Quarta-feira, 26 de Fevereiro de 2014
Vencerá a Itália, ou a Alemanha, ou a Espanha, ou o Brasil, ou a Argentina, o Mundial de futebol no Brasil em 13 de Julho de 2014?

 

Vários factos, na nossa análise histórico-astronómica, apontam a Itália como possível finalista e, talvez, vencedora do campeonato do mundo de futebol em 13 de Julho de 2014. Mas aparentemente a Alemanha também tem indicações astronómicas favoráveis para a sua selecção ser finalista. E a área 21º-23º de Gémeos, exaltada em 12 e 13 de Julho, vincula-se ao Brasil. E o grau 29º de qualquer signo liga-se a Espanha. Este prognóstico não é definitivo. A Argentina já foi duas vezes finalista de campeonatos do mundo com Júpiter no signo de Caranguejo e também entra no cálculo das probabilidades. A nossa análise de resultados desportivos no passado, base de toda a previsão, é parcelar, ainda não terminou. Prever em desporto é mais difícil do que em política.

 

OS GRAUS 22º-24º DE BALANÇA, TÍPICOS DA ITÁLIA E DA ALEMANHA EM SITUAÇÃO DE FINALISTAS

 

Os graus 22º-24º do signo de Balança exaltam, com frequência significativa, a Itália e a Alemanha, em particular como finalistas de uma grande competição de futebol,

 

Em 7 de Julho de 1974, com Úrano em 23º 40´/ 23º 41´ de Balança,a República Federal da Alemanha conquista o título de campeã do mundo de futebol ao vencer por 2-1 a Holanda no Estádio Olímpico, em Munique; em 11 de Julho de 1982, com  Plutão em 24º 8´ de Balança, a Itália vence o Campeonato do Mundo de Futebol ao derrotar por 3-1 a RFA, no estádio Santiago Bernabéu em Madrid;em 16 de Outubro de 1985, com Sol em 22º 34´/ 23º 33´ de Balança, em Estugarda, Portugal classifica-se para o Mundial no México ao vencer por 1-0 a Alemanha; em 6 de Setembro de 1997, com Vénus em 22º 53´/ 24º 3´ de Balança, a Alemanha empata 1-1 com Portugal, em Berlim; em 19 de Maio de 2012, com Saturno em 23º 52´/ 23º 49´ de Balança, o Chelsea sagra-se campeão da Europa ao derrotar, por grandes penalidades, após 1-1 em 120 minutos, o Bayern de Munique; em 1 de Julho de 2012, com Saturno em 22º 47´/ 22º 48´ de Balança, a Espanha sagra-se campeã europeia de futebol ao vencer, na final, a Itália por 4-0; em 8 de Fevereiro de 2014, com Marte em 24º 56´/ 25º 9´ de Balança, a Itália sagra-se campeã da Europa em futsal ao vencer por 3-1 a Rússia, na final, em Antuérpia.

 

Em 13 de Julho de 2014, com Marte  em 23º 32´/ 24º 0´  de Balança, jogar-se-á a final do campeonato do mundo. Por que não poderá ser a Itália ou a Alemanha finalista, primeira ou segunda classificada, no campeonato mundial de 2014?

 

O problema da previsão científica em astrologia é que cada grau do Zodíaco é polissémico, isto é, refere-se a vários países ou outras entidades em simultâneo e é imprescindível o estudo de diversos graus na mesma data para que o prognóstico seja sólido. Em termos práticos: se outros graus ou áreas do Zodíaco habitados em 13 de Julho de 2014 indicarem a Alemanha, a Itália, o Brasil ou outro como ligados a esses graus ou áreas, somos obrigados a colocar esses países no prato da balança das previsões. Riem-se os cretinos anti-astrologia - muitos deles licenciados e doutorados em filosofia, história, física, astronomia, - se falharmos uma previsão. Na história, os néscios, que são a imensa maioria, sempre se riram dos sages. Que se há-de fazer?

 

O DIÓSCOPO DE BUFFON

 

 

 O dióscopo - análise do dia, em lugar de horóscopo ou análise da hora - de nascimento de Buffon ( 28 de Janeiro de 1978) parece dar uma indicação preciosa: este guarda-redes da selecção italiana nasceu com Marte, retrógrado, entre 29º 15´ e 28º 53´ de Caranguejo. Ora, em 13 de Julho de 2014, Júpiter passará em 29º 14´/ 29º 28´  de Caranguejo, praticamente sobre a posição de Marte no nascimento de Buffon. Isso significa uma alegria intensa, que também pode dar-se na véspera, 12 de Julho, podendo significar vitória da seleção italiana em um desses dias.

 

JÚPITER EM CARANGUEJO: 80% DE HIPÓTESES DE A ALEMANHA SER FINALISTA

 

Em 13 de Julho de 2014, com Júpiter em 29º 14´/ 29º 28´ de Caranguejo, disputar-se-á a final do campeonato mundial de futebol Estatisticamente, a presença de Júpiter nas finais do mundial de futebol no signo de Caranguejo, está, sobretudo, associada à Alemanha, como vencedora ou segundo classificado: em cinco finais em que Júpiter se moveu em Caranguejo, no período 1954-2002, a Alemanha foi finalista em quatro, sendo vencedora em duas (1954,  1990) . Segue-se-lhe a Argentina: finalista duas vezes, vencedora na final em 1978, derrotada na final de 1990.

 

Em 4 de Julho de 1954, com Júpiter em 9º 7´ / 9º 21´ de Caranguejo,  a Alemanha Federal vence por 3-2 a Hungria na final do campeonato mundial em Berna; em 30 de Julho de 1966, com Júpiter em 18º 33´/ 18º 47´ de Caranguejo,  a Inglaterra vence por 4-2 a Alemanha Federal, na final do campeonato mundial em Londres; em 25 de Junho de 1978, com Júpiter em 14º 21´/ 14º 35´ de Caranguejo, a Argentina vence por 3-1 a Holanda na final do Campeonato do Mundo de Futebol no Estádio Monumental, em Buenos Aires; em 8 de Julho de 1990, com Júpiter em 20º 52´/ 21º 5´ de Caranguejo, a República Federal da Alemanha conquista o título de campeã do mundo de futebol ao vencer por 1-0 a Argentina no Estádio Olímpico, em Roma; em 30 de Junho de 2002, com Júpiter em 22º 43´/ 22º 56´ de Caranguejo, o Brasil conquista o Campeonato do Mundo de Futebol ao derrotar por 2-0 a Alemanha em Yokohama, no Japão.

 

O DIÓSCOPO DO REI DE ESPANHA

 

Em 13 de Julho de 2014, Júpiter em 29º de Caranguejo  fará  uma conjunção exacta a Plutão na posição que tinha em 5 de Janeiro de 1938, dia em que nasceu, em Roma, o rei de Espanha, Juan Carlos de Borbón.Há pois a hipótese de uma forte emoção do Borbón... a Espanha a disputar a final?

 

 

Este artigo irá ser alterado pois uma análise global das leis desportivo-zodiacais que se correlacionam com o Brasil, Alemanha, Argentina, Portugal e outros ainda não foi levada a cabo.

 

 

PS- Se é professor ou estudante de filosofia, história ou demais ciências, porque não começa a compreender os movimentos planetários e a astrologia histórico-social e libertar-se da crucial ignorância a que o votaram nessa matéria? Adquira na nossa loja online www.astrologyandaccidents.com as nossas obras «Álvaro Cunhal e Antifascismo na Astrologia Histórica», recentemente lançada, «Os acidentes em Lisboa na Astronomia-Astrologia» e outras que lhe fornecem conhecimentos que em nenhum outro lado pode encontrar. É tempo de ser culto e profundo! Pense por si, sem receio dos clichés dominantes. O facto de sermos únicos no mundo a desenvolver a Astrologia Histórica detalhada, científica, não é um argumento a nosso desfavor, bem pelo contrário. Representamos a vanguarda do conhecimento que não é consensualmente aceite porque as esferas universitárias e editoriais estão muito atrasadas em relação a nós. Não participamos em congressos de astrologia pois estes estão dominados por astrólogos comerciais sem pensamento científico assente na investigação..

 

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

 

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 10:15
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 23 de Fevereiro de 2014
Sincronismos ontofonéticos de 31 de Janeiro a 7 de Março de 2014

 

 

No mesmo dia ou em dois dias seguidos, palavras homófonas e ideias similares repetem-se nos principais acontecimentos noticiados. Os sons governam o fluxo dos acontecimentos. Esta é a súmula da teoria dos sincronismos ontofonéticos. Vejamos os resultados que descobrimos no período de 31 de Janeiro a 7 de Março de 2014.

 

Em 31 de Janeiro e 1 de Fevereiro de 2014, as ideias de TRIGO, MAGIA e LUÍS estão em destaque: no dia 31, um camião cisterna, carregado de farinha de TRIGO, despista-se na A29, perto da ponte do Freixo, em Gaia, passam 87 anos sobre o nascimento de Maria Isabel Limpo TRIGUEIROS (evoca: TRIGO), da Casa da Torre de Moldes (Remelhe-Barcelos), MAGDA (evoca:MAGIA) Morbey Ferro, do Hospital D. Estefânia, fala no telejornal da TVI sobre os médicos-palhaços, é Dia Mundial da MAGIA e LUÍS de Matos fala à SIC do seu espectáculo de magia «Caos»; no dia 1, passam 106 anos sobre o assassinato, pela Carbonária, do príncipe herdeiro LUÍS Filipe no Terreiro do Paço, em Lisboa, morre, em Madrid, LUÍS Aragonês, de 75 anos, ex selecionador de futebol espanhol.

 

Em 1 de Fevereiro de 2014, as ideias de GUILHERME, PORTA e OLIVEIRA estão em foco: a RTP-1 exibe uma entrevista inteligente do actor MIGUEL GUILHERME a Daniel Oliveira, GUILHERME de OLIVEIRA Martins faz um discurso na conferência Novo Rumo para Portugal, um telejornal exibe o regresso triunfal de António OLIVEIRA (Toni) como treinador do Traktor, no Irão, Paulo PORTAS discursa em espanhol, com a sua costumeira habilidade, no Congresso do PP espanhol em Valladolid e culpa o PS de despesismo,500 pessoas manifestam-se nas ruas de PORTImão (evoca: PORTA) contra a remodelação do centro hospitalar

 

Em 1 e 2 de Fevereiro de 2014, as ideias de DOURO, FILIPE e CINEMA elevam-se em foco: no dia 1, um telejornal exibe Paul Smington, empresário luso-britânico da mais antiga família inglesa produtora de vinho do Porto no Alto DOURO; no dia 2, de madrugada, o mar, violento, galga o areal do FuraDOURO e destrói muretes e montras de lojas, um telejornal noticia que Dylan Farrow, filha do CINEASTA Woody Allen, se queixou de abusos sexuais deste sobre ela, aos 7 anos, falece em Nova Iorque PHILIP Seymour Hofmann, conceituado actor e CINEASTA, aparentemente de overdose de droga, converso com António FILIPE.

 

De 1 a 3 de Fevereiro de 2014, as ideias de BRANCO, PIMENTEL, MORA, GEOGRAFIA encontram-se em foco : no dia 1, o ministro Aguiar BRANCO recebe BRANCO Viana, da União de Sindicatos de Viana do Castelo, a propósito da concessão dos Estaleiros de Viana, uma mulher é assassinada a tiro em BRANCA, Albergaria-A-Velha, por um agente da PSP, passam 91 anos sobre o nascimento de Maria da Conceição PIMENTEL, a mística católica «Sãozinha» da Abrigada, Alenquer; no dia 2, Philip SeyMOUR (evoca: MORA) Hoffman, grande actor, é encontrado morto por overdose em Nova Iorque, Joaquim Cândido MOREIra (evoca: MORA) é eleito presidente da Associação Nacional de Freguesias; no dia 3, Ismael PIMENTEL, ex deputado do CDS, é condenado a 3 anos de prisão por apropriação ilícita de 38 000 euros vindos da Gebalis, André Galrito, bejense, comunica a sua descoberta de GEOGRAFIA esotérica de o paralelo 38 norte que divide as duas Coreias entre si cortar o Regimento de Infantaria de Beja, numa escola de Moscovo, Serguei, um aluno de 15 anos, assassina a tiro um professor de GEOGRAFIA e um polícia.

 

Em 4 e 5 de Fevereiro de 2014, a ideia de MENINO em destaque: no dia 4, passam 122 anos sobre o nascimento, na Catalunha, de Andreu NIN (sugere: MENINO), líder do Partido Obrero de Unificación Marxista, vítima da repressão stalinista na guerra de Espanha em Junho de 1937; no dia 5, começa a ser julgada em Lisboa, uma ama que há dois anos grediu agrediu duas das 17 CRIANÇAS (evoca: MENINO) de que tomava conta, comemora-se o Dia Nacional de Alerta para a Alienação Parental (sugere: PAI OU MÃE de MENINO), XaNANA (evoca: NANAR, verbo que os MENINOS usam para designar DORMIR) Gusmão é recebido por Passos Coelho em Lisboa.

 

Em 5 e 6 de Fevereiro de 2014, as ideias de JOANA e PEDRO elevam-se em foco: no dia 5, JOANA Marques Vidal, procuradora geral da República, é entrevistada na TV; no dia 6, o telejornal da TVI, levantando um véu sobre o mistério da morte de 6 estudantes da Lusófona no mar da praia do Meco, há 50 dias, diz que JOANA Barroso, uma das vítimas, sabia que ia ser praxada (leia-se: humilhada e posta em perigo) pelo dux João Gouveia e por antigos honoris dux, PEDRO Queiroz, portuense, finalista do curso de advocacia, cumpre aniversário, Elina FRAGA (evoca: PEDRA, PEDRO) denuncia o fecho de 47 tribunais com o novo mapa judiciário aprovado pelo governo PSD-CDS, o telejornal da RTP mostra PEDRO Lapa, historiador de arte, a alertar para a importância de Portugal não vender os 85 quadros de Juan Miró que o BPN possuía, noticia-se que PEDRO Reis vai deixar a presidência da AICEP.

 

Em 6 e 7 de Fevereiro de 2014, a ideia de JOGO e MIRA estão em foco: no dia 6, o secretário de Estado Paulo Núncio anuncia um SORTEIO semanal (evoca: JOGO) de um automóvel topo de gama entre os milhões de contribuintes portugueses que peçam factura com número fiscal nas suas compras, noticia-se que a Parvalorem aguarda que a leiloeira Christie ´s devolva os 85 quadros de MIRÓ (evoca: MIRA) que eram do BPN e o governo PSD-CDS quer vender; no dia 7, começam os JOGOS Olímpicos de Inverno em Sochi, na Rússia, enaltecendo VladiMIR (evoca: MIRA) Putin.

 

 

Em 7 e 8 de Fevereiro de 2014, as ideias de CARVALHO, QUATRO, SAL e BRUNO estão em foco: no dia 7, Manuel CARVALHO da Silva, professor universitário e antigo líder da CGTP, é hospitalizado, falo com a professora de Língua Gestual BRUNA Rodrigues, em Beja, decorre em Bruxelas um desfile de moda com vestidos feitos de CHOCOLATE CASTANHO (em francês: BRUN), na abertura dos Jogos Olímpicos na Rússia só QUATRO dos cinco anéis do símbolo olímpico surgem iluminados; no dia 8, BRUNO de CARVALHO, presidente do Sporting Clube de Portugal, completa 42 anos de idade, Pedro ABRUNhosa (evoca: BRUNO) apresenta no Teatro Pax Julia em Beja o seu novo disco, Portugal é vencido pela Espanha por QUATRO-Oito e fica em QUARTO lugar no Europeu de futSAL 2014, em Antuérpia, o evangelho das missas católicas cita as palavras de Jesus «Vós sois o SAL da terra», a SIC exibe na rubrica «Perdidos e Achados» uma reportagem sobre os músicos «Silence FOUR» (QUATRO),

 

Em 9 de Fevereiro de 2014, a ideia de CALDEIRA está em destaque: um trabalhador português morre ao final da tarde, em Paris, devido a uma intoxicação causada por uma CALDEIRA, que afecta outros sete operários, também portugueses, o telejornal da RTP mostra Maria João CALDEIRA, empresária de animação turística, na serra da Estrela coberta de neve.

 

Em 9 e 10 de Fevereiro de 2014, as ideias de ROCHA, SUÍÇA, BARDO e MARIA JOSÉ estão em destaque: no dia 9, o temporal de vento atira sobre o relvado e bancadas do novo estádio da Luz pedaços de plástico e lã de ROCHA da cobertura, António José Seguro visita a praia de PEDROgão (evoca: PEDRA, ROCHA), no referendo sobre limitação da entrada de imigrantes na SUÍÇA o «SIM» vence por 50,3% de votos, parte de um edifício antigo na Rua Miguel BomBARDA (evoca: BARDO) no Porto sofre uma derrocada, os actores Pilar BARDEN e Javier BARDEN (evoca: BARDO) comparecem na cerimónia da entrega dos prémios Goya em Madrid e falam à TVE; no dia 10, cumprimento a professora Ana ROCHA, na ESDG, recebo telefonema de MARIA JOSÉ S, descubro o automóvel da professora MARIA JOSÉ estacionado junto ao meu, o português Marcos Freitas torna-se campeão europeu em ténis de mesa em Lausanne, na SUÍÇA.

 

Em 10 e 11 de Fevereiro de 2014, as ideias de ANCA e BENTO surgem em destaque: no dia 10, a igreja católica celebra o dia de Santa Escolástica, irmã de São BENTO; no dia 11, passa exactamente um ano sobre a renúncia de BENTO XVI ao papado romano, o rei Juan Carlos de Borbón, ainda com sequelas da sua lesão na ANCA, visita Lisboa e encontra-se com Mário Soares, Mariano Rajoy, chefe do governo espanhol, encontra-se em ANKAra (evoca: ANCA) com o seu homólogo turco, Erdogan.

 

Em 11 e 12 de Fevereiro de 2014, as ideias de CASCAIS e CARLOS destacam-se: no dia 11, no quadro do 9º encontro da COTEC, Cavaco Silva oferece jantar a Juan CARLOS de Espanha e a Giorgio Napolitano na cidadela de CASCAIS, o PSD expulsa António Capucho, CARLOS César, ex presidente do governo dos Açores, declara em entrevista à Rádio Renascença que António José Seguro «fala demasiadas vezes sobre tudo»; no dia 12, António Capucho, ex presidente da câmara de CASCAIS, é entrevistado na televisão sobre a sua expulsão do PSD.

 

Em 13 de Fevereiro de 2014, as ideias de ESPÍRITO SANTO e LEONOR estão em foco: Ricardo Salgado, presidente do Banco ESPÍRITO SANTO, fala das perdas avultadas do banco em 2013, os telejornais falam das inundações no Ribatejo que afectam POMBALINHO (a POMBA simboliza o ESPÍRITO SANTO), vou ao Museu Rainha Dona LEONOR, em Beja, pergunto à colega LEONOR da sua disponibilidade para acompanhar alunos a Sevilha, contacto a biblioteca municipal de Serpa, dirigida em tempos por LEONOR Vieira.

 

Em 14 de Fevereiro de 2014, a ideia de PEREIRA tem destaque: Joana PEREIRA, licenciada em Tradução e Interpretação da Língua Gestual Portuguesa, apresenta na ESDG, em Beja, o seu livro «Amor surdo», Micael PEREIRA, jornalista do «Expresso», fala da absolvição, por falta de provas, dos 10 arguidos do caso venda de submarinos por uma empresa alemã ao Estado português, o telejornal da SIC exibe João PERRY (evoca: PEREIRA) da Câmara, advogado de defesa de arguidos neste caso.

 

Em 14 e 15 de Fevereiro de 2014, as ideias de 1 DE DEZEMBRO, SANTA CATARINA e PATRÍCIO estão em foco: no dia 14, converso com Lara, nascida a 1 DE DEZEMBRO, sobre realismo crítico e ontologia em geral; no dia 15, desloco-me a Lisboa e passo na rua 1º DE DEZEMBRO ao Rossio, passo a pé na Calçada do Combro junto à igreja de SANTA CATARINA, uma ourivesaria na rua de SANTA CATARINA, no Porto, é assaltada pelas 10:50 horas, por quatro indivíduos, a escritora PATRÍCIA Reis, directora da revista «Egoísta», é oradora num workshop de literatura em Sete Rios, Lisboa, Rui PATRÍCIO, guarda-redes do Sporting, completa 26 anos de idade.

 

Em 15 e 16 de Fevereiro de 2014, as ideias de VITÓRIA DE FRENTE POPULAR, VARÃO e de GALO e GALO DE BARCELOS emergem em destaque: no dia 15, passam 450 anos sobre o nascimento em Pisa de GALILEU GALIlei (evoca: GALO), físico, matemático e astrólogo; no dia 16, passam 78 anos sobre a VITÓRIA DA FRENTE POPULAR de Manuel Azaña e dos socialistas na primeira volta das eleições legislativas na República Espanhola, passam 28 anos sobre a eleição presidencial de Mário Soares, candidato da VITÓRIA DE UMA FRENTE POPULAR improvisada, passam 55 anos sobre a ascensão de Fidel Castro a primeiro-ministro de Cuba, o que é uma VITÓRIA DA FRENTE POPULAR revolucionária que pela via armada derrubou a ditadura de Batista, no programa da SIC "Portugal em festa" transmitido de Vila Verde o símbolo GALO DE BARCELOS oculta o jackpot, o Gil Vicente, cujo símbolo é o GALO DE BARCELOS, perde por 1-2 em jogo o FC Porto na Liga Zon Sagres, no qual VAREla (evoca: VARÂO) marca dois golos, a RTP exibe reportagem sobre a sensualidade da mulher portuguesa em que mostra a academia de Pole Dance de Andreia Pinheiro na qual mulheres aprendem a dança do VARÃO.

 

Em 17 e 18 de Fevereiro de 2014, as ideias de EVA e LUNA estão em destaque: no dia 17, o telediário da TVE exibe EVA LUNA, terapeuta, a falar dos deficientes mentais que trabalham na empresa de reciclagem Eco Al Quadrado; no dia 18, confrontos violentos nas ruas de KiEV (evoca: EVA) entre manifestantes pró-europeístas e polícia de choque causam, no mínimo, 27 mortos e 1000 feridos, o BarceLONA (evoca: LUNA) vence por 2-0 o Manchester City em jogo da Liga de Campeões .

 

Em 18 e 19 de Fevereiro de 2014, as ideias de BEATRIZ, ANDRÉ, DIOGO e de SINTRA elevam-se em destaque: no dia 18, cruzo-me com BEATRIZ numa rua de Beja, um colega diz-me residir no Monte das BEATAS (evoca: BEATRIZ); no dia 19, alunos da Escola Secundária DIOGO de Gouveia realizam visita de estudo a SINTRA, no âmbito da disciplina de Português, um telejornal noticia que o actor DIOGO Morgado foi capa da revista norte-americana GQ, DIEGO Costa (evoca: DIOGO) marca o único golo do jogo Milan- Atlético de Madrid, o conselho fiscal da CITROEN (evoca: SINTRA) eleva Carlos Tavares a presidente executivo da empresa, o telediário da TVE refere que o professor ANDRÈS Díaz, presumível pedófilo que abusou de alunas no colégio madrileno Valdeluz, está preso desde há 5 dias, ANDRÉ Peralta, residente em Kiev, fala a um telejornal português sobre a violência de rua na capital da Ucrânia.

 

Em 19 e 20 de Fevereiro de 2014, as ideias de SAL, MEL, MAURO, ROSÁRIO, SOFIA e de MENTIRA estão em destaque: no dia 19, a polícia espanhola prende em SALou (evoca: SAL) 10 membros do bando latino «Los Trinitarios» que têm comportamentos violentos ilegais, celebra-se em Beja missa em memória de Augusto do ROSÁRIO; no dia 20, o Benfica vence por 1-0 o Paok em SALonica (evoca: SAL), o Expresso noticia que «um detetor de MENTIRAS para redes sociais - para ajudar organizações governamentais ou serviços de emergência a detetarem, em tempo real, quais os rumores que surgem nas redes sociais que têm por base informação verdadeira ou falsa e agirem em função disso - está a ser desenvolvido por investigadores de cinco universidades europeias, segundo refere a BBC», o escritor Manuel Jorge Marmelo fala ao telejornal da TVI sobre o prémio literário ganho pelo seu livro «Uma MENTIRA muitas vezes repetida», o parlamento português aprova a trasladação dos restos mortais de SOFIA de MELo (evoca: MEL) Breyner Andersen para o panteão nacional, compro um frasco de MEL com favos, cruzo-me com SOFIA em uma rua de Beja, Daniel do ROSÁRIO, enviado da Rádio Renascença, fala à SIC desde Kiev onde os confrontos de rua provocaram 67 mortos nas últimas horas, o pianista MAURO Dualista actua no Teatro Pax Julia em Beja, noticia-se que MAURÍcio (evoca: MAURO) jogador do Sporting aceitou ser multado por alcoolismo detectado policialmente na condução automóvel.

 

Em 21 e 22 de Fevereiro de 2014, as ideias de ANFITEATRO, LARANJA, SAL e ITÁLIA estão em foco: no dia 21, começa no COLISEU (evoca: ANFITEATRO) dos Recreios, em Lisboa, o 35º Congresso do PSD, o chamado partido LARANJA, 93 alunos e 8 professores da Escola Secundária Diogo de Gouveia, em Beja, visitam as ruínas da cidade romana de ITÁLICA (evoca: ITÁLIA), em Santiponce (Sevilha), em particular o ANFITEATRO dos jogos de gladiadores e feras, imponente, e visitam, depois, o pátio das LARANJEIRAS da Catedral de Sevilha cujo patronato subiu o preço das entradas para estudantes e adultos para 4 euros por pessoa, ao regressar a Portugal um professor da ESDG come uma tapa de SALmorejo (evoca: SAL), sopa fria cremosa oriunda da Espanha, de Córdova, na região da Andaluzia, confeccionada com tomate, alho, migas de pão, azeite, vinagre, sal e, opcionalmente, pimento verde; no dia 22, toma posse um novo governo de ITÁLIA, chefiado por Matteo Renzi, o cinéfilo Mário Augusto fala na RTP sobre o filme de George Clooney e Grant Heslov "The Monuments Men" em que Clooney interpreta um dos especialistas em arte que são convocados pelo governo americano para recuperar objetos de artes roubados pelos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial, guardados numa mina de SAL subterrânea junto de um castelo da Baviera

 

Em 22 e 23 de Fevereiro de 2014, o fonema GU e as ideias de TERRA, ERVA, ESTORE e PORTA estão em foco: no dia 22, Catarina Vaz Pinto, vereadora da Câmara Municipal de Lisboa, casada em 2001 com António GUTERRES (evoca: TERRA), fala ao telejornal da SIC sobre a dificuldade de mudar o nome da lisboeta Avenida Lusíada para Avenida Eusébio, é preso no México GUzmán, «El Chapo», narcotraficante multimilionário, passam 76 anos sobre a tomada de TERuel (evoca: TERRA), capital de Aragão, pelas tropas fascistas e requetés do general Franco, o Chelsea vence por 1-0 o EVERton (evoca: ERVA); no dia 23, passam 22 anos sobre a eleição de António GUTERRES (evoca: TERRA) como secretário-geral do PS português, Miguel RELVAS (evoca: ERVA) é eleito, tangencialmente, presidente do conselho nacional do PSD no final do congresso deste partido em que o líder, Passos Coelho, se dirige pessoalmente ao vice-presidente do governo, Paulo PORTAS, a RTP exibe o filme «Harry POTTER e .o príncipe misterioso» (evoca: PORTA), o FC PORTO (evoca: PORTA) perde 0-1 face ao ESTORil (evoca: ESTORE) em futebol, realiza-se, antecipadamente, o desfile de carnaval nas ruas de ESTARREja (evoca: ESTORE).

 

Em 24 e 25 de Fevereiro de 2014, as ideias de MARCO e COLUNA e SILVA em destaque: no dia 24, a imprensa desportiva salienta a vitória por 1-0, na véspera, do Estoril, de MARCO SILVA, sobre o FC Porto; no dia 25, Mário COLUNA, antigo futebolista do Benfica, morre em Maputo, aos 78 amos, o economista SILVA Lopes manifesta-se decepcionado com o facto de o PS ter apelado à baixa do IRC o que só beneficia accionistas de grandes empresas, MÁRCIA SILVA (evoca: MARCO) da Comissão Informal de Enfermeiros da Linha Saúde 24 fala ao telejornal da RTP sobre os falsos recibos verdes que a empresa tem dado aos trabalhadores desde há anos, José Manuel SILVA, Bastonário da Ordem dos Médicos, fala no telejornal da RTP a propósito das buscas da polícia sobre corrupção no Hospital de São Luís, privado, e no Hospital Militar de Lisboa, onde, após Agosto de 2012, praticamente se deixaram de fazer cirurgias à próstata que passaram a ser canalizados para hospitais privados, como o de São Luís, por três médicos urologistas corrompidos aparentemente pela empresa Endowave que cobrava 18 000 euros por cada braquiterapia.

 

Em 26 de Fevereiro de 2014, as ideias de NÚMERO 66 e SAHARA OCIDENTAL estão em foco: noticia-se que a idade limite reforma dos funcionários públicos sobe para 66 anos em Portugal, morre em Cancun, México, o virtuoso guitarrista andaluz de flamenco Paco de Lucia, de 66 anos de idade.na Casa da Cultura de Beja, a Câmara Municipal de Beja e o Conselho Português para a Paz e Cooperação promovem uma sessão pública de solidariedade com o povo do SAHARA OCIDENTAL, por ocasião da celebração do 38º aniversário da proclamação da República Árabe Saharauí Democrática - RASD, com a presença de Ahamed Fal, representante da Frente POLISARIO em Portugal, e Inês Seixas, da Direcção do Conselho Português para a Paz e Cooperação, o actor espanhol Javier Bardem declara em Paris que a França não pressiona Marrocos para permitir a independência do povo do SAHARA OCIDENTAL.

 

Em 27 de Fevereiro de 2014, as ideias de FRANCO e FRANCISCO elevam-se em destaque: o Eintracht FRANkKfurt (evoca: FRANCO, FRANCISCO) é eliminado ao empatar por 3-3 com o FC Porto em jogo decisivo da Liga Europa, a ser julgado por homicídio involuntário e por ter abandonado o navio, FRANCESCO Schettino (evoca: FRANCO), o antigo comandante do "Costa Concordia", regressa pela primeira vez ao navio, após o naufrágio que, em Janeiro de 2012, causou 32 mortos.

 

Em 27 e 28 de Fevereiro e 1 de Março de 2014, as ideias de NÁPOLES e PORTO e de SAMPAIO e SARA estão em destaque: no dia 27, o FC PORTO elimina o Eintracht de Frankfurt e habilita-se a disputar com o NÁPOLES os oitavos de final da Liga Europa de futebol; no dia 28, João NÁPOLES, pequeno produtor de vinho, participante na mostra de 3 000 vinhos chamada «Essência do vinho» no palácio da Bolsa, no PORTO, fala ao telejornal da TVI, um telejornal revela que a modelo portuguesa SARA SAMPAIO é considerada uma das mulheres mais sexy do mundo; no dia 1, de madrugada, Jorge SAMPAIO, ex presidente da república, recebe no aeroporto de Figo Maduro 42 estudantes sírios fugidos da guerra para os quais terá conseguido bolsas de estudo em Portugal através da Plataforma Global de Assistência de Emergência a Estudantes, a RTP1 exibe o documentário da BBC «África» que se centra no deserto do SAHARA onde o sol queima tudo o que é vivo e só as formigas prateadas sobrevivem ao exporem-se 8 minutos por dia ao calor solar.

 

Em 28 de Fevereiro e 1 de Março de 2014, as ideias de POMBO e ROLA, ESPÍRITO SANTO e VERMELHA ascendem em destaque: no dia 28, Cavaco Silva, em Toronto, alude ao facto de a ROUGE (palavra francesa que significa VERMELHO), companhia aérea do Canadá, ir instaurar voo regulares para Lisboa; no dia 1, um telejornal português noticia que a pequena cidade francesa de Chalandry-Elaire sofreu há dias uma invasão de POMBOS que se acumulam em telhados, a SIC exibe a entrevista ao actor Jorge CoRRULA (evoca: ROLA), nascido em 16 de Março de 1978, dia em que as Brigadas VERMELHAS raptam em Roma Aldo Moro, líder político centrista, dizendo, na entrevista,Jorge Corrula que ainda pertence ao PCP (sugere: VERMELHO) e que o seu pai foi funcionário do PCP muitos anos, noticia-se que a Justiça suíça decidiu entregar ao Ministério Público em Portugal dados bancários de contas de três membros da cúpula do conselho superior do Grupo ESPÍRITO SANTO ( sugere: POMBA, símbolo do Espírito Santo).

 

Em 1 e 2 de Março de 2014, as ideias de OSSO e ONZE e BRUNO em foco: no dia 1, passam 27 anos sobre o homicídio de vários jovens que se entregavam a uma orgia, crime sangrento cometido pelo bancário Vítor Jorge na Praia do OSSO da Baleia, o telejornal da SIC exibe Ana Simão, doente de OSTEOgénese, autora do livro «A menina dos OSSOS de cristal», vejo a professora BRUNA disfarçada de bruxa má em um bar de Beja; no dia 2, de madrugada, rui, por excesso de peso, o passadiço de madeira que liga o Bar Porto Rio implantado no rio Douro, no Porto, ao passeio da marginal ferindo ONZE pessoas, desfilo no carnaval da Vidigueira com o número ONZE que a organização do cortejo me atribuiu, S. conta-me que Pedro está internado em um hospital de Lisboa a receber um transplante de medula ÓSSEA para tentar combater um cancro nos OSSOS, o telejornal da SIC mostra BRUNO Amaral, de 25 anos, que sofre há 13 anos de cancro nos OSSOS e sobreviveu a 23 intervenções cirúrgicas.

 

Em 7 de Março de 2014, a ideias de MAL e MALA estão em destaque: no Museu da Vidigueira é inaugurada uma exposição de marroquinaria, que inclui sobretudo MALAS de senhora em pele, da artista bejense Paula Salvador, um Airbus 777, com 239 pessoas a bordo deixa a capital da MALÁsia  (evoca: MAL, MALA)  e despenha-se no mar ao largo do Vietnam quando rumava a Beijing, capital da China.

 

 

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

 

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 10:41
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 22 de Fevereiro de 2014
Teste de filosofia do 10º A, Fevereiro de 2014

 

Eis um teste de filosofia, o primeiro do segundo período lectivo. A temática da filosofia hermética e do simbolismo das catedrais/ geometria sagrada justifica-se porque serve de base à visita de estudo a monumentos de Sevilha e enquadra-se nos pontos do programa do 10º ano de filosofia em Portugal «O que é a filosofia», «Valores Estéticos/ Artísticos» e «Valores Religiosos».

 

Agrupamento de Escolas nº1 de Beja
Escola Secundária Diogo de Gouveia com 3º Ciclo, Beja
TESTE DE FILOSOFIA, 10º ANO TURMA B
19 de Fevereiro de 2014. Professor: Francisco Queiroz

 

“A cosmogonia de Pitágoras de Samos implica quatro passos, tem algo em comum com a gematria. A essência, segundo Platão, não está no mesmo nível que a essência segundo Aristóteles. O princípio da correspondência macrocosmosmicrocosmos liga a catedral medieval à natureza física que a envolve."

 

1) Explique, concretamente, cada uma destas frases.
                                                       

II

2) Construa um diálogo de valores ético-políticos (mínimo: 12 linhas) entre um anarquista, um comunista leninista, um socialista democrático, um liberal, um fascista, de modo a que no diálogo explicite as definições dos conceitos de «nacionalização de empresas», «privatização de empresas», «autogestão», «cogestão»,  «estado de direito democrático», «totalitarismo».

 

 

3) Relacione, justificando:

 

A) Imperativo categórico em Kant e princípio da ética de Stuart Mill.
B) Contratualismo de John Locke e teoria de Marx sobre a natureza dos Estados feudal e capitalista.
C) Hedonismo sensualista e epistemologia.

 

 

 

 

CORRECÇÃO DO TESTE DE FILOSOFIA (COTADO PARA 20 VALORES)

 

1) A cosmogonia de Pitágoras de Samos diz que o universo se formou a partir de  quatro números-figuras arquetípicos: do vazio surge um ponto que simboliza o número um; o ponto divide-se em dois, gerando a linha recta, que é o número dois; da recta sai um ponto que ao projectar-se através de infinitas rectas sobre a recta original gera um plano, que é o número três; do plano sai um ponto que prpjectando-se segundo três rectas sobre o plano gerando a pirâmide de três lados ou tetraedro, que é o número quatro. A gematria é a atribuição a cada letra de um número (por exemplo A= 1, B=2, C=3, N=40, Z=400) . Tanto a cosmogonia de Pitágoras como a gematria  consideram os números como essências dos entes. (VALE TRÊS VALORES). A essência, em Platão, é o arquétipo (de Belo, Bem, Homem, Árvore, etc) e encontra-se no mundo supraceleste, inteligível, por isso se diz que é transcendente (nível superior), mas em Aristóteles as essências, formas eternas,estão nos próprios objectos materiais («O Belo só está na rosa e nas coisas belas», «a essência rosa não está fora de cada rosa existente no real físico»), isto é, são imanentes (nível inferior) e não há mundo inteligível separado. (VALE DOIS VALORES). A filosofia hermética, nascida na Antiguidade e atribuída ao mítico Hermes Trimegistus, baseia-se no princípio  da correspondência macrocosmo-microcosmo que se enuncia assim:«o que está em baixo é como o que está em cima, o microcosmo é um espelho do macrocosmo». A catedral medieval é um microcosmo, que reflecte, em pedra, ponto por ponto, a natureza biofísica exterior, que é o macrocosmo, com as suas paisagens. As abóbadas e a parte superior das paredes correspondem ao céu, as colunas de pedra correspondem às árvores, a pia baptismal aos lagos e rios, a rosácea ou grande janela circular ao sol, as janelas estreitas de vitrais às estrelas, os altares às montanhas (VALE DOIS VALORES).

 

 

2) Anarquista: «Sou contra o capitalismo e todas as formas de Estado. Defendo a autogestão, isto é, as fábricas, hipermercados, empresas agrícolas, de transportes, pescas, deixam de ter patrões e passam a ser geridas por assembleias de trabalhadores (operários, economistas, engenheiros), nivelando-se os salários.»

Comunista leninista: «Sou contra o capitalismo mas, ao contrário dos anarquistas, defendo a nacionalização, isto é, a passagem para as mãos do Estado das grandes e médias empresas ou mesmo de todas. Defendo a ditadura do proletariado: desaparecem as eleições livres porque os partidos da direita as ganham graças ao financiamento dos ricos, só o partido marxista concorre e domina o Estado.»

Socialista democrático: «Não sou contra o capitalismo, porque permitre criar riqueza em grande quantidade, sou contra o capitalismo selvagem que não protege os operários. Defendo a cogestão, isto é, a empresa é propriedade dos patrões mas o conselho de administração inclui um representante dos trabalhadores ou do sindicato. Defendo as eleições livres, a liberdade de imprensa, greve, associação política e manifestação de rua, bases do estado de direito democrático.»

Liberal: «Sou a favor do capitalismo, da privatização das empresas, isto é, de estas passarem a pertencer a patrões (privados), sou apoiante da livre concorrência entre as empresas, da liberdade de o patrão despedir operários. Sou contra o comunismo que é um totalitarismo de esquerda, isto é, um estado de partido único com censura à imprensa, e contra o fascismo que é um totalitarismo de direita. Defendo o Estado de direito democrático ou democracia pluralista.»

Fascista: «Sou a favor do capitalismo nacional sob uma ditadura de extrema-direita tradicional na qual o povo inteiro obedece ao chefe de Estado e ao partido único, não há liberdade de greve e manifestação de rua, os imigrantes são expulsos do país, a censura é estabelecida na televisão, na imprensa e no ensino, gays e lésbicas são perseguidos e neutralizados. Sou contra o Estado de direito democrático, criação da maçonaria liberal e socialista.» (VALE SEIS VALORES).

 

Nota: Este diálogo pode ser estruturado de outras maneiras.

 

3) A) O imperativo categórico é a verdadeira lei moral em Kant: age como se quisesses que a tua acção fosse uma lei universal da natureza. Por outras palavras: ou comem (ou pagam) todos por igual ou não há moralidade. O princípio da maior felicidade, base da ética de Start Mill, defende que se deve preferir a felicidade da maioria dos envolvidos numa situação à felicidade da minoria e que os prazeres superiores (filosofia, literatura, ciência, amizade, solidariedade, etc) são preferíveis aos prazeres inferiores (comer, beber, possuir oiro ou dinheiro, etc). Kant e Mill opõem-se, em certa medida. Se um barco com 150 passageiros naufraga e só se podem salvar 30 vidas em salva-vidas, o imperativo de Kant é, aparentemente, impraticável mas não o utilitarismo de Stuart Mill: salvam-se as mulheres e as crianças (estas são potencialmente, as portadoras de maior felicidade porque têm um largo futuro diante de si) e ficam para morrer os homens e o capitão (VALE DOIS VALORES).

 

3) B) O contratualismo é a filosofia que justifica o Estado como resultado de um contrato social. No caso do filósofo inglês do século XVIII John Locke, este sustentou que o Estado brota de um contrato social entre os proprietários livres para superar o "estado de natureza" (país sem lei) e reveste a forma de Estado liberal, baseado na livre eleição de um parlamento multipartidário de onde sai o governo e baseado na liberdade de imprensa e na separação tripartida de poderes.  Karl Marx foi um filósofo não contratualista na teoria sobre o Estado: para Marx, o estado é um aparelho de violência e imposição de uma classe sobre outras classes sociais. Assim, o Estado feudal seria a ditadura dos senhores feudais, incluindo o rei, sobre os servos da gleba que trabalhavam gratuitamente metade da semana para os aristocratas e o monarca e o Estado capitalista, mesmo na sua forma de Estado de direito democrático, defendido por Locke e outros, seria a ditadura da burguesia ou classe dos patrões sobre o proletariado ou classe operária desprovida de propriedade industrial, comercial e rural e de dinheiro para influenciar e manobrar os partidos de direita ou centro-esquerda que vencem sempre as eleições legislativas nacionais(VALE TRÊS VALORES).

 

3) C) O hedonismo sensualista é a corrente que sustenta que o maior bem é o conjunto dos prazeres sensoriais (comer, beber, desenvolver práticas sexuais, experimentar casas e automóveis confortáveis, ter muito dinheiro, etc) e o maior mal é o conjunto das dores físicas e desconforto físico (fome, sede, doença física, pobreza, morte, etc). A epistemologia é a reflexão sobre as ciências, as perguntas que a filosofia faz a cada ciência. A epistemologia pode perguntar ao hedonismo sensualista que se toma a si mesmo como ciência ética e metaética: será o prazer sensorial identificável com o bem ou, em muitos casos, o prazer é ou traz o mal? (VALE DOIS VALORES).

 

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

 

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 14:26
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 18 de Fevereiro de 2014
Teste de filosofia do 11º B (Fevereiro de 2014)

 

Eis um teste de filosofia, o primeiro do segundo período lectivo do 11º B.

 

Agrupamento de Escolas nº1 de Beja
Escola Secundária Diogo de Gouveia , Beja
TESTE DE FILOSOFIA, 11º ANO TURMA B
14 de Fevereiro de 2014. Professor: Francisco Queiroz

 

Pensamentos sem conteúdo são vazios; intuições sem conceitos são cegas…A razão é incondicionada, o entendimento é condicionado… O entendimento faz a síntese do diverso da intuição empírica… ” (Kant, Crítica da Razão Pura).

 

1-A) Explique, concretamente, cada uma destas frases de Kant.

 

1-B) Explique como, segundo a doutrina de Kant, se formam o fenómeno JANELA e o conceito empírico de JANELA.

 

2) Relacione, justificando:

 

2-A) Idealismo, realismo crítico, fenomenologia e doutrina de Parménides sobre o ser.

 

2-B) Método hipotético-dedutivo das ciências e teoria de Popper sobre as ciências.

 

2-C) Três tipos de substâncias na ontologia de Descartes e três tipos de ideias na gnosiologia de Descartes.

 

2-D) Anarquismo epistemológico de Paul Feyerabend, medicina universitária e mito.

.

 

 

CORREÇÃO DO TESTE (COTADO PARA UM TOTAL DE 20 VALORES)

 

 

1-A) Ao dizer «pensamentos sem conteúdo são vazios», Kant quer significar que o conteúdo, a matéria-prima do pensamento do entendimento, vem das intuições empíricas da sensibilidade, faculdade onde se formam os fenómenos ou objectos aparentes.  Sem os dados da sensibilidade, o entendimento fica vazio. Só  pela intuição empírica de «erva verde»,  o pensamento do entendimento consegue formar o conceito empírico de erva ou o juízo empírico «A erva é verde», por exemplo.  Ao dizer «intuições sem conceitos são cegas» Kant queria dizer que a sensibilidade, lugar das intuições e fenómenos, é incapaz de interpretar o mundo físico que ela aberga, vê este mas não o pensa. (VALE DOIS VALORES) A razão é incondicionada porque, como faculdade das ideias e raciocínios, não está submetida à observação da natureza e às suas leis (sensibilidade+ entendimento), pensa livremente os númenos e pode até abdicar das categorias do entendimento como causa-efeito, etc. O entendimento, faculdade que pensa os fenómenos (exemplo: casa, rio, pássaro, céu)  é condicionado porque está subordinado aos fenómenos da sensibilidade que ele pensa e está proibido de produzir juízos erróneos como por exemplo «As sementes de roseira geram pinheiros» porque isto viola as categorias de realidade e de necessidade. (VALE DOIS VALORES)

O entendimento, função que pensa os fenómenos, reduz à unidade, a um resumo, o diverso, as múltiplas intuições empíricas. Exemplo: depois de a sensibilidade ver centenas de rosas que ela mesma cria em si mesma, o entendimento recebe as imagens da sensibilidade e, munido de categorias ou conceitos puros como «unidade», «pluralidade», «totalidade», constrói uma única rosa intelectual, um conceito empírico de rosa, abstraindo de pormenores como a cor, o perfume, etc. (VALE UM VALOR)

 

1-B) O númeno afecta «do exterior» a sensibilidade e cria, nesta, um caos de matéria (madeira, terra, ferro, etc). Este caos é moldado pelo espaço que nele imprime figuras geométricas e pelo tempo que lhe confere duração, sucessão, simultaneidade. Assim nasce o fenómeno janela, na sensibilidade «externa», isto é, no espaço. O entendimento intervém na medida em que confere à janela o carácter de substância, de divisibilidade (em partes: caixilhos de madeira ou metal, vidros, fecho, etc). São enviadas ao entendimento imagens de diferentes fenómenos janelas - janelas rectangulares, redondas, etc - e as categorias ou conceitos puros do entendimento como pluralidade, unidade e realidade misturam e tratam essas imagens empíricas transformando-as num só conceito empírico, o de janela, abstraindo dos pormenores das janelas particulares. (VALE TRÊS VALORES)

 

2) A) A fenomenologia é um cepticismo moderado: cingindo-se aos fenómenos - o que é visível, o que se manifesta- ela não se pronuncia a favor do idealismo ontológico nem do realismo ontológico. O idealismo solipsista afirma que o mundo de matéria é irreal e interior a uma única mente, a minha. O realismo crítico sustenta que o mundo de matéria é real, exterior às mentes humanas, mas estas captam-no de forma distorcida (exemplo: as cores violeta, amarela e castanha não existem no mundo exterior, são fabricadas na minha mente a partir de movimentos vibratórios de partículas no exterior).

Em Parménides a percepção empírica é ilusão («Nascimento e morte, alteração das cores maravilhosas são ilusões» ), o pensar está a todo o instante centrado no ser uno, imóvel, homogéneo, imprincipial, invisível, esférico, eterno. É portanto, uma teoria racionalista, que não dá crédito às percepções empíricas mas sim ao raciocínio ("Só o pensar, o raciocínio e a intuição inteligível captam o ser"). Esse racionalismo pode ser um realismo crítico - a esfera do ser pode ter carácter material, pode ser formada por uma matéria imperceptível aos sentidos - ou um idealismo crítico como em Kant.  (VALE TRÊS VALORES)

 

2) B) O método hipotético-dedutivo decompõe-se em quatro etapas: observação, hipótese (indução amplificante), dedução da hipótese e experimentação que confirma ou desmente a hipótese. Karl Popper opõe-se à indução amplificante, pois sustenta que a observação de casos particulares, por muito numerosos que sejam, não autoriza a formular leis gerais universais. Para Popper, as ciências empíricas são conjuntos de conjecturas, suposições, que podem ser temporariamente aceites enquanto não forem refutadas pelo debate de ideias e pelos testes experimentais que não verificam as leis mas apenas corroboram, isto é, confirmam exemplos. O princípio da falsificabilidade estabelece que só pode merecer o título de "ciência" provisória a doutrina que se exponha a testes (testabilidade) e propicie a sua auto-destruição ou rectificação. O conhecimento é uma perpétua aproximação à verdade, que nunca se atinge por completo. (VALE TRÊS VALORES)

 

2) C) Descartes admitia três tipos de ideias: adventícias, factícias e inatas. E três substâncias ontológicas: a res divina (Deus), a res cogitans (o pensamento humano) e a res extensa (o espaço com as figuras geométricas, os corpos na sua vertente de comprimentos, larguras e altura). Pode-se fazer corresponder a res divina Deus às ideias inatas porque estas são absolutamente seguras: as ideias de corpo, alma, Deus, figuras geométricas, números.

Por ideias adventícias, Descartes entendia as sensações e percepções empíricas. Exemplo: ver uma jarra de flores, saborear gaspacho, ouvir música. Ora, as percepções empíricas serão parcialmente ilusórias segundo Descartes: as cores (exemplo:o vermelho da rosa), os cheiros (exemplo: o perfume da rosa), os sabores, a dureza e a moleza, o calor e o frio, são qualidades secundárias, isto é não existem na realidade objectiva, no mundo material exterior ao corpo humano, surgem apenas na mente como ilusão, resultando do embate nos orgãos sensoriais de «poeiras» exteriores emanadas dos objectos. No entanto, as ideias adventícias, na medida em que reflectem as formas, o tamanho e o movimento dos objectos exteriores, isto é, as qualidades primárias, não transmitem ilusão mas sim verdade. Pode-se fazer corresponder as ideias adventícias à rex extensa.

Por ideias factícias, entende-se as ficções da imaginação (exemplo: uma sereia, um elefante com patas de leão, etc). Podemos fazê-las corresponder à res cogitans. (VALE TRÊS VALORES)

 

2) D) Anarquismo epistemológico de Paul Feyerabend é a doutrina segundo a qual não deve haver ciências contemporâneas - a biologia, a medicina, a física, a história, a filosofia, ensinadas nas universidades - em posição superior às ciências holísticas herdadas da antiguidade - astrologia, acupunctura, medicina natural, medicina hopi, alta magia, etc. Anarquismo significa autogestão, assembleias de base a decidir, ausência de chefes e de Estado. Epistemologia é reflexão sobre as ciências. A medicina universitária promove os diagnósticos com raios X, biópsias, o emprego massivo de vacinas, etc, que Feyerabend considera estupidez, tal como considera estúpida a teoria das causas locais da doença (Exemplo: «A doença de fígado nasceu no fígado devido a um vírus») porque a causa da doença é estrutural (holismo), geral, extensiva a todo o organismo. Feyerabend considerava os homens sapiens do mito como os criadores da cultura - as religiões, a magia, a ecologia, são frutos da mentalidade mítica, holística, ainda hoje presente em tribos índias afastadas da civilização tecnológica - e, portanto, mais inteligentes que os cientistas actuais que intoxicam a humanidade com drogas farmacêuticas e saturam o ar com radiações electromagnéticas (telemóveis, hi fi, etc) que causam cancros, perturbações nervosas e muitas outras doenças. (VALE TRÊS VALORES). 

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

 

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 22:59
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 13 de Fevereiro de 2014
A crítica falaciosa de Kant a Berkeley

 

Na Crítica da Razão Pura, Kant desembainha a espada da crítica contra George Berkeley, a quem classifica de idealista dogmático. Atentemos  entre outras passagens,  na seguinte,  em que diz ser absurdo considerar que o espaço e o tempo existam em si mesmos, como reais, se se considera que os objectos materiais são irreais:  

 

«Com efeito, se considerarmos o espaço e o tempo como propriedades que, segundo a sua possibilidade, deveriam encontrar-se nas coisas em si e se reflectirmos nos absurdos em que se cai, desde que se admitam duas coisas infinitas, que não são substâncias, nem algo realmente inerente às substâncias, mas que devem ser contudo algo de existente e mesmo a condição necessária da existência de todas as coisas, já que subsistiriam, mesmo que todas as coisas desaparecessem, não se poderia mais censurar o bom do Berkeley por ter reduzido os corpos a simples aparência.» (Kant, Crítica da Razão Pura, Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, pag 85-86; o negrito é posto por mim).

 

Kant tenta diferenciar fenómeno de aparência ou ilusão e atribuiu esta última categoria ao idealismo de Berkeley. É uma falácia. Já tratei este tema em outros artigos deste blog. Escreveu Kant:

 

«Seria culpa minha se convertesse em simples aparência o que deveria considerar como fenómeno. Eis o que não acontece segundo o nosso princípio de idealidade de todas as nossas intuições sensíveis; só quando se atribui realidade objectiva a essas formas de representação é que se não pode evitar que tudo se transforme em simples aparência.»(Kant, Crítica da Razão Pura´, Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, pag 85; o negrito é posto por mim ).

 

 

Mas o que é atribuir realidade objectiva à representação? Kant fá-lo? Há uma objectividade realista e uma objectividade idealista. E Kant não as distingue, sequer... Aliás Kant diz o mesmo que Berkeley sobre os objectos físicos, pois não considera reais em si mesmos corpos como mesas, casas, árvores, átomos, sol, galáxia:

 

«Devíamos contudo lembrar de que os corpos não são objectos em si, que nos estejam presentes, mas uma simples manifestação fenoménica, sabe-se lá de que objecto desconhecido...de que, portanto, não é o movimento da matéria que produz em nós representações, mas que ele próprio (e, portanto, também a matéria que se torna cognoscível) é mera representação...»(Kant, Crítica da Razão Pura, Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, nota da pag 363-364;o negrito é posto por mim). )

 

Eis a confissão de Kant: o fenómeno, o objecto ou a força material (o vento, o mar, a gaivota, a rocha, etc) é representação, é aparência de algo desconhecido. Se não são objectos em si, os corpos físicos são aparências. Não há meio termo: o fenómeno não é coisa em si, é ilusão tridimensional, é um conjunto de aparências. Kant tem exactamente a mesma posição de Berkeley, embora tente disfarçar o facto ao colocar «fenómeno» como meio termo entre coisa em si e aparência/representação. Mas de duas uma: o fenómeno ou é real ou não.

 

 O idealismo de Kant é, no essencial, o mesmo de Berkeley, com a diferença essencial de Berkeley afirmar Deus como real e Kant atribuir a Deus uma existência duvidosa (agnosticismo) classificando-o como númeno.  E as diferenças de Kant admitir a distinção ontológica entre qualidades primárias e secundárias e Berkeley não. E Kant construiu ainda as tábuas de categorias e de juízos puros, que são variações inessenciais do idealismo de Berkeley.

 

De duas uma: ou Kant era menos inteligente do que se pensa e interpretou mal Berkeley ou quis menorizar Berkeley, colhendo os louros de fundador do idealismo moderno,  e foi desonesto, deturpando a filosofia do bispo irlandês. Aposto nesta última hipótese.

 

Uma das provas da indigência intelectual dos filósofos consagrados dos séculos XX e XXI - como Heidegger, Russell, Sartre, Quine, Kripke, Goodman e tantos outros - e dos professores de filosofia em geral é não perceberem sequer esta identidade essencial: o idealismo de Kant é, ontologicamente, igual ao idealismo de Berkeley.  Que universidades são estas, incapazes de desmontar as falácias de Kant? Fechem-se as Faculdades de Filosofia! Não há nelas profundidade suficiente de pensamento. Só há títulos imerecidos, vaidades - exceptuando os títulos de alguns raros catedráticos de real valor, ultra minoritários no corpo docente.

 

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

 

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 21:01
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 11 de Fevereiro de 2014
Úrano em 9º 50´ de Carneiro em dois jogos Benfica-Sporting, duas vitórias por 2-0 do Benfica

 

Em 21 de Abril de 2013, o Benfica venceu o Sporting CP por 2-0, na jornada 26 da Liga portuguesa Zon Sagres. Nesse dia, Úrano estava em 9º 47´ / 9º 50´ do signo de Carneiro. Úrano move-se vagarosamente no Zodíaco, demora cerca de 7 anos em cada signo ou arco de 30º dos 360º do círculo celeste.

 

Em 11 de Fevereiro de 2014, com Úrano em 9º 50´/ 9º 53´  do signo de Carneiro, praticamente a mesma posição que em 21 de Abril de 2013, o Benfica vence por 2-0 o Sporting e consolida a liderança da Liga Zon Sagres. Não é só a posição de Úrano que determina os resultados desportivos.Os outros planetas também contam na modelação dos factos.

 

A astrologia desportiva é muito complexa. Implica muitas variáveis. Mas o destino está escrito, é a priori, contra a opinião de muitos e superficiais astrólogos comerciais e da esmagadora maioria dos pensadores e professores universitários e do ensino secundário que afirmam, sem conhecimento, que «os astros não podem determinar os resultados desportivos e o devir da vida político-social e cultural das nações, das classes sociais e das pessoas singulares.» Que sabem estes? Que sabiam Karl Popper, Carl Sagan e os académicos em geral nas suas condenações sumárias à astrologia?

 

Como podem filósofos e docentes que não sabem sequer as posições dos planetas no céu em qualquer dia do ano ou do século julgar depreciativamente aqueles que fazem investigação no terreno, estudando dezenas de milhar de factos sociais à luz das tabelas astronómicas? Há uma evidente desonestidade da parte das universidades e da cultura dominante, das fundações filantrópicas, das televisões, rádios, editoras de livros mainstream.

 

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

 

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 23:09
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 8 de Fevereiro de 2014
Teste de filosofia do 11º C, Fevereiro de 2014

 

Eis um teste de filosofia, o primeiro do segundo período lectivo.

 

Agrupamento de Escolas nº1 de Beja
Escola Secundária Diogo de Gouveia, Beja
TESTE DE FILOSOFIA, 11º ANO TURMA C
7 de Fevereiro de 2014.         Professor: Francisco Queiroz

 

Os juízos matemáticos são todos sintéticos…O próprio homem é fenómeno…Compreendo por idealismo transcendental de todos os fenómenos a doutrina que os considera, globalmente, simples representações e não coisas em si… O entendimento faz a síntese do diverso da intuição empírica… ” (Kant, Crítica da Razão Pura)

 

1-A) Explique, concretamente, cada uma destas frases de Kant.

 

1-B) Explique como, segundo a doutrina de Kant, se formam o fenómeno ÁRVORE e o conceito empírico de ÁRVORE.

 

II

 

2) Relacione, justificando:

 

2-A) Empirismo/racionalismo e doutrina de Parménides sobre o ser.

 

2-B) Método hipotético-dedutivo das ciências e teoria de Popper sobre as ciências.

 

2-C) Três tipos de substâncias na ontologia de Descartes e três tipos de ideias na gnosiologia de Descartes.

 

2-D) Argumento dedutivamente válido e argumento sólido.

 

2-E) Fenomenologia, idealismo solipsista, realismo crítico e lei do salto de qualidade.

 

 

CORREÇÃO DO TESTE (COTADO PARA UM TOTAL DE 20 VALORES)

 

 

1-A) Ao dizer que os juízos matemáticos são todos sintéticos, Kant pretendia significar que o predicado desses juízos acrescenta algo novo ao sujeito. Exemplo: «Sete vezes sete é igual a quarenta e nove» - o predicado «é 49» adiciona um novo conhecimento ao sujeito «7 vezes 7». Todo o homem é fenómeno significa que o corpo humano, a figura do rosto, o tamanho dos membros são fenómenos, ou seja, objectos empíricos que nada são em si mesmos porque são criados na sensibilidade, no espaço ou sentido externo, e desaparecem com a extinção do espírito humano. O idealismo transcendental considera que os fenómenos (exemplo: cadeiras, casas, árvores) são apenas representações, isto é, percepções empíricas, imagens, conceitos, mas não são coisas reais em si mesmas. A coisa em si é o númeno, objecto metafísico sem matéria nem forma. O entendimento, função que pensa os fenómenos, reduz à unidade, a um resumo, o diverso, as múltiplas intuições empíricas. Exemplo: depois de a sensibilidade ver centenas de rosas que ela mesma cria em si mesma, o entendimento recebe as imagens da sensibilidade e, munido de categorias ou conceitos puros como «unidade», «pluralidade», «totalidade», constrói uma única rosa intelectual, um conceito empírico de rosa, abstraindo de pormenores como a cor, o perfume, etc. (VALE CINCO  VALORES)

 

1-B) O númeno afecta «do exterior» a sensibilidade e cria, nesta, um caos de matéria (madeira, terra, ferro, etc). Este caos é moldado pelo espaço que nele imprime figuras geométricas e pelo tempo que lhe confere duração, sucessão. Assim nasce o fenómeno árvore, na sensibilidade «externa», isto é, no espaço. O entendimento intervém na medida em que confere à árvore o carácter de substância, de divisibilidade (em partes: tronco, raízes, ramos, etc). São enviadas ao entendimento imagens de diferentes fenómenos árvore - sobreiros, pinheiros, faias, macieiras, etc - e as categorias ou conceitos puros do entendimento como pluralidade, unidade e realidade misturam e tratam essas imagens empíricas transformando-as num só conceito empírico, o de árvore, abstraindo dos pormenores das árvores particulares. (VALE TRÊS VALORES)

 

2)  A) Em Parménides  a percepção empírica é ilusão, o pensar está a todo o instante centrado no ser uno, imóvel, homogéneo, imprincipial, invisível, esférico, eterno. É portanto, uma teoria  racionalista, que não dá crédito às percepções empíricas mas sim ao raciocínio ("Só o pensar, o raciocínio e a intuição inteligível captam o ser"). Esse racionalismo pode ser um realismo crítico  -  a esfera do ser pode ter carácter material, pode ser formada por uma matéria imperceptível aos sentidos - ou um idealismo crítico como em Kant.   No empirismo, as ideias nascem das impressões sensíveis e imitam a forma destas, o que não corresponde à via da verdade de Parménides.  (VALE TRÊS  VALORES)

 

2) B) O método hipotético-dedutivo decompõe-se em quatro etapas: observação, hipótese (indução amplificante), dedução da hipótese e experimentação que confirma ou desmente a hipótese. Karl Popper opõe-se à indução amplificante, pois sustenta que a observação de casos particulares, por muito numerosos que sejam, não autoriza a formular leis gerais universais. Para Popper, as ciências empíricas são conjuntos de conjecturas, suposições, que podem ser temporariamente aceites enquanto não forem refutadas  pelo debate de ideias e pelos testes experimentais que não verificam as leis mas apenas corroboram, isto é, confirmam exemplos. O princípio da falsificabilidade estabelece que só pode merecer o título de "ciência" provisória a doutrina que se exponha a testes e propicie a sua auto-destruição ou rectificação. O conhecimento é uma perpétua aproximação à verdade, que nunca se atinge por completo. (VALE DOIS VALORES)

 

2) C) Descartes admitia três tipos de ideias: adventícias, factícias e inatas. E três substâncias ontológicas: a res divina (Deus), a res cogitans (o pensamento humano) e a res extensa (o espaço com as figuras geométricas). Pode-se fazer corresponder a res divina Deus às ideias inatas porque estas são absolutamente seguras: as ideias de corpo, alma, Deus, figuras geométricas, números. 

Por ideias adventícias, Descartes entendia as sensações e percepções empíricas. Exemplo: ver uma jarra de flores, saborear gaspacho, ouvir música. Ora, as percepções empíricas serão parcialmente ilusórias segundo Descartes: as cores (exemplo:o vermelho da rosa), os cheiros (exemplo: o perfume da rosa), os sabores, a dureza e a moleza, o calor e o frio, são qualidades secundárias, isto é não existem na realidade objectiva, no mundo material exterior ao corpo humano, surgem apenas na mente como ilusão, resultando do embate nos orgãos sensoriais de «poeiras» exteriores emanadas dos objectos. No entanto, as ideias adventícias, na medida em que reflectem as formas, o tamanho e o movimento dos objectos exteriores, isto é, as qualidades primárias, não transmitem ilusão mas sim verdade. Pode-se fazer corresponder as ideias adventícias à rex extensa.

Por ideias factícias, entende-se as ficções da imaginação (exemplo: uma sereia, um elefante com patas de leão, etc). Podemos fazê-las corresponder à res cogitans. (VALE TRÊS VALORES)

 

2) D) Argumento ou raciocínio dedutivamente válido é aquele que não apresenta incoerência formal nem falibilidade, isto é, o que, por via da razão, passa de uma premissa geral para uma conclusão particular implícita nas premissas ou para uma conclusão geral necessária (exemplo: «dois mais dez é igual a doze, doze mais cinco é dezassete, logo dois mais dez mais cinco é igual a dezassete»). Argumento sólido é aquele que ou é dedutivamente válido ou é indutivamente válido e possui lógica material- um exemplo, deste último caso: «A dieta de maçãs, consistindo em ingerir de um a três quilos de maçã por dia, já melhorou mais de dois milhões de doentes de reumatismo e úlcera gástrica, por conseguinte Joaquim e Ausenda melhorarão das suas doenças reumáticas se  praticarem essa dieta». O argumento dedutivamente válido, no plano formal, «As batatas são aviões, os sobreiros são batatas, logo os sobreiros são aviões» não é sólido porque viola a lógica material.(VALE UM VALOR)

 

2) E) A fenomenologia é um cepticismo moderado: cingindo-se aos fenómenos - o que é visível, o que se manifesta- ela não se pronuncia a favor do idealismo ontológico nem do realismo ontológico. O idealismo solipsista afirma que o mundo de matéria é irreal e interior a uma única mente, a minha. O realismo crítico sustenta que o mundo de matéria é real, exterior às mentes humanas, mas estas captam-no de forma distorcida (exemplo: a cores violeta, amarela e castanha não existem no mundo exterior, são fabricadas na minha mente). A lei do salto de qualidade diz que a acumulação lenta e gradual, em quantidade, (devir) de um aspecto num fenómeno leva a uma mudança qualitativa repentina nesse fenómeno. Aplicando esta lei, podemos dizer que uma acumulação de raciocínios e ideias pode levar alguém a passar do realismo crítico para o idealismo solipsista ou viceversa. (VALE TRÊS VALORES).

 

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

 

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 22:09
link do post | comentar | favorito
|

O Sporting Clube de Portugal vencedor da Liga Zon Sagres em 11 de Maio de 2014?

 

Em 10 e 11 de Maio de 2014, Quiron passa em 16º 59´/ 17º 1´ de Peixes quase exactamente em cima do Júpiter de nascimento (1 de Agosto de 1974) do treinador do Sporting Clube de Portugal, o luso-venezuelano Leonardo Jardim, Júpiter esse na zona 16º 55´/ 16º 51´ de Peixes. É um bom aspecto astral.

 

Em 11 de Maio de 2014, Vénus passará em 9º 14´ / 10º 13´ de Carneiro, quase em comjunção exacta com o Quirón no nascimento de Bruno de Carvalho, presidente do Sporting, em 10º 23´/ 10º 26´ de Carneiro, no dia 8 de Fevereiro de 1972. É um aspecto auspicioso para Bruno de Carvalho.

 

Sendo a última jornada da Liga Zon Sagres, em Portugal, em 11 de Maio de 2014, é possível inferir uma alegria intensa para ambos: o Sporting vencedor da Liga, superando o FC Porto e o Benfica? Ou será apenas indicativo de o Sporting ficar em segundo lugar, superando o FC Porto, ante um Benfica campeão da Liga Zon Sagres?

 

PS- Se é professor ou estudante de filosofia, história ou demais ciências, porque não começa a compreender os movimentos planetários e a astrologia histórico-social e libertar-se da crucial ignorância a que o votaram nessa matéria? Adquira na nossa loja online www.astrologyandaccidents.com as nossas obras «Álvaro Cunhal e Antifascismo na Astrologia Histórica», recentemente lançada, «Os acidentes em Lisboa na Astronomia-Astrologia» e outras que lhe fornecem conhecimentos que em nenhum outro lado pode encontrar. É tempo de ser culto e profundo! Pense por si, sem receio dos clichés dominantes. O facto de sermos únicos no mundo a desenvolver a Astrologia Histórica detalhada, científica, não é um argumento a nosso desfavor, pelo contrário. Representamos a vanguarda do conhecimento.

 

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

 

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 17:06
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Quinta-feira, 6 de Fevereiro de 2014
Teste de filosofia do 10ºB, Fevereiro de 2014

 

Eis um teste de filosofia, o primeiro do segundo período lectivo. A temática da filosofia hermética e do simbolismo das catedrais/ geometria sagrada  justifica-se porque serve de base à visita de estudo a monumentos de Sevilha e enquadra-se nos pontos do programa do 10º ano de filosofia em Portugal «O que é a filosofia»,  «Valores Estéticos/ Artísticos» e «Valores Religiosos».

 

Agrupamento de Escolas nº1 de Beja
Escola Secundária Diogo de Gouveia com 3º Ciclo, Beja
TESTE DE FILOSOFIA, 10º ANO TURMA B
6 de Fevereiro de 2014.            Professor: Francisco Queiroz

 

"A filosofia hermética é holística e baseava-se no princípio das correspondências macrocosmos-microcosmos, de que a catedral medieval é um exemplo de aplicação prática. A essência, segundo Platão, não está no mesmo nível que a essência segundo Aristóteles. A lei do devir encaixa-se na lei do salto de qualidade.”

 

1) Explique, concretamente, cada uma destas frases.

 

2) Construa um diálogo de valores ético-políticos ( mínimo: 12 linhas) entre um anarquista, um comunista leninista, um socialista democrático, um liberal, um fascista, de modo a que no diálogo explicite as definições dos conceitos de «nacionalização de empresas», «privatização de empresas», «autogestão», «cogestão»,  «estado de direito democrático», «ditadura do proletariado», «totalitarismo».

 

 

3) Relacione, justificando:

 

A) Imperativo categórico em Kant e princípio da ética de Stuart Mill.
B)  Contratualismo de Hobbes  e de John Locke.
C) Etnocentrismo absolutista, multiculturalismo, subjectivismo.   

 

 

CORRECÇÃO DO TESTE DE FILOSOFIA (COTADO PARA 20 VALORES)

 

1) A filosofia hermética, nascida na Antiguidade e atribuída ao mítico Hermes Trimegistus, é holística porque considera as coisas integradas numa totalidade (holo) cósmica em que tudo se relaciona. Baseia-se na fórmula «o que está em baixo é como o que está em cima, o microcosmo é um espelho do macrocosmo». Exemplo: a catedral medieval é um microcosmo, na medida em que a sua planta reproduz em pedra, o corpo cósmico de Cristo, gigantesco (macrocosmo) que atravessa o universo. A abside equivale à cabeça de Cristo, o transpeto aos braços,  o altar ao coração, as naves ao tronco e pernas. (VALE TRÊS VALORES). A essência, em Platão, é o arquétipo (de Belo, Bem, Homem, Árvore, etc) e encontra-se no mundo supraceleste, inteligível, mas em Aristóteles as essências, formas eternas,estão nos próprios objectos materiais («O Belo só está na rosa e nas coisas belas», «a essência rosa não está fora de cada rosa existente no real físico») e não há mundo inteligível separado. (VALE DOIS VALORES) A lei do devir defende que tudo está em mudança, a cada instante, e está incluída na lei do salto qualitativo porque esta diz que a acumulação lenta e gradual, em quantidade, (devir) de um aspecto num fenómeno leva a uma mudança qualitativa nesse fenómeno (VALE DOIS VALORES).

 

 

2) Anarquista: «Sou contra o capitalismo e todas as formas de Estado. Defendo a autogestão, isto é, as fábricas, hipermercados, empresas agrícolas, de transportes, pescas, deixam de ter patrões e passam a ser geridas por assembleias de trabalhadores (operários, economistas, engenheiros), nivelando-se os salários.»

Comunista: «Sou contra o capitalismo mas, ao contrário dos anarquistas, defendo a nacionalização, isto é, a passagem para as mãos do Estado das grandes e médias empresas ou mesmo de todas. Defendo a ditadura do proletariado: desaparecem as eleições livres porque os partidos da direita ou centro-esquerda as ganham graças ao financiamento dos ricos, só o partido marxista concorre e domina o Estado.»

Socialista democrático: «Não sou contra o capitalismo, porque permitre criar riqueza em grande quantidade, sou contra o capitalismo selvagem que não protege os operários. Defendo a cogestão, isto é, a empresa é propriedade dos patrões mas o conselho de administração inclui um representante dos trabalhadores ou do sindicato. Defendo as eleições livres, base do estado de direito democrático.»

Liberal: «Sou a favor do capitalismo, da privatização das empresas, isto é, de estas passarem a pertencer a patrões (privados), sou apoiante da livre concorrência entre as empresas, da liberdade de o patrão despedir operários. Sou contra o comunismo que é um totalitarismo de esquerda, isto é, um estado de partido único com censura à imprensa,  e contra o fascismo que é um totalitarismo de direita. Defendo o Estado de direito democrático ou democracia pluralista.»

Fascista: «Sou a favor do capitalismo nacional sob uma ditadura de extrema-direita tradicional na qual o povo inteiro obedece ao chefe de Estado e ao partido único, não há liberdade de greve e manifestação de rua, os imigrantes são expulsos do país, a censura é estabelecida na televisão, na imprensa e no ensino, gays e lésbicas são perseguidos e neutralizados. Sou contra o Estado de direito democrático, criação da maçonaria liberal e socialista.» (VALE SEIS VALORES).

 

Nota: Este diálogo pode ser estruturado de outras maneiras.

 

3) A) O imperativo categórico é a verdadeira lei moral em Kant: age como se quisesses que a tua acção fosse uma lei universal da natureza. Por outras palavras: ou comem (ou pagam) todos por igual ou não há moralidade. O princípio da maior felicidade, base da ética de Start Mill, defende que se deve preferir a felicidade da maioria dos envolvidos numa situação à felicidade da minoria  e que os prazeres superiores (filosofia, literatura, ciência, amizade, solidariedade, etc) são preferíveis aos prazeres inferiores (comer, beber, possuir oiro ou dinheiro, etc). Kant e Mill opõem-se, em certa medida. Se um barco com 150 passageiros naufraga e só se podem salvar 30 vidas em salva-vidas, o imperativo de Kant é, aparentemente, impraticável mas não o utilitarismo de Stuart Mill:  salvam-se as mulheres e as crianças (estas são potencialmente, as portadoras de maior felicidade porque têm um largo futuro diante de si) e ficam para morrer os homens e o capitão (VALE DOIS VALORES).

 

3)B) O contratualismo é a filosofia que justifica o Estado como resultado de um contrato social. No caso do filósofo inglês Hobbes, este defendeu um contratualismo base da monarquia absoluta ou ditadura do rei: os cidadãos entregam os seus direitos e liberdades nas mãos de um monarca absoluto que lhes garante a propriedade privada dos seus bens e o direito à vida reprimindo as revoluções, o banditismo, o roubo, etc. No caso do filósofo inglês do século XVIII John Locke, este sustentou que o Estado brota de um contrato social entre os proprietários livres para superar o "estado de natureza" (país sem lei) e reveste a forma de Estado liberal, baseado na livre eleição de um parlamento multipartidário de onde sai o governo e baseado na liberdade de imprensa e na separação tripartida de poderes. (VALE DOIS VALORES).

 

3) C) O etnocentismo absolutista é a corrente e a atitude que sustenta que uma dada etnia, nação ou raça é, genetica e culturalmente, superior a outros povos e raças e por isso tem o direito de humilhar, escravizar ou eliminar estas. Exemplo: os colonizadores portugueses e espanhóis nos séculos XV e XVII , escravizando os negros de África ou os índios da América do Sul e Central, impondo-lhes a religião católica, o vestuário europeu, etc. O multiculturalismo é a corrente e a atitude que sustenta que todas as etnias, raças ou povos são iguais, devem conviver na mesma sociedade sem que nenhuma se superiorize a outra. Exemplo: a democracia portuguesa não deve ser de influência cristã nem dar a hegemonia à raça branca mas acolher o laicismo e todas as pessoas imigrantes (brasileiros, cabo-verdianos, ingleses, indianos, etc) dando direitos iguais a todos. É subjectivo ser etnocentrista absolutista ou multiculturalista, isto é, o acto de optar varia de pessoa a pessoa. Subjectivismo é a corrente que sustenta que a verdade, os valores, são íntimos a cada um, variam de pessoa a pessoa. (VALE TRÊS VALORES).

 

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

 

 

 

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 14:58
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
14
15
17

19
21
23
24

25
26
27
28
29
30


posts recentes

Áreas 21º-24º de Carangu...

Ponto 27º 37´/ 27º 44´ de...

Equívocos no Exame Nacion...

25 a 30 de Junho de 2017:...

28 de Junho a 1 de Julho ...

Breves reflexões de Junho...

Areas 14º-18º of Aries, 2...

Identidade de género, uma...

Teste de filosofia do 10º...

Teste de Filosofia do 11º...

arquivos

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

tags

todas as tags

favoritos

Teste de filosofia do 11º...

Pequenas reflexões de Ab...

Suicídios de pilotos de a...

David Icke: a sexualidade...

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds