays e lésbicas, o aborto voluntário,etc,  é reconhecer à igreja romana uma autoridade que ela não deve ter sobre os povos do mundo.

 

SE CONTEMPLAS E ADMIRAS O PAPA, EM TODO O SEU FAUSTO E AUTORIDADE, NÃO PODES CONTEMPLAR CRISTO. Porque o papa, um homem corruptível, astuto, eleito por um grupo de poderosos cardeais, é um corpo estranho, escuro, que se interpõe entre ti e o Sol, que é Cristo, e não te deixa ver o Sol. O papa, o Vaticano são o eclipse de Jesus Cristo, o anarquista pacífico, o filho de Deus.

 

A INCRÍVEL BEJA. 16 de Dezembro de 2016. São cerca de 17.50 e estou dentro do café Luís da Rocha, no centro de Beja, à espera de uma tosta. De súbito, um coro de vozes de cante alentejano soa vindo da Rua Capitão Francisco de Sousa, no exterior do café. Levanto-me e venho para a rua. Um silêncio religioso, hierático, estabelece-se entre o público: o cante é sagrado, é a voz do Deus Alentejo, e é entoado por 3 filas de 7 rapazes cada uma, de entre 15 a 18 anos de idade, muitos... deles alunos do liceu, vários deles membros de «Os discípulos».

É sempre o mesmo! Beja é assim: saltamos, num instante, do ambiente profano de um café para o ambiente de religião panteísta a céu aberto do cante! Que bom! Os nossos adolescentes conservam a tradição do cante, esta não morrerá! Aprendam com os ceifeiros de Cuba, com o grupo coral de Aldeia Nova e outros! Quando se canta assim, com um alto e um ponto a fazer a diferença e em seguida o coro de vozes ficamos presos ao chão, nós, os bejenses de raíz ou importados de outras regiões.

 

A tosta que espere na mesa, eu estou magicamente imerso no cante, comovido, maravilhado. É noite, está frio, mas o meu cachecol é tricolor, com as cores da bandeira da II República Espanhola de 1931-39 (Que viva Durruti!). Os cantores vão-se embora, batemos palmas, depois passa a Andreia, uma universitária bonita de olhos azuis celestes e pergunto: «Andreia, estuda cá em Beja?» Ela responde: «Sim, em Artes, e trabalho 5 horas por dia no call center da PT». Está um frio de gelar e vou para casa e digo:«Meu bom Jesus, obrigado por estes momentos incrivelmente belos que me dás!».

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

  

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 10:38
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 17 de Dezembro de 2014
Teste de filosofia do 11º A (Dezembro de 2014)

 

 Eis um teste de filosofia de final de 1º período lectivo, em Beja, Portugal, onde a filosofia atingiu, no plano mundial, o mais alto grau, ao conceber por leis histórico-astronómicas a presdestinação de todas as coisas - um teste sem perguntas de escolha múltipla que, habitualmente, espelham a pobreza do pensamento de uma grande parte dos docentes e dos autores dos manuais escolares.

 

Agrupamento de Escolas nº1 de Beja
Escola Secundária Diogo de Gouveia com 3º Ciclo, Beja
TESTE DE FILOSOFIA, 11º ANO TURMA A
12 de Dezembro de 2014. Professor: Francisco Queiroz

 

 I

“Algum idealismo é realismo crítico”.
 “A falácia do falso dilema é realismo crítico”.
“ O idealismo não é falácia do falso dilema”.


1-A) Indique, concretamente, três regras do silogismo formalmente válido que foram infringidas na construção deste silogismo.

.
1-B) Com base nas definições respectivas, mostre como ambas as premissas deste silogismo estão erradas no seu conteúdo, isto é, estão materialmente erradas.

 

2) Exponha os quatro passos gnoseológicos que celebrizaram Descartes a partir da dúvida hiperbólica, defina e aplique a lei da contradição principal a este conjunto.

 

3 ) Relacione, justificando:

 

A) Res cogitans em Descartes e ideia de “eu” em David Hume.

 

B) Ciências empírico-formais, ciências hermenêuticas, retórica e ideologia.

 

4) Interprete o seguinte texto e mostre dois sentidos possíveis para o termo “ser”:

 

« Existem miríades de sinais demonstrativos de que o Ser é, incriado, imperceptível, perfeito, imóvel e eterno, não sendo lícito afirmar que o Ser foi ou que será…. Ser e pensar é um e o mesmo.» (PARMÉNIDES).

 

CORRECÇÂO DO TESTE COTADO PARA UM MÁXIMO DE VINTE VALORES

 

1-A) Eis três regras do silogismo formalmente válido que foram violadas: o termo médio (neste caso: realismo crítico) tem de ser tomado pelo menos uma vez, universalmente; nenhum termo pode ter na conclusão maior extensão do que nas premissas, ora o termo idealismo é universal na conclusão e particular na primeira premissa (algum idealismo); de duas premissas afirmativas não se pode extrair uma conclusão negativa. (VALE DOIS VALORES).

 

1-B) O idealismo ontológico é a doutrina segundo a qual o mundo de matéria é um conjunto de ideias ou sensações a flutuar na mente de um ou vários sujeitos e por isso não se inclui no realismo, doutrina que diz que o mundo de matéria é real em si mesmo e exterior às mentes humanas. O realismo crítico defende que o mundo de matéria exterior é real em si mesmo mas não o percepcionamos sem deformação (exemplo: vemos uma rosa vermelha, mas o vermelho só está na nossa mente não na rosa). (VALE DOIS VALORES). O idealismo, corrente ontognoseológica, não é a falácia do falso dilema porque esta é uma disjunção lógica entre dois termos um dos quais está contido no outro, ora o ontológico não deve confundir-se com o lógico-formal ( exemplo da falácia do falso dilema: "Ou és ser humano ou és homem alentejano")  (VALE DOIS VALORES).

 

2) Os quatro passos do raciocínio de Descartes são pautados pelo racionalismo, doutrina que afirma que a verdade procede do raciocínio, das ideias da razão e não dos sentidos:

 

Dúvida hiperbólica ou Cepticismo Absoluto( «Uma vez que quando sonho tudo me parece real, como se estivesse acordado, e afinal os sentidos me enganam, duvido da existência do mundo, das verdades da ciência, de Deus e até de mim mesmo »).

 

Idealismo solipsista («No meio deste oceano de dúvidas, atinjo uma certeza fundamental: «Penso, logo existo» como mente, ainda que o meu corpo e todo o resto do mundo sejam falsos»).

 

Idealismo não solipsista («Se penso tem de haver alguém mais perfeito que eu que me deu a perfeição do pensar, logo Deus existe). 

 

Realismo crítico («Se Deus existe, não consentirá que eu me engane em tudo o que vejo, sinto e ouço, logo o mundo de matéria, feito só de qualidades primárias, objetivas, isto é, de figuras, tamanhos, números, movimentos, existe fora de mim»). Realismo crítico é a teoria gnosiológica segundo a qual há um mundo de matéria exterior ao espírito humano e este não capta esse mundo como é. Descartes, realista crítico, sustentava que as qualidades secundárias, subjectivas, isto é, as cores, os cheiros, os sons, sabores, o quente e o frio só existem no interior da mente, do organismo do sujeito, pois resultam de movimentos vibratórios exteriores e que o mundo exterior é apenas composto de formas, movimentos e tamanhos e uma matéria indeterminada. 

 

A lei da contradição principal estabelece que um sistema de múltiplas contradições se pode reduzir a uma só grande contradição, constituída por dois grandes blocos ou pólos e deixando, às vezes, uma zona neutra na fonteira entre ambos os pólos. Neste caso, a contradição principal pode ser concebida de várias maneiras: num pólo, a dúvida absoluta (1º passo)  e no outro polo o conjunto idealismo solipsista/ idealismo não solipsista/ realismo crítico que possuem certo grau de certeza em comum; em um polo os dois idealismos (2º e 3º passos) e no outro polo o realismo crítico (4º passo) ficando o cepticismo absoluto na zona intermédia ou neutra; em um polo o realismo crítico, no polo oposto o conjunto cepticismo absoluto/idealismos  (VALE CINCO VALORES).

 

3-A) A res cogitans, em Descartes, é o pensamento humano, é uma realidade (a filosofia, as ciências, o senso comum) ao passo que o "eu" em David Hume não é uma realidade, mas uma ideia ilusória uma vez que somos apenas uma corrente de percepções empíricas a que a memória e a imaginação atribuem um núcleo invariável chamado «eu». (VALE TRÊS VALORES).

 

3-B) Ciências empírico-formais são aquelas que se baseiam em factos da experiência desvendando as leis necessárias, infalíveis, que os ligam e atravessam. Exemplo: a física com a lei da gravidade, a química com a relação ácido-base, a biologia, a geologia, etc. Habitualmente, supõe-se que estas ciências são neutras, estão isentas de ideologia, isto é, interpretações do mundo intersubjectivas, próprias de certas classes sociais e grupos étnicos (exemplo: cristianismo, budismo, liberalismo, comunismo, europeísmo, pan-arabismo, filosofias da igualdade de direitos universais ou do domínio da aristocracia sobre a plebe são ideologias).  Ciências hermenêuticas são aquelas que se baseiam em factos empíricos interpretando-os segundo princípios e intuições subjectivas, cheios de simbolismos, sem leis infalíveis (exemplo: a psicanálise e o complexo de Édipo, a filosofia, a história e o papel dos grandes homens, a sociologia, a antropologia, etc). Sendo retórica a arte de argumentar ou demonstrar certas ideias ou teses, a retórica está presente em ambos aqueles tipos de ciência, em especial nas hermenêuticas que são marcadamente ideológicas - por exemplo, a teoria marxista da histórica que postula que as sociedades caminham todas em direcção ao comunismo, ou sociedade igualitária sem Estados, é muito mais ideológica do que a teoria da evolução das espécies de Darwin na biologia ou do que o cálculo integral em matemática, este último isento de ideologia (VALE QUATRO VALORES).

 

4) Há um número infinitamente grande (miríades) de sinais que demonstram que o Ser - essência esférica do universo - não foi criado por ninguém, não foi nem será porque é eternamente o mesmo, sem alterações. É perfeito e invisível, inaudível, por isso só pode ser apreendido pelo pensanento racional - daí que ser e pensar sejam um e o mesmo. O ser pode ser ideia ou pode ser algo material, o texto não é esclarecedor. Dois sentidos do Ser são: existência infinita no tempo; essência ou forma geral do universo. (VALE DOIS VALORES).

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt
f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 04:22
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 10 de Dezembro de 2014
13 de Dezembro de 2014: Comunicação sobre o ciclo de Júpiter na História de Portugal, em Beja

hotel francis.jpg

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 20:45
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 20 de Novembro de 2013
Sincronismos ontofonéticos de 18 de Outubro a 20 de Novembro de 2013

 

O que designo por sincronismos ontofonéticos são as repetições de uma mesma ideia, palavra ou grupo fonético no mesmo dia, ou em dois dias seguidos. nas notícias de telejornal ou nos sucessos da minha cidade, repetições e analogias que deixam entrever uma ordem do fluxo dos acontecimentos. Eis sincronismos que registamos no período de 18 de Outubro a 20 de Novembro de 2013.

 

Em 18 e 19 de Outubro de 2013, as ideias de FIALHO, MORAIS, CASTRO e ARQUITECTO obtêm  destaque: no dia 18, um telejornal noticia que o cidadão angolano José FIALHO Carvalho, presumível assassino de um ourives no Parque das Galinheiras, em Dezembro de 2011, terá fugido de Lisboa para Angola há uns 20 dias, um telejornal, exibe o surfista Frederico MORAIS; no dia 19, passam 33 anos sobre a morte de Isabel CASTRO Leal, no Porto, desloco-me à feira de CASTRO Verde onde encontro, entre centenas de visitantes, o engenheiro FIALHO e o ARQUITECTO Transmontano, residentes em Beja, depois viajo para Mértola onde visito a Feira da Caça, num pavilhão da escola secundária e aí falo com um ARQUITECTO que defende o turismo rural de aldeia, na SICN o poeta e cantor Vinícius de MORAIS é evocado por António Zambujo e outros.

 

Em 19 e 20 de Outubro de 2013, as ideias de e SAPATO e de FIGUEIRA e HOSPITAL sobreelevam-se: no dia 19, à noite milhares de pessoas CORREM (evoca: PÉ, SAPATO) no Night Run Lisboa, uma corrida de 10 quilómetros no interior da cidade de Lisboa, mais de 150 pessoas vão da Praça da Alegria ao Jardim BOTÂnico ( evoca: BOTA), em defesa deste e dos espaços verdes de Lisboa, a RTP exibe a entrevista de Herman José a José SÓCRATES (evoca: SOCAS, SAPATOS); no dia 20, José Barbas, um SAPATEIRO de Évora, mostra SAPATOS em Mértola, ante o programa da TVI «Somos Portugal», o professor e ceramista Heitor FIGUEIREDO, residente em Beja, completa 61 anos, a TVI exibe reportagem sobre a Praça da FIGUEIRA em Lisboa, onde vive a proprietária do HOSPITAL das Bonecas, praça que até ao sismo de 1755 foi o local do HOSPITAL de todos os Santos.

 

Em 20 e 21 de Outubro de 2013, as ideias de JOSÉ AFONSO, LARA e CÉLIA são exaltadas: no dia 20, em CELOrico (evoca: CÉLIA) da Beira, mais de 1000 pessoas manifestam-se na rua contra o fecho do posto de Correios e cantam o «Grândola, Vila Morena» de JOSÉ AFONSO, um espectáculo de homenagem a JOSÉ AFONSO tem lugar na Casa da Música, no Porto; no dia 21, recebo carta de LARA, falo com a professora CÉLIA, os telejornais voltam a focar o caso da menina loura de olhos verdes raptada por um casal de ciganos em LARISSA (evoca: LARA), Grécia, e adoptada como filha por eles.

 

Em 22 de Outubro de 2013, a ideia de AZAR NO PORTO está em foco: chuvas intensas, de madrugada, na cidade do PORTO, causam inundações na via pública, em habitações e em estabelecimentos comerciais e na rotunda da Boavista caem várias árvores, assim como em outros pontos da cidade, algumas das quais danificaram viaturas, à noite, no estádio do Dragão, o FC PORTO é vencido por 0-1 pelo Zenith.

 

Em 22 e 23 de Outubro de 2013, MARTINHO MARQUES está em foco: no dia 22, encontro o poeta MARTINHO MARQUES no Largo do Carmo em Beja e conversamos sobre as obras que tencionamos editar em livro; no dia 23, passa um ano sobre a eclosão de um infarto de miocárdio no poeta MARTINHO MARQUES.

 

Em 23 de Outubro de 2013, a ideia de GRÉCIA acha-se em foco: José SÓCRATES (nome de célebre filósofo da GRÉCIA antiga) apresenta o seu livro sobre a tortura nas sociedades democráticas, o OLYMPIAKOS da GRÉCIA vem a Lisboa empatar 1-1 com o Benfica, na Luz, numa aula falo da filosofia GREGA antiga de Tales de Mileto aos sofistas.

 

Em 24 de Outubro de 2013, as ideias de GUIMARÃES e FIGUEIRA encontram-se em foco: a «Caras» noticia que o casamento de Bárbara GUIMARÃES e de Manuel Maria Carrilho chegou ao fim, o Vitória de GUIMARÃES perde 0-1 com o Bétis de Sevilha, de madrugada as chuvas inundam ruas e lojas na FIGUEIRA da Foz, Rui Alves, do Nacional, anuncia à imprensa que vários clubes de futebol vão pedir a destituição de Mário FIGUEIREDO (evoca: FIGUEIRA) de presidente da Liga de Clubes.

 

Em 25 de Outubro de 2013, a ideia de FIGO em foco: os telejornais exibem o ex jogador do Real Madrid FIGO a dizer que foi marginalizado por Florentino Pérez que o fez ir para o banco dos suplentes e daí o ter abandonado o clube, cerca das 17.30 um barco naufraga ao sair a barra da FIGUEIRA da Foz (evoca: FIGO) e dos 8 tripulantes 4 morrem, um deles no hospital.

 

 

Em 25 e 26 de Outubro de 2013, a ideia de TRÓIA em foco: no dia 25, passam 134 anos sobre o nascimento de Lev Bronstein TROTSKY (evoca: TRÓIA), revolucionário russo, expulso da URSS em 1928 e líder da Quarta Internacional, assassinado em Agosto de 1940; no dia 26, realizam-se em 14 cidades de Portugal concentrações e manifestações de rua contra a TROIKA ( FMI, Banco Central Europeu, Comissão Europeia; evoca: TRÓIA) e a austeridade imposto pelo governo da burguesia aos trabalhadores e reformados.

 

Em 26 e 27 de Outubro de 2013, as ideias de BARCELOS, MAIA e de JORGE estão em foco: no dia 26, o BARCELONA (evoca: BARCELOS) vence por 2-1 o Real Madrid, o Gil Vicente, de BARCELOS, vence por 1-0 o Rio Ave em Vila do Conde; no dia 27, um incêndio na MAIA mata uma idosa, o espanhol JORGE Lorenzo (YaMAHA; evoca: MAIA) impõe-se ao seu compatriota Marc Márquez (Honda) no Grande Prémio do Japão, ao 'roubar-lhe' cinco pontos no circuito de Motegi, no Mundial de MotoGP , o FC Porto de JORGE Nuno Pinto da Costa enfrenta o Sporting Clube de Portugal de Bruno de Carvalho, realizam-se eleições presidenciais na GEÓRGIA (evoca: JORGE).

 

Em 28 de Outubro de 2013, a ideia de MÃE está em foco: o presidente do euro-grupo elogia em MADRID (evoca:MADRE, MÃE) a política do governo do PP de Rajoy de submissão ao capital alemão e austeridade para o povo espanhol, o telejornal da SIC exibe reportagem sobre o caso de dois professores despedidos da Casa MÃE, um colégio privado vinculado à Opus Dei, em Baltar, Paredes, por terem feito comentários no Facebook sobre o excesso de trabalho que sobre eles incorria, noticia-se que em França foi presa uma MÃE que guardava a filha bebé dentro da mala do carro há cerca de 2 anos e a mantinha viva.

 

Em 29 e 30 de Outubro de 2013, as ideias de FRANÇA, BEJA, DIOGO DE GOUVEIA acham-se em foco: no dia 29, 4 cidadãos FRANCESES, que estiveram 1030 dias reféns da Al-Qaeda em África, são libertados no Níger a troco de 20 milhões de euros, num protesto contra a falta de uma tradutora gestual a mãe de um aluno surdo-mudo, ajudada por estudantes de esquerda fecham a cadeado a escola secundária DIOGO de GOUVEIA, nome de um teólogo BEJENSE (1471- 1557) que se doutorou em PARIS, FRANÇA, inicia-se em BEJA, no Pax Julia, o 14º Festival do Cinema FRANCÊS; no dia 30, duas centenas de alunos da escola secundária DIOGO de GOUVEIA, em BEJA, fazem manifestação de rua contra os cortes orçamentais na educação e a TVI transmite imagens desta manifestação

 

Em 30 de Outubro de 2013, a ideia de MÃE está em foco: celebra-se o Dia Internacional do Cancro da MAMA ( sugere: MAMÃ, MÃE), no teatro Pax Julia, em Beja, é exibido o filme francês «A VIRGEM, os coptas e eu» (VIRGEM sugere: MÃE de Jesus Cristo) em que se evoca aparições da Virgem Maria na cúpula de uma igreja copta em Zeitoun, no Egipto, em 1968.

 

Em 31 de Outubro de 2013, a ideia de METRO sobressai: Cristiano Ronaldo, METROssexual, lança uma linha de roupa interior, os trabalhadores do METRO (Metropolitano) de Lisboa realizam uma greve de 24 horas.

 

Em 1 de Novembro de 2013, a ideia de RATO está em foco: o RATO de um amigo que trabalha em um projecto informático, em Beja, apresenta anomalia no desempenho, o teatro Pax Júlia exibe, em sessão única, o filme «L´Écume des Jours» , de tonalidade surrealista, inspirado num romance de Boris Vian, em que um RATO suicida acaba por pedir ao gato que o devore.

 

Em 1 e 2 de Novembro de 2013, a ideia de PAULO eleva-se, em destaque: no dia 1, PAUL Anthony Ciancia, de 23 anos, residente em Los Angeles, entra no terminal 3 do aeroporto de Los Angeles, vestido de negro às 09:20 (16:20 em Lisboa) armado com uma espingarda de assalto e começa a disparar sobre os passageiros, matando 1 pessoa e ferindo 7; no dia 2, um telejornal exibe Humbert PAULUS, chef de cozinha do restaurante «Adega do Cantor», no concelho de Tavira, falando sobre os pratos típicos que confeciona.

 

Em 2 de Novembro de 2013, a ideia de ACTO HETEROSSEXUAL DENTRO DA CASA DE BANHO está em foco: na 14ª Festa do Cinema Francês, em Beja, são exibidos, no teatro Pax Julia, os filmes «Du vent dans mes mollets» de Carine Tardieu, no qual alunos espreitam um ACTO SEXUAL ENTRE UM PROFESSOR E UMA PROFESSORA NUMA CASA DE BANHO DA ESCOLA, e o belíssimo filme «Cherchez Hortense», de Pascal Bonitzer, no qual há uma cena que alude ao ACTO SEXUAL ENTRE UM CABELEIREIRO E A NAMORADA NA CASA DE BANHO da casa de um casal amigo.

 

Em 3 e 4 de Novembro de 2013, a ideia de AZEVEDO eleva-se em foco: no dia 3, o teatro Pax Julia, em Beja, exibe o filme «Thérèse Desqueyroux» em que uma das personagens é um rapaz de apelido AZEVEDO; no dia 4, o telejornal da SIC exibe o agricultor de Arraiolos Pedro AZEVEDO Coutinho que usa a hidroponia, crescimento das plantas sobre as águas.

 

Em 4 e 5 de Novembro de 2013, as ideias de NICOLAU e de JEJUM estão em foco: nos dias 4 e 5, o telejornal da TVI exibe uma grande reportagem sobre o lucrativo negócio dos contratos de associação entre colégios privados e o Estado, denunciando situações de escândalo nas Caldas da Rainha e no Sabugal, e pondo o ex-vereador da câmara municipal das Caldas, NICOLAU Borges, a dizer que «não houve concurso público» numa adjudicação de obras a privados; no dia 5, o telejornal da TVI exibe NICOLÁS Maduro, o presidente da Venezuela, a declarar, no dia 1, o Natal antecipado na Venezuela, noticia-se que o ministro Nuno Crato disse, em Ovar, que os portugueses precisariam de trabalhar um ano sem receber salário nem COMER NADA (sugere: JEJUM) para pagar a dívida pública de Portugal, inicio um JEJUM de 24 horas.

 

Em 5 e 6 de Novembro de 2013, a ideia de COSTA está em destaque: no dia 5, COSTAS Manolo marca o golo da vitória do Olympiakos sobre o Benfica; no dia 6, o médico José COSTA fala do Alzheimer na RTP-1 antes das 9.00 horas da manhã

 

Em 6 e 7 de Novembro de 2013, a ideia de VARELA CONTRA RUSSOS destaca-se: no dia 6, VARELA, futebolista do FC Porto, ataca a baliza dos RUSSOS do Zenit, num jogo que acaba empatado 1-1; no dia 7, passam 77 anos sobre o início do assalto das tropas do general fascista VARELA à cidade de Madrid republicana e a sua aviação defronta os aviões RUSSOS que Stalin enviou para defesa da II República Espanhola.

 

Em 8 e 9 de Novembro de 2013, a ideia de REVOLUÇÂO está em foco: no dia 8, tem lugar uma GREVE da função pública em Portugal (sugere: REVOLUÇÂO) contra a política de austeridade da burguesia europeísta e passam 96 anos sobre o triunfo da REVOLUÇÃO bolchevique na Rússia; no dia 9, passam 95 anos sobre o eclodir da REVOLUÇÂO anti-kaiser em Berlim e passam 24 anos sobre a REVOLUÇÂO anticomunista em Berlim-Leste com a queda de parte do muro de Berlim.

 

Em 9 e 10 de Novembro de 2013, as ideias de SECRETÁRIO-GERAL do PCP e de CLÉRIGO ascendem, em foco: no dia 9, Carlos Carvalhas, ex SECRETÁRIO GERAL do PCP, completa 72 anos de idade; no dia 10, passam 91 anos sobre o nascimento do já falecido BISPO de Beja (evoca: CLÉRIGO), Manuel Franco Falcão, e 100 anos sobre o nascimento de Álvaro Cunhal, SECRETÁRIO-GERAL DO PCP, de 1960 a 1992, realiza-se uma prova de vinhos no pavilhão da VitiFRADES, em Vila de FRADES, Vidigueira, Beja

 

Em 10 de Novembro de 2010, as ideias de JUSTO e de MULHERES estão em foco: em Lisboa, Toni Carreira diz num palco que «é JUSTO que cante para as MULHERES» que sofrem de cancro na mama porque as mulheres são o seu público principal, desloco-me a Vila de Frades e sou convidado a provar o vinho novo na adega de JUSTINO DAMAS (evoca: JUSTO e MULHERES), a RTP exibe um filme com Jack Nicholson em que o argumentista é JUSTIN Zackman.

 

Em 11 de Novembro de 2013, o nome MELO ascende, em foco: realiza-se o funeral do grande capitalista Jorge de MELO, neto de Alfredo da Silva, o fundador da CUF, a câmara municipal de Braga rejeita, por maioria, a proposta da CDU para retirar de uma praça da cidade a estátua do cónego Eduardo MELO Peixoto, um clérigo fascista já falecido, que teria participado no MDLP que assassinou o padre Max da UDP, em 2 de Abril de 1976.

 

Em 12 e 13 de Novembro de 2013, as ideias de LOU, EMÍLIA e MIL encontram-se em foco: no dia 12, Francisco LOUçã (evoca: LOU), economista e ex líder do Bloco de Esquerda, completa 57 anos de idade; no dia 13, Mary LOU, uma jovem de Tres Cantos (Madrid) que conheci há anos cumpre aniversário, falo com a funcionária D.EMÍLIA da biblioteca municipal de Beja, encontro a professora EMÍLIA no Largo do Carmo em Beja, recebo uma informação relativa ao MILLenium BCP (evoca: MIL).

 

Em 15 de Novembro de 2013, as ideias de CINEMA E XAVIER elevam-se em foco: a Fundação de Serralves, a Secretaria de Estado da Cultura e o realizador Manoel de Oliveira assinam um protocolo para a construção da Casa do CINEMA - Manoel de Oliveira, com o secretário de Estado da Cultura, Jorge Barreto XAVIER a enaltecer as qualidades do cineasta, noticia-se que os serviços do Instituto do CINEMA e do Audiovisual (ICA), no Bairro Alto, vão ser transferidos para o edifício dos antigos estúdios da Tobis, no Lumiar, onde funcionou a mais antiga produtora de cinema em Portugal, o tribunal condena a sete anos e meio de prisão Pedro XAVIER Pereira, considerado o principal arguido no caso Megafinance, pelos crimes de burla, falsificação de documentos, insolvência dolosa, branqueamento de capitais e manipulação de mercado.

 

 

Em 15 e 16 de Novembro de 2013, as ideias de VIEIRA, PORTO e JOÃO ROCHA estão em foco: no dia 15, Paulo PORTAS (evoca: PORTO) discursa em Madrid ante empresários espanhóis, Pinto da Costa, presidente do FC PORTO, é hospitalizado por uma falha cardíaca, encontro JOÃO ROCHA, aluno da ESDG e DJ, num bar no centro de Beja, PORTUgal (evoca: PORTO) vence por 1-0 a Suécia em futebol, um telejornal exibe António VIEIRA Monteiro, presidente do banco Santander, a declarar que acredita não haver segundo resgate da dívida pública portuguesa; no dia 16, Nicolau Breyner, entrevistado na RTP, elogia JOÃO ROCHA, presidente da câmara de Beja, como «grande autarca» e um vereador do executivo camarário de JOÃO ROCHA apresenta, no Museu Jorge VIEIRA, em Beja, a maqueta do "Monumento ao Antifascista de Aljustrel". 

 

Em 16 e 17 de Novembro de 2013, as ideias de LAMEGO, NEVE, BRANCO estão em destaque: no dia 16, cai NEVE na Serra da Estrela, uma casa arde numa freguesia de LAMEGO e morre um homem de 44 anos nela residente; no dia 17, os telejornais referem a entrevista do economista João César das NEVES ao «Diário de Notícias» defendendo a austeridade governamental, três reclusos fogem do Estabelecimento Prisional de Castelo BRANCO e deixam feridos três guardas, um telejornal exibe o professor de Educação Física da Guarda, Armando NEVES, que se desloca numa auto-caravana a São João da Pesqueira para dar aulas, Marcelo Rebelo de Sousa alude, na TVI, à entrada de José LAMEGO no conselho de administração da Fundação Luso-Americana.

 

De 16 a 18 de Novembro de 2013, as ideias de NOBEL e PRESO encontram-se em foco: no dia 16, passam 91 anos sobre a morte de José Saramago, escritor, prémio NOBEL da Literatura; no dia 17, morre em Londres a escritora Doris Lessing, de 94 anos, prémio NOBEL da Literatura, 3 PRESOS evadem-se da cadeia de Castelo Branco, ferindo 3 guardas prisionais; no dia 18, são atribuídos a emPRESAS (evoca: PRESOS) de 26 sectores os prémios Exame/JN, sob o patrocínio do grupo ImPRESA (evoca: PRESO) de Pinto Balsemão e Pedro Norton.

 

 

Em 19 e 20 de Novembro de 2013, as ideias de BEATRIZ, RONALDO e FRANÇA sobressaem: no dia 19, a FRANÇA apura-se para o Mundial de Futebol no Brasil ao vencer por 3-0 a Ucrânia, passam 38 anos sobre a morte do general FRANCISCO FRANCO (evoca: FRANÇA), caudilho da Espanha fascista, Cristiano RONALDO marca os 3 golos de Portugal no jogo com a Suécia; no dia 20, a médica BEATRIZ Craveiro Lopes, do hospital Garcia de Orta, fala na RTP sobre dores musculares, vejo no Largo do Carmo, em Beja, BEATRIZ, estudante da ESDG, a casa RONALD McDonald, junto ao hospital de S. João, no Porto, para alojar 12 famílias temporariamente, é inaugurada.

 

Para aqueles que dizem que «isto é tudo subjectivo, não há ordem nenhuma verbal ou ideal no fio quotidiano da história» respondo assim: eu apresento factos, e vocês?

 

 

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

 

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 22:18
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 22 de Maio de 2012
Pequenas reflexões em Maio

 

O CORPO- Ainda que o neguemos, por via de uma educação espiritualista e platonizante, amamos o corpo do ser amado - e tanto mais quanto mais fôr jovem e belo. Não se ama só o corpo, mas também a electricidade que o anima, o espírito, o charme sexy do outro. Difícil é estabelecer a proporção exacta de amor à carne, à forma plástica, e ao espírito, à forma não plástica... Talvez seja o número de oiro: 1,618. A favor do corpo. Isto daria 38,2% de amor ao espírito e 61,8% de amor ao corpo... Tudo muito matemático, tudo muito discutível.

 

OS TIPOS COMO EU - Os tipos como eu, excêntricos (verdadeiros intelectuais, modéstia àparte) passam largos períodos de travessia do deserto quando lhes salta da mão a mulher perfeita que amaram: não se contentam com meias tintas, com ventres obesos de mulher e rostos enrugados, com trintonas, quarentonas e cinquentonas com formação superior ou sucesso empresarial, por isso preferem a solidão. Necessitam de mulheres jovens (idade ideal: 25-30) para os inspirarem nas artes do pensamento que são também as artes do amor...

 

O AMOR ETERNO - É apenas a expectativa, persistente e vivamente sentida dentro de ti, do número de vezes que levas uma mulher (ou um homem) para a cama. O amor é tanto mais eterno quanto mais forte a imaginação. Mas de facto, nada há de eterno excepto o espírito e a matéria como determinações gerais das coisas. O amor é uma coisa.

 

INDIVIDUAÇÂO - 17 de Maio de 2012, cerca das zero horas. Ante um copo de bom vinho e queijo de cabra fatiado, num restaurante de Beja, Nuno tem finas observações que recolho e medito:

 

«Hoje a individuação desapareceu nas grandes cidades. Há demasiada população no mundo. As pessoas são números, átomos no meio da multidão. Aqui em Beja ainda somos reconhecidos na nossa individualidade, conhecem-nos pelo nome, traçam o nosso retrato psicológico. Os músicos e artistas criativos se fizerem músicas ou pintarem quadros que se afastem do comum do que a editora discográfica ou a galeria de arte vendem são marginalizados. Só triunfa e só vai à televisão, aos programas do Goucha, do Jorge Gabriel ou da Júlia Pinheiro, quem as editoras querem. E estas muitas vezes impõem ao músico alterar a obra original para se vender melhor. Desfazem a criatividade da obra».

 

Se a individuação desapareceu, desaparece com ela a filosofia, enquanto pensar genuíno do indivíduo. E a robotização do pensamento através da lógica proposicional e das teses redutoramente equívocas da filosofia analítica demonstram isso mesmo. Até que ponto a tomada das faculdades de filosofia nas academias por esta corrente antimetafísica não terá sido congeminada e decidida nos círculos de Bilderberg e afins, para descafeinar a filosofia e torná-la serva da «teologia» da nova ciência da electrónica e da medicina alopática e da «teologia política» da nova ordem mundial?

 


LESBIANISMO E FIDELIDADE CONJUGAL- 16 de Maio de 2012. Em conversa com Nuno, descubro que pensa como eu no capítulo da fidelidade conjugal. Diz: «Eu aceitaria a minha esposa na mesma, caso ela tivesse uma aventura com uma lésbica. Mas se a infidelidade fosse com um homem, não» . Surpreendo-me com esta opinião incomum e digo: «Penso exactamente assim, Nuno. Se a nossa esposa se entrega a outro homem isso fere mortalmente a nossa confiança nela e mina a autoconfiança de cada um de nós».

 

Obviamente, eu não sou deste tempo, nesta matéria. O marido de vanguarda, hoje, fecha os olhos às escapadelas sexuais da esposa e interpreta-a como um feixe e uma paciente de múltiplas atrações sexuais que o casamento não consegue anular, senão reprimindo.

 

OS DEUSES - Tenho conversas filosóficas frequentes com um amigo literato e chegamos à conclusão que os deuses troçam de nós. Diz o meu amigo: «Eles têm livro de instruções sabem o que podem esperar de nós e o que fazem. Nós, ao contrário, fomos postos aqui sem livro de instruções e encontramos um muro sem saber o que há para além dele, sem saber como agir com conhecimento».

Dedico-me ao estudo da astrologia histórico-social - a única científica - para detectar alguns dos lances que temos no nosso destino. Porque creio que nem os deuses têm poder de impedir o girar dos astros no céu e a influência determinante destes sobre tudo o que fazemos e pensamos.

 

 

NÃO GOSTO DAS MULHERES DEBOCHADAS- Não gosto das mulheres debochadas, salvo excepcionalmente, para passar uma noite intensa ou para as ver num espectáculo de burlesco. O deboche, a promiscuidade sexual espalhou-se, aceleradamente, entre as mulheres no mundo de hoje e isso faz baixar o seu valor afectivo "mercantil" Por isso, se somos perfecionistas, escolher, no mundo das mulheres, torna-se hoje ...complexo. As mulheres possuídas por muitos homens já deixaram de ser mulheres. São máquinas de sexo, odres vazios, imaginariamente contaminadas pelos seus múltiplos donos. Há que ser compreensivo com todas, obviamente. Até as prostitutas merecem o meu respeito - tanto como as psicanalistas e psicólogas. Só quem conhece as vidas de cada uma se abstém de as condenar.Mas abster-se de condenar não significa tomá-las como parceiras sexuais.

 

SINCRONISMOS ONTOFONÉTICOS- A cada passo, comprovo a minha teoria da ocorrência simultânea, ou quase, de factos com onomástica e ideação similares, no mesmo dia ou em cada dois dias contíguos. Exemplos não faltam.

 

De 20 a 22 de Maio de 2012, as ideias de BELO, ROSSIO e ABRA em foco: no dia 20, CiBELE (evoca: BELA) Queiroz cumpre aniversário, a imprensa mundial exalta a vitória do Chelsea, clube de ABRAmovich, na final da Liga de Campeões, na véspera; no dia 22, no cine Pax Júlia em Beja, é exibido, em duas sessões, o magnífico filme «FlorBELA», e no final da exibição, o realizador Vicente do Ó declara que se tivesse mais do que os 600 000 euros que conseguiu para financiar o filme teria recriado cenas de 1927 no ROSSIO de Lisboa e faz argutos comentários sobre a parolice reinante em Lisboa e o carácter manipulador de jovens de programas televisivos como o «Ídolos», uma máquina de inspecção de vias férreas choca com um automóvel no ROSSIO ao sul do Tejo, em ABRantes (evoca: ABRA), o «Correio da Manhã» publica, como todas as terças-feiras, mais um acutilante artigo de Paulo Morais em que este alude ao deputado Manuel SeABRA (evoca: ABRA), agente de lobbies económicos, escrevendo que «já ao nível da AR, foi recentemente constituída uma comissão para avaliar as parcerias público-privadas mas esta não oferece garantias de independência; sem qualquer pudor, os partidos nomearam para seus membros deputados como o social-democrata Emídio Guerreiro, o socialista Manuel SeABRA, o centrista Altino Bessa, parlamentares cujos interesses no imobiliário os torna parceiros num sector cujos autores dominantes são exactamente os concessionários das PPP».

 

Em 10 de Maio de 2012, SAS e QUEDA DE FALÉSIAS em foco: o pianista Bernardo SASSeti, de 41 anos, morre ao cair de uma FALÉSIA em Cascais, enquanto fotografava, o telejornal da TVI mostra imagens do derrube por uma máquina-grua de cumes de FALÉSIA numa das 75 praias do Algarve onde há arribas em risco de desmoronamento, noticia-se a morte por leucemia do cabeleireiro britânico Vidal SASSon, de 84 anos.

Em 8 de Maio de 2012, a ideia de RAPAZ DERRUBADO DE VEÍCULO DE DUAS RODAS está em foco: na Avenida Fialho de Almeida, em Beja, junto à Escola Secundária Dom Manuel, um ADOLESCENTE é DERRUBADO COM O SEU MOTOCICLO ao chocar contra uma carrinha de transporte de valores e fica entre a vida e a morte, ficando também gravemente ferida uma rapariga que o acompanhava, à noite é exibido em sessão única no cine Pax Julia, em Beja, o belo filme «O miúdo da BICICLETA» em que Cyril, um pré-adolescente de 10-11 anos, é DERRUBADO DA SUA BICICLETA por um rapaz mais velho que se quer vingar dele.

 

Se o filme «O miúdo da bicicleta», com cenas de derrube de miúdos que vão numa bicicleta, não viesse a Beja neste dia 8 de Maio haveria o brutal acidente em Beja com o derrube de dois adolescentes que iam num motociclo?

 

AS HOMENAGENS A MIGUEL PORTAS- Miguel Portas, ex militante do PCP, dirigente e eurodeputado do Bloco de Esquerda, nascido em 1 de Maio de 1958, faleceu em 24 de Abril de 2012. As homenagens à sua memória uniram pessoas de diversos quadrantes políticos: desde o ex salazarista Pedro Santana Lopes até ao ex troskista Francisco Louçã, passando pelos sociais-democratas e socialistas membros do grupo de Bilderberg Francisco Pinto Balsemão, Jorge Sampaio, António Costa e outros, e pela burguesia lisboeta que apreciava a postura elegante e o discurso simultaneamente conciliador e contestatário de Miguel Portas. Mas quando a burguesia chora a morte de um «deputado revolucionário» a pergunta impõe-se: era Portas um revolucionário anticapitalista ou apenas um reformista de esquerda posicionado para travar os «excessos» da revolta popular, diluindo-a na acção parlamentar?

 

NOITE TÉPIDA EM BEJA - 23 de Maio de 2012, 22.55 horas. A noite está tépida em Beja. Uma luz amarela dos candeeiros doura, melancolicamente, o branco do casario na zona da cidade onde vivo, num bairro romântico e popular onde as tascas, às vezes emudecem, e fica um silêncio perfeito, de veludo. Amo o lugar que os deuses me concederam nesta etapa da vida- o Alentejo é uma escatologia, com Deus-planície ao fundo, como alvo da nossa atenção e vida. Vou sair um pouco até à Praça da República e ver como está a esplanada do bar JCCC.

Amo o silêncio, o silêncio hermético e sagrado do Alentejo rural, tenho sempre o telemóvel desligado e deixo-o em casa, mas aprecio muito conversar com as pessoas. E gosto de cantar as músicas de Joaquin Sabina em voz alta quando vou a caminhar pelas ruas de Beja... 

 
CALOR ABAFADO EM BEJA - 24 de Maio de 2012. Uma cúpula de calor abafado, seco, envolve a cidade de Beja hoje e os campos em volta. Temperatura máxima: 33º C. Já fiz quatro caminhadas grandes (a pé) sob o sol. Como os ceifeiros de outrora - e de hoje. Este calor é das entranhas do Alentejo, dos trigos, da pele tisnada da planície ainda com rectângulos verdes. Dizem que o Diabo, hoje, não anda por Beja: prefere o calor do inferno, porque em Beja sentir-se-ia mal, e os bares recusariam servir-lhe água, cerveja ou limonada. E as nossas orações gnósticas, com as cores do arco-irís, e alguns corsés e sutiãs imaginários vermelhos e roxos, sobem ao céu onde Deus e a Deusa - ou o Deus hermafrodita - nos protegem, complacentemente.

Ah, hoje é aniversário do coronel João Varela Gomes, de 86 anos de idade, grande figura do golpe antifascista fracassado do quartel de Beja em 1 de Janeiro de 1962. E amanhã às 18.30 é lançado na biblioteca municipal de Beja um livro sobre o golpe de Beja de 1962, de José Hipólito. Não posso esquecer. Beja, a nossa mãe amada, com seus seios de campos de girassol e trigo....

 

 

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

 

f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 00:42
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

Breves reflexões de Dezem...

Teste de filosofia do 11º...

13 de Dezembro de 2014: C...

Sincronismos ontofonético...

Pequenas reflexões em Mai...

arquivos

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

tags

todas as tags

favoritos

Teste de filosofia do 11º...

Pequenas reflexões de Ab...

Suicídios de pilotos de a...

David Icke: a sexualidade...

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds