Segunda-feira, 16 de Junho de 2014
Pequenas reflexões de Junho

 

 

MAS ESSES ONZE FUTEBOLISTAS, PAGOS A PESO DE OURO, DA CAMADA SUPERIOR DA MÉDIA BURGUESIA SÃO «PORTUGAL»? Perderam por 4-0 ante a Alemanha hoje, 16 de Junho. E depois? Não foi Portugal que perdeu - Portugal é o povo trabalhador e a intelectualidade culta e honesta. Quem perdeu foi o António Mexia, o Pinto Balsemão, o Ricardo Espírito Santo e outros membros da alta burguesia que usam o Cristiano milionário e os outros para narcotizarem os portugueses com as vitórias... «deles».

 

A BELEZA QUE FOGE- Todos nós, homens e mulheres, somos nostálgicos da beleza que foge: uma ruga que aparece, cabelos brancos, um ponto escuro na pele, etc, fazem diminuir a beleza física de cada um. Já tivemos 16, 20, 25 anos - e éramos belos ou belas. Ser velho é ser fisicamente feio, ainda que possamos admitir que a beleza do pensamento (clareza, profundidade) e a beleza de alguns sentimentos (compreensão, etc) aumentem com o envelhecer, antes do Alzheimer e da senilidade em geral.

 

STASIS, STALIN e ESTADO - A palavra "stasis" em grego clássico designa repouso. Daí o termo «estática», na língua portuguesa. O nome STALIN, do ditador vermelho que de 1922 a 1953 dirigiu a política da URSS, sugere também REPOUSO: Stalin realizou a colectivização de terras em 1929-1932 e fez PARAR e retroceder a revolução soviética, eliminando policialmente os defensores da democracia operária (marxistas libertários, trotskistas, etc). ESTADO sugere ESTÁTICA: o Estado estabiliza através de leis e fiscalização burocrática a vida de um país.

 

A RELAÇÃO MAIS INTERESSANTE é a que une o homem de 50-60 anos à mulher de 20-25 anos. Ele encontra uma segunda juventude nela, como se se banhasse num lago mágico de rejuvenescimento. E ela encontra nele o charme, a segurança, a sabedoria. O outono apaixonado pela primavera e vice-versa.

 

UM AMOR SEM ACTOS SEXUAIS: O VERDADEIRO AMOR. Amor e sexo são coisas distintas. O acto sexual deriva do desejo, do amor-próprio. O amor é im-próprio:é a devoção e o serviço a outrem. Verdadeiro amor: o do pai por sua filha. Falso amor: o do homem à sua namorada ou esposa só na condição de esta praticar com ele actos sexuais em cada semana, se ela se negar abandona-a. A atração sexual é, no entanto, a base de toda a existência. Qualquer coisa parece estar errada no mundo da natureza, que é luciferina, carnal, apaixonada...

 

NOITES QUENTES DE VERÃO- Chegaram as noites quentes de verão alentejano. Sabe bem passear, ir para as esplanadas ou pelos campos ao luar, ouvir música, conversar, namoriscar. Um meu amigo alentejano que vive em Lisboa diz-me: «Sabes, Beja e o Alentejo perderam massa crítica:os professores e escritores e pintores activos, criativos, etc, foram-se embora, muitos deles. Enquanto a grande cidade se liberta de padrões de vaidade (o bom carro, a ostentação do dinheiro, o egoísmo fútil) o Alentejo provinciano, no sentido pior da palavra, está a adoptar esses padrões. Regride. Estou muito desiludido quando venho à província.»

 

ALMOÇO E JANTAR EM MONTE ALENTEJANO. 10 de Junho de 2014. Pois é... longe da família, abandonado na solidão alentejana dos meus antepassados, passo o dia de Camões num monte alentejano a convite de um casal amigo - uma bela família unida e diversa. Éramos 6 no reboque do tractor guiado por Ana que, por caminhos de terra, aos solavancos, nos levou, às 12 horas, até uma colina onde pastavam as vacas da herdade, que recearam a nossa aproximação. Voltamos às 13.15 horas para almoçar e o Ricardo já grelhava ao ar livre as espetadas de vaca. Não as provei porque de carnes como pouco e raro e fui pelo queijo fresco, saladas de delícias do mar, empadão de vegetais, etc. Bom convívio.

 

De tarde, Ana levou-nos ao olival biológico e ensinou-nos coisas como: «A oliveira é originariamente um arbusto e não uma árvore. Os trevos aqui existentes são leguminosas que alimentam o chão. A oliveira só se transforma em raíz a meio metro de profundidade. O tronco cresce para baixo. O candeio é a flor da oliveira, verde e amarelo, que surge e cai em Maio. Até 1975, as oliveiras eram plantadas com distância de 8 a 12 metros entre cada duas porque se semeava trigo no meio delas. Depois passou-se ao olival intensivo: espaços muito mais curtos, ausência de seara no olival. Em Janeiro, acaba-se a apanha da azeitona, há muito frio. Em meados de Fevereiro e Março, faz-se a poda, eu podo em taça, podas ligeiras porque se forem severas fica-se dois anos à espera do fruto. Cada ramo de oliveira só dá azeitonas no segundo, terceiro e quarto ano. Em Março põe-se estrume (biológico), duas pázadas. Em Março leva duas lavagens de cobre com pulverizador. Em Novembro, é a apanha da azeitona - se for tarde, vem o bicho».
Ao jantar já somos poucos e a conversa deriva para a filosofias cristã e budista, a não violência e o amor em geral, o papel da arte e dos instituições transmissoras de valores, etc. Às 21.45 horas estou em Beja. Falta-me corrigir cinco testes de alunos.

 

SINCRONISMO DE ABRIL DE 1997- Ao rever notas antigas, deparei com este sincronismo interessante: em 10 de Abril de 1997, no restaurante chinês em Beja, jantamos eu, astrólogo-historiador, o  poeta  Martinho Marques, o engenheiro químico Vítor Silva e  o fotógrafo António Cunha e falamos quase só da Índia e dos preparativos da viagem cultural que estes meus três amigos iriam realizar, em 26 de Abril, à Índia, subsidiada pela Região de Turismo do Alentejo. Ora, neste mesmo dia 10 de Abril, ruiu parcialmente o tabuleiro em construção da ponte Vasco da Gama, nome do primeiro navegador português que chegou à Índia, e morreram 6 operários.
Fomos nós os «causadores» metafísicos do acidente na ponte Vasco da Gama? Este acidente deu-se horas antes do jantar que fora planeado dias antes com a Índia por tema...

 

 

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt
f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 20:41
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13

15
16
17
18
19
20

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

Teologia cátaro-bogomila:...

Teologia cátaro-bogomila:...

Ponto 23º 7´/23º 15´de qu...

Erros na tradução portugu...

O sublime moral para Scho...

Seísmos en México en Astr...

Área 9º-10º do signo de T...

Neocátaros versus budismo...

Teologia neocátara: sem j...

Herbert Marcuse: o caráct...

arquivos

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

tags

todas as tags

favoritos

Teste de filosofia do 11º...

Pequenas reflexões de Ab...

Suicídios de pilotos de a...

David Icke: a sexualidade...

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds