Domingo, 7 de Junho de 2015
Breves reflexões de Junho de 2015

 

 

Eis algumas reflexões de circunstância em Junho de 2015, inscritas no meu quotidiano.

 

A MISSA CATÓLICA, ORTODOXA OU PROTESTANTE É A MAQUILHAGEM DE DEUS- O rosto de Deus, se existir, é desconhecido. Só vemos a maquilhagem ~os altares e a talha dourada, os ícones, os crucifixos, as vestes cerimoniais dos padres, pastores ou bispos - mas não se conhece o rosto do Supremo. A maquilhagem, normalmente, melhora o poder de atração sexual e transforma alguém feio ou vulgar em alguém belo e incomum.

 

HÁ SEIS OU SETE PECADOS CAPITAIS?- A luxúria, ou sensualidade erótica exacerbada e livre, é apontada como um dos 7 pecados capitais segundo o catolicismo. Diversas correntes gnósticas veem o problema de outra maneira: a luxúria é um estado de união com a deusa ou o deus através da união sexual física com uma ou várias pessoas. Por que razão a luxúria é um pecado mortal e não é pecado mortal o capitalismo selvagem que despede arbitrariamente os trabalhadores e favorece, em certos casos, o suicídio ou a degradação física acelerada destes? Os sete pecados capitais refletem, em parte, a ideologia da teocracia, da aristocracia ou da burguesia dominante. «Não cobiçarás as coisas alheias» é um mandamento que impede a reforma agrária e a expropriação dos capitalistas.

 

AS MAIORES DESCOBERTAS NA FILOSOFIA E NA CIÊNCIA E A CRENÇA NOS DEUSES - A astrologia histórica, com as duas teorias que descobri - a do significado político, religioso, económico, biofísico, etc, das pequenas áreas do Zodíaco, de 2 a 10 graus de arco, e a dos graus-minutos numericamente homólogos entre si - é a ciência holística suprema e a filosofia suprema. É superior às filosofias de Kant, Hume, Hegel, Husserl, Heidegger, Sartre, Singer, Rorty, etc, e mesmo à teoria da relatividade de Einstein. A astrologia histórica  teoriza que tudo está predestinado nas movimentações planetárias e desvenda as leis que são métodos de calcular com grande exactidão  o futuro de cada indivíduo, de cada família, empresa, partido político, nação, erc. Curioso é ser eu, um insignificante intelectual que diariamente invoca as divindades, o autor dessas duas teorias. Sinal de que ser crente no divino expande a inteligência e ser ateu fracciona e reduz a inteligência?

 

A BANALIZAÇÃO DA EUCARISTIA. Embora sendo gnóstico (adepto da teoria de que dois deuses, o da Luz e o da Matéria, fizeram o mundo e o ser humano), participo, de vez em quando,  na missa católica. Ouvi, neste 7 de Junho de 2015, na igreja de Santa Maria, em Beja, a homilia do bispo auxiliar D. João Marcos, um discurso inteligente no qual o prelado criticou a «banalização da Eucaristia» interpretada por muitos como um rito sem espírito de Cristo que é o do sacrifício a favor dos outros e do auto-aperfeiçoamento.

Banalização é fazer sempre as mesmas coisas que, a princípio eram sagradas ou dotadas de um valor único, e se tornam vulgares, despidas de sacralidade, de vida espiritual, de criatividade... Mas a própria igreja é fonte de banalização dos sacramentos. A maioria das pessoas presentes numa missa vai comungar, tomar a hóstia na mão ou na boca. Estarão espiritualmente preparadas para «receber o corpo de Deus alojado nesse círculo de farinha branca»? Duvido.
O próprio casamento é banalizado pela igreja ao torna-lo indissolúvel, o que é contra a natureza humana, ávida de novidade. Até os gays e lésbicas banalizaram o amor-paixão ao consagrar na lei o casamento homossexual. A paixão que está, muitas vezes, na origem dos casamentos acaba ao fim de 2 meses, 6 meses, um ano, quatro anos, sete anos.. Fica só a amizade. E a casa comum de família. E os filhos. E o álbum de fotos do dia do casamento ou da viagem a Madrid, a Paris ou a Roma... Nós, gnósticos, valorizamos a paixão, hétero ou homo. A meio da missa, estava-me a apetecer «saltar em cima» de uma mulher provocante que estava perto de mim...Seria uma tentação do Diabo, como diz a igreja católica? Ou uma indicação do Deus do Amor que diz «Ama e faz o que quiseres» (mandamento de Aleister Crowley)?

 


A verdade é que saí da missa a meio, como convém a quem não é um seguidor do Vaticano e protesta contra a inquisição, a repressão bárbara da igreja católica romana às heresias, em particular aos cátaros e aos templários. Aqui, no Alentejo, está bastante calor. E esta madrugada estive na Nora de Serpa, a ouvir músicas do festival Encontro de Culturas e depois fui a Pias, a um espaço musical que me agrada, porque se pode entrar e sair à vontade sem porteiro, mas onde sou completamente desconhecido. Nem sequer a mulher mais bonita de Pias lá estava...São elas que nos escolhem e não nós a elas - é a regra que sigo. Ainda parei o carro na estrada Serpa-Beja e dormi 5 minutos, às 2 horas da manhã, de porta aberta, a sentir o erotismo das estrelas e da planície...O universo é todo ele sexual, feito de pares macho-fêmea. O céu é masculino (yang), a terra é feminina (yin). A chave é masculina e a fechadura onde entra é feminina. O lado direito do cérebro é masculino e o lado esquerdo do cérebro é feminino. O Sol é masculino, a Lua é feminina. O vermelho é cor masculina, o azul é cor feminina. A seta ascendente, símbolo do PSD, é masculina. A rosa, símbolo do PS, é feminina. A foice, do símbolo do PCP é feminina, e o martelo é masculino.  A torre do castelo de Beja é masculina, os lagos e planos horizontais são femininos. O telhado de uma casa é masculino, o chão da casa é feminino. O pénis é masculino e o rabo é feminino (é por isso que todos os homens possuem um lado mulher ainda que dizer isso seja heresia, aqui no Alentejo, onde nós, homens, «somos todos muito machos e marginalizamos os panilas»...ahahah, toma que já levaste).

 

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt
f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 15:51
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Agosto 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17

21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

Herbert Marcuse: o caráct...

Breves reflexões de Agost...

Area 15º-20º de Cancer y ...

Posições de Júpiter em Ma...

Deleuze e Guattari: as tr...

Júpiter em 17º de Balança...

Astrología y accidentes a...

O idealismo é contra a au...

La guerra civil de España...

Breves reflexões de Julho...

arquivos

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

tags

todas as tags

favoritos

Teste de filosofia do 11º...

Pequenas reflexões de Ab...

Suicídios de pilotos de a...

David Icke: a sexualidade...

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds