Domingo, 30 de Maio de 2010
Ex-istência e In-sistência

A palavra existência, capital em filosofia, vem do latim ex (fora) + sistere (estar). Significa, pois, estar fora. Esta palavra deveria ter, no vocabulário filosófico, outra que lhe servisse de contraponto: insistência, isto é,in (dentro, para dentro)  sistência (estância, acto de estar), isto é, estar dentro, interioridade. Heidegger queixou-se, com razão, da insuficiência do vocabulário para traduzir certos estados de espírito, certas estruturas ou modos do ser e do acontecer. A in-sistência é mas não ex-iste. Kierkegaard disse algures que «Deus é, não existe, o homem não é, existe». A realidade não se limita à existência mas também à modalidade real da inexistência.  Por outras palavras: real vai além de existente, engloba também o insistente, a interioridade não manifesta. O pensamento move-se da existência concreta para a insistência abstracta e viceversa.

 

Toda a essência conceptual ou ideal é uma insistência mas a essência em geral deveria distinguir-se da insistência ou estado de interioridade, que é uma sua propriedade acidental. Pode conceber-se uma in-sistência vazia, sem essências, como se pode conceber vazia a tela de um cinema antes de aí serem projectadas as imagens de um filme (essências). Nada impede que a essência seja o exterior, a forma visível e palpável, relativamente estável, da existência da coisa. Nada impede que haja essência plasmada apenas na existência, na exterioridade. O que caracteriza fundamentalmente a essência não é o ser interior a mas o ser forma ou conjunto de notas fundamentais de uma coisa. A essência é forma, diferente de espaço interior ou exterior em que se integra – sem esquecer que espaço ou infinito das formas é também uma essência geral.

 

O ser é, assim, dupla consistência ou presença: insistência e existência. O ser determinado, isto é, dotado de forma, matéria, etc, é essência. Subsistência traduz outra coisa diferente de insistência: estar em posição inferior, estar debaixo de. Não é exactamente o mesmo que insistência ainda que, em certo sentido, possam ser sinónimas as expressões «o ser subsiste por si mesmo» e «o ser insiste por si mesmo».

A palavra insistência funciona como reiteração de algo. O ser reitera-se constantemente  como presença contínua, permanência, estar com duração indefinida.

 

 

www.filosofar.blogs.sapo.pt

f.limpo.queiroz@sapo.pt

© (Direitos de autor para Francisco Limpo de Faria Queiroz)

 



publicado por Francisco Limpo Queiroz às 10:45
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Agosto 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

Posições de Júpiter em Ma...

Deleuze e Guattari: as tr...

Júpiter em 17º de Balança...

Astrología y accidentes a...

O idealismo é contra a au...

La guerra civil de España...

Breves reflexões de Julho...

Áreas 21º-24º de Carangu...

Ponto 27º 37´/ 27º 44´ de...

Equívocos no Exame Nacion...

arquivos

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

tags

todas as tags

favoritos

Teste de filosofia do 11º...

Pequenas reflexões de Ab...

Suicídios de pilotos de a...

David Icke: a sexualidade...

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds